as frescas do sábado

asdosabado.jpg

Quando passamos por ondas de calor com temperaturas chegando nos “triple-digits”, acima de 100ºF, ficamos completamente satisfeitos e descaradamente felizes quando voltamos ao nosso normal de 94, 96ºF. No calorão da quinta-feira minha respiração era pesada e meu globo ocular ardia enquanto eu voltava para casa do trabalho pedalando a minha bicicleta, mais ou menos protegida por um chapéu de palha. Na sexta-feira passei frio à noite, com vestido fresco de alcinha numa festa onde os convidados se puseram a conversar do lado de fora, pegando uma fresca. Sábado arrumei a mesa para jantar com amigos no quintal, mas a brisa fria nos convenceu a ficar dentro de casa. Isso é o nosso verão, cheio de altos e baixos, momentos dramáticos e períodos bucólicos. Aguardem os próximos capítulos.

2 comentários sobre “as frescas do sábado”

  1. Fezoca, aqui em Portugal está igual, um tempo inserto com dias de calor infernal, terminados com frio à noite, hoje por exemplo o céu está lindo e limpo acompanhado de um vento(vendaval)muito forte, não tem jeito nenhum!!
    Beijos

Deixe a sua pitada: