um thanksgiving sem peru

comidatksgvNov04.jpg mesatksgv04.JPG

[Thanksgiving 2004—em destaque no buffet, a minha famosa torta de tomate]
Nós costumamos passar o Thanksgiving com a Reidun, a sogra do meu filho. Ela nos convida todo ano, e faz o almoço/jantar com todos os elementos da clássica comemoração americana. Eu curto muito essa celebração, porque é uma festa de família e comida, sem aquela neuras de presentes que é o Natal. Dizem que o Thanksgiving é o feriado mais importante para o americano, deixando até o Natal para trás. Eu entendo o por que disso, e acho fabuloso uma festa para agradecer! Então todo ano vamos para o Marin county no final de novembro e comemos o peru assado—sempre preparado pela minha nora, que passa o dia em função do bicho, temperando e untando de hora em hora com manteiga. Para acompanhar sempre tem batatas em forma de purê ou apenas cozidas—ítem que não pode faltar na casa de uma norueguesa—além de gravy, cranberry sauce, batata-doce, vagens, ervilhas, cenouras, brussels sprouts, stuffing que recheia o peru e é geralmente servido separado, saladas e pães. Sobremesas de torta de maçãs e de abóbora. Tem sempre um toque diferente aqui ou ali, como a adição de uma salada de palmito ou uma torta de tomate trazidas por mim. Mas no geral o cardápio básico é sempre o mesmo.
Neste ano vamos ter um Thanksgiving diferente aqui em casa. Uma grande amiga da Reidun ficou viúva e ela decidiu passar esse dia na companhia dela. E também o Gabriel e a Marianne embarcam para o Brasil no dia seguinte, então ninguém vai estar com cabeça para assar peru. Eu também não estou, por isso resolvi que vou fazer uma bacalhoada, tudo simples e rápido, pois estou um pouco apavorada com a falta de tempo que vou enfrentar nessas festas de final de ano. Vou chegar do Brasil no dia 16 e vou ter exatamente seis dias para preparar o Natal que vai ser outra vez aqui em casa, com o meu irmão, cunhada e sobrinhas, mais a família da Marianne. Acho que vai ser um potluck Christmas, tudo diferente, como esse Thanksgiving com bacalhau!

10 comentários sobre “um thanksgiving sem peru”

  1. Fer,
    depois de quase nove anos da minha vida nos EUA, sinto uma imensa saudade de Thanksgiving. Eu amo todas essas comidas: stuffing, cranberry sauce, sweet corn, yams (no marshmellow please), pumpkin pie…
    So very yummy…
    Vou ter q fazer a torta de tomate… Não vai ter jeito… rs…

  2. Nossa, este post é mesmo inspirador… “é pra já” que vou fazer um cardápio pra comemorar a ocasião…
    Parabéns por este site tão “suflê” (leviiinho, porém muito gostoso). Ele já está nos meus links preferidos!
    Um abraço!

  3. Que comemoração mais linda! E farta! Hummmm! Adorei saber as comidinhas tradicionais que são servidas nesta data! Esta torta de tomate também me deixou curiosa, a receita está aqui no blog?

  4. Tambem acho legal comemorar o Thanksgiving aqui, eh mesmo uma festa de unir a familia e comer peru!
    Que ca entre nos, aqui em casa nao pode faltar! Ainda mais pq eu nao gosto de bacalhau, hehe!!
    Vc ta indo logo p/ o Brasil entao Fernanda?
    Que delicia, aproveite bastante e divirta-se por la!!
    Ana

Deixe a sua pitada: