bolo de chocolate [vegano]

bolo de chocolate

Domingo às quatro da tarde. Na minha lista de afazeres para aquele resto de dia constava preparar uma panela de molho de tomate, assar uma abóbora e várias batatas doces, fazer um shrub de peras, usar os tomates zebras num gazpacho, descascar e picar um melão, cozinhar arroz integral e fazer umas bracholas. Claro que com todo esse trabalho me esperando, eu resolvi primeiro fazer um bolo de duas camadas, com recheio e cobertura. E como faltou um dos ingredientes, ainda dei um jeito de passar pela lojinha de bugigangas de segunda mão no caminho para o supermercado. Não é a toa que no final do dia eu estou sempre absolutamente podre.

Mas o causo é que decidi fazer essa receita assim que botei os olhos nela somente porque me interessei pelos ingredientes inusitados. É realmente maravilhosa essa criatividade nas substituições dos ingredientes nas receitas veganas. Até achei que daria pra fazer mais uma substituição se necessária, do óleo de coco pelo azeite. Esse bolo não tem nenhum leite, nem creme, nem ovos, mas o resultado é nível O Fino da Bossa. Macio e úmido, o puro sabor do chocolate, sem ser exageradamente doce nem enjoativo. Garanto que ninguém que não for avisado identificará a abóbora no recheio. Acabei levando metade do bolo no meu trabalho e ninguém percebeu que não era um bolo como outro qualquer, ele apenas desapareceu da bancada da cozinha e só o que ouvi foi—mas que delicia de bolo!

para o bolo:
3 xícaras de farinha de trigo
2/3 xícaras de cacau em pó
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
3/4 colheres de chá de sal
2 colheres de sopa de vinagre de maçã
2 xícaras de leite de amêndoas, arroz ou soja [*usei de amêndoas]
2/3 copos de óleo de coco derretido
2 colheres de chá de extrato puro de baunilha
1 e 3/4 xícara de açúcar [*usei o demerara]

Unte duas formas redondas de bolo com óleo de coco. Pré-aqueça o forno a 350°F/ 176ºC. Numa vasilha grande peneire juntos a farinha de trigo, o cacau, o bicarbonato e o sal. Numa outra vasilha adicione o leite de amêndoas, o vinagre de maçã e bata até ficar espumoso. Misture o óleo de coco, a baunilha e o açúcar. Vá aos poucos adicionando cerca de um terço dos ingredientes molhados aos ingredientes secos e misture bem. Adicionar outro terço, misture bem e em seguida adicione a última parte. Misture para incorporar, sem exagerar. Despeje a massa de bolo nas formas untadas e leve ao forno por 25 minutos ou até que o centro esteja completamente cozido. Remova os bolos do forno e deixe esfriar completamente.

para o recheio:
1 xícara purê de abóbora
1/4 xícara de cacau em pó
1/4 xícara de xarope de maple syrup
3 colheres de sopa de manteiga de amêndoa ou de castanha de caju
Num processador de alimentos coloque o purê de abóbora, o cacau, o maple, e a manteiga de amêndoa. Pulse até obter um creme bem liso . Reserve.

para a cobertura:
170 gr [6 oz] de chocolate amargo picado
1/2 xícara de leite de amêndoas
2 colheres de sopa de maple syrup

Misture o leite e o maple syrup em uma panela pequena e leve para ferver. Coloque o chocolate numa vasilha e jogue a mistura quente de leite por cima, mexendo bem até o chocolate derreter completamente. Deixar esfriar em temperatura ambiente.
Para montar o bolo: remover os bolos das formas. Coloque um dos bolos numa travessa e espalhe o recheio cremoso por cima. Delicadamente coloque o outro bolo por cima. Despeje a cobertura de chocolate sobre o bolo. Coloque na geladeira para firmar por uma hora. Sirva.

choc-vegan.jpg choc-vegan.jpg

7 comentários em “bolo de chocolate [vegano]”

  1. Receita maravilhosa! *O*
    Uma pergunta: se eu não tiver a manteiga de amêndoa, com o que eu poderia substituir?
    R: Daniela, a manteiga de amendoim. se bem que o sabor é um pouco mais forte, mas a textura é a mesma.

  2. Fernanda, adorei esse bolo! Se eu excluir a cobertura, vc acha que fica bom?
    Eu tb faço listas gigantescas de afazeres culinários no fim de semana….confesso que nunca dou conta de tudo!
    Bjs
    R: Roberta, pode excluir a cobertura sim, o bolo é muito bom. estamos todos nesse barco multitasking, não? um beijo! :-*

  3. >>>>>> Não é a toa que no final do dia eu estou sempre absolutamente podre. R: Sally, a resposta é que não ha horas suficientes nos finais de semana para tudo o que queremos fazer, e cozinhar é realmente divertido sem falar que gostamos de comer bem, né? oba, fogão novo na cozinha nova! \o/

  4. Você é demais!
    Reconfortante saber que não sou a única que encerra o dia podre, mas é um trabalho rewarding, não é..
    R: é verdade Isa! 🙂

Deixe uma resposta para isabella Cancelar resposta