bolinho de batata indiano
[aloo tikki]

bolinho de batata indiano

Gostamos muito desse bolinho, que fiz rapidinho cozinhando as batatas por 10 min no vapor na panela de pressão elétrica. Tenho usado muito essa panela pra me ajudar nesses preparos n cozinha. Esses bolinhos ficaram pedaçudos, pois não moí muito no processador, mas pode deixá-los mais homogêneos.

500 gr de batata descascada e cozida
1/2 colher de chá de semente de cominho
3 cm de gengibre fresco
1 pimenta fresca picada
1/4 colher de chá de curcuma
1/2 colher de chá de pimenta vermelha em pó
1/2 colher de chá de coentro em pó
1/2 colher de chá de manga seca em pó [*se não tiver, omita]
1/2 colher de chá de garam masala
1/2 colher de chá de sal
1/4 xícara de coentro fresco picado

2 colheres de sopa de amido de milho ou farinha de arrozMisture todos os ingredientes no processador ou faça a mão com um amassador de batata. Faça pequenos bolinhos e coloque numa bandeja. Deixe na geladeira por umas 2 horas [ou no congelador por menos tempo]. Coloque um pouquinho de óleo ou azeite numa frigideira e frite os bolinhos dos dois lados. Sirva com um chutney verde, feito com coentro fresco, coco ralado fresco ou seco, suco de limão, melado, um pouco de sal, tudo batido no liquidificador até formar um molho.

bolinho de batata indiano bolinho de batata indiano

nankhatai—biscoito amanteigado indiano

Essa receita saiu é livro Veganbell’s Indian Vegan de Nabin Niroula e Neelam Pokhrel. É uma variação indiana dos populares shortbread cookies, muito comuns por aqui. Gostamos muito dessa versão vegana.

10 amêndoas
10 castanhas de caju
1 xícara de farinha de trigo
1/2 colher de chá de cardamomo em pó
2 colheres de sopa de farinha de grão-de-bico [besan]
2 colheres de sopa de semolina [sooji]
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 xícara de óleo de coco
3 colheres de sopa de creme de coco [usei a parte que fica sólida do leite de coco em lata]
1/2 xícara de açúcar de confeiteiro
1 pitada de sal

Pré-aqueça o forno em 350F/176C.

Coloque as amêndoas e castanhas no processador e moa até fazer uma farofa. Coloque tudo numa vasilha, junte a farinha de trigo, o cardamomo, as farinhas de grão-de-bico e semolina e o bicarbonato. Misture bem.

Numa vasilha separada junte o óleo de coco, o creme de coco, o açúcar de confeiteiro e o sal. Misture bem.

Junte os ingredientes secos ao liquido. Misture até adquirir uma massa macia e homogênea. Se precisar, acrescente um pouco mais de creme de coco.

Forre assadeiras com papel vegetal. Pegue uma colher de sopa da massa e enrole numa bolinha. Coloque na assadeira e achate com os dedos. Coloque amêndoas em fatias por cima. Leve ao forno e asse por 15-20 minutos. Deixe esfriar bem e guarde num recipiente fechado com tampa.

upma de quinoa com milho & hortelã

Upmas são um tipo de pilaf muito populares no sul da India e que podem ser preparados com vários grãos. No livro Vegetarian India, a Madhur Jaffrey prepara esse com quinoa. Fica levíssimo, fofíssimo e delicioso. Eu fiz com milho fresco que estava na estação, mas pode usar em lata ou congelado.

1 xícara de quinoa
1/2 colher de chá de urad dal [omita se não tiver]
1/2 colher de chá de sementes de mostarda preta
1/2 colher de chá de sementes de cominho
1 pimenta vermelha seca
10-15 folhas de curry frescas [se não tiver, omita]
1/2 cebola grande picadinha
1/4 colher de chá de curcuma em pó
1 xícara de milho
1 pimenta fresca picada
2 colheres de sopa de coentro fresco picado
1 colher de sopa de hortelã fresca picada
Sal a gosto
1 colher de chá de açúcar
1 colher de sopa de suco de limão [usei o Tahiti]
Limão cortado em quatro para servir

Coloque 2 xícara de água numa panela e leve pra ferver. Adicione então a quinoa, mexa e tampe. Cozinhe em fogo baixo por 15 minutos. Desligue o fogo e deixe descansar por mais 15 minutos.

