foi o esquilo que me encarou

Na frente da porta de entrada para a minha sala no meu trabalho tem um arbusto que se enche de pequenas flores no verão e que no outono viram frutos ovalados com uma cor verde bem escura. Esse arbusto é um pé de feijoa, uma fruta deliciosa também conhecida como goiaba mexicana. Eu levei muito tempo para me tocar que aquelas frutinhas eram feijoas, já que elas desaparecem rapidamente por serem vilmente atacadas e devoradas ainda verdes pelos esquilos.

Voltando da minha caminhada estica-pernas das três da tarde observei uma comoção esquilanesca nas proximidades do pé de feijoa. Foi quando peguei no flagra três esquilos, que já roiam covardemente as tais frutinhas. Minha presença e cara nada amigáveis fizeram com que dois dos esquilos se pirulitassem e fossem procurar por coisinhas comestíveis na grama de outra árvore mais próxima. Mas um deles não se moveu, ficou ali plantado e me encarou. O esquilo me encarou sem piscar, nem disfarçar, não abaixou a cabeça, não vacilou. Ele simplesmente me encarou. E eu encarei de volta, enquando ele subia pelos galhos da árvore, sem nunca virar a cabeça, sempre firme me encarando. O duelo de olhares durou alguns minutos. Foi emocionante. Não sei por que, mas eu tive quase certeza de que aquele esquilo era uma esquila.

17 comentários em “foi o esquilo que me encarou”

  1. Só pode ser uma esquila, claro! Os esquilos, tal como os senhores humanos são pouco dados ao desafio quando o oponente é bem maior do que eles. hehehe
    Bj grande, querida Fer!

  2. Adoro esquilos! Acho-os fofinhos, amorosos e tenho uma tristeza danada por não os poder apanhar e fazer festinhas! Quando estive em Boston ia ficando doida pois ele passeiam-se por toda a cidade, parques e quase se deixam apanhar. Sempre que via um ia contando e sinceramente, agora já não me lembro do número mas foi uma conta considerável. Tirei montes de fotografias.

  3. Rsrsrs!
    Adorei a história, meu amigo do trabalho sempre diz: as mulheres são territoralistas demais…ele também tem certeza que era uma esquila!!!
    Beijos Fer! 😛

  4. Ah se eu pudesse olhar da janela do meu serviço e ver esquilos, árvores… aqui só prédios, poluição, gente estressada!(Av Paulista)
    Aproveite essa paz e tranquilidade, e eu fico por aqui escutando buzinas.
    um beijo Fer

  5. Ola Fernanda!!!
    Poxa, esquilo é um bixo estranho, aqui eles vivem querendo entrar em casa, nao ha cara feia que os assuste!!
    Ah, vc sabe alguma coisa sobre a preposition n 2 ai na california? Quando sera a votaçao?
    abraço
    k

  6. olá Fer. Como sempre não consigo mais dormir sem dá uma passadinha dpor aqui…. e essa história dos esquilos então… apesar do duelo dos olhares, foi tão gostosa de ler.
    beijos com carinho
    telma-recife

  7. Fer, sua história me fez lembrar do vídeo do esquilo dramático (que na verdade é um cão da pradaria). Será que estão dando aulas de interpretação dramática para os roedores agora? Bjs!

  8. Fer acho que a esquilinha ficou irada por vc ter interrompido a merenda dela e resolveu te mostrar que nem tem medo de vc nem nada.rsrsrsrsrs

  9. Ah, Fer Guimarães Rosa!!
    Vc e suas histórias… Adoráveis!
    Passeio aqui todos os dias e me encanto sempre. Seja com as ditas histórias, suas fotos ou suas receitas.
    Seu estilo é, com efeito, encantador. O ROUX tb…
    kkkkkkk!
    De tanto que passeio pela blogsfera já sei apelidos,
    preferências culinárias, e aprendo muito, muito mesmo! Por isso, este post é para reverenciar o seu bom gosto, o seu bom-humor e a oportunidade de viajar sem sair do lugar!
    Um grande abraço “centrooestemineiro”, apesar de eu ser carioca.( A cegonha errou o CEP!!!)

Deixe a sua pitada: