hambúrguer de feijão preto [com queijo cheddar]

burger-blackbeans

Fiz mais uma receita de hambúrguer vegetal, este dica da minha amiga Sally. Mudei duas coisinhas, primeiro moendo todo o feijão e segundo, usando queijo cheddar mais uma pimenta jalpeño para substituir o queijo pepper jack que eu não tinha. Desta vez senti firmeza para fritar os hambúrgures e eles ficaram uma delícia!

faz 4 porções
1/2 xícara de aveia
1 lata [450gr] de feijão preto, escorrido e lavado
1 ovo caipira grande
1 colher de chá de cominho em pó
Sal Kosher a gosto
1/2 xícara de queijo pepper jack ralado [*usei o cheddar branco]
1 pimenta jalapeno picadinha
1 cebolinha grande picada
2 colheres de sopa coentro fresco picado
1 colher de sopa de azeite de oliva

Coloque a aveia em um processador de alimentos e pulse três vezes para moer. Adicione metade dos feijões e pulse umas 6 vezes até virar uma pasta grossa. Nessa parte, eu coloquei todo o feijão ao invés de só metade. Adicione o ovo, o cominho, e 1/2 colher de chá de sal e processe por cerca de 1 minuto. Transfira a mistura de feijão para uma tigela grande. Misture os feijões restantes [no meu caso não precisou], o queijo, a cebolinha e coentro fresco.

Forre uma assadeira com papel vegetal ou alumínio e unte levemente com óleo. Com as mãos molhadas forme os hambúrgueres e coloque sobre a forma. Eu uso um aro de metal, encho com a massa, pressiono e removo o aro cuidadosamente. Leve à geladeira por uns 15 minutos para deixar os hambúrgueres mais firmes. Nessa parte eu decidi colocar os hambúrgueres no congelador pelo mesmo tempo. Achei que eles ficaram bem firmes para fritar, o que pude fazer sem medo dos bolinhos se espatifarem.

Coloque azeite numa frigideira e aqueça bem. Coloque os hambúrgueres e frite dos dois lados, virando com cuidado. Remova da frigideira e coloque sobre uma travessa forrada com papel absorvente. Sirva como quiser. Eu quis servir acompanhado de batata doce assada no forno e salada de tomate e ervilha fresca.

a flor da feijoa

Eu não sabia, mas meus amigos me avisaram, que as pétalas das flores da feijoa são comestíveis. Achei um arbusto enorme perto do meu trabalho e fui lá colher as pétalas. Elas são carnudas e docinhas, o sabor tem um toque de água de rosas. Agora que tenho essa informação, voltarei no próximo ano um pouco mais cedo, para fazer uma festança. Como a gente colhe apenas as pétalas, não afeta a flor, que irá virar fruto no outono.

the food — Wayne Thiebaud

Wayne Thiebaud é um pintor americano conhecido por suas obras coloridas representando objetos comuns e comida. Como ele é alumnus da Universidade Estadual da Califórnia em Sacramento, onde estudou na década de 50, muitos dos seus trabalhos fazem parte da coleção permanente de museus californianos. Já vi algumas das suas pinturas ao vivo, são trabalhos divertidos e inspiradores.

hambúrguer de feijão branco

white bean burger

Quando começo a fazer receitas numa mesma linha é porque estou tendo um dos meus ataques de obsessão. Desta vez são os hambúrgueres vegetais. É divertido ver o que vai sair e como vai ficar o sabor e a textura. Para fazer essa receita me amedrontei com a textura da massa e decidi assar ao invés de fritar. Agora descobri que se deixar no congelador por uns minutos, fica muito mais fácil de manusear. Mesmo assim, achei que assado ficou bom. Faz uns 6 hambúrgueres, então pra nós teve sobra.

2 latas de 400gr cada de feijão branco, drenado e enxaguado
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1 cebola pequena picada
Sal a gosto
2 dentes de alho grandes picados
2/3 xícara de cenoura ralada
3 colheres de sopa de suco de limão
1/4 xícara de salsinha picada
2 colheres de chá de sálvia fresca ou tomilho [*usei tomilho]
1/2 xícara farinha de pão [*usei panko]
1 ovo caipira batido
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Aqueça 1 colher de sopa de azeite em uma frigideira de tamanho médio e adicione a cebola. Cozinhe, mexendo, por cerca de 5 minutos. Adicione uma pitada de sal, o alho e a cenoura ralada, e continue cozinhando por mais um minuto ou dois, até a cenoura amolecer ligeiramente. Retire do fogo.

Em um processador de alimentos coloque o feijão com o suco de limão e pulse até virar um purê. Transfira o purê de feijão para uma tigela e adicione a mistura de cebola e cenoura, a salsinha, sálvia ou tomilho, a farinha de pão ou panko e o ovo. Tempere a gosto com sal e pimenta. Forre uma assadeira com papel alumínio ou vegetal e unte com azeite. Modele os hambúrgueres usando as mãos ou um aro de cortar massa, como eu fiz [coloque op aro sobre a forma, encha com a massa, pressione bem e remova, formando as rodelas], cubra com filme plástico e leve a geladeira por 1 a 2 horas.

Se for fritar, aqueça o óleo remanescente em uma frigideira grande e frite os hambúrgueres por 4 minutos em cada lado, tendo muito cuidadoso para virá-los. Eu resolvi assar, então reguei os hambúrgueres sobre a assadeira com azeite e levei ao forno a 400ºF/200ºC até ficarem dourados, virei na metade do tempo, precisa ficar de olho. Sirva com pão e os condimentos de sua escolha. Eu servi com salada.

clafoutis de cereja

clafoutis_cereja

A amiga do meu chefe tem uma cerejeira no quintal e este ano ela colheu todas de uma vez por causa da onda de calor, que estava chegando, e das drosophila suzukii, que estavam na iminência de começar a infestar as frutas. Ela me trouxe duas caixas cheias de cerejas num intervalo de uma semana. Fiz muitas coisas com elas, além de devorar muitas al natural. Fiz também esse clafoutis, um pra nós e outro que levei pra dividir com meus colegas no trabalho. Nem preciso dizer que o clafoutis fez o maior sucesso, desapareceu em menos de uma hora e eu recebi muitos emails de agradecimento.

500 gr de cerejas maduras frescas, sem caroço
2 colheres de sopa de Kirsch [*usei o Luxardo Maraschino]
6 colheres de sopa de açúcar
3 ovos caipiras grandes
1 fava de baunilha, sementes raspadas com a faca
1 pitada de sal
2/3 xícara de farinha de trigo peneirada
1 xícara de half-half [ou 2/3 creme leite fresco + 1/3 leite]

Coloque as cerejas descaroçadas numa vasilha e misture com o Kirsch e 2 colheres de sopa de açúcar. Deixe marinar por 30 minutos. Coar sobre uma tigela. Reserve as cerejas e o líquido. Pré-aqueça o forno a 375ºF/200ºC. Unte um refratário grande com manteiga e coloque as cerejas drenadas.

Em uma tigela média bata os ovos com o açúcar restante e as sementes de baunilha. Adicione o sal e o líquido coado das cerejas e misture bem. Lentamente adicioine a farinha e bata bem até formar um creme liso. Adicione o half-half, misture e despeje sobre as cerejas.

Leve ao forno pré-aquecido e asse por 30 a 40 minutos até que a superfície esteja dourada, bem firme e um pouco inflada dos lados. Retire do forno e deixe esfriar. Sirva quente ou à temperatura ambiente.

salada de ervilha torta [com picles de cereja & amendoim]

Uma semana depois de fazer o picles de cereja, pude fazer essa receita do livro Six Seasons: A New Way with Vegetables do chef Joshua McFadden. Ficou uma salada muito diferente, feita com as ervilhas tortas cruas. Fica bem crocante e refrescante. E guarda bem para comer no dia seguinte.

500 gr de ervilha torta cortadas em diagonal
1 xícara de picles de cereja [só a fruta]
1/4 xícara do líquido do picles de cerejas
1 xícara de amendoim
3 ramos de cebolinha, parte branca e verde, picados e deixado de molho em água gelada por 20 minutos, e escorrido
1 macinho de manjericão fresco
1 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
Sal e pimenta do reino moída na hora
Azeite de oliva extra-virgem

Numa vasilha misture as ervilhas tortas cortadas em diagonal com as cerejas em picles drenadas, o amendoim, a cebolinha picada, o manjericão e o liquido do picles. Adicione os flocos de pimenta vermelha, tempere com sal e pimenta do reino, misture bem, junte 1/4 de azeite, misture novamente e leve à geladeira até a hora de servir. Sirva essa salada levemente gelada.