um curau natureba

curau_natureba_1S.jpg

Todo mundo fez uma careta de espanto quando eu servi esse curau de cor estranha. Mas eu garanti que um sorriso iria aflorar logo na primeira colherada. E assim foi. O curau ficou com essa cor de caramelo porque usei açúcar de rapadura pra adoçar. Fiz com duas xícaras de grãos do milho raspados da espiga com uma faca, 1 xícara de leite integral, 1/2 xícara de açúcar de rapadura e raspinhas de canela, que fiz na hora com o microplane. Bater tudo no liquidificador e passar por uma peneira. Dai é só cozinhar, cozinhar, cozinhar em fogo baixo. Eu adoro milho e qualquer comida preparada com ele. Curau pra mim é o verdadeiro manjar.

7 thoughts on “um curau natureba”

  1. Eu pensei que fosse alguma sopa, de algo não mto atraente, rss… mas dps que li que era de milho, hmmmm, deu uma vontadinha comer!
    Tbm adoro qqr coisa que vá milho, é quase paixão 🙂
    Beijo
    R: nossa, preciso pensar DEZ vezes antes de colocar certas fotos aqui. 🙂 essa realmente nao deveria ter passado pela censura do grilo. beijao, Fer

  2. Eu ja achei q ficou bonito! A principio nao achei q era curau mas depois de ler a sua descricao ate fiquei com vontade! rs!
    Eu tbem curto comidinhas feita com milho, e se for cremoso entao ai eu adoro! Eu gosto de tudo meio q puro creme!
    Beijos!
    Ana
    R: Ana, aproveite os milharais e os quitutes feitos de milho por ai! 🙂 beijao, Fer

  3. Quando alguma coisa e’ boa demais da conta, eu sempre digo – parafraseando o pamonheiro de Piracicaba que passava em frente de casa todo dia, na minha infancia – que “e’ o puro creme do milho”. Por exemplo: “esse sufle de trufas negras com caviar iraniano e’ o puro creme do milho”, ou “esse Atletico de Bororo’ do Norte contra Sport Club Avanhandava Mirim e’ o puro creme do milho”.
    Fernanda, voce sabe fazer sorvete de mio verde?
    R: Fernando, acho que vou adotar esse seu slogan para qualidade, pois pra mim tudo o que tem milho é o puro creme [do milho]. Tenho duas receitas inventadas de sorvete de milho verde, uma AQUI e a outra AQUI. abs, Fer

  4. Nunca comi curau e não é muito fácil achar o milho cru por aqui. Só se eu roubar nas plantações aqui ao pé de minha casa he he
    O doce nunca amargou, né? Depois da primeira colherada deve ser difícil parar 🙂
    R: neste caso incentivo que voce surrupie uns milhos, discretamente… 😉

  5. Não achei tão feio assim … só realmente não tem cor de curau … mas aparenta mesmo ser uma comida natureba!! Uma dúvida … o milho que vc raspa na faca é cru … certo???
    R: sim, é cru. pois vai cozinhar depois.

  6. Sou “tarada” por curau!!
    Para mim seriam a versao da ambrosia dos deuses do Olimpo, assim como tb achava o Monteiro Lobato.rss
    Nao chegou, ainda, o momento justo de colhe-los, por aqui.
    Mas estao nos pés, nas plantaçoes ao lado de casa, sò esperando chegar a hora e, dai, vou fazer até me fartar!
    E seguirei esta sua oportuna sugestao, que me pareceu MUITO valida e boa!
    Bjs!
    R: Claudia, o visual nao vai ficar encantador, mas o sabor–hmmm! depois me conta. beijo, Fer

Deixe a sua pitada: