bolo de abóbora com chocolate

pao-abobora-chocolate.jpg

Procurei muito por uma receita de bolo de abóbora, que aqui não sei por que é chamada de “pão de abóbora”. Queria uma que fizesse dois bolos, porque eu intencionava dar um de presente pra um amigo. Depois de muito procurar, finalmente encontrei essa receita, que não só fazia as duas unidades, mas usava uma única vasilha e ainda deixava customizar, adicionando chocolate ou nozes. Eu optei por colocar chocolate. Esse bolo fica melhor no dia seguinte, mas nós devoramos uma fatia no mesmo dia, com o bolo ainda morno e o chocolate meio derretido. Não foi nada mal! A única chateação foi que o amigo que ganhou o outro bolo disse que NÃO gosta de bolo de abóbora! FUÉN!

1 xícara de óleo vegetal
2 e 2/3 xícaras de açúcar
4 ovos caipiras grandes
2 xícaras de abóbora cozida ou assada [pode usar de caixa/lata]
2/3 xícara de água
3 e 1/3 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de chá de fermento em pó
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 e 1/2 colheres de chá de sal
1 colher de chá de noz-moscada ralada
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 e 1/2 xícaras de chocolate meio amargo picado [ou chips de chocolate]

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°C. Unte levemente com óleo duas formas de pão. Em uma tigela grande bata bem com um batedor de arame o óleo, o açúcar, os ovos, a abóbora e a água. Adicione a farinha de trigo, o fermento, o bicarbonato de sódio, o sal, a noz-moscada e a baunilha, mexendo bem para incorporar. Acrescente o chocolate e misture com uma espátula. Despeje a massa nas formas preparadas. Polvilhe os topos com açúcar demerara ou cristal, se quiser. Leve ao forno pré-aquecido e asse por 60 a 80 minutos, ou até que o centro dos bolos estejam completamente cozidos. Retire as formas do forno, deixe esfriar, desenforme e sirva quando o bolo estiver completamente frio, ou não. Embrulhe o bolo restante em plástico ou papel vegetal e guarde. Ou dê de presente. Mas antes pergunte se o presenteado gosta de abóbora.

curry de abóbora e grão de bico

pumpkin_garbanzo_curry

Imaginem uma receita da Nigella Lawson que não seja a de uma sobremesa altamente voluptuosa ou de um prato gorduroso com 642179 mil calorias. A receita seria então esta aqui, reproduzida pelo Cooking New York Times. Estou sendo injusta com a Nigella, porque eu sei que ela prepara todo tipo de comida. Essa versão de curry de abóbora cai na categoria de receitas eficazes e como sobrevive muito bem até o dia seguinte [e o dia seguinte do dia seguinte] é uma boa adição para aquela nossa estimada categoria do #Marmita #Team. Fiz apenas a metade da receita, mas vou colocar as medidas inteiras aqui e quem quiser ajusta de acordo.

3 colheres de sopa de óleo vegetal
1 e 1/2 xícaras de cebola picadinha
1/4 colher de chá de sal
2 colheres de chá de pasta de curry vermelho Thai[disponíveis nos mercados asiáticos]
1 colher de chá de cominho em pó
1 colher de chá de coentro em pó
1 quilo de abóbora descascada, sem sementes e cortada em pedaços
2 latas de leite de coco
1 xícara de caldo de legumes ou de frango
3 colheres de sopa de molho de soja
4 latas de grão de bico escorrido
1 xícara de folhas de coentro fresco picadas

Coloque uma panela grande em fogo médio e adicione óleo. Quando o óleo estiver quente adicione a cebola e o sal e refogue até a cebola ficar macia, mas sem dourar. Adicione a pasta de curry e refogue por 1 minuto. Adicione o cominho e coentro em pó. Aumente o fogo para médio-alto e adicione a abóbora. Mexa durante cerca de 1 minuto. Junte o leite de coco, o caldo de legumes/frango e o molho de soja. Cubra parcialmente com uma tampa e reduza para fogo baixo. Deixe cozinhar lentamente até que a abóbora fique macia, cerca de 20 minutos. Adicione o grão de bico, cubra parcialmente e cozinhe por mais 10 minutos. Mexa delicadamente e ajuste o sal se precisar. Adicione mais pasta de curry se quiser um sabor mais apimentado. Coloque em pratos individuais, decore com folhas de coentro fresco e sirva.

pudim de abóbora de pescoço
[torta di zucca gialla]

pudim de abóbora

pudim de abóbora

Esta é uma receita adaptada do livro do italiano Pellegrino Artusi—La scienza in cucina e l’arte di mangiare bene. É feita com a butternut squash, a abóbora de pescoço. A receita diz que é uma torta, mas pra mim ela é mais um pudim, porque não tem massa, só recheio. Gostei do processo super fácil e do resultado super delicado e aromático. E ainda usei o leite que sobrou do cozimento da abóbora para fazer uma bebida deliciosa.

1 quilo de abóbora de pescoço
500 ml de leite
3 ovos caipiras batidos
100 gr de açúcar mascavo claro
2 colheres de sopa de manteiga derretida
100 gr farinha de amêndoas
2 colheres de chá de canela em pó
1 pitada de sal
Um punhado de amêndoas fatiadas para decorar

Retire as sementes e a casca da abóbora e corte em cubos. Coloque em uma panela com o leite. Cozinhe em fogo baixo por cerca de 25 a 30 minutos ou até a abóbora ficar macia. Escorra a abóbora em um coador ou peneira para drenar todo o líquido, o tanto quanto possível até esfriar. Guarde o leite que vai sobrar. Em seguida transfira a abóbora para uma tigela e amasse bem com um garfo. Numa outra tigela bata os ovos com o açúcar, a manteiga, a farinha de amêndoas, a canela e uma pitada de sal. Junte a abóbora amassada e misture com uma espátula. Despeje a mistura em uma forma refratária de 23 centímetros para torta untada com manteiga. Alisar a parte superior com uma espátula e decorar com as amêndoas fatiadas. Leve ao forno pré-aquecido em 350°F/180°C e asse por 45 minutos ou até o centro ficar firme e o pudim dourar por cima. Remova do forno, deixe esfriar, polvilhe com açúcar de confeiteiro se quiser e sirva.

leite de abóbora leite de abóbora

Separe o leite que sobrar do cozimento da abóbora, depois que coar e tempere com especiarias. Eu usei gengibre, cardamomo, canela e cravo, tudo em pó. Misture bem, guarde na geladeira e sirva. Pro nosso paladar não precisou nem adoçar.

bolo de abóbora
[com pecans e chocolate]

my pumpkin cake

my pumpkin cake

Uns dias antes do meu aniversário eu vi essa receita e achei o fino da bossa. Marquei pra fazer assim que desse. Foi então que caiu a minha ficha—eu faço bolo de aniversário pra todo mundo, por que não fazer um pra mim? E fiz. No dia comi fatias com o meu marido e no dia seguinte levei as sobras pra dividir com meus amigos e colegas no trabalho. Essa mistura de abóbora, especiarias e chocolate é incrivelmente auspiciosa. Tive uma comemoração ultra excepcional!

20 colheres de sopa de manteiga sem sal amolecida
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1/2 colher de chá de noz-moscada ralada
1/4 de colher de chá de pimenta da Jamaica
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
1 e 1/2 xícaras de açúcar
3 ovos caipiras
1 e 1/2 xícaras de purê de abóbora [*assei uma butternut squash]
1 xícara de chips de chocolate meio amargo
1 xícara de nozes pecans picadas grosseiramente
2 e 1/2 xícaras de açúcar de confeiteiro
300gr de chocolate amargo derretido e esfriado em temperatura ambiente
1 colher de chá de essência de baunilha

Aqueça o forno a 350ºF/176ºC. Unte duas formas redondas de bolo com manteiga. Forre o fundo das formas com papel vegetal. Unte o papel com mais manteiga. Em uma tigela grande, misture a farinha de trigo, a canela, o gengibre, a noz-moscada, a pimenta da Jamaica, o bicarbonato, o fermento e o sal. Usando uma batedeira, bata 8 colheres de sopa de manteiga e o açúcar juntos por cerca de 3 minutos, até ficar uma pasta clara. Acrescente os ovos, um de cada vez. Adicione o puré de abóbora. A mistura vai ficar ligeiramente coalhada, mas é assim mesmo. Colocar aos poucos a mistura de farinha e especiarias, mexer até os ingredientes secos se incorporarem completamente. Junte os chips de chocolate e as nozes pecans. Divida a massa entre as duas formas e leve ao forno. Asse por cerca de 35 minutos ou até os bolos estarem completamente cozidos no centro. Remova do forno e deixe esfriar durante 10 minutos, desenforme os bolos numa grade e deixe esfriar completamente.

Numa tigela grande misture as restantes 12 colheres de manteiga e o açúcar de confeiteiro. Misture em extrato de chocolate e baunilha e bata bem, até ficar um creme homogêneo. Coloque um bolo numa bandeja ou travessa com a parte lisa voltada para cima. Cubra com o creme de chocolate. Coloque o segundo bolo com o lado liso voltado para baixo. Cubra o bolo com o restante do creme de chocolate.

sopa de abobrinha amarela
[com estragão & limão]

sopa abobrinha

Como já tivemos uns dias bem calorentos, o tempo parece estar se acelerando em direção ao verão. Tanto que já estamos recebendo abobrinhas na cesta orgânica. Na primeira semana chegaram uma das verdes, algumas das amarelas e uma daquelas que parece uma espaçonave. Fui procurar algo interessante pra fazer e me deparei com a receita dessa sopa. Fiz assim meio que só pra gastar os legumes e omg, que sopa absolutamente deliciosa! O estragão e o limão são a chave do sabor incrível dessa receita. Experimentem!

1 abobrinha amarela grande picadinha
2 cebolinhas inteiras picadas
1/2 cebola média picada
1 colher de sopa de manteiga
1/2 colher de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de folhas de estragão fresco picadas
1 dente de alho picado
Sal e pimenta do reino moída a gosto
3 xícaras de caldo de frango, de preferência caseiro
Suco de 1/2 limão grande
1/2 xícara de leite integral ou creme de leite fresco
Folhas de estragão picadas e queijo parmesão ralado para servir

Em uma panela grande aqueça o azeite e a manteiga, adicione a abobrinha e cebola e refogue até que a cebola esteja macia, por cerca de 7 a 10 minutos. Adicione o alho no último minuto. Tempere com sal e pimenta do reino a gosto, adicione o estragão e em seguida despeje o caldo de galinha e suco de limão. Misture bem, tampe a panela e deixe cozinhar por cerca de 10 a 15 minutos, ou até que a abóbora esteja bem macia. Retire a sopa do fogo e adicione o leite ou creme. Bata no liquidificador [ou use um mixer de mão] metade da sopa e retornar para a panela. Assim a sopa ficará cremosa, mas com pedaços de abobrinha. Sirva imediatamente decorada com estragão e queijo parmesão ralado.

abóbora assada com gergelim & pasta de pimenta fermentada

abobora-gergelim

Esse é uma delicia de acompanhamento, receita da revista Bon Appétit. Já fiz várias vezes, pra comer com carne ou num prato de cereais cozidos e verduras. Essa pimenta coreana é muito versátil, aqui encontra-se em qualquer supermercado, na seção de produtos asiáticos.

2 colheres de sopa de sementes de gergelim
2 colheres de sopa de óleo vegetal
1 colher de sopa gochujang [pasta de pimenta fermentada coreana]
2 colheres de chá de molho de soja
1 abóbora [butternut squash] de tamanho médio, descascada e cortada em fatias
Cebolinha verde picadinha
Sal marinho [tipo Maldon]

Pré-aqueça o forno a 425°F/220°C. Misture as sementes de gergelim, o óleo, a pasta gochujang e molho de soja em uma tigela grande. Adicione as fatias de abóbora e misture bem. Espalhe as fatias numa assadeira grande, numa única camada. Asse por 25a 30 minutos virando as fatias no meio tempo. Coloque numa travessa, salpique com cebolinha picada e sal. Sirva.

jantar para dois

Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving
Thanksgiving Thanksgiving

Este foi o primeiro Thanksgiving que eu e o Uriel ficamos sozinhos desde 1999, quando passamos o feriado em Las Vegas. Mas estar sozinhos não significa que não poderíamos ter um jantar apropriado, né? Fiz o menu completo, com peru, sete acompanhamentos e uma sobremesa [só uma sobremesa, sorry!]. O peru foi somente um peito, que mesmo tendo comprado o menor que achei ainda era imenso. Fiz uma adaptação dessa receita e recheei com fatias de pera, tomilho e cebola. As outras receitas foram—o molho de cranberry com porto e alecrim, que fica como um pudim, vagens com farofa de panko e amêndoas, cenouras assadas com harissa e maple, couve de bruxelas com bacon e castanhas assadas, batata doce caramelizada com limão, purê de batata simples e aquela farofa tradicional brasileira, com farinha de milho, ovos e azeitonas verdes. E a sobremesa foi essa torta de abóbora com garam masala, que achamos uma delícia! Eu usei uma massa pronta porque me economizou tempo, mas se tempo extra eu tivesse, teria feito a massa. No final tivemos um jantar de thanksgiving completo e como é tradição aqui em casa, depois da cozinhação e comilança eu sentei pra descansar e o Uriel lavou louça e arrumou a cozinha. Faço sempre um agradecimento extra por isso.

abóbora assada com molho de
iogurte picante e coentro

butternutcilantro.jpg

Outra receita simples e deliciosa do livro Plenty More do Yotam Ottolenghi. Como sempre, a combinação dos diferentes sabores é genial. Eu fiz só metade da receita, mas as medidas abaixo são inteiras.

1 abóbora [butternut squash] grande
1 colher de chá de canela em pó
6 colheres de sopa de azeite de oliva
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
1 e 1/2 xícaras de coentro fresco [folhas e caules]
1 dente pequeno de alho esmagado
2 e 1/2 colheres de sopa de sementes de abóbora
1 xícara de iogurte grego
1 e 1/2 colher de chá de molho sriracha ou outro molho de pimenta

Pré-aqueça o forno a 425°F/ 220°C. Corte a abóbora ao meio longitudinalmente, remova as sementes e em seguida corte em fatias, não precisa remover a casca. Coloque a abóbora em uma tigela grande e polvilhe com a canela, 2 colheres de sopa de azeite, 3/4 colher de chá de sal e pimenta do reino. Misture bem e despeje numa assadeira forrada com papel vegetal.Leve ao forno por aproximadamente 35 a 40 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.

Num mini processador de alimentos coloque o coentro, alho, as 4 colheres de sopa restante de azeite e uma pitada generosa de sal. Pulse até formar uma pasta e reserve.

Reduza a temperatura do forno a 350°F/ 180° C. Espalhe as sementes de abóbora em uma assadeira e asse até elas ficarem crocantes, 6 a 8 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. *eu tostei na frigideira, pois acho mais fácil.

Misture bem o iogurte com o molho sriracha. Disponha as fatias de abóbora assada em uma travessa e regue que o molho de iogurte picante, a pasta de coentro por cima [pode misturar o molho de erva e molho de iogurte se quiser]. Salpique as sementes de abóbora por cima e sirva imediatamente.

salada de abóbora assada e mussarela fresca

delicata-rucula.jpg

Refiz essa salada no sábado passado pela terceira vez e então me toquei que nunca tinha colocado ela aqui. Talvez porque a foto não tenha ficado bonita. Mas deixa eu dizer que essa salada fica BOA PRA BURRO! Quando começam a chegar as abóboras eu dou pulos de alegria pelas butternut squash, mas a delicata squash nunca tinha me entusiasmado muito. Até eu achar essa receita no blog da Heidi. Fiz com rúcula e com alface e as duas versões ficam gostosa. O importante mesmo é a abóbora. E não omitam a pimenta vermelha. Desconsiderem a foto insípida, confiem na minha palavra, sigam nessa direção e deleitem-se—bon appétit!

2 abóboras [delicata squash] médias
3 colheres de sopa de azeite de oliva extra- virgem
2 dentes de alho médios descascados e esmagados
2 pimentas secas [*eu usei vermelha em floco]
2 ramos de tomilho fresco
Sal marinho a gosto
Uma bola de mussarela de búfala
4 xícaras de rúcula [ou outra folha verde]

Pré-aqueça o forno a 400ºF/205ºC com a grade no centro. Corte a abóbora ao meio e depois em fatias crescentes. Não é necessário descascar, mas a delicata tem uma casca fina. Numa tigela misture as fatias de abóbora com o azeite, o alho, a pimenta seca esmigalhada, o tomilho e o sal. Arrume em uma assadeira em uma única camada. Asse por 20 a 30 minutos. Mexa a abóbora uma vez para dourar dos dois lados. Remova a assadeira do forno e deixe esfriar por alguns minutos.

Na hora de servir misture a rúcula com a abóbora assada e um pouco de azeite. Rasgue a bola de mussarela e coloque sobre a salada. Tempere com mais sal se precisar. Pode acrescentar cebolinha picada por cima, se quiser.

delicada-roasted.jpg delicata-salad.jpg

bolo de abóbora com gengibre
[e glacê de melado]

bolo abobora gengibre.jpg

Achei essa receita nos meus alfarrábios quando estava procurando algo para usar uma sobra de buttermilk. Fui até comprar o gengibre cristalizado, que eu não tinha, porque não dava pra fingir que não vi a cobertura absolutamente pecaminosa que enfeita esse bolo. E apesar do açúcar e do melado, não achamos um bolo ultra doce. Como a receita faz duas unidades, aproveitei a oportunidade [pra não dizer que fiquei com preguiça de dividir a receita] e levei o segundo bolo para os meus colegas no meu trabalho. Foi sucesso de público e crítica, até o diretor do departamento comeu uma fatia.

para o bolo:
2 e 3/4 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de pumpkin pie spices [*usei canela, cravo e cardamomo em pó]
1 e 1/2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de óleo vegetal
3 ovos grandes
450 gr de purê de abóbora, cozida ou assada
1/2 xícara mais 2 colheres de sopa de melado
1/2 xícara de buttermilk

para o glacê:
1 e 1/2 xícaras de açúcar de confeiteiro
2 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de melado
1/3 xícara de gengibre cristalizado picado [*usar a versão macia, não o completamente seco]

Preaqueça o forno a 350°F/ 176ºC. Unte duas formas de pão com óleo vegetal. Reserve. Numa vasilha grande peneire a farinha, o gengibre em pó, as especiarias, o bicarbonato de sódio e o sal. Usando a batedeira, bata a 1 xícara de açúcar e a 1/2 xícara de óleo em até ficar bem misturado. Coloque os ovos, um de cada vez, misturando bem após cada adição. Junte o purê de abóbora, a 1/ 2 xícara de melado e o buttermilk. Incorporar a mistura de farinha e bater bem.
Divida a massa entre as duas formas preparadas. Leve ao forno e asse por cerca de 40 minutos ou até que o centro do bolo esteja completamente cozido. Remova do forno e transfira para uma grade. Desenforme e deixe os bolos esfriarem completamente.

Faça o glacê misturando o açúcar de confeiteiro com água e uma colher de sopa de melaço numa tigela média, adicionando mais água se for necessário para formar um creme espesso. Espalhe o glacê sobre os bolos e salpique com o gengibre cristalizado picado. Deixe repousar até que o glacê fique bem firme.