clafoutis de pera e cereja seca

Ainda estou muito desanimada, com sintomas dessa gripe que não se manca e não se pirulita. Passei o final de semana quietinha, enfurnada. Hoje resolvi dar uma organizada nas minhas revistas, especialmente as MSL, que são as que eu mais uso pra receitas. Fui marcando com post-its cor de abóbora as páginas com idéias interessantes. Numa delas a receita não só era interessante, como deliciosa, rápida e FÄCIL, e eu tinha todos os ingredientes. U-la-la! Saí do meu retiro de pessoa adoentada e fui pra cozinha fazer o clafoutis com pêras e cerejas secas.

pearcherryclafouti.JPG

Pear and dried cherry clafoutis da edição de outubro de 2005 da revista Martha Stewart Living. Clafoutis é uma clássica sobremesa francesa com uma textura semelhante a uma mistura de pudim assado com panqueca. Pode ser servida no dia seguinte, quente ou fria.

Pré-aqueça o forno em 400ºF/205ºC. Unte uma forma redonda de cerâmica com manteiga e depois com farinha de trigo. Coloque 1/2 xícara de cerejas secas de molho num dedo de água fervendo e deixe por uns 10 minutos. Enquanto isso corte 1 pêra grande Anjou {eu usei duas Bartlett médias] em fatias e ajeite na forma. Eu deixei a casca. No liquidificador bata:

2 ovos
1/4 xícara de açúcar
1 colher de chá de extrato de baunilha
3/4 xícaras de creme de leite fresco [heavy cream]
3/4 xícaras de leite integral
1/4 xícara de farinha de trigo.

Derrame essa massa sobre as pêras já arrumadas na forma, escorra as cerejas da água e salpique por cima da massa. Asse por 25 minutos. Retire do forno quando a massa estiver dourada e deixe repousar por 15 minutos antes de servir. O clafouti pode ser refrigerado em container bem fechado por no máximo 1 dia.

driedcherries.JPG

11 comentários sobre “clafoutis de pera e cereja seca”

  1. Fer, que delícia de torta!!! Deu água na boca! Vou tentar fazer!
    Depois de quase um mês fora de casa e quase sem acesso à Internet ontem me refestelei com seu blog, que delícia, que saudades do seu jeito gostoso de escrever. Parece que está conversando conosco tomando um café com bolo!
    Sempre fico com dúvidas quando a receita pede Heavy Cream, é o creme de leite fresco batido ou ao natural?
    Beijos, Verena.

  2. oi,
    No inverno de 2006 eu cheirava sundown ( bloqueador solar), com saudades do verão, e ei-lo enfins! delícia de sol, peguei praia hoje o dia inteiro, enfins… o dia foi-se, chegou a noite, quente e gostosa, portas e janelas abertas, alguns pernilongos fazendo festa, e eu sento pra ler teu blog, (aliás como faço sempre).
    E depois de ler me dá um vontade enorme de fazer uma grande xícara de leite quente!!! e sinto até saudade do inverno, só rindo
    mesmo!!!
    Ah, uma pergunta, vc. escreve cereja na receita, mas a foto não é de ameixa?
    Tenho um blog, mas não entendo nada dessa língua html estou aprendendo, mas dá pra ler…abraços.

  3. Fer, parece que essa gripe está rendendo muitos quitutes…Esse aí deve ter ficado ótimo. Você escreveu lá no Mercado alguma coisa sobre vinhos californianos. O marido ficou interessado e pergunta se você poderia indicar algum vinho californiano que tenha boa fama por aí, de preferência com preço razoável, que possamos procurar por aqui. Bjs!

  4. Lindo! Eu também marco minhas revistas “Cuisine et vins” com post-its, na verdade, eu marco e raramente faço! rs
    Melhoras! (Vamos fazer um banho de descarrego!)

  5. Cara Fernanda:
    Gostava de experimentar o pão de queijo da sua cunhada, também muito elogiado no Trem Bom. Seria possivel especificar melhor as quantidades:
    que quantidade leva um copo americano (para o leite e o óleo)??
    Desde já muito obrigada.
    Susana

  6. Fezoca, só pelo aspecto da receita já dá vontade de experimentar…parece estar deliciosa…os olhos também comem!!!! 🙂
    Eu também marco com pos-its as minha revistas e livros com receitas que me parecem interessantes e deliciosas, tem mesmo que ser assim, pois é tanta revista… e a cabeça não dá para memorizar onde vi esta ou aquela receita!!!!
    Bjs grandes

Deixe a sua pitada: