salada de aspargos [cru] com gengibre fresco e semente de gergelim

aspargo-sesame

Outra receita com aspargos, esta também usando eles cru. Muita gente acha que aspargos só fica bom cozido, vamos aos pouquinhos mudando essa impressão.

2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de gengibre fresco ralado
1 colher de chá de alho espremido
1 colher de sopa de açúcar mascavo claro
1 pimenta jalapeño, com as sementes removidas, picada
2 colheres de chá óleo de gergelim
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
650 gr de aspargos
1/2 xícara de cebolinha picada
Suco de limão a gosto
Folhas de coentro fresco para decorar
1 colher de sopa de sementes de gergelim branco torradas
1 colher de sopa de sementes de gergelim preto torradas

Faça o molho: em uma tigela pequena misture o vinagre de arroz, o gengibre, o alho e o açúcar mascavo. Adicione a jalapeño picada e o óleo de gergelim. Tempere a gosto com sal e pimenta do reino.

Quebre a base de cada espargos—force delicadamente e ele vai quebrar exatamente na parte mais fibrosa da ponta do legume. Corte os aspargos em fatias diagonais finas, pode usar o mandoline, o descascador de legumes ou uma faca afiada [cuidado!] Coloque as fatias de aspargos em uma saladeira grande. Tempere com sal e pimenta e misture com as mãos. Adicione o molho de gengibre e mexa para revestir bem. Adicione a cebolinha picada e o suco de limão. Misture bem. Polvilhe com as sementes de gergelim, decore com folhas de hortelã e sirva.

aspargos com panko & avelãs

Comprei esse livro do chef Joshua McFadden de Portland, Six Seasons: A New Way with Vegetables e marquei absolutamente todas as receitas com ingredientes da primavera. Ele faz uma coisa muito legal, usando os ingredientes sazonais de uma maneira inteligente, então a gente não se depara com receitas pedindo morangos [primavera] e semente de romã [outono]. E tudo combina e fica gostoso, porque são produtos da mesma época. A primeira receita que fiz foi essa, de aspargos. Só troquei a farinha de pão pelo panko, e as nozes pelas avelãs. O aspargos é cru e, pra surpresa de todos, fica muito gostoso!

1/3 xícara de panko [ou farinha de pão]
1/2 xícara de queijo parmesão ralado
1/2 xícara de avelãs [ou nozes] tostadas e picadas
1 colher de chá de raspas de casca de limão
Sal Kosher e pimenta do reino moída na hora
Pimenta vermelha em flocos
500 gr de espargos
1/4 xícara suco de limão
1/4 xícara folhas de hortelã
Azeite extra-virgem

Coloque o panko [ou farinha de pão], o queijo parmesão, as avelãs [ou nozes] e raspas de limão em uma tigela grande. Adicione 1 colher de chá de sal, pimenta do reino moída na hora a gosto e 1/2 colher de chá pimenta vermelha em flocos. Misture bem.

Corte os aspargos em ângulo lateral, usando uma faca bem afiada ou um mandoline. Adicione os aspargos à mistura de panko. Adicione 1/4 de xícara de suco de limão e misture bem. Adicione as folhas de hortelã e 1/4 xícara de azeite e misture bem. Sirva imediatamente.

molho de salada da Delfina

delfina-salad-dressing

Fomos almoçar na casa dos nossos amigos Steven & Heg e eles serviram uma salada deliciosa, o molho me chamou a atenção. Perguntei e o Heg disse que era o molho da Insalata Tricolore da Pizzeria Delfina, um segredo finalmente revelado. Fui atrás dessa receita e desde então tem sido o meu molho favorito, faço um montão, coloco num vidro com tampa e levo pro trabalho, trago de volta, coloco em tudo, fica uma delícia!

1 chalota pequena finamente picada
1/4 xícara de suco de limão
Raspas da casca do limão
1/8 xícara de vinagre de champanhe
1 xícara de de azeite
Kosher sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Misture a chalota picada, as raspas e suco de limão e o vinagre e deixe marinar por 5 minutos. Adicione sal e pimenta. Lentamente adicione o azeite, batendo vigorosamente com um batedor de arame. Quando estiver bem emulsificado, está pronto para ser usado.

salada de batata & grão-de-bico

Outro dia me deu uma vontadezona de comer uma salada assim, então eu fiz. E comi tudo sozinha!

