a onda da salada da alice

jantarefilme.jpg

Pelo jeito não fui a única inspirada pelo video da Alice Water no NYT. Na mesma semana tive que fazer uma saladona de legumes com o molho de maionese que aparece no final da video-reportagem, com uma inspiradora trilha sonora de “hmmms” e “ooowws” no background.
A minha salada, que devorei sozinha assistindo filme e sorvendo um vinho espanhol que ganhei de presente, fiz assim:
Num prato grande ajeitei separadamente folhas verdes de salada, um talo de salsão ralado bem fininho, dois tomates cortados em quatro, batatas e cenouras cortadas em cubos e cozidas no vapor, algumas azeitonas pretas, uma latinha de atum espanol preservado no azeite [o melhor que você puder achar–nada desse atum horrorpilântico de 0,99 cents], três ovos cozidos que eu só como a clara, e usei as gemas cozidas para fazer a maionese.
A maionese foi inspirada no aioli da Alice Waters, então abri uma exceção para o alho, mas usei um dente minúsculo, porque não quis arriscar os efeitos colaterais. Num pilão amassei bem o alho com sal marinho grosso e um pouquinho de pimenta do reino moída na hora. Numa vasilha pequena coloquei as gemas, que amassei muito bem com um garfo, suco de limão, uma colherzinha de mostarda dijon, adicionei o alho moído com o sal e pimenta, misturei muito bem com o batedor de arame e fui adicionando um azeite espanol orgânico, batendo vigorosamente, até os elementos se incorporarem e o molho virar um creme. Joguei sobre a salada e devorei, acompanhado por uma fatia de pão fresquinho, que ajuda a coletar e não desperdiçar nenhum pingo do molho. Outstanding!

salada de erva-doce e salsão

saladadeerva-doce.jpg

Uma saladinha bem refrescante que eu tirei do Chow e adaptei um pouquinho.

Rale um bulbo de erva-doce e dois talos de salsão em fatias bem finas. Pique bastante salsinha e misture. Corte um limão em conserva, polpa e casca, em pedacinhos. Misture. Tempere com sementes de salsão – eu usei caraway seeds, pimenta do reino e sal. Finalize com um fio de vinagre de laranja ou de maçã e bastante azeite. Na receita original vai azeitona preta, que eu recomendo, mas omiti da minha desta vez. Por causa do limão em conserva, a salada fica meio amarguinha, bem refrescante para acompanhar qualquer prato.

* se não encontrar o limão pronto, dá uma olhada na receita do limão em conserva que me foi dada pela querida Gisa.

Waldorf Salad

waldorf_salad.JPG

A famosa salada criada em 1896 por Oscar Tschirky, maître do hotel Waldorf-Astoria em New York, não tem segredo. Corte quatro talos de salsão [aipo/celery] em cubinhos. Descasque e pique em pedacinhos duas maçãs pequenas. Eu usei a gala e reguei com suco de limão. Misture tudo numa saladeira, crescente um punhdo de nozes torradas ou cruas. Eu usei as caramelizadas. Envolva tudo numa excelente maionese. Eu fiz a minha com duas gemas de ovo COZIDAS [vá de retro, salmonela!!], que bati no mini-processador com 1 colher de chá de mostarda dijon, 1/2 colher de chá de suco de limão, uma pitada de sal, uma pitada de pimenta do reino moída e azeite o quanto baste. Se não tiver um processador ou mini-processador, pode usar liquidificador, batedor de arame, o importante é misturar bem, emulsificar. A minha maionese ficou com uma cor bem amarela, porque eu uso ovo caipira.

Tuna Salad Sandwich

Existem inúmeras variações desse sanduíche muito consumido e apreciado na ala norte do hemisfério. Essa é a minha versão:
Sanduíche de Atum
Uma lata pequena de atum enlatado de excelente qualidade
[eu usei o preservado em água]
Meia maça descascada, ralada e picada bem fininha
Um talo de aipo em fatias super finas
Um picles de pepino em cubinhos
1 colher de sopa de maionese
sal, pimenta do reino à gosto
suco de meio limão
Desfie o atum numa vasilha, junte a maçã e salpique com o suco de limão. Acrescente o salsão e o pepino, tempere com sal e pimente, misture a maionese e incorpore bem. Pode deixar na geladeira por umas horas antes de usar. Recheie fatias de pão integral com a salada. Dá para fazer três sanduiches bem gordinhos com essa receita.