I’m a Woodlander!

Im a Woodlander! Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander
Im a Woodlander Im a Woodlander

Choveu no dia da mudança e eu acho que isso significará muita sorte para nós. Mas mudar foi uma trabalheira. A empresa que contratamos chegou às 8:30 da manhã com quatro funcionários, que botaram pra quebrar. Não antes de soltarem uns palavrões quando viram a quantidade de coisas pra carregar e ainda para encaixotar. Os gatos ficaram estressadíssimos e passaram o dia dentro do quarto vazio na casa velha. Só vieram para a casa nova à noite, quando tivemos a grande surpresa de ver o Misty se ajustar em menos de uma hora e o Roux quase ter um treco de tanto medo. Levou um tempinho, mas agora ele já esta novamente se sentindo em casa.

A nossa adaptação foi ainda mais fácil. Eu estava muito dividida, achando que iria sentir muito a minha saída de Davis. Quando chegamos na casa nova eu fiquei direcionando os moços descarregando as caixas e móveis na calçada da frente, bem embaixo de uma árvore. Depois da chuvarada que caiu pela manhã, o sol apareceu e estava uma brisa fresca. Foi exatamente ali que eu caí na real de como essa minha nova casa é simplesmente deliciosa. Não sei se a vizinhança toda arborizada e tranquila também contribui, mas me senti imensamente tranquila. Me senti feliz.

No dia seguinte voltei pra Davis pra pegar algumas coisinhas que ficaram pra trás, me despedi da casa, agradeci os anos tão bacanas que vivi lá, enxuguei um borbulhão de lágrimas e rumei apressadamente de volta para Woodland, onde uma desordem fenomenal me aguardava. Na primeira manhã na casa nova, não se via nem o chão nem o teto da cozinha, que abrigava sei-lá-quantas mil caixas. Como vamos colocar madeira em dois cômodos da parte de baixo, todos os móveis e outras coisaradas estão empilhados num terceiro. A única parte da casa onde dava pra caminhar razoavelmente eram os quartos e banheiro no andar de cima.

Cinco dias de trabalho duro, levantamento de peso, subindo e descendo escadas, dor nas batatas das pernas e no lombo, posso dizer que tudo já está tomando uma cara mais normal. A cozinha já está usável, apesar do fogão elétrico ainda não ter sido substituído por um a gás—mas estou prestando atenção e tomando cuidado. Já preparei algumas boas refeições. Aliás, comemos em casa todos os dias, com exceção do dia da mudança, quando fomos forçados a comer fora. Não pedi pizza, não peguei take out. Minha primeira refeição na minha cozinha ainda lotada de caixas, foi uma salada de tomates com queijo e manjericão fresco e pão torrado na frigideira.

A casa é antiga e aos poucos vamos percebendo certos detalhes que antes nem pensávamos à respeito, como ter ou não ter fio terra nas tomadas. Aqui a maioria não tem. Tivemos que comprar uns adaptadores e vamos ter que chamar um eletricista pra fazer o serviço. A maioria das casas modernas tem espaços padrões pra geladeira, fogão, máquina de lavar e secar. Mas numa cozinha antiga reformada foi um suor instalar a máquina de lavar louça modernosa num espaço adaptado do tempo da onça. Mas tudo isso são detalhes que não interferem com a alegria de viver aqui—estou adorando os assoalhos rangendo quando caminhamos pela casa, a paisagem verde vista de todas as janelas, o cheiro de madeira antiga, o barulhinho do vento nas folhas das árvores, os passarinhos e o silêncio, ah, o silêncio!

»no primeiro dia bateram na porta e era a minha vizinha me recepcionando com um pratinho de cookies ainda quentinhos. ela me disse que mora aqui há 30 anos e que conheceu o dono original, que construiu a nossa casa, que morreu com 98 anos! »no sábado fui conhecer e fazer compras no Farmers Market de Woodland, que é bem modesto. mas lá comprei os morangos e as cerejas mais doces desse inicio de temporada. »nesses dias de folga nem pensei em trabalho, mas amanhã recomeço minha rotina, que não incluirá mais ir pro campus de bicicleta nem almoçar em casa.

»um super feliz e comovido obrigada à todos que deixaram comentários sobre a casa!

39 comentários sobre “I’m a Woodlander!”

  1. Uai, Fê! Me senti na sua casa!
    Seu relato é tão intenso, que eu, que já vivi mudando de casa, pude relembrar essas emoções e o cansaço que dá… Mas, depois….É só alegria!
    Felicidades no seu novo lar. Achei linda a foto com ela de frente.
    Adoro aquele estilo de construção!
    bj
    jan

  2. Querida Fer, que você seja imensamente feliz nesta nova casa. Que ela marque uma linda fase da tua vida. Pelo que li, já está tudo indo deliciosamente bem, aconchegante

  3. Oi Fezoca!!! :))
    Adorei a tua casa é linda e o quintal…adorei a fonte e o coreto…a tua rua também, tem tanto verde e parece muito tranquila, que bom que estás feliz, desejo-vos tudo de bom!!!
    Beijos grandes,
    Cris

  4. Oi Fer,
    Fico feliz por você. A chuva realmente traz sorte.QUando me mudei estava chovendo muito e hoje, passados 10 anos, somos felizes em nossa casa.
    Ainda bem que o ROux e a Misty estão se adaptando. Gato geralmente é mais difícil.
    Que essa sua nova casa lhe traga muita felicidade, paz e harmonia.
    Bj,
    Lylia

  5. Fer, que delicia te “ver” tao feliz! Eu sabia que seria assim mas entendo o borbulhao de lagrimas ao se despedir da casa em Davis
    em seis dias serei eu a me despedir de L.A. e apesar de sempre ser bom voltar “para casa”, sei que vou derramar lagrimas tambem. A gente se apega a novas rotinas e esses 10 meses foram incriveis
    bola pra frente…

  6. Muitas felicidades para voce na nova casa! Fernanda voce consegue trazer para a lingua portuguesa uma melodia incrivel! Um abraco de Londres!

  7. Fer,
    Que maravilha, parabéns pelo seu novo ‘pad’ Muito lindona a casa! Amei o cipreste, a rua arborizada, a casa amarelinha. Eu também gosto de andar no assoalho e sentir o ranger da madeira, aliás um dos aspectos que estou amando é o barulhinho que o chão de bambu faz quando me movimento pela nossa cozinha recentemente remodelada que por sinal você já viu no nosso blog. Obrigado pela mensagem legal que deixou lá. Muitas felicidades no novo lar.
    E aqui estou eu falando de novo em nos encontrarmos algum dia….qdo será? Acabei indo recentemente ao restaurante Contigo do qual vc me havia falado. Adoramos o aspargo grelhado servido com ovo frito e raspas de Bonito defumado.
    Abração
    Heguiberto

  8. Olá FernandA, acessei acidentalmente há uma semana o seu blog… Foi amor a primeira vista… Desde então tenho acessado todos os dias… Seu blog me causa uma estranha e deliciosa nostalgia o tempo todo… Suas fotos são incríveis… Têm alma! Ontem fiz o seu bolo de laranjas com amêndoas postado no mês de Janeiro. Hummmmmm…. Hoje trouxe para o trabalho e os amigos amaram! Só que eu usei mexerica, pois não tinha laranjas e resolvi que ia fazê-lo sem mais demoras ontem as 18 horas…rs… Resultado: As 23 horas estávamos eu e minha prima (que dormiu lá em casa ontem) comendo bolo e tomando café!
    Desejo muita felicidade pra vc na sua casa nova!!! Ela parece adorável! Beijos no coração!
    Andreya

  9. Fer, como fiquei feliz com relato!!!!
    Que delicia de casa!!! Ela dá uma sensação muito positiva. Tenho certeza que vocês serão muito felizes nela.
    Mas que trabalheira, nossa!!!
    Beijos

  10. Oi Fer.Muita paz e felicidade na casa nova. Já estou esperando lindos posts com belas fotos desse novo espaço. Quando tiver um tempinho, poderia falar sobre comida rústica? Passado o falatório sobre confort food agora é a vez desse tipo de culinária. Como vc lê muito sobre o assunto, gostaria que nos brindasse com sua visão sobre o assunto (amo seu modo de escrever)Um abraço Liz

  11. Que sua casa seja muito abençoada. Que sejam todos muito felizes neste novo lar. Uma mudança , de fato não é fácil mas devagar tudo vai se ajeitando. Que tenham muita saúde e paz sempre.Que se sintam felizes na nova cidade.
    Um abraço

  12. Oie Fe…
    Q gostoso casa nova!!!!
    Adorei tudo…
    P.S: Amo os morangos da California…acho q foi o melhor morango q ja comi na vida…alias sou super apaixonada pela California…quem sabe um dia no futuro.
    Sucessos…bjs,

  13. Nega, que delícia ler o seu relato!!! Que trabalheira mudar de casa neh? Ainda bem que você ainda é moça, tem saúde e disposição, pois eu fico de cabelo em pé só de pensar em mudar de casa!!! Sou pior que gato, juro!!! Que delícia sua casinha nova, tem a sua cara e aos pouquinhos todos estarão devidamente adapatados. Muitos beijos, muitas felicidades, que a alegria reine na casa nova pra vocês todos! Nega Lu

  14. Sou sempre a favor de mudanças, ela sempre trás o recomeço, agitação e descobrir coisas longe da zona de conforto. Tudo de maravilhoso nesta vida nova!!!!!!
    bjos da Dani

  15. Olá Fer,
    Desculpe pela intimidade mas acompanho o seu blog há alguns anos. Desejo muitas feliciadade pra você na nova casa! Um abraço!

  16. Querida Fernanda
    Na correria passei uns dias sem ver o Chucrute e fiquei muito feliz de ver sua casa nova !!!! Linda de morrer !!!!
    Eu, Marcos e Caio enviamos à vc e Uriel toda a felicidade do mundo nesta nova etapa de vida. Grande beijo e alegrias na home sweet home.
    Patrícia do Brasil.

Deixe a sua pitada: