bolo de milho & coco

bolo-milho-coco.jpg

Domingo foi dia de ziriguidum nos armários da cozinha e despensa, porque eu tenho uma mania de ficar comprando todo ingrediente interessante e diferente que vejo pela frente e muitas vezes mantenho por anos, guardado em alguma lata, prateleira ou gaveta. Foi então que joguei fora um monte de coisa [e meu coração chorou!] com data de validade vencida há mais de dois [três, quatro] anos. Mas algumas coisas se salvaram, como um pacotão de flocos de coco orgânico e outro pacotão de flocão de milho brasileiro. O coco eu devo ter comprado pra fazer alguma receita que acabei não fazendo. E o flocão comprei por engano na lojinha internacional achando que era uma variação da farinha de milho em flocos que a gente usa pra fazer cuzcuz paulista. Não era. Como eu não conhecia esse produto, tentei usar para fazer farofa, mas não deu muito certo. Sorte a minha que o pacote trazia duas receitas impressas no verso, uma delas a desse bolo. Adorei a textura flocãozuda dele. O coco, que eu moí grosseiramente no processador de alimentos também deve ter contribuido para a textura final. É um bolo não muito doce, mas bem fofo e pedaçudo, bem gostoso para servir de acompanhamento para aquela xícara matinal de café com leite.

2 xícaras de kimilho flocão*
[se não achar o flocão tente substituir por cormeal moida grossa]
2 xícaras de leite
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de óleo vegetal
1 xícara de coco ralado
3 ovos caipiras [gemas e claras separadas]
1 colher de chá de fermento em pó

Pré-aqueça o forno em 355ºF/ 180ºC. Unte uma forma de 20 cm com um furo no meio com óleo vegetal e reserve. Em uma panela, misture o kimilho flocão, o leite, o açúcar e o óleo. Leve ao fogo médio por 5 minutos. Desligue o fogo e deixe esfriar completamente. Enquanto isso bata as claras em neve. Quando a mistura estiver fria, junte o coco ralado, as gemas e o fermento em pó. Misture bem com um batedor de arame. Junte então as claras em neve usando uma espátula. Coloque a massa na forma untada, leve ao forno e asse por 45 minutos. Quando o bolo estiver dourado e cozido no meio remova do forno e deixe esfriar completamente antes de desenformar.

9 comentários sobre “bolo de milho & coco”

  1. Que delícia esse seu blog! Adorei as fotos e o layout do blog, muito criativos! Foi um verdadeiro prazer encontrar sua página. Como faço pra te seguir?
    Esse bolo parece delicioso, quero muito fazê-lo!
    😀
    Aguardo sua visita no meu blog!
    Abraços
    R: muito obrigada Priscila, irei visita-la sim. beijo

  2. Fer,
    Meu bolo está no forno, coloquei coco fresco. O cheirinho é bom. Aproveitando, quero convidá-la para a festa junina de aniversário do Gabriel (8 anos), vai ser hoje à noite.
    É complicada a viagem? Sei, sei o Brasil anda meio turbulento, né.
    Abração
    Dalva
    R: Dalva, parabens e muitas felicidades para o seu lindo Gabriel! \o/ o meu Gabriel chega ai no BR na terça, espero que até lá tudo já esteja mais calmo. beijo!

  3. Fer,
    Vi a foto deste bolo no Instagram e fiquei com água na boca. Irei fazê-lo em breve, usando o cornmeal. Obrigada por postar a receita! Também adorei o “ziriguidun”, sempre me divirto com seus textos 🙂
    Beijos,
    Sara
    R: Sara depois me conta como ficou o bolo usando o cornmeal, tá? beijo!

  4. Ufa! Achei que só eu tinha este “defeito” de comprar ingredientes diferentes e anos depois descobrir que já estão vencidos! beijo
    R: deve ser um problema coletivo de quem cozinha ne? beijo! :-*

  5. Oi Fer:
    Também me penitencio quando vou limpar os armários, porque também faço dessas trapalhadas.
    Aqui costumo usar o flocão para o cuscuz nordestino (aquele que se come com leite, leite de coco, queijo, recheios a gosto e/ou só com manteiguinha).
    Talvez sua farofa não tenha dado certo porque ele precisa ser hidratado (que é o que vc fez no bolo).
    O ingrediente é muito versátil, dá pra fazer com legumes e/ou carnes (como um cuscuz marroquinho), como farofa para recheio de aves, etc, etc….só não pode deixar vencer o prazo.
    Um beijo.
    R: Ana, obrigadao pelas dicas. agora que saquei que é isso mesmo, tem que hidratar! como consigo comprar flocão aqui em Davis, ainda vou poder testar outras receitas. beijo! 🙂

  6. Fer, esse ZIRIGUIDUM me ganhou! Nao lembrava dessa palavra completamente UNICA e me deu um desses sorrisos que nao sai da cara por um tempao…
    dia de ziriguidum… impagavel!
    bom, nao tenho esses flocoes disponiveis no momento, mas certamente vou ter que passar por um dia de ziriguidum em breve, estou cheia de coisas vencidas na minha pantry
    beijao!
    R: hahaha, Sally, vamos aproveitar essa onda de ziriguiduns! beijo 🙂

Deixe a sua pitada: