stuck outside of mobile with the memphis blues again

Meus gatos são indoors, isto é, eles não saem na rua. Nem mesmo no quintal. Os motivos são basicamente segurança e saúde. Gatos indoors são mais limpos e mais saudáveis, vivem mais anos. O Misty não pode sair também porque ele é um gato indefeso—ele foi “declawed”, teve suas garras removidas cirurgicamente pelo seu primeiro dono. Essa prática, considerada cruel na maior parte do mundo, ainda é feita aqui com a maior naturalidade. O Roux não pode sair porque ele é uma criatura esbaforida e não é muito inteligente. Ele é imaturo e meio bobo, um amoreco total, mas tem suas limitações. Quando eu o adotei, tive que prometer que não iria deixá-lo sair. Estou cumprindo como posso. Mas ele é um gato e é curioso. Se der mole, ele casca fora.
Sexta-feira é dia de faxina na minha casa. O pessoal da limpeza já foi avisado desde o primeiro dia, que os gatos não podem sair. Mas ontem algo aconteceu. Cheguei em casa às 5 pm e fui primeiro checar a limpeza, pois eu sou bem chatonilda e olho tudo nos micro-detalhes. Liguei a máquina de lavar roupa, falei olá pro Misty, que sempre vem me recepcionar e só depois de uns quinze minutos que parei em frente a porta de vidro que dá para o quintal e vi um gato familiar trancado do lado de fora, todo assustado, encolhido, com os pelos sujos de folhagem. Era o Roux!

Alguém deixou ele sair. Com certeza foram varrer o quintal e deixaram a porta aberta e ele, enxerido que só, escapuliu. Foi muita sorte ele não ter saído pra rua, pois atrás da minha casa tem um shopping center super movimentado. E também foi sorte ele não ter pulado a cerca, pois meus dois vizinhos têm cachorros. Baita susto! Esse Roux….

12 comentários em “stuck outside of mobile with the memphis blues again”

  1. Não posso crer que aí eles achem normal retirar as unhas dos gatos, que coisa monstruosa! Mas aqui tb as pessoas não estão atrás. Sabe qual a nova moda? cortar as cordas vocais dos cães, para que eles não incomodem a vizinhança. Pode? e ainda dizem que é por amor aos animais, pra não ter que se separar do bichinho. Pois eu digo que quem ama, abre mão da própria felicidade em favor da felicidade do ser amado. Dê para alguém que possa criá-los com amor e liberdade para dar seus latidos, não é?
    O ser humano é tão egoísta.
    Bjs

  2. O Tobias também é gatinho caseiro…E concordo consigo, são muito mais saudáveis…e para os que ainda podem “fazer” gatinhos, não andam por aí a aumentar os gatinhos abandonados…por outro lado, gostava que ele tivesse o gostinho de trepar às árvores e rebolar na relva…A questão das garras é mesmo anti-natural – acredito que seja muito confortável para os donos terem gatos sem garras pois não estragam os tapetes ou as cortinas…mas para mim, quem não tiver carinho suficiente pelos bichanos para aturar esses estragos é bem melhor não ter…:o)

  3. Pois é, o meu gato também fica aqui metido o dia todo no nosso apartamento… agora só o deixo ir para a varanda quando estou por casa, porque ele decidiu começar a pular para as grades e passa para a varanda do vizinho, e claro que eu fico com medo que ele faça asneiras! Também morro de medo que um dia ele caia das grades (um 5º andar seria fatal!), mas não dá para o trancar sempre, e quanto mais proibições pior!

  4. tb sou a favor de manter gatinhos in door. Nossa gata não sai pra rua pq moramos em apto, mas não sei se deixaria ela passear pela rua se morássemos numa casa. Por mais que o gato seja esperto, os perigos lá fora são muitos. E tirar as garras do bicho é muita, muita, muita crueldade.

  5. Roux..tadiko!!!!! Que bom que assustou:)) Mas meu “xodoh” a distancia eh o Misty, God knows why..:))
    Declawed..debarked (tivemos um {adotivo}Chocolate lab assim)..tudo tao cruel..Ainda bem que a adocao eh totalmente incentivada akih:))
    A Sophie (puppy), apesar de super-inteligente nao eh nada street smart..hehe..tadikosssssssssss!!
    Bjs Fer!!
    Bri

  6. Pobrezinho do Mr. Roux, mas ele se saiu bem, nao fez bobagem, ficou meio assustado … Se fosse o primo quebequense dele teria ido comer churrasco no vizinho ha ha ha. Eu morro de pena dos bichanos em casa, mas é o unico jeito, cada dia que ando na rua tem cartaz de gatos desaparecidos, basta passar um carro e jah era. Melhor assim mesmo Fer. Beijocas.

  7. Eeeeeeeeee…. Tinha que ser o gato levado que senta na bancada da cozinha!
    Hehehe… Ahh desencanca Fer. Gatos são assim mesmo! Tinha um gato quando era pequeno… E então ele pulou da janela do apartamento (morava no 2° andar de um prédio baixo) e caiu na grama do jardim! O danado escapoliu! :¬(
    Mas tudo bem… Eu lembro que atormentava demais o bichinho. Fui uma criança endiabrada… XD
    Beijos Fer! E mande um abraço felino para los gatitos daí!

Deixe a sua pitada: