o melhor lugar, aqui e agora!

Gatos são animais fofinhos, que ficam lindos deitados sobre uma almofada no sofá ou enrolados no tapete em frente à lareira, dormindo aos pés da cama, rolando e desenrolando novelos de lã. Gatos não têm absolutamente nada o que fazer na cozinha. Mas é na cozinha que meus dois gatos passam um bocado de tempo, muito mais tempo do que deveriam.
roux_pia_3S.jpg
O gato mais novo é um espevitado que chamamos de Roux—embora estejamos inclinados a acreditar que ele não sabe que se chama Roux, pois nunca responde quando solicitado pelo nome. Esse faz da cozinha o seu lugar de gastar tempo de bicho entediado. Quando ele não está dormindo e fica naquele trancetê sem ter o que fazer, a cozinha vira um parque de diversão. Ele corre para lá e para cá aos pinotes, dando botes em qualquer coisa que se movimente, real ou imaginária. Ele come as flores e as ervas nos vasos, tenta abrir as portas dos armários para ver o que tem dentro e se eu abrir gaveta ou porta e ele estiver pelos arredores, vai vir correndo para bizoiar curiosamente. Não sabemos exatamente o que ele faz na cozinha quando não estamos em casa ou quando as luzes se apagam e nós vamos dormir, mas temos suspeitas que ele dorme em cima da mesa e desfila pelas as bancadas da pia, xeretando em absolutamente tudo.
misty_o_lindo_S.jpg
O outro gato é um senhor austero e obcecado por comida chamado Misty Gray. Esse nunca sai da cozinha. Se eu estou lá, ele está lá. Se eu não estou, ele continua lá. Ele dorme nos tapetes da cozinha, especialmente nos tapetes por onde eu circulo. Tenho que ter um cuidado enorme para não pisar no rabo e não tropeçar no animal. Criamos o hábito de dar uma comidinha especial para ele num canto da cozinha. Então toda noite temos o que chamamos de “o ritual do snack”. O gato fica esperando, fica pedindo, se coloca em posição estratégica de frente para a parede e enquanto você não abre o pacote e ele não vê os biscoitinhos ali no chão, não há condições de se fazer muito na cozinha, porque ele não dá sossego. Se eu pego o abridor de latas, abro um saquinho de algo ou destampo qualquer coisa, ele olha para cima com aquele carão de pidão, na esperança de que vá sobrar algo para ele. É de comer—é pra mim? Pelo menos este não dorme na mesa, nem deixa marcas de patas na bancada da pia. Ou assim acreditamos.
roux_pia_2S.jpg
Meus gatos ficam à vontade na cozinha, como se ali fosse o ambiente natural deles. Assistem a vida passar pelas janelas e fazem a festa quando estão sozinhos. Mas pensando bem, não poderia ser diferente, pois é na cozinha que se concentra toda a ação da casa. Eu que o diga, pois apesar de não ser um gato, também não saio de lá.

23 thoughts on “o melhor lugar, aqui e agora!”

  1. Nossa que gatos mais fofinhos vc tem. Adorei seu site. Dá até vontade de morar nesse lugar, tão calmo, tão lindo. Parabéns pelas fotos e pelos modelos! Ah! Não tenha dúvida eles realmente dormem em cima da mesa, o meu gato (Prince) faz a mesma coisa e ainda tira os sacos de plástico que ficam no armário e espalha tudo pelo chão. Quando fizer meu blog vou postar a foto dele para vc ver.

  2. oi
    peguei uma foto sua, mas falei de onde tá?
    pois recebi um ataque tão violento so porque postei uma foto da minha cozinha e meu gato estava lá…
    se quiser ir lá ver…fique a vontade.
    bjs

  3. Sem querer enconrei a linda foto de seu gato na internet… adoro animais e tenho seis ( 3 cães e 3 gatos), é tão bom ler comentários sensíveis e inteligentes, com alto astral e carregados de amor… coisa tão rara! Adorei
    Bjs
    Felicidades
    Mi

  4. Olá,
    Me divirto muito lendo seu blog.Sempre tivemos gatos e cachorros em casa e tenho lembranças maravilhosas desses felinos, tão altivos.Ai, ai,me dá até vontade de ter um novamente, mas meu marido não é muito fã deles, apesar deles o adorarem.Fazer o quê, né?Vou tirando uma casquinha da Etrelinha, a gatinha levada que pertence à minha irmã.Um beijão e parabéns!

  5. Olá
    este seu post me fez morrer de saudades dos meus gatos, serafim e anatólia(mais conhecida como naná) que deixei no Brasil, enquanto passo um tempo em NY.
    Lá, eles também dividiram a casa em dois, ela anda no andar de cima, pulando de mesa em mesa, pelass estantes ou cabeceira da cama, qualquer lugar que seja a um metro do chão e ele comanda os espaços de baixo…acho que é uma maneira que eles encontram de dividir espaços… na minha casa eles iam pouco a cozinha, eu ia pouco a cozinha, a não ser pra ficar arranhando o armario onde eu guardava acomida deles…enfim, trocando historinhas com você. Eles (roux e misty gray)são muito bonitos, as well.
    Bjs

  6. Hihihi.
    Todo este seu divertido relato me fez recordar o meu Balthazar, que fazia tudo meio que igual.
    Me seguia por TUDO. E permanecia imovel, como uma escultura egipcia, me observando muito sério, até qdo eu ia ao banheiro, rss.Qdo, algumas vzs, acrescentava a isto um longo e incompreensivel monologo…
    Vai saber o que se passa na cabeça destas criaturinhas…!
    Nao posso dizer que a minha scottie, a Tilda, tb nao faça algo igual. E que nao ficasse fascinada, e interessadima, com as capacidades de seu amigo saltitante. Mas, apesar de se empenhar um monte, nao consegue subir nas bancadas e nao termina no meu colo, enquanto estou fazendo xixi, rss.
    Boh…sao, todos eles, inesqueciveis!
    Bjs!

  7. Os gatos são muito fofos! Mas com certeza, ver um gato andando e sentando em cima de um balcão de pia, aonde manipulamos alimentos e utensilios que usamos para comer, foi umas das cenas mais nojentas que eu já vi!
    R: é por isso que existem mil tipos diferentes de spray desinfetantes..

  8. Fer, Xara!
    Te visito quase todo dia!
    Aqui os gatos (dois) tb andam na cozinha para la e para ca, trancando nas pernas enquanto tento fazer alguma coisa.
    A mais nova, Brigitte, pede comida mesmo quando descasco aipim de uma maneira peculiar, entre miado e uivo: miaUUUUU!

  9. Ai, Fer, gosto tanto do seu blog! É sempre um dos momentos mais felizes do meu dia. Abrir meus favoritos, clicar no chucrute, e terminar a leitura (quase) sempre com um sorriso e a alma mais leve. Obrigada.
    1 beijo

  10. Eu também nunca tive gatos, mas tenho duas cachorras. E elas são do mesmo jeito, ficam loucas pra entrar na cozinha pq sabem que lá vão ganhar ou encontrar algo, hehe… mas só entram quando é permitido, rs.
    Mas mesmo assim, a única coisa que elas querem é ficar perto da gente, e sempre, SEMPRE, ganhar um cafuné.
    Bobas nada, né?
    Beijos 😉

  11. ADOROOOOOOOO quando voce escreve sobre os bichanos.
    Esses peludos são lindos e as histórias deliciosas… Também tenho gatos, cinco, e são tão parecidos… Esse blog continua lindo !

  12. Teus gatinhos são muito fofos! Tenho 2 gatinhas linda que tirei da rua, uma atropelada e a outra ainda bebê, cheia de fome.
    São uns amores, e lindas!

  13. nao os conheco, mas sempre os amei:)) Ahh..um dia dividiremos outras estorias de gatinhos, mas eu amo os seus:))
    Bjs amiga e Happy Week!

  14. Os meus tb adoram a cozinha, principalmente o Tuffy, ele não sobe na mesa e na pia mas adora ficar nu parapeito da janela. Já o Otto fica mais “atrevidinho” qdo não estou por perto, ele sove até na geladeira. Mas como eles são os donos da casa e apenas cedem um lugarzinho pra nós, não há muito o que fazer. Amei seus gatos, são lindos.

  15. Quando estou na cozinha, o meu Matias tem um sítio favorito… ele salta para cima da máquina de fazer pão e fica ali em cima a ver tudo 🙂
    Há dias que deve ter medo das alturas e fica apenas a dormitar nos bancos… salta pra cima da mesa e bancada mas não deixámos! Adora beber da pia… já foi apanhado lá muitas vezes he he

  16. Adoro principalmente seus posts sobre gatos. Alegra meu dia ver seus dois bichanos.
    Eu sempre tive gatos e não imagino minha vida sem eles. Um dos meus era dono do microondas, só se podia usar o forno com o consentimento do Bichano que deixava uma pata ou o rabo atravancando a abertura da porta.

  17. Que coisinha mais linda,Fer.
    Eu nunca tive gatos, sempre cachorros, mas tenho fascínio pelo mundo misterioso deles.
    E o olhar, é demais!
    Gracinha, os seus e eles que não são bobos nem nada, ficam rondando a sua cozinha, pq, nela é que reside o tesouro….eheheehe.
    Hj mesmo fui convidada por uma amiga aqui em BH a ir visitar os 11 gatos dela, em um apto.
    Não sou íntima deles, tipo pegar no colo,mas a minha poodle Monic ja amamentou 3 filhotes abandonados por 30 dias e eles dormiam com ela, depois de 30 dias arrumei um lar pra cada um deles.
    Beijocas!
    R: que AMOR a Monic, fiquei fã da sua cachorra, Jucimara. beijao! 🙂 Fer

  18. bom,não posso palpitar pq. não tenho gatos. mas… que galinhas bonitinhas vc, tem na janela, heim!?
    gostei muito!
    bj
    R: elas sao porta-ovos e as azuis sao brazuquinhas, da Tok&Stok. 🙂 beijao! Fer

  19. Aqui tenho duas gatas.A mais velha, a Lilica, quase não sobe na bancada da cozinha, mas adora ficar no peitoril da janela observando a natureza acontecendo lá fora.Ela é bem contemplativa, ao contrário da mais nova, a Mew.Essa é da pá virada.Sobe na pia, tenta abrir gavetas, derruba coisas no chão, principalmente quando não estamos em casa.Já a flagrei diversas vezes.Aí ela mia…acho que detesta ser pega em flagrante.E mesmo assim elas são adoráveis!!!

  20. minhas gatinhas são umas fofas, acredito que querem me ajudar na cozinha kkkkkkkkkk na verdade elas adoram o movimento q acontece em nossa cozinha, o cheirnho que sai desse lugar mágico, onde preparamos porções de amor para nosso dia a dia, só poderia ser o melhor lugar em nosso apartamento, elas tem razões de sobra para lá ficar.

  21. Que coisas mais fofas !
    Minha gata Trilly também adora uma pia , mas ela já aprendeu que eu não gosto , assim quando entro na cozinha ela jé sai pulando da pia , pois sabe que eu vou brigar. Mas quando não estamos em casa com certeza ela deve se deliciar , pois sempre encontro alguma coisa fora do lugar , tipo um saquinho de tempero , uma fruta e assim vai …
    Mas esses bichanos são deliciosamente adoraveis , só quem já teve ou convive com gatos é que pode entender essas criaturas doceis , espertas e muito bagunceiras !
    beijo
    R: ‘e a mais pura das verdades, Silvia! 🙂 beijaoo, Fer

Deixe a sua pitada: