uma nova casa [virtual]

Oi, pode entrar, é aqui mesmo! Você não clicou em blog errado. Este é o velho Chucrute com Salsicha de guerra, finalmente de casa nova depois de quase onze anos de estrada. Não estava pensando em mudanças visuais, mas fui obrigada. Há anos que eu estava querendo aposentar o publicador que eu usava desde 2001, o Movable Type, pois ele deixou de ser o melhor programa já faz uma década. Mas a falta de tempo me fez protelar. Sem falar no medo da trabalheira que iria ser mudar tantos anos de tagarelice e imagens de um lado pro outro. Aproveitei uma folga que tive, folga forçada por causa de uma pequena cirurgia, e usei os dias de cama pra fazer a migração. Foi uma tarefa hercúlea e precisei da ajuda do meu filho no final, mas consegui migrar meus blogs para o WordPress. Uma das grandes vantagens desse publicador é que agora meus blogs são responsive, ou seja, visualizam bem em todas as plataformas. O Chucrute agora é mobile friendly e tem um monte de outras coisinhas utilitárias. Por favor me avisem se virem algo quebrado, que eu consertarei prontamente. Bem-vindos a nossa nova moradia, fiquem a vontade e divirtam-se!

charlotte de morango

strawberry-charlotte
Depois de me esbaforir para colher dois baldes de morangos na fazenda orgânica, saí procurando por receitas para usá-los e achei esta tão leve e linda, que reservei para fazer pro almoço de páscoa. Fiquei um pouco tensa achando que não iria desenformar bem, mas deu tudo certo e pude servir essa sobremesa que é simplesmente a epítome da delicadeza.
3 e 1/2 colheres de chá de gelatina em pó sem sabor
1/2 xícara de água fervente
3/4 xícara de açúcar
1 colher de sopa de suco de limão
1 xícara de morangos orgânicos amassados com um garfo ou em puré [*pulsei no processador de alimentos]
3 claras de ovo batidas em neve em picos moles
1 xícara de creme de leite fresco batido em picos firmes
Em uma tigela coloque a gelatina para amolecer em 1/4 xícara de água fria. Adicione a água fervendo à mistura e mexa bem até que a gelatina fique completamente dissolvida. Adicione o açúcar, o suco de limão e os morangos triturados e mexa delicadamente para combinar. Deixe esfriar e coloque na geladeira até começar a firmar. Remova a mistura de gelatina da geladeira e bata bem com um batedor de arame. Adicione as claras em neve e depois o creme batido. Colocar morangos cortados ao meio no fundo de um molde de 1 litro, despeje a gelatina e leve novamente para gelar. Antes de servir, desenforme a charlotte mergulhando rapidamente a base do molde em água quente e, em seguida, inverta sobre uma travessa. Decore com mais morangos e um pouco de purê de morango, feito rapidamente no processador.

primeiro dia

No primeiro dia nós acordamos tarde e eu fiz café, tostei pão de queijo asiago e pimenta na frigideira. Estava frio, o Uriel lavou a louça e começamos a fazer o almoço. O Scott chegou ao meio dia com um carro esporte cor de laranja, eu coloquei o almoço na mesa e eles foram conversar com a vizinha. Nós almoçamos conversando em inglês e português, o vinho excepcionalmente não era californiano, porque achei um neozelandês com toques de grapefruit que combinou muito bem com o presunto assado. Acendemos a lareira, minha mãe tirou uma soneca na companhia do Roux, eu fiz coisas no laptop e tirei fotos. Fomos caminhar, estava muito frio, voltamos e fomos beber café mas eu escolhi tomar uma ginger beer. Compramos pão fresquinho, fizemos sanduíches com as sobras do presunto, todos quiseram uma xícara de chocolate quente, lavamos e guardamos a louça, abrimos o facetime e estamos na sala neste momento esperando para falar com o Gabriel, que está em Portland. Pretendemos dormir cedo.

tivemos Natal

Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal
Natal Natal

O Natal deste ano foi um pouco diferente, e um pouco mais corrido, porque tivemos a visita da minha mãe. Fazia dez anos que ela não vinha me visitar e depois da morte do meu pai eu achei que ela poderia e precisava vir passar um tempo com a gente, pra passear e relaxar, além de poder vivenciar um pouco do nosso cotidiano. Fomos ver os musicais A Christmas Carol e It’s a Wonderful Life, fizemos caminhada na neve, bebemos muito vinho gostoso e eu fiz uma ceia de natal simples—assei um frango caipira ao invés de peru. Preparei umas receitas novas, outras foram recicladas. Algumas serão publicadas aqui em breve. Final do ano é sempre corrido para todos e com visita internacional a minha rotina ficou bem modificada. Vamos aproveitar os últimos dias do ano e o blog voltará ao seu ritmo normal em breve.

※ nove anos ※

nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!
nove anos! nove anos! nove anos!

Hoje, primeiro de novembro de 2014, este blog completa nove anos ininterruptos no ar. Nove anos de histórias, imagens, receitas, conversas. Quis marcar esta data com algo especial, mas não consegui. Queria ter selecionado uma foto de cada ano, mas acabei só conseguindo fazer este patchwork de imagens que resumem um pouco da minha vida hoje—nove anos depois do entusiasmado e ingênuo inicio deste meu pequeno espaço virtual. Nove anos atrás eu vivia em outra cidade, outra casa, tinha uma vida um pouquinho diferente de hoje. Continuo a mesma pessoa, acreditando nas mesmas coisas, mas acho que amadureci e cresci bastante em todos os aspectos da minha vida.

Nos últimos anos, com mudanças de cidade, casa, desafios imensos no meu emprego, houve também uma mudança de prioridades pra mim. O Chucrute com Salsicha continua sendo um instrumento de comunicação e um exercício de criatividade, um hobby que eu adoro, um espaço que eu tenho prazer em desenvolver e manter. Ele só não tem mais foco central na minha vida. E não acho isso ruim, porque o que não é obrigação, fica muito mais gostoso.

Em resumo quero dizer que continuo a mesma evangelista dos orgânicos de sempre e estou mais locavore do que nunca, amo minha vida na roça e todas as vantagens que isso me traz. Agradeço imensamente a todos que visitam este espaço, regularmente ou nem tanto, participando com comentários ou apenas lendo em silencio. Chegamos até aqui e vamos em frente, né? Pois nove anos pode parecer muito tempo, mas eu sempre tenho a impressão que estou apenas começando.