Coloque o óleo numa panela grande em fogo médio. Adicione o urad dal. Em seguida adicione as sementes de mostarda, e a pimenta seca [recomento adicionar um pouco menos, porque essa pimenta dá muita picância no prato]. Quando as sementes começarem a pipocar, junte as folhas de curry [cuidado, porque espirra!], e a cebola picada e a curcuma em pó. Mexa bem, até a cebola ficar dourada, adicione o milho, a pimenta fresca, as ervas frescas e sal a gosto. Refogue por uns minutos.

Junte a quinoa cozida à mistura de milho. Adicione o açúcar. Eu omiti.Junte o suco do limão, tampe a panela e deixe em fogo baixíssimo por uns 3-4 minutos, dando uma mexida de vez em quando com uma espátula. Coloque numa travessa e sirva com fatias de limão.

dashi—caldo de alga & cogumelo

Aprendi a fazer esse dashi—um caldo de algas e cogumelos, que tenho usado em muitas variações. Nessa usei os cogumelos enoki e folhas de manjericão da minha horta de verão. Pode usar tudo o que quiser, legumes cozidos no vapor, tofu frito, brotos, ervas picadas, eteceterá.

4 folhas de kombu de 6 cm cada
3 cogumelos shiitake secos
3 cm de gengibre fresco fatiado
3 dentes de alho esmagados
1/4 de colher de chá de pimenta vermelha em flocos
7 xícaras de água fervendo

Coloque todos os ingredientes numa vasilha, cubra com a água quente. Tampe ou coloque um prato em cima da vasilha e deixe descansar por 30 minutos. Quando for usar o caldo, coe para remover todas as partes sólidas. Coloque o caldo numa panela e aqueça. Tempere com 1/4 xícara de mirin ou sake, 2 colheres de sopa de molho de soja e sal a gosto. Cozinhe qualquer macarrão asiático, ramen, yakisoba, soba, udon. Coloque o macarrão num prato fundo, cubra com o dashi e adicione legumes da sua preferência e tofu, decore com cebolinha picada, se quiser. Eu servi com cogumelos enoki grelhados e prensados [ponha uma panela pesada em cima deles enquanto grelha numa frigideira em fogo médio]. Decorei com folhas de manjericão frescas.

brownies de feijão moyashi

Eu compro muitos livros de receita no Kindle, agora priorizando apenas os vegetarianos de veganos. O livro Eat Feel Fresh da Sahara Rose Ketabi eu comprei há muito tempo, quando estava namorando as ideias da ayurveda. Nunca tinha feito nenhuma receita dele, essa foi a primeira. Esses brownies de feijão moyashi ficaram preciosos! Imagino que os feijõezinhos possam ser substituídos por outro do mesmo estilo, como o azuki. Coloquei pouquíssimo açúcar, porque estamos desacostumados às coisas muito doces, as se quiser um pouco mais doce pode aumentar um pouco a quantidade do açúcar ou das tâmaras. O melhor é comer esse brownie no mesmo dia, mas as sobras que foram pra geladeira também foram devoradas.

1 e 1/2 xícaras de feijão moyashi cozido
1/2 xícara de cacau em pó sem açúcar
1/2 xícara de aveia
1 colher de sopa de açúcar ou 6-8 tâmaras Medjool sem caroço
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
2 colheres de chá de extrato de baunilha
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/4 colher de chá de sal marinho
1/2 xícara de gotas de chocolate amargo sem leite

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°C. Forre uma assadeira quadrada com papel vegetal ou manteiga.

Em um processador de alimentos coloque todos os ingredientes, exceto as gotas de chocolate. Bata até ficar homogêneo. Acrescente
Acrescente as gotas de chocolate. Leve ao forno e asse por 16-20 minutos até que uma faca saia limpa quando espetada na massa.

Retire do forno, coloque sobre o bolo ainda quente mais 2 colheres de sopa de gotas de chocolate e deixe esfriar por 15 minutos antes de retirar da forma. Corte em quadrados e sirva. As sobras devem ser guardadas na geladeira, que podem ser re-aquececidas.

mujadara de trigo bulgur & lentilha marrom

Adoro fazer mujadara, esse prato do oriente médio com tantas variações e que sempre fica delicioso, além de ser uma refeição completa pra mim. Essa ideia de fazer com o trigo bulgur eu tirei do livro Our Syria: Recipes from Home.

1 xícara de lentilha marrom
1 xícara de trigo bulgur
1/3 xícara de óleo vegetal
2 ou 3 cebolas grandes fatiadas
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de 7 spices
Azeite extra virgem para servir

Lave o bulgur em bastante água e deixe escorrer numa peneira. Lave a lentilha, coloque numa panela com 3 xícaras de água. Deixe ferver e cozinhe em fogo médio com a panela tampada por 15 minutos.

Aqueça o óleo numa frigideira, coloque a cebola e refogue até elas ficarem macias. Remova metade das cebolas, reserve num prato. A outra metade deixe caramelizar em fogo baixo até elas ficarem douradas. Reserve.

Adicione a metade das cebolas cozidas, o trigo bulgur, o sal e as 7 spices junto com as lentilhas cozidas. Vai sobrar um pouco da água do cozimento na panela. Mexa bem e cozinhe em fogo baixo com a panela tampada até a água ter evaporado totalmente. Deixe descansar uns minutos, coloque numa travessa, decore com a outra metade das cebolas caramelizadas, despeje um pouco de azeite por cima e sirva.

7 especiarias
1 colher sopa de cardamomo em pó
1 colher sopa de canela em pó
1 colher sopa de cominho em po
1 colher sopa de sementes de coentro moídas
1 colher sopa de pimenta do reino moída
1/2 colher sopa de cravo moído
1/2 colher sopa de noz moscada moída

Misture tudo e guarde num recipiente bem fechado com tampa.

crepes de coentro fresco e farinha de grão-de-bico [e chutney de coentro & hortelã]

Fiz esses crepes num instantinho, usei essa receita e servi com o chutney de coentro e hortelã, mas pode colocar recheios diversos. O que sobrou comi com tomates frescos picados. Só não consigo fazer os crepes ficarem bem fininhos, mas mesmo mais grossinhos ficaram muito bons.

1 xícara de coentro fresco
1 xícara de água
1 xícara de farinha de grão-de-bico
3 cm de gengibre fresco
1 colher de chá de sal
1/2 colher de sopa de óleo

Coloque o coentro no liquidificador com a água. Bata bem, adicione o resto dos ingredientes e continue a bater até formar uma massa bem lisa. Aqueça uma frigideira em fogo médio e pincele com um pouco de óleo, em seguida, encha metade de uma concha com a massa e despeje no meio da frigideira, espalhando rapidamente em movimentos circulares até espalhar uniformemente. Deixe cozinhar de um lado e vire para cozinhar do outro lado. Se precisar pincele mais óleo. Sirva com um chutney de coentro & hortelã.

Chutney de coentro & hortelã
2 xícaras de coentro picado [pode incluir as hastes]
1/2 xícara de folhas de hortelã picadas
1/2 xícara de castanhas de caju
5 folhas de curry [opcional, omita se não tiver]
4 colheres de sopa de suco de limão
1/2 colher de chá de sal
1/4 xícara de água

Adicione todos os ingredientes no liquidificador e bata bem até ficar um creme. Sirva. Ou guarde na geladeira.

kibe de abóbora recheado com espinafre, grão-de-bico & nozes

Adaptei essa receita do livro Our Syria: Recipes from Home. Nele, o kibe era frito, mas fiz ele assado porque achei mais prático.

para a massa
600 gr de abóbora cozida
1 cebola pequena
1 e 1/3 xícara de trigo bulgur
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de pimenta do reino
1/3 xícara de farinha de trigo
para o recheio
1 cebola pequena descascada e cortada em quartos
Azeite para refogar
1 e 1/2 colher de chá de 7 especiarias
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de pimenta do reino
4 a 5 punhados de espinafre
3/4 xícara de grão de bico cozido
2 xícaras de nozes picadas
2 colheres de sopa de melaço de romã

Cozinhe a abóbora como quiser—eu assei. Deixe o trigo de molho em 1 xícara de água fervendo por uns 30 minutos. Bata a cebola no processador de alimentos e misture com a abóbora, o bulgur, o sal e a pimenta do reino. Eu misturei na mão, mas pode usar o processador de alimentos. Acrescente a farinha de trigo e amasse muito bem com as mãos. Deixe descansar na geladeira por pelo menos 30 minutos.

Enquanto isso, faça o recheio fritando a cebola em um pouco de azeite em fogo baixo até caramelizar. Adicione os temperos e frite por alguns minutos, mexendo bem, depois adicione o espinafre, as nozes, o grão de bico e o melaço. Quando o espinafre murchar, retire do fogo e deixe esfriar.

Numa travessa untada com azeite coloque metade da massa do kibe, coloque o recheio e cubra com a outra metade da massa do kibe. Regue com azeite e leve para assar em forno pré-aquecido em 400F/200C até a crosta ficar dourada.