Gazpacho

gazpacho_1S.jpg
Depois de fazer o Ajo Blanco, quis fazer também o Gazpacho. Dei uma olhadela no 1080 Recipes, onde me inspirei para fazer a minha versão.
Bati no liquidificador 4 tomates orgânicos maduríssimos, 1 pimentão vermelho pequeno, uma cebola bem pequena, 4 azeitonas pretas, um punhado de salsinha fresca picada e duas fatias de pão francês de ontem amolecidas em água gelada. Bati bem, acrescentei uma xícara de água gelada, pimenta do reino moída, flor de sal a gosto e bastante azeite de oliva. Coloquei tudo numa jarra e deixei gelar. Servi com croutons simples, feitos com fatias finas de pão francês cortadas em cubinhos e tostados na frigideira de ferro, e regados com um fio de azeite.

Ajo Blanco

ajoblanco_1aS.jpg
Uma deliciosa sopa fria típica da Andalucia, na Espanha. Usei esta receita, dando umas adaptadas aqui e ali. Achamos o resultado bem interessante, um prato ideal para dias super tórridos, quando não se pode ou quer usar o fogão.
1 xícara de amêndoas sem pele
4 fatias de pão branco sem a casca imersas em água gelada
3 dentes de alho em fatias
5 colheres de sopa de azeite de oliva
2 1/2 xícaras de água gelada
2 colheres de sopa de Jerez, vinagre de sherry
Sal a gosto
Uvas brancas sem sementes
Salsinha picadinha para decorar
Numa panela coloque as amêndoas e o alho, cubra com água e dê uma fervida. Coe e coloque no processador com o pão molhado. Bata bem, vá adicionando o azeite aos poucos. Adicione a água gelada e o vinagre. Processe até a mistura ficar bem cremosa. Adicione sal a gosto. Coloque a sopa numa vasilha e leve à geladeira para gelar. Sirva com as uvas, decorado com a salsinha picada e algumas fatias de amêndoas tostadas se quiser. A adição das uvas brancas realmente faz uma diferença e adiciona um plus nesta versão branquela do gaspacho.

shots de aspargos

asparagus_shots_S.jpg

Claro que sobrou um monte de aspargos que a Madame Exagero fez pro brunch de domingo. Nem pensar em desperdiçar tais beleuzuras. Como os aspargos já estavam cozidos no vapor e temperados com sal e azeite, apenas piquei e bati no liquidificador com um pouco de água. Passei pela peneira, jogando mais um pouco de água, até obter um creme. Levei ao fogo até ferver, acertei o sal, desliguei o fogo e acrescentei um pouco de half-and-half [*para fazer em casa misture 3/4 xícara de leite integral com 1/4 de xícara de creme de leite fresco]. Servi morno em copinhos, como se fossem shots. Também pode servir frio.

sopa fria de milho & camarão

sopafriamilho.jpg

Estou animadérrima com essa idéia de sopas frias! Essa veio na edição de junho da revista Everyday Food e me fisgou de imediato. E tão fácil de preparar que chega a ser quase ridículo. Vai certamente figurar muito no meu menu de verão—para aqueles dias tórridos, que logo logo estarão chegando.

Fiz metade da receita e alimentou muito bem duas pessoas. Vou colocar a receita inteira, que serve quatro pessoas. Tempo de preparo: vinte minutos!

1 quilo/40 ounces de milho cozido, fresco, congelado ou em lata
1 xícara de iogurte natural desnatado
1 xícara de leite
1/3 xícara de suco de limão verde
1 colher de chá de ground coriander
1 pitada* de pimenta cayenne
*pode pôr duas ou três, vai por mim!
1/2 quilo de camarão* cozido picado, reserve uns inteiros para decorar
*invenção minha: eu temperei os camarões com um fio de azeite
Sal marinho grosso e pimenta do reino moída a gosto
1 xícara de tomatinhos cortados em quatro
1 abacate picadinho

Bata no liquidificador o milho com o iogurte, leite, suco de limão, coriander, cayenne até virar um purê. Passe para uma sopeira através de um coador bem fino, para retirar todo o resíduo do milho. Misture o camarão, adicione sal e pimenta a gosto, misture os tomates e o abacate e sirva. Eu servi com torradas feitas na frigideira de ferro com um fio de azeite.

creme frio de tomate

cremefriodetomate.jpg

Esperei até às oito da noite para irmos comer em algum lugar—nosso ritual já meio padronizado das sextas-feiras. Não é novidade pra mim ser deixada esperando. Faz parte do pacote de ser casada com um acadêmico workaholic. Mas isso não me isenta do direito de bufar e chutar latas. E isso eu fiz. Fiz também um jantarzinho improvisado, com o que tinha na minha frente: quatro tomates. Fiz um creme frio, tostei um pãozinho na frigideira de ferro e comi sozinha. Aproveitei pra usar umas taças de margarita que não saiam do armário há anos! Fez um visual, pra compensar a frustração…
Creme frio de tomate
4 tomates Roma
Um punhado de salsinha—acho que manjericão ficaria melhor, mas eu não tinha mais
1 fatia de cebola roxa
1/3 xícara de half-and-half [um creme de leite diluído]
Um punhadinho de azeitona preta sem caroço
Sal marinho a gosto
Tabasco a gosto—usei o de Chipotle
Um fio de azeite
Bata tudo no liquidificador, até formar um creme bem liso. Coloque em taças de margarita e sirva com fatias de pão tostadas com um fio de azeite.

a looooooooot of tomatoes

plentyoftomatoes.JPG

Essa pequena refeição está bem redundante, eu sei. Mas tenho que usar a tomatada que abunda, vermelhinha, nos meus tomateiros.
Então vamos lá, uma salada básica com tomates, folhas de basilicão e mussarela fresca, temperada com um vinagre balsâmico branco, pelo qual estou apaixonada!
Uma fatia de pão tostado na frigideira de ferro, regado com um fio de azeite. Eu comeria isso todo santo dia!
Gaspacho. Nunca tinha feito essa sopa. E fiz às cegas, sem receita. Fiz assim: joguei no liquidificador um monte de tomate, um pepino branco pequeno descascado [coloquei com as sementes mesmo, pois essa variedade de pepino quase não tem semente], uma fatia de pão tostado cortado em cubos, um cubinho de gengibre fresco – para substituir o alho, já que todos sabem que eu não suporto comer nada com alho cru – água o quanto baste, sal, pimenta do reino, um fio de azeite. Bati tudo, gelei, comi às colheradas.

Sopa fria de pepino

sopapepinofria.JPG

Fizemos uma reuniãozinha na casa de uma das minhas amigas, a Scarlet, para definir os últimos detalhes das doações que vamos fazer à duas entidades assistenciais no Brasil, através da nossa associação Brazil in Davis. A Scarlet tinha preparado uma sopa fria de pepino e nos serviu. Eu achei uma delicia e facílima de fazer. Quando eu for fazer aqui em casa, vou omitir o alho, que acho que não fará falta. A sopa é refrescante e saborosa!

Sopa fria de pepino
* a quantidade de ingredientes é para um baldão. dá pra diminuir em um terço.
3 Pepinos bem grandes
3 xícaras de iogurte natural
1/4 de cebola
2 colheres de chá de cominho seco moído
1 dente de alho [* na minha sopa esse alho não entra…]
1 to 2 colheres de cha de sal
pimenta do reino fresca moída na hora
1 colher de sopa de azeite de oliva

Descascar e tirar as sementes dos pepinos. Colocar todos os ingredientes, menos o iogurte no food processor e moer bem. Acrescentar o iogurte. Servir gelado com um raminho de hortela.