moqueca de camarão & banana

camarao_moqueca_s.jpg

camarao_moqueca_banana_1s.jpg

camarao_moqueca_banana_s.jpg

Me inspirei nesta receita de moqueca de banana da Neide Rigo pra fazer a minha moqueca, onde adicionei alguns camarões. Fiz no estilo capixaba, com o urucum e sem leite de coco ou azeite de dendê. Não tenho a maravilhosa panela de barro do Espírito Santo, então adaptei usando uma frigideira de terracota. Usei tomate em lata, porque os frescos agora vêm de algum canto do mundo e têm gosto de nada. Os de lata que eu uso são tomates californianos enlatados no pico da estação, quando eles estão no auge da gostosura. Adaptações são necessárias, mas isso não significa perder em qualidade e sabor.

Refoguei um punhado de sementes de urucum numa boa quantidade de azeite. Deixei esfriar e removi as sementinhas. Adicionei cebolinha picadinha no azeite que ficou avermelhado pelo urucum. Usei a parte verde e a branca—minhas cebolinhas são gigantes, apenas uma bastou. Quando as cebolinhas estavam molinhas, acrescentei uma lata de tomate, deixei engrossar. Temperei com sal e pimenta vermelha seca. Quando o molho ficou grosso, afundei ali os camarões que tinham sido previamente temperados com sal, pimenta e suco de limão. Espremi por cima mais suco de limão. Cobri com rodelas de banana nanica e polvilhei com bastante coentro fresco. Tampei e deixei cozinhar por uns minutinhos apenas, com cuidado pros camarões não virarem chicletes borrachudos. Servi com arroz branco e uma salada simples de folhas de alface. Minha opinião sincera: os camarões poderiam ter ficado de fora. Só a banana já fez dessa moqueca o fino da bossa.

17 comentários sobre “moqueca de camarão & banana”

  1. Fer, é só ficar um tempinho sem aparecer que chego aqui e encontro um monte de coisa legal. Até referência à minha moqueca. Eu sei que a capixaba usa a banana-da-terra, mas eu uso qualquer banana e dá certo também. A sua fez dar água na boca. Parabéns. beijo, n

  2. Perto das mãos, longe da boca, ou algo assim!
    As vezes é preciso um recorte, vindo de longe, para nós ajustarmos o “zóio”. Não é que o urucum, desprezadinho por mim, pareceu-me um tempero dos mais exóticos e atiçou-me?

  3. Fer,
    Já é a segunda receita que vc faz da Neide que eu já estava com intenção de fazer, inclusivamente, escrevi-lhe a perguntar o que era urucum. Gostei imenso dessa suas adição do camarão à receita…acho que vou copiar vc (não totalmente pois não há urucum aqui…mas!)
    bjs

  4. como baiana, me recuso chamar ‘ensopado’ de moqueca 🙂 só com dendê e leite de cocô para encher a boca e chamar de moqueca 🙂
    mas isso aí ficou com uma cara boa sim
    banana combina com tudo, nunca comi com urucum

  5. Fer , ADOREI , isso me pareceu simplesmente maravilhoso ! Fiquei aqui babando com esta receita ! E as fotos , isso é até maldade aqui com suas leitoras …….
    Mais uma vez parabéns pela receita
    beijo

  6. Amei vc no mundo da moqueca de banana Fer!!!
    Aqui em Vitória tudo, mas tudo mesmo, nessa vida pode virar moqueca.
    Vc sabe né Fer, moqueca não é o nome do prato e sim um modo de preparo, então utilizando-se a base do preparo (cebola, urucum, azeite, cebola, tomate, cebolinha e coentro) qualquer legume e carne pode ser colocado na panela.
    A moqucea de banana da terra está no auge, é servido nos principais restaurantes como acompanhamento da moqueca de peixe, juntamente com o arroz e o pirão.
    Mas já temos versões como moqueca de abobora (que fica excelente) e de frango com banana da terra (essa até eu me joguei e fiz em casa – tá lá no blog).
    Agora, a pedida para essa Semana Santa é moqueca de bacalhau… com alguns acrescimos, pois ninguém é de ferro e receita não é dogma… vai além dos ingredientes básicos e do bacalhau, palmito, batata e ovos cozidos…. luxo dos luxos!!!

  7. Meu Deus, isso aí é um clássico culinário! Parabéns Fer, um primor no preparo! Farei só com as bananas, sou alérgica aos bichinhos também!

  8. trouxe banana da terra do ES na mala de roupas(rsrsrsrs) entre outras muambas culinárias tipo rapadura,goiabada cascão cremosa(nunca vi nada tão bom!),cação e camarão fresco,37kg de rango,não quis me incomodar no aeroporto então coloquei tudo no meio das roupas,como veio muita banana e a moqueca a mãe prepara com certa frequência pois eu AMO este prato fiz as bananas assadas,cozidas,de todo jeito,elas são muito deliciosas e aqui no sul não existe para vender..

  9. como eu gostei desse post!
    antes dele eu estava assim:
    enjoada de tudo, com vontade de não-sei-oque, 15:11 hs da tarde, e nada de almoço ou lanche ou vontade disso ou daquilo, abri a geladeira umas 10 vezes e nada de nada me apetecer, um ventinho outonal entrando, uma barriga vazia, sem cor e sem sabor, um trabalho chato pra terminar…
    Tudo me irritando. Pausa.
    Entrei aqui vi as fotos e li o posts, deu uma reanimada! vou dar uma pausa no trabalho e sair para buscar umas bananas e coentro! é esse agridoce que tô querendo…vai rolar um jantarzinho gostoso.
    Valeu!

  10. Ai, ai… que infeliz que eu sou que nunca comi moqueca com banana.
    Incrivel é um dia destes ter passado ao lado de umas banana terra e ter ficado “parva” com o tamanho delas, nas não vieram comigo para casa. Da próxima não escapam.
    Beijocas
    P.S. Mesmo sem o urucum que eu não sei o que é!

  11. Cada vez que eu vejo uma receita de camarões tão gostosa assim eu me sinto a pessoa mais infeliz do mundo…
    Gosto tanto desse bichinho e tenho alergia à eles… é de chorar, né?
    De qualquer maneira, a dica da zel é matadora: banana da terra é o que há pra fazer moqueca!
    E minha sogra tem duas bananeiras-da-terra na casa da praia! Como fazer pra mandar aí pra terra do Tio Sam?
    Beijo!
    Leandro
    http://www.cozinhapequena.com

  12. fer, não se acha por aí a banana da terra? é completamente diferente com ela… tive oportunidade de comer moqueca de banana em vitória e te digo que eu viveria daquilo pro resto da vida 😀
    beijos.

Deixe a sua pitada: