educando fezoca

enxuga-enxuga.jpg

Eu odiava quando a minha mãe me punha pra ajudar a enxugar a louça. Essa era a única tarefa que ela me dava na cozinha e tinha o intuíto de educar. Numa sociedade, como a brasileira, onde as famílias ainda contam com empregados para fazer quase todos os serviços domésticos, é importante que se ensine o valor desse trabalho. Minha mãe pensava nisso. Eu também pensei e meu filho sempre teve suas responsabilidades. Muito mais do que eu tive. Acho que ele também não gostava, afinal ninguém gosta. Mas é importante aprender e fazer.

19 comentários sobre “educando fezoca”

  1. adorei te conhecer Fer , frequentar seu blog dando meus pitacos e desejo a voce um excelente Natal e um Ano Novo melhor ainda.
    Qdo criança minha mãe tambem nos colocava pra fazer tarefas domesticas, agradeço a ela por que aprendi a fazer bastante coisas! (eu não gostava mas fazia!)apesar de ter pessoas para faze-las em casa. bj Fah

  2. o mais bacana dessa foto, nem é a carinha emburradinha e previsível de fezoca apelando com o pano de prato. mas sim todas as cores e nuances anos 70 que aparecem para corroborar o escrito. muito legal!

  3. Fer, as meninas esperneiam um monte, mas acabam ajudando. A mais nova sempre faz corpo mole e quando vejo… sumiu, mas a mais velha é companheira e ajuda mesmo. Vejo como as duas são muito, mas muito mais independentes do que as amigas e acho ótimo.
    Beijocas!
    P.S. A tua carinha diz tudo! 🙂

  4. Não tínhamos empregadas, então fazíamos de tudo. Mas foi bom, se não, não estaria conseguindo levar a vida agora sem ajudante.
    Adorei a lancheirinha pendurada e a garrafa térmica, designs bem comum naquela nossa época.
    beijos, ótimas festas e que o Chucrute continue assim, tão saboroso e ácido na medida.
    N

  5. O que eu detestava mesmo era arrumar a cama. Mas na minha casa até a enteadinha de 3 anos arruma a própria cama depois do café. Afinal, não moramos num hotel com room service, não é?
    Fer, um ótimo Natal pra vc e sua família, e q 2008 traga muito mais chucrutes e incontáveis salsichas!
    1 beijo da sua fã

  6. Não consegui ler o texyo, pois no meu computador de casa as letras aparecem em tamnaho minúsculo e não sei como resolver o problema. Mas gostei da foto. E do ar decidido… ou será espantado??´
    beijinhos

  7. A cozinha mágica
    Muitos jovens acreditam que a cozinha tem mágicos trabalhando por ali. Copos, pratos e talheres são limpos, secos e guardados por esses mágicos invisíveis. Nossos jovens também acreditam que tudo na casa é limpo e organizado por uma fada…
    Eles precisam conviver em outros lugares para sentirem o que é a cooperação com os pais. O programa high-school ajuda muito. Eles voltam diferentes. Descobrem, enfim, que não existem mágicos e fadas.

  8. Minha mãe também botava a gente para ajudar, mas a pior tarefa era moer café, aff, era sempre meu irmão e eu, naquele moinho antigo e brigávamos para ver quem não ia… Bjs Fer. Ah o livro da Alice já tem aqui, mas custa 99 pilas na megastore… então já vou encomendar na amazon, que é bemmmm melhor mesmo demorando aí já peço outras coisinhas, valeu a dica! Um bom Natal para vocês.

  9. a minha mãe também não gostava muito de me ver na cozinha perto do fogão, pois já nessa altura eu tinha a mania de inventar… mas sempre me dava outras tarefas: enxugar a louça, arrumar, sacudir a toalha, colocar o lixo na rua… tarefas que nem sempre eram bem aceites por mim… mas entretanto ela arregalava os olhos e eu lá obedecia, contrariada mas com o “rabinho entre as pernas”… eh eh eh

  10. Hohoho, mãe é tudo igual, só muda o endereço :o) mas eu adorava ficar no calcanhar da mamãe, catucando na cozinha, nem que fosse pra enxugar a louça. Só odeio é passar roupa, afe! Hoje, depois de casada, vejo quanta coisa aprendi com a mamãe :o)

  11. As mães devem ter aprendido todas na mesma escola, eu queria que a minha mãe me deixasse cozinhar e ela dava-me tarefas menores, e chatas, e eu ficava de “trombas”.
    Beijocas

  12. Autorizacao na cozinha soh apos os 10 anos, pra enxugar a louca..hehe..Na sala, pra “tirar o poh”, no quarto pra “arrumar as gavetas”:)) Oooo vida..hahaha
    Bjs Fer!!
    Bri

  13. olá!
    estou precisando de uma ajuda.
    gostaria de presentear minha mãe no natal com uma roupa de cozinheira, por exemplo avental ou chapéu.. já que ela adoooora cozinhar.
    mas nao sei onde é o melhor lugar para comprar.
    se voce souber, se puder me dizer, será de muita ajuda!
    segue meu email,
    qualquer palpite, por favor contate-me!!!
    jenny.montez.11@gmail.com
    agradeço desde já!

  14. eu sempre quis ajudar na cozinha então desde pequena já picava as batatinhas,cenouras,temperos e a mãe sempre estimulava pois ama cozinhar então creio que enxergava em mim a futura “seguidora”, com 10 anos ajudava toda a vizinhança nos aniversários infantis fazendo e enrolando os negrinhos e branquinhos.A louça era da mana que detestava cozinhar(e ainda não gosta) e que tinha que fazer algo!beijo!

  15. Minha avó, que foi quem me criou, também me fazia participar e arduamente das tarefas domésticas.
    Aprendi a cozinhar com 10 anos!
    E assim foi, na época me foi penoso, pois eu queria levar a vida de uma daloescente normal, que acordava mais tarde nos fins de semana,mas passou, e estou aqui.
    Hoje sei ser uma ótima “dona de casa”, das mais prendadas(módestia a parte), do tipo, cama, mesa e banho! 😉
    Bjos,
    Monica

  16. Oi Fer,
    Minha mae tb fazia o mesmo comigo e com minha irma. Quando ela pediu para temperar um bife pela primeira vez eu até chorei de raiva. Morria de nojo de tocar em carne….. hoje dou risada.
    Bjs para ti.

Deixe a sua pitada: