salada de tomates coloridos
[com farofinha crocante]

tomato-breadcrumbs1S.jpg

Mais uma salada de tomate! Minha rotina neste mês de agosto está assim: salada de tomate no almoço—salada de tomate no jantar—repete. Preciso aproveitar, porque logo a temporada acaba e daí tomates frescos na minha cozinha somente no próximo ano. Essa salada ficou muito interessante. Dei uma simplificada na farofa, eliminando a chalota e o alho da receita original. Também porque no almoço a salada faz parte do meu picnic diário que faço no patio externo, atrás do prédio onde trabalho. Alho e cebola no almoço devem ser evitados para não constranger seus colegas de trabalho com um bafão digestivo, né? E pra fazer essa salada portátil, coloquei a farofinha num potinho separado e polvilhei por cima dos tomates somente na hora de servir. A foto não mostra, porque esqueci de colocar para fazer o clique, mas as folhinhas picadas de manjericão são um extra importante e não podem faltar.

para a farofa
4 fatias de pão amanhecido
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
2 colheres de sopa de azeite de oliva
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
para a salada
500 gr de tomates cerejas de diversas cores
2 colheres de chá de azeite
1 colher de sopa de vinagre de vinho
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
1 pitada de açúcar
Folhas de manjericão fresco picadas

Pré-aqueça o forno em 350ºF/ 176ºC. Pique o pão e coloque num processador de alimentos, pulsando até obter uma farofa grossa. Misture com o sal, pimenta e o queijo parmesão, espalhe sobre uma assadeira coberta com papel alumínio e leve ao forno por uns 15 minutos ou até que o pão fique torradinho e levemente dourado. Remova do forno e deixe esfriar.

Corte os tomates ao meio e arranje numa travessa. Misture o vinagre, azeite, sal, pimenta e açúcar e bata bem com um batedor de arame até formar um creme, todos os ingredientes bem emulsificados. Despeje o molho sobre os tomates, salpique com a farofa e as folhinhas de manjericão e sirva imediatamente.

4 comentários sobre “salada de tomates coloridos
[com farofinha crocante]”

  1. Tenho uma teoria de que no mundo bastaria existir Tomate, majericão, sal e pimenta (baguete também é bem vinda). A perfeita quadrilogia italiana.
    Fher, nunca comentei seu blog mas há anos acompanho post por post. Gosto especialmente feliz das referências cinematográficas e literárias. Se não me engano achei o blog através de um busca sobre Alice B. Toklas.
    Abraços!

Deixe a sua pitada: