salada de grãos com aspargos

graos-aspargos_1S.jpg

Essa foi a salada-prato principal do almoço do domingo de páscoa. Saiu de um dos blogs que eu mais gosto, o The Kitchn. Usei spelt, couscous israeli e uns aspargos roxos, que depois de cozidos ficaram verde. Junto com as alcachofras com molho aioli e as ervilhas frescas salteadas na manteiga, essa salada formou um menu bem primaveril. Tirei a foto no dia seguinte, porque na hora da fome ninguém nem lembrou de pegar câmera. E com isso ficou provado que ela resiste muito bem à dias de geladeira, não só no sabor, mas também na aparência.

meyer lemon grain salad with asparagus, almonds and goat cheese
serve 6 porções
1 xícara de spelt, farro outro grão integral da sua preferência e disponibilidade
3 xícaras de água
Cozinhe os grãos na água, em fogo baixo, até a água absorver e os grãos ficarem macios. Reserve.
1 xícara de couscous israeli ou outro tipo de massa bem pequena
1 e 3/4 xícara de água
Cozinhe o couscous na água fervendo até al dente. Escorra e reserve.
500 gr de aspargos frescos
azeite para refogar
1 xícaras de amêndoas em fatias tostadas
100 gr de queijo de cabra esfarelado
2 limões meyer [ou o siciliano, ou o cravo] casca ralada e suco espremido
1/4 xícara de azeite
1 colher de sopa de óleo de nozes
Sal marinho e pimenta a gosto

Lave os aspargos e remova a parte dura das extremidades. Corte em pedaços grandes. Numa frigideira grande aqueça um pouco de azeite e refogue os aspargos por uns 5 minutos, até eles ficarem cozidos porém crocantes.

Numa saladeira junte os grãos cozidos, o couscous ou micro-pasta, junte os aspargos, as amêndoas, as raspas da casca dos limões e o queijo de cabra esfarelado. Misture o suco do limão com o azeite e o óleo de nozes. Tempere com sal e pimenta e misture o molho aos outros ingredientes. Deixe descansar por uma meia hora e sirva.

aspargos com ovos, bacon e molho aïoli

aspargo-ovo_1S.jpg

Com os aspargos que recebi na semana passada, adaptei esta receita para fazer deles uma refeição completa. Mudei a maneira de cozinhar o aspargos, que fiz no vapor. Fiz ovos cozidos, ao invés de fritos e usei a minha tática no microondas para obter o bacon torradinho. Essa deve ser a única verdadeira utilidade do meu microondas, pois eu acho que fritar bacon empesteia a casa com, hmhm, um cheiro de bacon. Assim não faz sujeirada e é super rápido.

Forre um prato largo com folhas de papel e coloque as fatias do bacon esticadas, uma ao lado da outra. Cubra com mais papel e coloque no forno por 5 ou 6 minutos. Remova, deixe esfriar, jogue fora o papel e use o bacon. Ele fica crocante, fácil de esmigalhar e usar em receitas como essa ou em qualquer outra.

10 aspargos — lave, remova a ponta dura do final e cozinhe brevemente no vapor
4 fatias de bacon, fritas ou microondeadas
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
2 ovos cozidos [ou fritos, se quiser]
Fatias de pão rústico tostadas na frigideira
molho aïoli
1 dente de alho
1 gema de ovo * eu uso cozida
2 colheres de chá de mostarda doce alemã ou outra a gosto
2 colheres de sopa de suco de limão
2 colheres de sopa de suco de laranja
½ colher de chá de sal
¼ xícara de Parmigiano Reggiano ralado na hora
½ xícara de azeite extra-virgem

Coloque todos os ingredientes num mini-processador, menos o azeite, e pulse até tudo ficar bem incorporado. Vá juntando o azeite aos poucos e pulsando. Se fizer com gema crua, pode cozinhar o molho num double-boiler por 5 minutos. Eu prefiro fazer com gema cozida. Sei lá, tenho nojinho da gema crua.

