bolo de laranja & cachaça

bolo-laranjacachaca_1S.jpg
Tudo começou quando fui ler o blog do Luiz Américo e vi ele mencionar um bolo de laranja com cachaça servido no restaurante Ruaa em São Paulo. Corri pro oráculo na esperança de achar a receita, pois vai que tem! E não é que tinha? Achei ela aqui e foi o que fiz de sobremesa pro almoço que preparei pro meu filho e minha nora. Achei a calda um bocado doce demais pro meu gosto, mas o sabor da cachaça fica ultra acentuado e disso eu gostei muito. O bolo fica mais como um pudim e como usei uma forma um pouco maior do que a indicada, ele ficou mais baixo. Mas a combinação da laranja com a bebida, o bolo fofo e a calda quente, resulta numa sobremesa bem especial—diferente e sofisticada.
150 gr de manteiga sem sal em temperatura ambiente
3 xícaras de açúcar
5 laranjas lima ou Bahia [usei a Navel]
1 xícara de leite
2 xícaras de farinha de trigo
1 ovo
1 colher de sopa rasa de fermento em pó
1 xícara de cachaça
Numa panela, colocar o suco de três laranjas, a cachaça e duas xícaras de açúcar e levar ao fogo médio-baixo até dissolver o açúcar e obter uma calda leve [uns 20 minutos mexendo sempre]. Se quiser, adicione pequenos pedacinhos da casca da laranja [remova a parte branca]. Reservar.
Pré-aqueça o forno em 356ºF/ 180º C.. Untar uma forma de bolo média com manteiga. Bater no liquidificador 50 gr da manteiga, o leite e duas laranjas cortadas em pequenos pedaços, somente a polpa, sem os caroços, a casca e a parte branca.
Na batedeira bater o restante do açúcar e da manteiga até formar um creme. Acrescentar o ovo, a farinha e o fermento e bater mais, até incorporar. Com uma colher de pau ou espátula, acrescentar aos poucos a mistura de laranja na massa. Assar por mais ou menos 20 minutos ou até o bolo ficar firme no centro. Remova do forno, deixe esfriar, corte em fatias e sirva com a calda quente por cima.
bolo-laranjacachaca_2S.jpg

8 comentários sobre “bolo de laranja & cachaça”

  1. Adorei seu blog. Simplesmente não consegui desgrudar dele. Acho que você cozinha com uma alegria que contagia. Vou indicar o blog para amigos queridos. Um beijo grande e prazer em conhecê-la através do blog. PS.: Adoro culinária, mas confesso que aprendi um bocado com vc.
    R: Lia, muito obrigada e seja muito bem-vinda! um beijo 🙂

  2. I´ve been wanting to incorporate cachaça into recipes but have been a little unsure as to how. Have you ever tried infusing cachaça? I´m curious to try it with guava or maracuja…and hoping not to come out with a bottle of something gross. Meanwhile, your cake looks delicious! Maybe this would be a safer first step haha. Beijos
    R: Eva, I never tried making infusions, but I know that some types are very common in Brazil. I heard of one made with cachaça and vanilla beans! It sounds like something really easy and delicious. beijo 🙂

  3. Minha musa inspiradora,
    Estou super ausente da net, por isso não tenho comentado aqui… mas sempre que posso, dou uma passada pra ver suas atualizações. Adoro demais aqui.
    Queria pedir uma ajuda. Queria fazer uma manteira caseira que o Jamie Oliver ensinou, mas ele coloca Double Cream. Vim correndo dar uma olhada no seu dicionario, mas não fala do Double, fala de todos cremes, menos o double. rs
    Vc sabe o que posso substituir? Pq parece que não vende no Brasil. Aqui só tem creme de leite normal (caixinha ou lata), Light e Pasteurizado (teoricamente fresco).
    http://gnt.globo.com/receitas/Receita-de-manteiga-caseira-de-Jamie-Oliver.shtml
    Help me, please?
    Um beijo querida.
    R: Otavio, acho que o double cream ingles é o heavy cream americano. o creme de leite fresco brasileiro substituiria. usa o fresco e depois nos conte o resultado. beijo!

  4. Descobri o seu blogue e achei muito engraçado ver a Califórnia com a perspectiva de quem lá vive. No ano passado viajámos 17 dias entre São Diego e São Francisco e fomos muito bem recebidos em Madero e Turlock,por amigos luso-americanos. Gostei de voltar a recordar algumas das vossas cidades. Curiosamente sou da Figueira da Foz e a Granja do Ulmeiro fica, como sabe, entre esta cidade e Coimbra. Estudei lá e hoje vivo no Algarve.A vida dá muitas voltas e é feita de coincidências.
    Boa sorte
    Ana Bela
    R: que coincidencia mesmo, Ana! minha experiencia em Portugal foi a mesma que a sua na Califórnia, fui muito bem recebida pela familia do meu cunhado em Ulmeiro. 🙂

Deixe a sua pitada: