salada de pepino & abacate

salada-avocado_1.jpg

salada-avocado_2.jpg

salada-avocado_3.jpg

Voltamos do mercadinho, que descobrimos na saída pra County Road 16 e já viramos fregueses, carregando vários abacates maduros e um pacote de rabanetes, além do saco de laranjas super doces e uma dúzia de ovos da FelizBerta. Tudo local. Era um sábado, já estava um pouco tarde para inventar coisa muito complicada na cozinha e a fome apertava. Para o nosso almoço preparei rapidamente uma das inúmeras variações daquela sopa de tomate com pimentão, tostei fatias de pão integral com um fio de azeite e preparei essa salada. Para fazê-la usei:

1 pepino picadinho
1 talo de salsão picadinho
1 abacate pequeno picadinho
3 rabanetes picadinhos
Suco e raspas de um limão
Bastante azeite
Um pingo de vinagre balsâmico de pêssego
Folhas de coentro fresco picadas
Queijo feta esmigalhado com as mãos
Sal Maldon e pimenta do reino moída na hora

Misture tudo, tempere e sirva. [Hmmmmhh!]

sopa fria de ervilha & pepino

sopafria-pep-erv_1S.jpg

sopafria-pep-erv_2S.jpg

Na minha casa não existe verão sem sopas frias. Adoro a praticidade delas, que ficam prontas num minuto. E além de serem refrescantes, nutritivas e deliciosas, também são resistentes, pois aguentam ser guardadas na geladeira. Por isso as sopas frias são onipresentes na minha cesta de picnic diário [a.k.a. almoço]. Achei essa receita numa revista Cooking Light e ela já foi repetida várias vezes. Uma delas para um almoço com alguns convidados que eu não tinha certeza se iriam gostar de tomar uma sopa fria [na verdade ela é gelada!]. Avisei de antemão do que se tratava e que eles não se obrigassem a comer se não curtissem. Mas eles não só provaram, como repetiram e elogiaram. A receita original pedia ervilhas frescas, mas eu usei as congeladas orgânicas.

2 xícaras de ervilhas congeladas
2 xícaras de água gelada
1 pepino grande descascado
1 xícara de cubos de pão amanhecido
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1 1/2 colheres de sopa de vinagre sherry [jerez]
2 dentes de alho
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
Raminhos de broto de ervilha [pea shoots*]
*pode substituir por agrião ou omitir
Folhinhas de hortelã fresco
Mais azeite para servir

Cozinha as ervilhas rapidamente num pouco de água. Coe e deixe esfriar bem. Coloque todos os ingredientes [menos os brotos de ervilha e as folhas de hortelã] no copo do liquidificador e bata bem até obter um liquido bem cremoso. Coloque numa sopeira ou jarra e leve à geladeira. Na hora de servir, coloque a sopa nos pratos e decore com as folhas de hortelã, os brotos de ervilha e pingue gotinhas de azeite.

gherkin cucumbers

gherkin-cucumber_1S.jpg

Outra banquinha do Farmers Market que eu prestigio é pilotada por uma mocinha ultra singela. Tudo o que ela vende é delicado, como os tomates cerejas de várias cores, os tomates jelly beans que parecem balinhas, e os tomates peras ótimos para saladas de picnics diários [a.k.a meu almoço]. Ela oferece também um leque de pepinos—os armênios, os limão, os del rio e esses gherkins, que segundo a mocinha não são apenas bons para fazer pickles, como ficam ótimos descascados e servidos crus em salada. Ainda não usei esses intrigantes legumes, porque a palavra pickles me dá um pouco de preguiça e porque vou precisar de óculos e mãos firmes para descascar esses pepininhos um por um.

[mais um ] gazpacho

gaspacho-chunky_1S.jpg
Posso até dizer que este está sendo o verão da sopa fria, não pela variedade de receitas testadas, mas pela quantidade de receitas repetidas. Tenho preparado incessantemente esta sopa usando pepinos [de todas as variedades e tonalidades] mais manjericão ou hortelã, ou usando abobrinhas [de todas as variedades e tonalidades] mais manjericão ou hortelã. E também tenho feito muitas sopas frias de tomate, que eu chamo de gazpacho, porque as minhas quase sempre levam tomate fresco e pão não tão fresco. Mas posso colocar pepino e/ou pimentão verde e vermelho, e manjericão. A base é quase sempre a mesma—tomates orgânicos super maduros [e uso tomates de todas as cores], pão amanhecido, azeite de oliva extra-virgem, sal, pimenta do reino e vinagre jerez. Bato tudo no liquidificador e não passo pela peneira, porque não precisa. Posso acrescentar também pimentões verdes ou vermelhos e pepinos e bater tudo junto. Ou picar os pimentões e pepinos em cubinhos e acrescentar depois na sopa, como está na foto acima. Quando preparo a sopa para comer em casa, adiciono um dente pequeno de alho. Mas quando faço para levar de lanche no trabalho, omito o alho, porque acho deveras deselegante ostentar um bafão de alho depois do almoço.

salada de pepino, salsão & atum

salada-pepinoatum_1S.jpg

Fiz essa salada e comi ela inteirinha, não tenho nem um pingo de vergonha de admitir. Eu janto sozinha três noites por semana, então se calhar de aparecer uma salada gostosa como essa, sinto muito mas eu devoro tudo mesmo, sem nem pestanejar ou sentir culpa. E ela ficou gostosa, refrescante, substanciosa além de me dar a oportunidade de gastar alguns pepinos, que no momento abundam na minha geladeira.

da revistinha Everyday Food
serve 4 porções [ooopss!]
2 colheres de sopa de sementes de papoula [*não tinha e omiti]
3 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
2 pepinos cortados de comprido e depois enviezado
3 talos de salsão [aipo] cortados em partes grandes
[*reserve as folhas do salsão para decorar]
1 lata de atum drenada [*usei a conservada no azeite]
Sal marinho e pimenta do reino moída na hora

Numa saladeira misture as sementes de papoula [eu não usei], o vinagre, o açúcar e o azeite. Adicione o pepino, o salsão e o atum. Misture bem. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora e decore com as folhas separadas do salsão. Sirva imediatamente ou guarde na geladeira em recipiente coberto por um dia.

sanduíche de pepino

sandw-pepino_2S.jpg

Quase que posso dizer que estou soterrada em pepinos, porque eles não param de chegar na cesta orgânica. E estão chegando em dígitos duplos. É uma pepinada que não acaba mais e que está, aos poucos, virando sopa fria ou salada, sopa fria ou salada. Mas desta vez decidi usá-los num sanduíche, e por que não o clássico tea time cucumber sanduíche? Fiz do meu jeito.

Um pepino bem firme
Fatias de pão de forma branco [usei um de buttermilk]
Cream cheese em temperatura ambiente
Sal, pimenta do reino moída na hora a gosto
Azeite de oliva [usei um prensado com laranja]
Ciboulettes frescas picadinhas

Corte o pepino em fatias finérrimas usando uma faca bem afiada ou o mandoline. Eu não descasquei o meu pepino, mas você pode descascar o seu se quiser. Coloque o cream cheese numa vasilha e tempere com as ciboulettes picadas, o azeite, sal e pimenta. Misture bem. Cubra os dois lados da fatia de pão com o cream cheese, acomode uma camada de fatias de pepino por cima de uma das fatias de pão. Aperte bem com as mãos, corte as bordas do pão [ou não corte, se estiver com preguiça] e sirva os sanduichinhos, acompanhados de chá ou limonada.

*p.s. as moscas no prato não são de verdade. *pisc!

salada de pepino & melão

salada-pepinomelao_1S.jpg

Um melãozinho dulcíssimo e um monte de pepinos chegaram na cesta orgânica. Foi o sinal de largada pra eu finalmente fazer essa incrível salada. A receita pede pepinos kirby. Use qualquer pepino que tenha a polpa bem firme, os melhores são as variedades recomendadas para fazer pickles.

faz 6 porções
4 pepinos descascados e cortados em cubos
3 xícaras de melão maduro, descascado e cortado em cubos
2 colheres de sopa, mais 2 colheres de chá de açúcar
1 colher de sopa de sal
Pimenta do reino moída na hora a gosto
2 fatias de prosciutto de excelente qualidade cortado em fatias
[ou queijo feta esmigalhado, para quem não come carne]

Misture os cubos de pepino e melão numa vasilha. Salpique com o açúcar e o sal e misture bem. A salada vai começar a “suar” e soltar liquido. Reserve por uns 20 minutos. Coe usando uma peneira. Coloque a peneira com a salada sobre uma vasilha e leve à geladeira. Na hora de servir, remova da geladeira, junte o prosciutto [ou o feta cheese] e tempere com pimenta do reino moída. Divida em porções e sirva.

sopa fria de pepino
[com buttermilk]

sopa-pepino-butter_3S.jpg

sopa-pepino-butter_2S.jpg

Fiz tanto essa receita nas últimas semanas, que praticamente já tomei posse dela. É a minha sopa fria de pepino favorita! Tenho feito muito para trazer pro meu almoço-picnic no trabalho, alternando com uma versão simplificada da deliciosa salmorejo, sem ovo ou presunto. Levo assim mesmo, acondicionadas em potes de vidro com tampa de rosca. Na hora de comer uso a colher ou apenas bebo usando o pote como se fosse um copo. Acompanho com crakers e uma salada, às vezes umas fatias de queijo. É um almoço leve, delicioso e cheio de sustança. Segura você animada o resto do dia, sem pesar nem causar aquela sonolência vespertina. Uso um buttermilk da melhor qualidade. Aliás, todos os ingredientes devem ser da melhor qualidade. Adiciono por minha conta um punhado de ervinhas—ciboulettes ou manjericão fresco, dependendo de qual eu tiver mais abundante no dia. Uma sopa fria perfeita para os dias tórridos, e para os não tão tórridos também.

da revista Everyday Food
cucumber-buttermilk soup
faz 4 porções
2 pepinos médios descascados e cortados em pedaços
[se tiver muita semente, remova]
2 xícaras de buttermilk
Sal marinho e pimenta do reino moída na hora
Azeite de oliva extra-virgem
Um punhado de ciboulettes ou folhas de manjericão fresco

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter um liquido uniforme. Coloque numa jarra e leve à geladeira. Na hora de servir acrescente mais pimenta do reino moída e um fio de azeite. Pode decorar com fatias bem finas de pepino. Essa sopa se conserva por um dia ou dois, bem tampada e dentro da geladeira.

sunomono

sunomono_1S.jpg
O meu sunomono eu faço do jeito que mais gosto. Apenas fatio o pepino bem fininho usando um mandoline, preparo um molhinho com 1 colher de sopa de vinagre de arroz, 1 colher de sopa de mirin, 1/2 colher de chá de açúcar e 1/4 colher de chá de sal. Misturar bem e temperar o pepino. Depois é só salpicar com bastante [eu gosto de bastante] sementes de gergelim torradas. Eu já compro as sementinhas torradas no mercadinho asiático, mas pode-se torrar as sementes cruas bem rapidinho numa frigideira, no fogo. Mas cuidado, fique de olho porque elas torram numa piscada. Misture bem e sirva. Adoro essa salada adocicada de pepino.

sanduíche aberto de pepino

sanduba-pepino3S.jpg
Para um dia quente. Duas palavras: substancioso e refrescante. Pão, queijo, pepino. A receita original, saida da revistinha Everyday Food, era feita com pão francês. Eu usei um pão preto bem robusto. Use o pão que quiser. Prepare uma pasta com queijo feta temperado com suco e raspas da casca de limão e pimenta do reino. Fatie o pepino com um mandoline ou uma faca afiada. Não precisa descascar. Espalhe a pasta de queijo sobre o pão, cubra com fatias de pepino e tempere com uma pitada de pimenta moída na hora e um fio de azeite.