pudim de pão — bread pudding

pudim_de_pao_eddy_s.jpg

Receita da infância da Judith Jones. Um dos doces que ela adorava e que chegava sempre à mesa numa vasilha envolta num pano de linho branco e era servida ainda quente. Judith conta que dava a primeira colherada no pudim e as passas quentes estouravam, e faziam com que ela chorasse. Quem já não comeu um doce quente de uma maneira tão esganada que trazia lágrimas aos olhos? Eu já, incontáveis vezes! Esse pudim é uma receita antiga e tradicional.

2 e 1/2 xícaras de leite
2 colheres de sopa de manteiga
3 fatias de pão tipo caseiro, sem a casca e picado [mais ou menos 1 1/2 xícara]
1/2 xícara de passas
Raspas de meio limão
3 ovos grandes
3 colheres de sopa de açücar
1/8 colher de chá de noz moscada ralada na hora
Para polvilhar, 2 colheres de açúcar ou cubinhos de açúcar esmigalhados

Para servir, creme de leite fresco [heavy cream]
Numa panela aqueça o leite com a manteiga, mexendo até derreter. Remova a panela do fogo e acrescente o pão em pedacinhos, as passas, as raspas de limão e deixe amornar. Separe as claras das gemas dos ovos. Bata as claras em neve. Coloque as gemas batidas com um garfo na mistura de leite e pão. Misture bem. Acrescente o açúcar. Junte as clras em neve, mexa delicadamente, e coloque a nos moscada. Salpique com o açúcar. Despeje a mistura numa forma rasa untada com manteiga e coloque num banho maria em forno pré-aquecido em 325ºF/162ºC por uma hora. Sirva morno com o creme fresco.

*modificações: não polvilhei com açúcar, coloquei pra assar sem o banho maria e servi com chantily adoçado com açúcar de baunilha.

6 comentários em “pudim de pão — bread pudding”

  1. Fer,
    Pudim de pao e infancia tem tudo a ver, vou guardar sua receita para repetir aqui em casa, e’ de dar agua na boca.
    Beijos,
    Maria

  2. Nossa, lembrei da minha avó! Ela fazia um pudim de pão maravilhoso, que há anos eu não saboreio… Ela morreu em 1993 e nunca mais comi esse pudim, snif……
    E como eu não tenho muito “talento”, nunca peguei nem a receita com ela. Mas agora, quem sabe, posso tentar? A foto me deu água na boca!!
    Parabéns pelo blog! Leio sempre e adoro!
    Andréa

  3. Doce quente! doce de abóbora eu só gostava quando estava quente, depois, não. Bolo frio só o de chocolate, os demais, só quente! Tantas vezes o céu (da boca) ficou em chamas!Hoje a´te pedra fria eu gosto. Vc me trouxe a lembrança dos primeiros pudins de pão, eram bem cascudos. bjs

  4. Oi Fer, tenho uma pergunta meio complicada ( eu acho). Meu marido cozinha super bem, mas eu queria preparar um jantarzinho legal pra ele pro Valentine’s.
    Eu nao sei cozinhar, mas sei seguir instrucoes ( nao muito complicadas). Alguma sugestao? Pensei em uma entrada e 1 prato ( ele come tudo e gosta de tudo).
    Acho que de sobremesa, vou fazer brigadeiro…
    Entao, algo nao muito dificil, mas que faca vista.
    Super thanks,

Deixe uma resposta para Carla Cancelar resposta