Para montar o prato, coloque os aspargos, regue com o vinagre balsâmico, coloque os ovos, salpique tudo com o bacon esmigalhado e se quiser [eu quis] salpique com mais parmegiano ralado. Sirva o aïoli num potinho ou derrame sobre os aspargos, conforme o gosto do freguês. E não esqueça das fatias de pão rústico, para completar o prato.

sopa de aspargos & arroz

sopa-aspargos_2S.jpg

A edição de maio da revista Country Living traz um amor de reportagem, com vários famosos comentando as comidinhas favoritas feitas pelas suas mães. Essa sopa era preparada na Itália pela Erminia, mãe da Lídia Bastianich— cozinheira que comanda um programa de culinária italiana na rede PBS.

Como aqui os arpasgos já estão no seu esplendor, era essa justamente a receita que eu precisava! Tinha todos os ingredientes, menos o alho, que substituí por shallots—enchalotas.

Faz 8 porções — fiz metade
4 dentes de alho grandes
1/2 xícara, mais 2 colheres de sopa de azeite
2 xícaras de batata cortada em cubinhos
3 xícaras de alho-poró picadinho, parte branca e verde
1 folha grande de louro
1 colher de sopa de sal marinho ou kosher
800 gr de aspargos frescos cortados em pedaços
1 xícara de arroz arborio
Pimenta do reino moída a gosto
1/2 xícara de queijo Grana Padano ou Parmigiano-Reggiano ralado na hora

Numa panela funda refogue o alho picado em 1/2 xícara de azeite. Adicione as batatas e refogue por 5 minutos. Então adicione o alho-poró e cozinhe por mais 3 minutos. Junte 4 litros de água, a folha de louro e o sal. Misture bem, tampe e deixe ferver. Baixe o fogo, adicione os aspargos—eu separei as pontas, que só coloquei na sopa quase no final. Cozinhe por mais ou menos 1 hora, ou até que o liquido esteja reduzido em 1/3. Adicione o arroz, deixe ferver e cozinhe por 10 minutos. Coloque pimenta a gosto e ajuste o sal. Junte 2 colheres de sopa de azeite e o queijo ralado. Sirva imediatamente, ainda bem quente.

panzanella de aspargos

panzanella_aspargos_s.jpg

O casalzinho veio dirigindo de Chico até Davis para nos conhecer e olhar a guest house por dentro. Chegaram às 6:30 pm, que teoricamente seria a hora do jantar do casal ancião que gosta de jantar com o recolher das galinhas. Quando eles chegaram eu estava na cozinha, terminando de preparar uma saladeira enorme de panzanella de primavera. Enxuguei as mãos no pano de prato e fui cumprimentá-los—nice to meet you, nice to meet you. Eu já tinha conversado com ela pelo telefone, tinha pedido pra ela ligar pro Uriel, que por outro lado disse que teria que falar primeiro comigo. O Uriel adora fazer esses ping-pongs, quando ele bem sabe que eu sou librianamente impossibilitada de tomar decisões. Mas não tínhamos dado muitas esperanças ao casalzinho, porque baseados nas nossas péssimas experiências do passado, colocamos “casais” e “pessoas com animais de estimação” na nossa lista negra de inquilinos não desejados.

Mas o Uriel é um cara de coração puro e singelo, que não tem muito jeito pra dar uma de durão. Enquanto eu terminava de preparar a panzanella, ele levou o casal pra uma visita à propriedade e quando voltaram parecia que estava tudo certo para alugarmos a casinha para eles.

?????

Ainda não sabemos como vai ficar, porque eles querem mudar somente em junho, pois ainda estão terminando classes na universidade lá em Chico. Mas eles são tão fofinhos, estão tão encantados pela casinha e aceitando todos os nossos poréns, que acho que vamos acabar nos dobrando à inconveniência deles serem um casal.

Estava tão empacada com a idéia de fazer uma panzanella para o jantar, que até fui ao Co-op comprar um belo pain au levain da padaria Acme de Berkeley, depois cozinhei no vapor um maço de aspargos magrelos que veio na cesta orgânica e preparei a receita clássica da panzanella, com os aspargos substituindo os tomates. Jantamos a salada crocante discutindo os detalhes dos talvez futuros inquilinos.

* essa salada fica melhor ainda depois de descansar algumas horas na geladeira, ou mesmo no dia seguinte.

* * sim, a cidade chama-se Chico—welcome to California, folks!

quinoa vermelha com aspargos

quinoa_aspargos_s.jpg

Eu no olho esquerdo, ele no direito. Os dois caolhos. Eu e o Roux. Fomos atrás de informação, pois achamos que eu e o gato estávamos pegando e passando coisas um para o outro, mas lemos que conjuntivite felina não passa para humano, nem vice-versa. Parece que em gatos essa é uma doença que vem e vai, dependendo muitas vezes de algum estresse pelo qual o animal passou. Coincidentemente estamos os dois com a mesma coisa—piscando, com o olho colado, vermelho, ardendo, inchado. Eu estou pingando colírio e estou tendo que usar óculos para enxergar letras e tais [pardon my typos]. Por isso não dá pra seguir receita nem inventar muita moda, porque exergndo direito já sou um desastre, meio cegueta sou uma bandeira vermelha flamulante.

Fiz uma quantidade de quinoa ideal para duas pessoas. Numa panela coloquei:
1/2 xícara de quinoa vermelha já lavada
1 1/4 xícara de caldo de legumes
Um fio de azeite
Uma pitada de sal grosso
Seis aspargos magrelos cortados em pedacinhos

Fogo alto, quando ferver, fogo baixo, tampar e deixar secar. Pode fazer com antecedência e requentar levemente ou servir frio.

shots de aspargos

asparagus_shots_S.jpg

Claro que sobrou um monte de aspargos que a Madame Exagero fez pro brunch de domingo. Nem pensar em desperdiçar tais beleuzuras. Como os aspargos já estavam cozidos no vapor e temperados com sal e azeite, apenas piquei e bati no liquidificador com um pouco de água. Passei pela peneira, jogando mais um pouco de água, até obter um creme. Levei ao fogo até ferver, acertei o sal, desliguei o fogo e acrescentei um pouco de half-and-half [*para fazer em casa misture 3/4 xícara de leite integral com 1/4 de xícara de creme de leite fresco]. Servi morno em copinhos, como se fossem shots. Também pode servir frio.

pudim salgado de aspargos

asparagusbreadpudding1.JPG

Como estou recebendo muitos aspargos na cesta orgânica, preciso arrumar maneiras criativas de usá-los. Vi essa receita no 101 Cookbooks da Heidi, que sempre publica coisas legais e simples, que eu adoro. Esse pudim salgado não decepcionou. Reduzi as quantidades para um terço da receita original , pois achei que um prato que serve oito pessoas era muito para o nosso jantar.

Savory Asparagus Bread Pudding
150gr de pão sourdough ou qualquer outro do estilo pesado
1 xícara de leite
1/3 xícara de caldo de legumes [usei de cogumelos]
1 ovo
Sal, pimenta do reino e dried dill a gosto
Um maço de aspargos
1/4 xícara de azeitonas pretas picadas
1 xícara de queijo Gruyere ou suíço ralado [usei provolone defumado]

Pré-aqueça o forno em 400ºF/205ºC. Unte uma forma ou refratário com manteiga. Corte o pão em cubinhos. Numa vasilha misture o leite, caldo, ovo, sal, pimenta e dill e bata com o batedor de arame até ficar bem misturado. Jogue sobre o pão em cubinhos. Adicione os aspargos cortados em em pedaços e as azeitonas. Misture bem para ficar bem incorporado, pão, liquido e legumes. Coloque na forma ou refratário, cubra com o queijo e asse por mais ou menos 40 minutos, até ficar totalmente seco.

asparagusbreadpudding.JPG