The Automat

automat_1.jpg

automat_2.jpg

automat_3.jpg

automat_4.jpg

automat_5.jpg

Um dos meus passatempos favoritos no iPad é ficar navegando pelo app da revista LIFE, que tem um arquivo imenso de imagens atuais e antigas. Numa dessas viagens achei essa galeria de fotos de automats. Adoro os automats, que só conheci em fotos e filmes. Esses restaurantes/cafeterias foram muito populares entre os anos 20 e 50 e alguns ficaram imortalizados em cenas de alguns filmes clássicos. Nos automats os comensais entravam e colocavam moedinhas nas janelinhas escolhidas, de onde tiravam sanduíches, sopas, fatias de torta e bolos, frutas e sorvetes, além das torneirinhas que serviam café, chá e leite dia e noite. Os automats desapareceram do mapa, mas ficaram registrados na cultura popular através de fotos e filmes. Eles também deixaram descendentes—as maquinetas de bebidas, comidas e até de gadgets, que hoje pipocam por todos os cantos do mundo. Tenho guardado no meu diretório de memória de filmes inúmeras cenas passadas dentro de um automat, mas a mais divertida pertence ao fofíssimo filme Easy Living de 1937, protagonizado pela minha atriz favorita de todos os tempos, Jean Arthur e por um jovenzinho Ray Milland. Esse filme é absolutamente delightful e eu recomendo para qualquer um que goste de cinema e filmes clássicos. Mas a cena no automat é impagável, quando a Arthur entra lá faminta e desempregada [usando um casaco carésimo, que é o pivô de toda a trama] e só consegue comprar um café. Milland é um moço rico experimentando a vida de um trabalhador comum, fazendo serviço de busboy dentro do restaurante. Ele tenta ajudar a charmosa e engraçada Arthur, abrindo umas janelinhas pra ela poder comer sem pagar. O que acontece depois você só vai acreditar assistindo toda a cena. E depois de ver essa cena, vai com certeza querer ver o filme inteiro!

4 comentários em “The Automat”

  1. Oi, Fer! Os últimos 3 meses foram de muito trabalho por aqui e mal tive tempo de ver meus blogs preferidos, nem o meu número 1! =) Mas hoje consegui me atualizar, já ri com vc querendo ser mais amiga da fazendeira do que ela de vc – sempre faço isso!-, já chorei com sua despedida na casa de Davis, já vi que sua nova velha casa é linda demais e já me deliciei com suas descrições, com os tacos rangendo e tal e coisa. Eba! Estou de saída, mas renovada. Boa sorte para você aí. Bjão,
    R: obrigadão, Rê! um beijo! :-*

  2. Acho que você vai gostar de saber que ainda existem automats em Amsterdam! Não sei se “ainda” é a palavra certa, talvez eles sejam recentes, mas eu vi 2 perto da estação de trem e uma amiga até comeu num deles!
    Numa “googlada” rápida achei isso:
    http://www.eurocheapo.com/blog/amsterdam-cheap-eats-febo-dishes-snacks-automat-style.html
    Um abraço,
    Carol.
    R: parece mais uma vendor machine gigante, sem muito glamour, né Carol? aqui tentaram um revival dos automats uns anos atras, mas não vingou. bjo!

Deixe uma resposta para Carolina Cancelar resposta