torta de tomate e ricota

tomate_ricota_tart

tomate_ricota_tart

Essa é a época do ano em que eu fico completamente frenética tentando usar todos os tomates que chegam via cesta orgânica, pela horta ou nas minhas compras impulsivas no Farmers Market ou no Co-op. Então temos um ítem com tomate em todas as refeições, seja salada, prato quente ou frio. A razão pra tanta pressa é que os tomates estragam rápido, pois eles ficam na bancada da cozinha, nunca na geladeira.

Tomate guardado na geladeira perde definitivamente todo o seu sabor e textura original. Portanto, se você costuma guardar seus tomates na geladeira, nunca realmente provou o verdadeiro sabor adocicado e delicado desse fruto.

Outro dia usei vários dos tomates grandes super maduros numa receita bem simples e que ficou bem legal. Cortei uma tampa e despolpei os tomates—com a polpa e as tampas fiz molho. Recheei os tomates com uma mistura feita com restos de arroz basmati misturados com bastante salsinha picada e um tanto de azeitonas pretas. Antes de rechear os tomates, pinguei no fundo azeite e salpiquei com sal, coloquei o recheio, decorei com uma bolota de cream cheese e levei ai forno até eles ficarem cozidos e gratinados. Ficou muito bom.

E desta vez matei os tomatinhos pequenos, amarelos e vermelhos, numa torta que revelou-se no mínimo o máximo. A receita saiu da supimpa Everyday Food.

torta de tomate e ricota
Serve 4 pessoas
2 xícaras de farinha de pão fresca
1/4 xícara de azeite de oliva
1 xícara de ricota de leite integral
1/2 xícara de queijo parmesão ralado
2 ovos grandes
2 colheres de sopa de manjericão fresco picadinho
Sal e pimenta do reino moída a gosto
Tomates cortados em fatias ou tomatinhos cortados ao meio

Pré-aqueça o forno em 450ºF/ 230ºC. Misture a farinha de pão com o azeite até formar uma farofa. Eu faço minha farinha na hora, com pão torrado ou bolachas integrais. Pressione essa farofa no fundo de uma forma de aro removível [daquelas de fazer cheese cake]. Numa vasilha misture bem a ricota, o queijo parmesão, os ovos, o sal e a pimenta e o manjericão picadinho. Espalhe esse creme sobre a massa de farinha de pão e azeite. Cubra tudo com os tomates e regue com um fio de azeite. Leve ao forno e asse por 35 a 45 minutos. Deixe esfriar, desenforme. Sirva morna ou na temperatura ambiente.

22 comentários sobre “torta de tomate e ricota”

  1. Fer, uma coisa quase tragica aqui.
    Montoes de tomates – estamos naquela epoca do ano (yeah!) … Quero fazer a sua maravilhosa torta de novo, ja’ que tenho tres caixas de tomates cereja. Dei um search por “tomate” e no resultado nao veio a torta. Fiquei um pouco assustada, pensando que talvez voce tenha apagado algumas receitas das antigas prateleiras. Felizmente, resolvi procurar por ricota e a torta veio no resultado :-).
    Amanha, farei a torta. Meu marido, que gosta de tomate no cafe da manha, almoco e jantar, vai adorar :-). O tempo esta’ maravilhoso. Espero comer a torta no terraco ou no parque aqui perto, com um bom vinho.
    Abracos,
    Sueli
    R: Sueli, que bom que achou. agora o Chucrute tem busca por categorias tambem, talvez assim fique mais facil achar as receitas–logo abaixo dos links/blogs, no menu da direita. abs

  2. Hoje fiz a torta de tomate e ricota. Ficou otima. Light, saborosa … ficou ate’ parecida com a sua foto, Fer; foto e’ essencial …
    Meu marido adora tomates, principalmente os tipo cereja. Depois que ele provar, vai ser dificil nao fazer todas as semanas …

  3. Oi Fer. Essa torta e mesmo deliciosa, adorei e e’ super facil de fazer. Mas eu tive o mesmo problema da Julie. Como voce conseguiu que a massa ficasse firme?
    R: Carla, eu apenas segui a receita e deu certinho. Fer

  4. Fer, eu estou sempre por aqui, jà fiz algumas das suas receitas e elas ficam sempre perfeitas.
    Fiz essa torta ontem de noite. Ficou deliciosa mas algo deu errado com a base de farinha de pao. Ficou farofa farofa, nao endureceu quase nada. Alguma dica?
    Beijocas!

  5. Fer, deixa te dar um retorno e dizer que fiz a torta,ficou deliciosa,a única coisa que fiz diferente foi ter acrescentado um pouco de nata fresca na massa pois as nossas ricotas aqui são muito firmes então achei que pudesse ficar meio durinha depois de assada,ficou ótima!beijo prá ti.

  6. Tenho de me organizar e passar a substituir as minhas tristes sandochas do almoço por algo assim com este aspecto! Linda, Fer! Simplesmente perfeita! :o) O que eu dava para a ter como vizinha! ahahah
    Beijão!

  7. Fer, não resisti e já fiz a torta! ficou excelente! coloquei um pouquinho de alho ralado e salsa picada na massa e ficou ótimo (na verdade pão ralado+azeite+alho picado+ salsa é um recheio que sempre uso para tomates, depois cubro com parmesão ralado e levo ao forno para assar… ótimo para servir com saladas de folhas variadas no verão!).
    obrigada pelas receitas deliciosas e pelas fotos lindas!
    bjs de São Paulo

  8. Amei a dica, estou com ricotta e tomates aqui a serem usados tbem! Hoje mesmo passei no farmer’s market e trouxe mais p/ casa, uns lindos, vermelhos e amarelos… nossa, como tomates frescos nessa epoca sao bons! E eh mesmo como voce falou o tomate em temperatura ambiente eh incomparavel!
    Adorei a receita da torta, vou fazer tbem!
    Beijos Fer!
    Ana

  9. Que delícia, vou fazer logo, logo! Adoro tomate, adoro ricota. Mas ricota integral nunca ouvi falar, nunca vi pra vender em todas essas casas de produtos naturais aqui no Brasil… Será que existe por aqui?
    Beijos

  10. Fer, adoro tomates e vou aproveitar a dica dessa torta que parece deliciosa, inclusive a massa deve ficar super leve. Sua lagarta deu a impressao de sair de das maos de um joalheiro. Foto linda! Beijos

  11. oi Fer! adoro ler seus textos!
    tenho uma receita que pode ajudar a usar muitos tomates:
    coloque em um refratário os tomates maduros, lavados e sem a tampinha, virados para baixo. coloque alguns dentes de alho com a casca dentro de alguns tomates. salpique alecrim fresco (ou manjericão) e coloque azeite. leve ao forno até que os tomates assem bem e soltem as suas peles. passe tudo pela passata e conserve em vidros esterelizados.
    é uma excelente base para molhos, mas pode ser consumida com pão e queijo ou mesmo direto na massa cozido.
    ah! quase esqueci: eu nem ponho sal, como não uso muito sal normalmente, nem sinto falta!
    bjs

  12. Também prefiro manter os tomates fora da geladeira, só vão pra lá em último caso.
    Por aqui não faço muitos pratos com tomates assados, minha filha não come tomate. Gostei da dica da massa, achei bem interessante e já copiei.
    Bjs!

Deixe a sua pitada: