assado de abobrinha e tomate

abobrinha_tomate_S.jpg
Coisas abundantes no verão de Davis—solão, céu azul, tomates e abobrinhas. E quando as abobrinhas começam a chegar numa profusão descontrolada, fico exasperada para usá-las sem desperdício. Tenho algumas receitas coringas, que uso, reuso, reinvento. E estou sempre procurando por idéias novas. No dia anterior eu tinha feito uma salada muito simples, com as abobrinhas amarelas cortadas no sentido do comprimento como se fossem tiras de fitas, e temperei com um vinagrete básico e folhinhas secas de menta chocolate esmigalhadas com as mãos. As abobrinhas casam muito bem com molhinhos de salada adocicados. Uma boa oportunidade para se usar aquele vinagre de framboesa encalhado ou o xarope de romã. Mas nesse dia eu quis fazer um prato substancioso, algo para esquentar, não refrescar. E fiz então um assado, que não tem absolutamente nada de especial, mas que propiciou um jantar amplamente reconfortante.
No mandoline corte as abobrinhas em fatias finas. Eu usei três patty pan squash. Tempere com sal, pimenta moída, azeite e folhas de orégano seco esmigalhadas com a mão [eu seco o meu orégano, que no nosso verão implica apenas deixar a erva lavada espalhada num prato por uns dias]. Reserve. Num refratario, regue o fundo com azeite, espalhe rodelas de um tomate grande orgânico, cubra com queijo ralado—eu usei uma mistura de mussarela, asiago, parmesão e romano. Cubra com a abobrinha temperada. Outra camada de queijo, outra de fatias de tomate, outra de queijo. Salpique com mais folhas de orégano seco esmigalhadas e leve oo forno pré-aquecido em 385ºF/196ºC por uns 30 minutos, ou até que o cozido comece a borbulhar e o queijo fique gratinado.

7 comentários sobre “assado de abobrinha e tomate”

  1. Fernanda, aqui no Rio eu faço sopa com as abobrinhas e coloco um pouco de coentro – fica uma delícia!! Vc que gosta, pode ser uma boa opção…
    BJS

  2. Olá Fernanda, agradeço vc ter aceito a brincadeira, acredito q há muitas receitas boas no seu blog, olha adoro abobrinha com certeza irei fazer, pena as q tem aqui são somente as abobrinhas italianas, outras variedades aq Sampa não são fa´ceis de achar…
    bjs

  3. oi, fer
    uma opção para as abobrinhas encalhadas é fazer um bolo de abobrinha, uma delicia nutritiva….vc jah experimentou?
    bem, mais uma vez, parabéns pelo blog. Adoro!
    beijos

  4. Oi, Fernanda! Aqui tb estamos cheios de abobrinha no farmers market. Eu, que sou fã, comprei vários tipos. Algumas já foram no tal zucchini bread, outras grelhei e as últimas virarão cheesecake salgado nesse fim de semana.
    Esse seu assado ficou mesmo lindo, e vou guardar a idéia para um dia mais fresquinho, já que não faltam dias frios por aqui.
    Amo abobrinha e acho que, assim como a beringela, ela substitui bem a carne, que continuo comprando só no esquema “cruelty-free”. (não tem muito a ver com o assunto, mas li umas coisas sobre free range chicken que me preocuparam…).
    Beijos,
    Renata.

  5. Fer:
    MInha mãe faz uma salada quente com abobrinhas.Corta em quatro no sentido do comprimento, cozinha com água e sal bem rapidamente e por cima, quando ainda quentes joga tomate em cubos, bastante azeite, orégano e limão. Simples, fácil e boooooaaaa.

  6. Abobrinha é tudo de bom fala verdade,aqui tbem é temporada de abobrinha e faço cremas,pures,saladas enfim mil coisas…mas ontem fiz uns talharines de abobrinha cortando com um pelador de batatas,tiras finas,e passadas levemente por agua quente e sal.Depois levei ao forno com queijo ralado grosso e ficou um delicia!!!
    Beijinhos

Deixe a sua pitada: