Prevention of Farm Animal Cruelty Act

prop2.jpg Foto DAQUI Duas grandes surpresas no resultado da votação das propostas de lei aqui pra Califórnia—a absurda aprovação da proposta oito, que remove o direito de casamento para os gays e a vitória da proposta dois, que vai prevenir crueldade em fazendas de animais. Eu fiquei chateada pela proposta oito, pois acredito que todos os seres humanos devem ter os mesmos direitos e beneficios legais. Mas a aprovação da proposta dois era MUITO mais importante pra mim, pois ela vai mudar todo o sistema atual, impondo e reinforçando uma infra-estrutura mais humanitária nas fazendas criadoras de animais. Essa lei vai proibir o confinamento cruel, onde o animal não pode se mover, levantar ou se esticar. Só de pensar que esses bichos vivem suas breves e dolorosas vidas sem um direito primordial para qualquer ser vivo, que é o de poder se mover, meu coração dói de tanta tristeza. Fiquei imensamente feliz com a vitória nas urnas da proposta dois, que agora vai virar lei e possivelmente inspire e pressione outros estados a fazer o mesmo!

Nada se cria, tudo se copia

A internet é um espelho virtual da nossa sociedade real, cheia de gente de bem, trabalhadora, gente legal, honesta, construtiva, criativa, mas também superpopulada com a bandidagem, os trambiqueiros, gente que não tem o menor escrúpulo, que acha que está numa terra de ninguém vestindo um traje invisível.
Não sei onde foi parar as regras da Netiqueta, que se usava no inicio da internet e hoje parece ter sido enterrada a sete palmos, ninguém quer saber, nem se importa mais com nada. Vê-se de tudo por ai. É um mar de boçalidade e cretinice aterrador.
Fiquei realmente chocada em descobrir receitas e fotos de pessoas idôneas que eu conheco sendo repassadas de mão em mão, ou melhor, de e-mail em e-mail, como se elas não fossem de ninguém, não tivessem saído de uma cozinha, onde uma pessoa se empenhou em inventar ou adaptar a receita, teve o trabalho de deixar tudo bonito e tirou fotos para colocar online. Os gatunos oportunistas apenas passam agarrando o que vêem pela frente, como num saqueamento virtual, pra depois repassar para outros repassarem e depois esses repassarem mais uma vez, e assim sucessivamente até não se saber mais de onde veio aquilo, porque para eles nada parece mesmo ter dono. Eu testemunhei esse passa-passa meio sem querer, quando aportei por acaso numa lista de culinária aberta, onde entravam todos os dias várias receitas e fotos de muitos amigos blogueiros, sem nenhuma menção de crédito.
E agora me avisaram que uma criatura está colocando MINHAS FOTOS e MEUS TEXTOS num grupo de culinária no Flickr, como se fossem dela, sem link, sem crédito, sem nada! O que essa gente está pensando da vida? Me choca profundamente perceber a maneira desrespeitosa com que o trabalho do outro é tratado. Se está na internet, é livre, pode pegar! Eu estou imensamente desanimada, pois realmente me dedico ao que faço, capricho nas minhas fotos, me empenho escrevendo meus textos, que refletem a minha personalidade e a minha vida, para depois ver o fruto desse trabalho acabar tristemente em bocas de Matildes….