Batata cozida [sempre orgânica]
Grão-de-bico cozido [*usei de caixinha]
Ovos caipiras cozidos
Azeitonas pretas [kalamatas]
Salsinha fresca picada

Tempera com sal, pimenta do reino moída na hora, vinagre de vinho tinto e bastante azeite. Hmmm!!

salada de couve-flor [e agrião]

shaved cauliflower

Foi essa foto da Amanda Hesser no instagram que me inspirou pra fazer essa salada. Já refiz várias vezes, usando outras folhas verdes, até folhas da beterraba, que funcionaram muito bem. Também já adicionei pedacinhos de cebola assada, que eu recomendo fortemente, pois fica uma delicia. Essa da foto foi a primeira que eu fiz, com agrião.

Couve-flor cortada em fatias finíssimas no mandolin
Folhas de agrião
Uvas passas brancas
Pistaches
Molho vinagrete de mel:
Um limão espremido [*usei o cravo]
Vinagre de vinho branco
Azeite
Sal
Mel

Misture todos os ingredientes e bata bastante com um batedor de arame até obter um molho cremoso. Adicione as passas, a couve-flor em fatias. Coloque o agrião ou outras folhas verdes numa travessa, junte o molho com as passas e couve-flor, salpique com os pistaches, misture bem e sirva.

salada de agrião & ervas
[com pistaches e água de flor de laranjeira]

watercress-salad

Agrião me lembra muito meus anos no Brasil fazendo comidinha pro meu filho. Alías, eu cresci comendo saladas de agrião e aqui ele é vendido em maços minúsculos na seção das ervas no supermercado. Nunca entendi por que. E não é sempre que se acha um maço grandinho e bonito. Quando eu acho, eu compro. Usei umas folhinhas pra decorar uns tacos que fiz na sexta-feira à noite, com muitos legumes grelhados, guacamole feita em casa [amasse o abacate com o garfo e tempere] e queijo de cabra. Com as sobras fiz essa salada absolutamente maravilhosa do Ottolenghi. Não precisa usar todas as ervas, mas se tiver todas, melhor. Ficou uma salada muito aromática, leve e refrescante. Acho que nunca tinha usado água de flor de laranjeira dessa maneira e adorei. Vai ter repeteco.

4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 e 1/2 colheres de sopa de suco de limão
1 colher de chá de água de flor de laranjeira
sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
3 1/2 xícaras de agrião, os talos mais grossos removidos
1 xícara de folhas de manjericão fresco
1 e 1/2 xícaras folhas de coentro fresco
1/4 xícara de endro fresco
1/4 xícara de folhas de estragão fresco
1/2 xícara pistaches levemente torrado e picado grosseiramente

Em uma tigela pequena misture o azeite de oliva, o suco de limão, a água de flor de laranjeira e o sal e a pimenta. Bata bem com o batedor de arame para emulsificar. Numa travessa coloque o agrião e as ervas. Um pouco antes de servir despeje o molho e os pistaches sobre as folhas e misture delicadamente .

salada de feijão, vagem e limão

salada de feijão e vagem

Adaptei a receita essa salada num prato mais simples, porque eu só queria mesmo era gastar vagens que vieram na cesta orgânica. Como a vagem fica ainda durinha durante o branqueamento e o feijão também não é molengo, essa salada se sustenta por vários dias na geladeira, o que significa ((( M A R M I T A ! ))).

2 xícaras de feijão branco cozido [usei de caixinha]
1 xícara de vagem branqueada [cozida rapidamente em água fervente]
1/4 xícara de salsinha
1/4 xícara de azeite
3 colheres de sopa de cebolinha picado
2 colheres de sopa de alcaparras picadas
1 colher de sopa de raspas da casca de limão
2 colheres de sopa de suco de limão
1/2 colher de chá pimenta de Alepo ou flocos de pimenta vermelha
Sal a gosto

Misture os feijões com a vagem. Junte todos os outros ingredientes e tempere com sal. Sirva.

salada de espinafre com cogumelo [e molho de cominho]

spinach-mushroom

Sempre que vou no mercadinho da família do Laos, numa estradinha numa das saídas da cidade, compro mais coisas do que preciso. É porque eles sempre têm produtos plantados e colhidos na horta deles, no fundo da loja. Nesse dia foi o espinafre. Comprei um sacão e fiz essa salada da Deborah Madison. O molho foi o que me atraiu. A mistura de especiarias combinou perfeitamente com a frescura das folhas verdes e o sabor terroso dos cogumelos. Como exagerei na compra dos ingredientes, refiz essa salada mais duas vezes.

1 e 1/2 colheres de chá de sementes de cominho levemente tostadas na frigideira
1/4 xícara de suco de limão
1 colher de chá de raspas de raspas de limão
2 dentes de alho picados
1/2 colher de chá de páprica
1/2 colher de chá coentro em pó
1/2 xícara de azeite
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
500 gr de cogumelos frescos
1 maço grande de espinafres
1/4 de cebola roxa cortada em fatias
1/3 xícara de folhas de coentro fresco

Em um moedor de especiarias ou pilão moa bem as sementes de cominho. Em uma tigela pequena misture o suco e as raspas da casca de um limão e o alho socado com 1 colher de chá de sal. Misture o cominho, a páprica e coentro em pó. Em seguida junte o azeite de oliva.

Em uma tigela misture os cogumelos com metade do molho e tempere com sal e pimenta. Em outra tigela misture o espinafre com as cebolas, as folhas de coentro e o molho restante. Coloque tudo numa travessa, tempere com mais sal e pimenta se precisar e sirva.

salada clássica de laranja

orange-salad

No meio do verão apareceu uma caixa de laranjas na cozinha do meu trabalho. Colheita tardia de alguma árvore no quintal de alguém. Obviamente que eu enchi minha sacolinha e trouxe as laranjas pra casa. Elas estavam bem doces, comi a maioria so descascando e cortando em cubos. Com as últimas que sobraram fiz essa salada clássica, que acabei devorando sozinha [shiu, abafa!].

Remova as cascas da laranja. Eu corto as bases, depois removo as cascas laterais. Espremo o suco que fica nessas cascas, porque com essas delícias eu não desperdiço nada. Depois corte as laranjas descascadas em fatias, coloque numa travessa. Fatie um pouco de cebola roxa, bem fininho. Eu uso um mandoline. Coloque a cebola numa vasilha, encha com água fria e deixe descansar por uns minutos. Escorra bem e salpique por cima das laranjas. Adicione azeitonas pretas conservadas em óleo [o sabor é mais intenso]. Tempere com sal marinho e azeite de oliva, decore com folhinhas de tomilho fresco e sirva.

molho de alho, iogurte & misô

molho-alho-mis

Sou uma notória odiadoras do alho cru. Detesto o cheiro, detesto o sabor e o gosto que fica na boca por horas e horas. Nem vou mencionar aquele aroma que parece ser absorvido pelo corpo e que vai sendo liberado através dos poros, muitas vezes misturado com o suor e certos perfumes franceses. UG! Fatalmente terei uma dor de cabeça. Por isso evito o alho cru o quanto posso. E aconselho todo mundo a minha volta a fazer o mesmo. Outro dia evangelizei uma amiga sobre a inadequação do alho cru nos molhos de salada. Disse que ela podia usar ervas frescas, raspinha da casca de cítricos, gengibre fresco ralado, o céu era o limite. O único ingrediente fora do baralho era o alho. Ela ficou tão convencida que me disse confiante—finalmente entendi que o alho não pertence nos molho de saladas! Eu aplaudi muito orgulhosa, muito bem, convenci mais uma. Mas foi então que fui olhar receitas no site do The Guardian e dou de cara com um molho de salada [a green lunch salad]. Com alho. A mistura de todos os outros ingredientes me fascinou, mas tava lá o fatídico alho. Fiz o molho, desta vez sem omitir o alho como sempre faço, e caí pra trás. Que delicia! É um molho um pouco picante e deixa sim um leve gostinho de alho na boca. Mas não é nada que não se resolva comendo um pêssego ou outra fruta. Refiz o molho e levei pra minha amiga provar. Cortei um tomate, temperei com o molho alhudo e disse—admito que nem sempre estou certa, e está aqui a exceção no uso do alho na salada. Ela comeu e adorou.

1 dente de alho descascado
2 colheres de sopa de miso branco
2 colheres de sopa de mirin
2 colheres de sopa de vinagre de arroz integral
4 colheres de sopa de iogurte natural

Esmague o alho em uma pasta usando um pilão ou o espremedor de alho. Junte o miso, misture bem, adicione o mirin e vinagre. Misture bem, e adicione o iogurte. Tempere a salada e sirva. Eu usei tomates e pepinos, mas você pode usar o que quiser.