tofu com molho de tomate

Peguei o livro Vegetarian Viêt Nam do autor Cameron Stauch na biblioteca publica online da minha cidade. Fiquei encantada. Li tudo, devolvi e achei o livro em oferta pro kindle na Amazon. Estou me deliciando com as receitas. Essa já fiz duas vezes porque ficou realmente deliciosa. Com tomates fresquinhos no verão, mas tenho certeza que dá pra usar tomates em lata em outra estação.

15 gr de cogumelos shiitake secos
500 gr de tofu firme
1/4 xícara de óleo vegetal
mais 1 colher de sopa de óleo vegetal
1 colher de sopa de alho picado
3/4 kg de tomate maduro, picado
1 colher de sopa de molho de soja
1/2 colher de chá de açúcar
1/4 de colher de chá de sal
1⁄3 xícara de caldo vegetal
1/4 xícara de cebolinha verde cortada em fatias finas
1/4 de colher de chá de pimenta do reino moída na hora
1 colher de sopa de coentro fresco picado

Para preparar o cogumelo em pó: Coloque os cogumelos shiitake secos em um moedor de especiarias e triture até formar um pó. Faz cerca de 1/4 de xícara (você usará apenas 1/4 de colher de chá).

Para preparar o tofu: prense bem o tofu para remover todo o líquido e corte-o em cubos. Coloque um prato ou bandeja forrada de papel toalha ao lado do fogão. Em uma wok ou frigideira, aqueça 1/4 de xícara de óleo de cozinha em fogo médio-alto. Quando o óleo estiver quente, adicione cuidadosamente o tofu. Tenha cuidado, pois o óleo pode espirrar. Cozinhe os cubos de tofu por 3 minutos no primeiro lado e depois de 2 a 2 1/2 minutos para cada um dos outros lados, garantindo que cada lado do cubo seja colorido e crocante. Transfira para o prato forrado quando estiver crocante e dourado.

Para preparar o molho: aqueça 1 colher de sopa de óleo vegetal em uma panela em fogo médio. Adicione o alho e refogue por cerca de 20 segundos. Misture os tomates, o molho de soja, o açúcar, o sal e os cogumelos em pó. Cozinhe por cerca de 5 minutos, mexendo ocasionalmente, até que o tomate se quebre. Adicione 1/3 de xícara de caldo e cozinhe delicadamente por cerca de 10 minutos, até o molho engrossar. Misture o tofu, a cebolinha e a pimenta do reino e cozinhe por mais um minuto para cobrir o tofu levemente com o molho. Transfira para uma travessa e coloque o coentro fresco por cima.

lentilhas marinadas com brocolini, limão & tofu

Peguei essa receita na revista Bon Appétit. Eles usavam queijo feta, mas eu substituí por tofo. Ficou muito bom e guarda super bem, então vale várias refeições com as sobras. O tofu eu só fritei do óleo, porque ele vai ser temperado com a marinada das lentilhas.

2 colheres de chá de sementes de coentro
2 colheres de chá de sementes de erva-doce
1 pimenta vermelha cortada em fatias finas
2 dentes de alho em fatias finas
1/2 xícara mais 3 colheres de sopa de azeite extra-virgem
Sal Kosher
1 e 1/2 xícaras de lentilhas [beluga ou verdes], lavadas e escolhidas
2 molhos de broccolini [ou brócolis] cerca de 400gr, cortados ao meio
1/2 limão, cortado em fatias muito finas, sementes removidas
1/4 xícara de endro, hortelã e / ou salsinha
2 colheres de sopa de vinagre de xerez ou vinagre de vinho tinto
1 bloco de tofu, fatiado e frito rapidamente no óleo

Pré-aqueça o forno a 450F°/232°C. Moa grosseiramente sementes de coentro e erva-doce num pilão.

Transfira a mistura de especiarias para uma frigideira pequena e adicione a pimenta vermelha, alho e 1/2 xícara de azeite. Coloque em fogo médio e cozinhe, mexendo a panela ocasionalmente, até que o alho fique dourado e as fatias de pimenta murcharem levemente, cerca de 5 minutos. Tempere o óleo temperado levemente com sal e transfira para uma tigela pequena.

Cozinhe as lentilhas em uma panela grande com água salgada fervendo até ficarem macias, mas firmes, por 20 a 25 minutos. Escorra e transfira para uma tigela média.

Enquanto as lentilhas estiverem cozinhando, misture o broccolini ou brócolis e o limão em uma assadeira com as 3 colheres de sopa restantes. azeite; tempere com sal. Asse, mexendo com uma espátula no meio tempo, até que o brócolis esteja queimado em alguns pontos e o limão amolecido, 7 a 9 minutos.

Despeje metade do óleo temperado reservado sobre lentilhas quentes. Adicione as ervas e o vinagre, tempere com sal e misture bem.

Coloque a lentilha numa travessa e cubra com brócolis, limão e o tofu frito. Coloque o restante do óleo temperado.

curry de batata, couve-flor e tofu [e dhal de três grãos]

Fiz mais duas receita tiradas do livro da Sue Radd, Food as Medicine, que minha amiga me emprestou. Fica uma refeição muito robusta. Só recomendo diminuir os ingredientes pela metade se não estiver cozinhando para mais que duas pessoas. Pra nós sobrou muito.

para o curry
600 g de batatas
3 colheres de sopa óleo de amendoim
200 g de tofu firme cortado em cubos pequenos
2 cebolas picadas grosseiramente
1 maço pequeno de coentro fresco, picado
2 colheres de sopa de pasta de curry [usei o vermelho, Tailandês]
280 g de couve-flor fresca, cortada em pedaços pequenos

Ferva as batatas por cerca de 15 minutos. Escorra e deixe esfriar. Aqueça o óleo em uma panela funda antiaderente e frite os cubos de tofu até dourar. Escorra e coloque em papel absorvente. Reduza o fogo e adicione as cebolas ao óleo restante e refogue até ficar translúcido. Dissolva a pasta de curry com 1/2 xícara de água e adicione às cebolas. Misture a couve-flor e 1 xícara de água. Cubra com uma tampa e cozinhe por cerca de 15 minutos até que a couve-flor fique macia.

Misture o coentro, os cubos de tofu frito, as batatas e mexa até que todos os sabores se combinem. Você pode adicionar 1/2 xícara de água adicional se quiser mais molho. Eu não fiz. Aqueça e sirva. Sirva com arroz basmati ou com o Dhal de três grãos.

para o dhal
1/2 xícara de lentilhas vermelhas
1/2 xícara de channa dhal (ervilhas amarelas)
1/2 xícara de moong dhal (feijão moyashi quebrado e descascado)
1 cebola grande picadinha
1 colher de chá de sal
1/2 colher de chá de curcuma
3 colheres de sopa de azeite virgem extra
1 colher de chá de sementes de cominho
1 colher de chá de flocos de pimenta vermelha
3 dentes de alho amassados
3 colheres de sopa de coentro fresco picado

Escolha e enxágue os grãos e coloque-os em uma panela grande com cebola, sal, açafrão e 5 xícaras de água. Cubra com uma tampa e deixe ferver. Reduza o fogo e cozinhe, semi-coberto, por cerca de 15 a 20 minutos, até ficar macio, mexendo sempre, para que os grãos não grudem no fundo da panela.

Aqueça o óleo em uma frigideira. Adicione as sementes de cominho e frite por cerca de 1 minuto até que elas comecem a estalar. Adicione a pimenta e continue fritando por mais 5 segundos. Adicione o alho, removendo a panela do fogo assim que o alho começar a dourar. Não deixe o alho queimar. Adicione a mistura de óleo quente ao feijão e misture. Coloque em uma travessa e decore com coentro picado. Sirva.

tofu grelhado [com molho de coentro e gengibre]

Receita que tirei da revista da Martha Stewart, que agora pego de graça pra ler pelo Amazon Prime. A maioria das revistas não me interessam mais, por causa da falta de interatividade na leitura no iPad ou porque quase todas as receitas levam carne. Essa se salvou. Fiz e ficou muito boa. Usei um tofu extra firme com alto teor de proteína.

2 xícaras de folhas de coentro fresco
1/4 xícara mais 1 colher de sopa de óleo vegetal
1/2 pimenta jalapeño sem sementes e picado
1 colher de chá de gengibre fresco ralado
2 colheres de sopa de suco de limão Tahiti fresco
3 cebolinhas picadas
Sal kosher e pimenta do reino moída na hora
400 gr de tofu extra-firme drenado e cortado em fatias

Em um processador de alimentos, misture o coentro, 1/4 xícara de óleo, pimenta jalapeño, gengibre, suco de limão e cebolinha. Processe bem e tempere com sal e pimenta. Coloque as fatias de tofu num refratário e cubra com o molho. Deixe marinar algumas horas ou de um dia para o outro, coberto na geladeira. Remova as fatias de tofu do molho e grelhe tofu numa frigideira própria untada com 1 colher de sopa de óleo ou faça na churrasqueira, como eu fiz. Remova da grelha e sirva com o molho numa vasilha separada.

bolo de limão [com massa de feijão branco]

bolo-feijao

Comprei o livro da Anna Jones—A Modern Way to Cook na mesma semana que minha amiga que tem sérias restrições alimentares passou dois dias comigo em casa. Ela enlouqueceu folheando o livro e marcando todas as páginas pra gente [eu] fazer. Escolheu esse bolo, que é a epítome da sobremesa que qualquer um pode comer. Sem lactose, sem glúten, sem açúcar refinado. Pareceu-me a princípio uma ideia sensacional. E até é. Só que eu fiz a receita e minha amiga, que tanto quis comer esse bolo, quando provou, não gostou. E eu, talvez influenciada pela opinião dela e frustrada pela sinceridade de ouvir ela dizer na minha cara que não curtiu, também não achei grandes coisas. Mas o meu marido adorou e levou metade pra ele. O restante eu levei no trabalho e desovei na cozinha, com aquela advertência—é feito de feijão branco, o creme é feito de tofu, sei lá, mil coisas, comam se quiser, ao próprio risco. E o bolo desapareceu em tempo record e recebi logo em seguida e-mails de elogio, dizendo “que delicia, adorei, que fantástico, como você fez tal iguaria?”. Tô contando essa história só pra gente ter certeza que gosto não se discute mesmo. E pra quem quiser provar esse bolo diferentão, fica aqui a receita.

para o bolo:
2 latas de feijão branco cannellini [400 gr cada lata]
2/3 xícara de mel
Sementes de 1 fava de baunilha
4 ovos caipiras
100 gr de amêndoas moídas
2 colheres de chá de fermento em pó
100 gr de óleo de coco derretido
Uma boa pitada de sal marinho

para a cobertura de limão:
200 gr de tofu macio [silky]
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
Suco e raspas da casca de 1 limão
2 colheres de sopa de mel
1 colher de chá de água de flor de laranja

Pré-aqueça o forno a 375°F/200ºC e unte uma forma de bolo de forre com papel vegetal. Escorra e enxágue os feijões. Em um processador de alimentos, coloque os feijões e pulse até formar um purê, adicione o mel e as sementes de baunilha, pulse novamente. Em seguida adicione os ovos, um por um, pulsando sempre. A massa aumentará de volume. Coloque a mistura de feijões numa tigela grande, adicione as amêndoas, o fermento em pó, o óleo de coco e o sal, misturando com uma espátula para combinar. Despeje a mistura na forma e asse por 30 a 40 minutos.

Enquanto o bolo assa, faça a cobertura. Coloque todos os ingredientes no processador e pulse até ficar bem liso e cremoso, de 3 a 4 minutos. Raspe as bordas com uma espátula se achar necessário. Transfira a cobertura para uma tigela e deixe descansar na geladeira. Remova o bolo do forno, deixe esfriar por 5 minutos na forma, em seguida desenforme e deixe esfriar completamente sobre uma grade. Cubra com o creme de limão e sirva.

bolo-feijao bolo-feijao

creme de limão [& tofu]

creme de limão & tofu

Não tô brincando que fiz um doce com tofu e que vou colocar aqui porque ficou bom. Na minha saga buscando receitas diferentes pra fazer com limão [contei que tenho uma geladeira cheia deles?] achei essa na Joy, the baker. Não entendi muito bem por que colocar o cornmeal, acho que dá muito bem pra fazer sem. É uma sobremesa natureba e fica incrivelmente gostosa. O crumble especialmente, que dá pra fazer em maior quantidade e comer com iogurte.

para o pudim:
1 pacote de tofu extra-firme [do tipo sedoso]
2 colheres de sopa de cornmeal
1 pitada de sal marinho
1/3 a 1/2 xícara de mel
raspas das casca de 1 limão
3 colheres de sopa de suco de limão espremido na hora
para o crumble:
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
1/4 colher de chá de extrato de baunilha
1/4 xícara de açúcar
1/4 colher de chá de sal marinho
1/2 xícara de aveia em flocos
1/4 xícara de flocos de coco
1 colher de sopa de folhas de tomilho fresco

Enrole o tofu entre algumas camadas de papel toalha e deixe escorrer por cerca de 10 minutos. Em um processador de alimentos misture o tofu, o cornmeal, o sal, as raspas e suco de limão. Bata bem até ficar um creme bem fino. Divida a mistura entre quatro taças ou xícaras e leve à geladeira por pelo menos duas horas.

Coloque a grade no terço superior do forno e pré-aqueça a 350ºF/176ºC. Forre uma assadeira com papel vegetal e reserve. Em uma tigela média misture a aveia, o açúcar, o sal, o coco ralado em flocos e folhas de tomilho. Adicione o óleo de coco derretido e extrato de baunilha. Misture bem, espalhe na assadeira preparada e leve ao forno até secar e ficar meio torrado e perfumado, por cerca de 20 minutos. Remova do forno e deixe esfriar.

Na hora de servir, retire os potes de creme da geladeira e cubra generosamente com o crumble. Decore com algumas folhas de tomilho fresco e sirva.

soba de chá verde com tofu
berinjela & cogumelos

matcha-soba

Ainda estou recebendo berinjelas na cesta orgânica. São os resquícios do verão. Então ando correndo atrás de receitas diferentes para usá-las. Fiz esse soba já faz tempo. Sei que as receitas já não pipocam aqui com a frequência de antes, mas é que a minha vida ficou um pouco mais agitada do outro lado da tela. Prometi para a minha amiga Daniela que publicaria a receita, então aqui está! Não segui as instruções a risca, fiz uma adaptação, assando o tofu e a berinjela ao invés de fritar. Mas faça como quiser, porque a parte mais importante e imprescindível desta receita é o molho. Ele fica uma delícia e tenho certeza que deve combinar com outras misturas de legumes, com ou sem macarrão. Eu usei um soba de trigo sarraceno e chá verde [matcha], mas qualquer outro vale.

300 gr de tofu extra firme cortado em cubos
1 berinjelas cortada em tiras
1 1 1/2 xícara de cogumelos cortados
1/2 xícara de cebolinha picada
2 porções de macarrão japonês soba
Sementes de gergelim
Folhas de manjericão fresco
óleo de gergelim
para o molho
2 colheres de sopa de missô
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de mirin [ou vinagre de arroz]
1 colher de chá de gengibre fresco ralado
2/3 de xícara de caldo de legumes

Cozinhe o macarrão al dente. Escorra e reserve. Misture todos os ingredientes do molho e reserve. Tempere o tofu e as tiras de berinjela com azeite e sal. Coloque em assadeiras cobertas com papel vegetal e leve ao forno pré-aquecido em 400ºF/ 240ºC até ficarem bem cozidos, meio crocantes por fora. Numa frigideira refogue os cogumelos num pouco de azeite. Junte a cebolinha. Numa travessa coloque o macarrão cozido, junte o tofu, a berinjela e o cogumelo. Tempere com o molho, salpique sementes de gergelim e as folhas de manjericão e sirva.

tofu frito & bok choy

tofu-bokchoy.jpg

Tudo começou com um bloco de tofu e alguns bok choys orgânicos acumulados na geladeira. Dai eu vi essa receita no livro New Complete Vegetarian da Rose Elliot e fiquei toda animada e serelepe. Até ver que eu precisava de um vinagre de ameixa umeboshi para fazer a marinada. Olha, ninguém precisa fazer o que eu fiz—rodar todos os supermercados da cidade e atormentar os funcionários querendo saber se ali vendia o vinagre de ume plum. Tenho certeza que dá pra usar um vinagre qualquer. Mas eu não desisti até achar o tal vinagre, quando finalmente entrei no lugar certo—a lojinha de produtos asiáticos de Davis. Fiz esse prato pra um almoço de um domingo e preciso destacar o ri-fi-fi que foi na hora de fritar o tofu. Não sei o que fiz, se o fogo alto estava mesmo muito alto, porque a frigideira ficou em chamas umas três vezes, a casa se esfumaçou de uma maneira absurda e o exaustor em cima do fogão ficou todo preto. O Uriel depois me ajudou na limpeza e levou um tempão removendo o pretão do exaustor. No final ele pediu—vamos dar um tempo fazendo receitas asiáticas, por favor? Mas essa comida ficou tão, tão, tão, mas tão deliciosa. Não sei se foi também culpa do fogaréu, que deu um toque defumado ao tofu, mas essa marinada é de lamber os beiços!

1 bloco de 350 gr de tofu firme [*usei o sprouted]
2 ou 3 bok choys pequenos cortados ao meio
Sementes de gergelim para decorar
para a marinada:
2 colheres de sopa de vinagre de ameixa umeboshi
[*pode substituir por vinagre de vinho branco com um pouco de sal]
2 colheres de sopa de azeite de oliva
2 colheres de sopa de molho de soja [shoyo]
2 colheres de chá de gengibre fresco ralado
2 dentes de alho espremidos
2 colheres de sopa de molho de pimenta doce [*usei a gochujang coreana e adicionei um pouquinho de açúcar]

Escorra e seque bem o tofu. Corte o bloco ao meio e depois em fatias. Misture todos os ingredientes da marinada numa vasilha larga e rasa onde se possa colocar todos os pedaços de tofu numa única camada. Deixe o tofu marinando por uns 30 minutos. Aqueça uma frigideira em fogo alto e adicione as fatias de tofu, fritando por 2 a 3 minutos de cada lado. Transfira os tofus fritos para uma travessa. Coloque uma panela grande com água e deixe ferver. Mergulhe os bok choy na água fervente, cubra com uma tampa e deixe cozinhar por uns 4 minutos. Remova as verduras da água e escorra bem. Coloque na travessa com o tofu e regue tudo com a marinada. Polvilhe com sementes de gergelim e sirva imediatamente. Eu adicionei uns mini gyozas de camarão que comprei congelado na lojinha asiática. Preparei eles no vapor e adicionei ao prato.

rolinhos vietnamitas

veggie-rolls veggie-rolls
veggie-rolls veggie-rolls
veggie-rolls veggie-rolls

Preparei esses rolinhos de papel de arroz algumas vezes e nunca deu tempo de registrar o fato, pois essas delicias somem numa piscada. Desta vez fiz o dobro [triplo?] de quantidade e consegui tirar uma foto no dia seguinte. Esses rolinhos sempre foram o meu pedido favorito nos restaurantes vietnamitas ou tailandeses que frequento, mas são absolutamente simples de fazer em casa. É só ter paciência para organizar todos os ingredientes do recheio e delicadeza para enrolar o papel de arroz, que fica bem delicado depois de molhado e pode engruvinhar fácil. Os molhinhos eu improvisei depois de dar uma olhada em algumas receitas básicas. Fiz duas vezes com camarão—dos grandões pescados [não criados] que não são muito fáceis de se achar por aqui; e desta última vez com tofu. Usei o tofu frito, que já compro pronto e é muito mais firme que o cru. Também deve ficar bom com tofu defumado. Pode usar todo tipo de folha verde, cenoura, pepino, brotos de feijão, eteceteráeteceterá.

1 pacote de folhas de papel de arroz
[*encontra pra vender em lojas de produtos asiáticos]
1 pacote de macarrão de arroz
[*rice vermicelli/ rice noodles em lojas de produtos asiáticos]
1 bloco de tofu frito ou defumado cortado em tiras
[* ou camarões grandes e limpos]
3 cenouras raladas bem finas
1 maço pequeno de folhas verdes
[*usei sorrel, mas pode ser rúcula, espinafre, alface]
Bastante coentro fresco
Bastante hortelã fresco

Coloque o macarrão de arroz de molho em bastante água quente até ele ficar bem molinho. Coe e reserve. Numa vasilha grande coloque bastante água morna. Prepare uma bandeja com os ingredientes do recheio. Forre uma superfície com um pano de prato limpo. Mergulhe as folhas de papel de arroz rapidamente na água morna e coloque sobre o pano de prato. Não deixe a folha muito tempo na água, é um segundo apenas, porque ela vai amolecer gradualmente em cima do pano. Coloque o recheio, primeiro um pouquinho de macarrão de arroz amolecido, depois folhas verdes da sua preferência, a cenoura [e outro ingrediente como pepino, que não usei], folhinhas de coentro e folhinhas de hortelã, por último fatias de tofu [ou uns 2 ou 3 camarões]. Dobre o papel de arroz sobre o recheio, fechando dos lados como um envelope, enrole cuidadosamente até formar um rolinho.

Coloque numa travessa, se precisar cubra com um pano úmido. Sirva com os molhinhos da sua preferência. Eu fiz um de sriracha e outro de amendoim.

molho de pimenta sriracha: misture 1/4 de molho sriracha com 3/4 de molho hoisin, suco de limão tahiti [verde], vinagre de arroz e coentro picadinho. Adicione água se precisar diluir para obter um molho não muito grosso.

molho de amendoim: misture 1/4 de molho hoisin com 2/3 de manteiga de amendoim [*usei a crocante], suco de limão tahiti [verde], vinagre de arroz e um pouco de água se precisar para diluir.

curry de couve-flor

curry-couve-flor_1S.jpg

E lá se foi mais uma leva de couve-flor, porque ela tá na temporada e tá abundante. Escolhi essa receita para fazer como prato principal e acabei decidindo servir com arroz basmati, mas acho que nem era o caso. Sozinho esse curry oferece uma refeição bem distinta e plena. Diferente de como eu faria, a Heidi não refoga nada, muito pelo contrario, coloca os ingredientes com delicadeza para serem cozidos diretamente no molho. A principio me pareceu estranho e até fui atacada por uma vontade de mudar os procedimentos. Felizmente me contive e não mudei nada, só simplifiquei uns passos que pra mim funcionou melhor. O resto fiz exatamente como manda a receita e não me arrependi.

1 xícara de leite de coco
2 colheres de sopa de curry em pó
1/2 colher de chá de sal marinho
1/2 cebola roxa cortada em fatias
1 dente de alho [*omiti]
1/3 xícara de água
100 gr de tofu firme cortado em cubos [*opcional]
1 xícara de vagens cortadas ao meio
1 e1/2 xícara de floretes de couve-flor
1/3 xícara de castanha de caju tostadas na frigideira
1 punhado de folhas de coentro fresco

Numa panela grande e robusta coloque o leite de coco, o curry e o sal. Misture bem com um batedor de arame para o curry se dissolver completamente. Deixe ferver, abaixe o fogo e coloque a cebola e o alho. Deixe cozinhar por alguns minutos. Adicione a água e o tofu. Deixe cozinhar por alguns minutos e adicione a couve-flor e a vagem. Cubra a panela e deixe cozinhar brevemente, somente até os legumes ficarem macios, mas não exageradamente macios. Remova do forno, junte as castanhas, ajuste o sal se precisar, sirva com folhinhas de coentro por cima.

curry-couve-flor_2S.jpg