salada defumada de jaca verde

Esta foi a segunda receita que fiz usando a jaca verde como substituto da carne. Na primeira fiz um refogado com tomate, que agradou público e crítica e com as sobras fiz um escondidinho com batata, que desapareceu num minuto. Tenho olhado muitas receitas veganas e crudívoras por aí e tudo tem me encantado. Já tinha decidido fazer essa receita quando a namorada do meu filho pediu para passar o final de semana com a gente [ele tá viajando]. Ela vive dizendo que *tem* que comer carne, que *precisa* da proteína animal diária e todo aquilo e tal. Fiquei meio preocupada de servir uma salada *imitação* de frango e ela detestar, desmaiar, sei lá. Mas o contrário aconteceu. Ela repetiu e repetiu. Todos nós adoramos. Vou refazer com outros sabores. Essa jaca verde é um negócio incrível. Aqui eu compro a jaca verde em lata na salmoura, só preciso picar fininho ou desfiar. Nunca procurei pra comprar a jaca verde de outro jeito, mas ouvi que vende nos mercadinhos asiáticos.

1 lata [398 ml] jaca verde em salmoura
2 talos de salsão picados
3 ramas de cebolinha verde picadinhas
1/2 xícara de pimentão vermelho picado em cubos
3 colheres se sopa de maionese vegana [usei essa de amêndoa feita em casa]
1 dente de alho picado
2 colheres de chá de endro fresco picado
3 colheres de chá de suco de limão fresco
1/2 colher de chá de páprica defumada
1/4 colher de chá de sal marinho
Pimenta do reino moída na hora a gosto

Escorra e pique a jaca ou desfie com as mãos. Descarte as partes duras. Meça 1 e 1/2 xícaras da jaca picada. Coloque numa vasilha e junte o salsão, a cebolinha, o pimentão, a maionese e o alho. Misture bem e junte o endro. Tempere com o suco de limão, a páprica defumada, sal e pimenta. Coloque numa travessa e leve à geladeira até a hora de servir. Eu servi com folhas verdes. Mas pode servir como recheio de sanduíche.

salada de grãos com limão e azeitonas

Desde que comprei meu instant pot, a panela de pressão elétrica que está enlouquecendo os americanos, não parei de fazer receitas com grãos. Essa salada fica deliciosa e guarda muito bem de um dia para o outro, mesmo com as ervas. A receita recomenda as azeitonas italianas castelvetrano, mas eu fiz com as verdes gregas comuns e achei que ficaram mais saborosas. Eu acho que as castelvetrano tem um sabor muito delicado, as gregas são mais agressivas, combinaram muito bem com todos os outros ingredientes.

2 xícaras de farro ou espelta
Sal e pimenta do reino moída na hora
2 xícaras de azeitonas verdes
1 limão inteiro, sementes removidas e picado
2 chalotas médios picadinhas
1/2 xícara de azeite
2 xícaras de folhas de hortelã picadas
2 xícaras de salsinha picada

Coloque os grãos de farro ou de espelta em uma panela grande e leve ao fogo, mexendo bem, até ficarem dourados e levemente torrados [vai cheirar como pipoca], cerca de 4 minutos. Remova a panela do fogo e despeje água fria até cobrir grãos; Salgue e deixe ferver. Assim que ferver reduza o fogo, tampe e cozinhe até os grãos ficarem macios, cerca de 25-35 minutos. Eu cozinhei na panela de pressão elétrica. Tranfira os grãos cozidos para uma tigela. Reserve.

Usando o lado da faca esmagar grosseiramente as azeitonas para quebrá-las, Descarte os caroços. Coloque as azeitonas numa tigela grande e acrescente o limão picado e as chalotas. Misture. Tempere com sal e pimenta. Deixe a mistura marinar por 5 minutos.

Aqueça o óleo em uma panela. Adicione a mistura de azeitona e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que os ingredientes fiquem aquecidos, cerca de 4 minutos. Colocar essa vinagrete quente na tigela com o farro ou espelta e misturar bem. Tempere com sal, pimenta do reino e um pouco de suco de limão, se quiser.

Minutos antes de servir adicione as ervas. Sirva.

peito de frango assado com harissa [e salada de grãos, couve & caqui]

harrissa chicken

No trabalho o assunto predileto do grupinho do qual eu faço parte é comida. Mesmo quem não cozinha muito bem ou ainda está iniciando nessa maravilhosa atividade gosta de conversar sobre o assunto. Uma das minhas coleguinhas é essa iniciante e está encantada com as possibilidades de comer bem. Ela assinou a Blue Apron—um dos inúmeros serviços que oferecem entrega domiciliar de caixas com os ingredientes e as receitas para usá-los. É bem interessante, usando um aplicativo a gente escolhe o que quer, dentro do menu da semana e recebe a caixa com tudo dentro, super empacotado, mais as receitas, todas desenvolvidas por eles. O Mark Bittman agora desenvolve receitas para o Purple Carrot. É um negócio bem pensado e bem feito, prático, que ainda promove o comer bem, com ingredientes frescos, e permite que pessoas sem tempo consigam cozinhar rapidamente comidas gostosas, criativas e saudáveis. Eu recebi muitos cupons desses serviços, mas nunca me interessei porque já recebo meus ingredientes de diversas fontes, não faria sentido pra mim receber mais ingredientes. Um amigo experimentou o Blue Apron e parou depois de um mês alegando que esses serviços usam um exagero de embalagem. Pra quem está preocupado com diminuir o consumo de embalagens, reciclagem e o meio ambiente, esse monte de pacotinho e caixinha, tudo embrulhado em plástico é um problema. Meu amigo ligou no SAC da empresa e ouviu que tudo é reciclável, o que pode ser um conforto pra muita gente, mas não foi pra ele. Já minha coleguinha não sofre dessas crises de consciência e está usando bastante o serviço. Às vezes ela comenta alguma coisa que fez comigo e eu sempre peço a receita. Ela dividiu comigo essa receita de frango assado com harissa e salada de grãos, couve e caqui. Tenho muitas couves e caquis pra gastar, adorei ideia e a combinação. Fiz para um almoço de domingo. Usei trigo em grão ao invés do farro. Notem [no PDF] a organização e a maneira como eles listam os ingredientes e o modo de fazer. Não tem como fazer nada errado, mesmo que você seja um desastre total na cozinha!

2 peitos de frango sem pele/osso [se possível caipira]
2 dentes de alho
1/2 xícara farro ou trigo em grão cozidos
1 maço de couve
1 maço de salsinha
2 cenouras
1 caqui
30 gr de queijo de cabra esmigalhado
1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto
1 colher de sopa de pasta de harissa vermelha
1/2 xícara de iogurte grego

  • Coloque uma grelha no centro do forno e pré-aqueça até 450°F/233°C.
  • Leve uma pequena panela com água salgada ao fogo para ferver.
  • Forme uma assadeira com papel alumínio e unte com azeite.
  • Numa tigela grande, misturar o iogurte, a harissa, metade do vinagre e uma fio de azeite. Tempere com sal e pimenta a gosto.
  • Coloque metade do molho de iogurte numa pequena vasilha e reserve.
  • Seque os peitos de frango com toalhas de papel; Tempere com sal e pimenta em ambos os lados. Misture o molho de iogurte restante e misture bem, para o frango ficar coberto por esse molho dos dois lados.
  • Coloque os peitos de frango na assadeira, leve ao forno e asse por 20 minutos [*eu virei no meio tempo e deixei um pouquinho mais]. Remova do forno e reserve.

Enquanto o frango assa, adicione o farro ao pote de água fervente. Cozinhe, descoberto, por 15/20 minutos ou até ficar macio. Desligue o fogo. Coe bem e retorne o farro cozido para a panela. [*eu usei o trigo em grão e cozinhei na panela de pressão elétrica]

  • Descasque as cenouras e corte em fatias.
  • Descasque e corte o alho em fatias.
  • Rasgue a couve em pedaços
  • Corte o caqui em cubos. Coloque em uma tigela e cubra com o vinagre restante.
  • Pique a salsinha
  • Numa panela grande aqueça 2 colheres de chá de azeite.
  • Adicione as cenouras e tempere com sal e pimenta. Cozinhe, mexendo de vez em quando, 2 a 3 minutos.
  • Adicione o alho a couve; Tempere com sal e pimenta. Cozinhe, mexendo com frequência, 1 a 2 minutos, ou até que as folhas de couve estejam ligeiramente murchas.
  • Adicione 1/4 xícara de água; Cozinhe, mexendo ocasionalmente, 2 a 3 minutos, ou até que a água tenha evaporado. Desligue o fogo.

Junte os grãos com os legumes cozidos, o caqui [incluindo o liquido do vinagre] e um fio de azeite. Misture bem. Corte os peitos de franco em fatias grossas transversais e coloque por cima da salada. Salpique com a salsinha picada e o queijo de cabra. Sirva com o molho de iogurte separado.

salada de vagens e pepinos com molho de missô

salada-molho-misso

Essa receita ficou inesperadamente boa. Quando vi na revista Bon Appetit, achei que uma salada feita com as vagens cruas era realmente diferente, mas não botei muita fé. Adoro tudo que tenha missô, por isso resolvi arriscar. Também adoro gergelim, então achei que tudo combinou. Machuca-se os pepinos e as vagens com um rolo de macarrão, eles quebram e absorvem o molho. Fica muito bom.

3 pepinos persas ou 1 pepino inglês
400 gr de vagens
Sal Kosher
1 pedaço de gengibre de uns 4 cm descascado e ralado
1 serrano ou Fresno chile picadinha
1 dente de alho ralado
1/3 copo de vinagre de arroz
1/4 xícara de missô branco
1/4 xícara de azeite
1/2 colher de chá de óleo de gergelim torrado
Sementes de gergelim torradas e cebolinhas picadas

Esmague levemente os pepinos com um rolo de macarrão, depois pique em pedaços pequeno. Misture os pepinos com uma pitada de sal em coloque numa tigela. Reserve.

Enquanto isso, coloque as vagens num saco plástico e esmague com rolo de macarrão para quebra-las e abri-las. Misture o gengibre, a pimenta, o alho, o vinagre, o missô, o azeite e o óleo de gergelim em uma tigela e misture bem com um batedor de arame até formar um creme homogêneo. Adicione esse molho às vagens, misture bem e tempere com sal. Drene os pepinos e adicione à mistura com as vagens. Misture delicadamente para combinar. Transfira salada para uma travessa e salpique com sementes de gergelim e cebolinha picada.

salada de ovo

Nã gosto muito de ovo, mas adoro salada de ovo, que só faço quando tenho um surplus de ovos da fazenda. Não acontece sempre, mas neste verão aconteceu duas vezes. Faço uma receita bem simples e improvisada. Cozinho os ovos, pico, junto salsão picadinho, um tipo de picles qualquer [nesse usei o pepperoncini de vidro cortado em fatias], bastante salsinha fresca, tempera com sal, pimenta do reino, um pouco de mostarda, um pouco de iogurte ou sour cream, polvilha com páprica picante e serve. Eu uso também pra rechear sanduíches.

salada persa de cenoura [com sementes de gergelim torradas]

persian-carrot-salad

Essa foi outra receita que tirei do livro da Louisa ShafiaThe New Persian Kitchen. Fiz pra levar num picnic que fizemos na praia. Essa salada sobrevive bem, aliás, quanto mais tempo marinar nos temperos, melhor. Simples, saborosa, exótica e bonita. Nós gostamos muito!

1/2 xícara de sementes de gergelim
1 dente de alho picado
2 colheres de sopa de vinagre branco
2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de óleo de gergelim torrado
1 colher de chá de flocos de pimenta vermelha
700 gr de cenouras, cortadas longitudinalmente em fatias finas
1 xícara de coentro fresco
Sal marinho a gosto

Leve uma frigideira pequena ao fogo médio-alto. Quando estiver bem quente adicione as sementes de gergelim toste, sacudindo a frigideira constantemente. Quando as sementes começam a estalar, transfira para um prato e deixe esfriar à temperatura ambiente. Em uma tigela pequena, misture o alho, os vinagres, o mel, o óleo de gergelim, os flocos de pimenta vermelha, as sementes de gergelim e 1 colher de chá de sal. Despeje esse molho sobre as fatias de cenoura, misture bem. Deixe macerar. Adicione o coentro e sirva.

salada [simples] de lentilha verde com cenoura

green lentil salad

Ando sem muita vontade de cozinhar, mas me recuso a comprar comida pronta ou comer fora. Quero comer minhas comidinhas caseiras, mas ando bem desanimada. O que fazer? Sem alternativa, tenho preparado muitas coisas simples. Essa salada de lentilha é um exemplo. Tenho feito muita lentilha, em salada principalmente. Gosto do fato de que ela cozinha super rápido e qualquer prato com ela fica substancioso. Pra essa salada cozinhei a lentilha verde, que não desmancha depois de cozida, fica ótima em saladas. Dai cortei uma cenoura em cubinhos— pode ralar ou branquear rapidamente, pra ficar mais macia. Juntei cebola roxa cortada em fatias finíssimas [use um mandoline, se tiver] e bastante salsinha fresca. Temperei com um molho feito com limão Tahiti, mel, sal, pimenta vermelha em flocos e bastante azeite. Misture e sirva. Essa salada guarda bem na geladeira e faz uma excelente {{{ M A R M I T A!! }}}.

molho quente para salada [com leite de coco & limão]

Vi o video dessa salada no website do Splendid Table, que tem um dos melhores podcasts sobre comida que eu conheço. Apesar de ter gostado da salada e do molho, fiz apenas o molho e usei em duas saladas diferentes. Ainda vou fazer a receita completa, provavelmente usando tofu.

1/2 xícara de óleo vegetal [*usei o de sementes de uva]
4 colheres de chá de pimenta Aleppo ou outra pimenta vermelha
[*usei caiena [mais picante] na primeira vez e a ancho [menos picante] na segunda vez ]
4 dentes de alho grandes espremidos
1/3 xícara de leite de coco bem grosso
2 colheres de sopa de molho de peixe asiático
4 colheres de açúcar
1/4 colher de chá de sal
1 limão tahiti espremido

Em uma frigideira combine o óleo, a pimenta em pó e o alho. Aqueça lentamente em fogo médio e cozinhe por aproximadamente 2 minutos. Mexa com uma colher de pau até que o alho comece a chiar, mas não deixe ficar marrom. Adicione rapidamente o leite de coco, aumente o fogo e ferva o leite de coco por uns 30 segundos. Junte 2 colheres de sopa de molho de peixe. Em seguida coloque o açúcar e o sal e ferva por mais 30 segundos, ou até o molho engrosse um pouco. Coloque numa vasilha e despeje sobre a salada de sua preferência. Fiz esse molho duas vezes, com duas saladas diferentes. Uma com tomates, pepino, vagens e ervilhas levemente cozidas no vapor. Outra com tomates, azeitonas verdes e folhas de kale levemente cozidas em água—mergulhe as folhas na água fervendo, conte até três e remova com uma pinça, então pique na tábua e coloque na saladeira.

salada de ervilha torta [com picles de cereja & amendoim]

Uma semana depois de fazer o picles de cereja, pude fazer essa receita do livro Six Seasons: A New Way with Vegetables do chef Joshua McFadden. Ficou uma salada muito diferente, feita com as ervilhas tortas cruas. Fica bem crocante e refrescante. E guarda bem para comer no dia seguinte.

500 gr de ervilha torta cortadas em diagonal
1 xícara de picles de cereja [só a fruta]
1/4 xícara do líquido do picles de cerejas
1 xícara de amendoim
3 ramos de cebolinha, parte branca e verde, picados e deixado de molho em água gelada por 20 minutos, e escorrido
1 macinho de manjericão fresco
1 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
Sal e pimenta do reino moída na hora
Azeite de oliva extra-virgem

Numa vasilha misture as ervilhas tortas cortadas em diagonal com as cerejas em picles drenadas, o amendoim, a cebolinha picada, o manjericão e o liquido do picles. Adicione os flocos de pimenta vermelha, tempere com sal e pimenta do reino, misture bem, junte 1/4 de azeite, misture novamente e leve à geladeira até a hora de servir. Sirva essa salada levemente gelada.

salada de aspargos [cru] com gengibre fresco e semente de gergelim

aspargo-sesame

Outra receita com aspargos, esta também usando eles cru. Muita gente acha que aspargos só fica bom cozido, vamos aos pouquinhos mudando essa impressão.

2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de sopa de gengibre fresco ralado
1 colher de chá de alho espremido
1 colher de sopa de açúcar mascavo claro
1 pimenta jalapeño, com as sementes removidas, picada
2 colheres de chá óleo de gergelim
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
650 gr de aspargos
1/2 xícara de cebolinha picada
Suco de limão a gosto
Folhas de coentro fresco para decorar
1 colher de sopa de sementes de gergelim branco torradas
1 colher de sopa de sementes de gergelim preto torradas

Faça o molho: em uma tigela pequena misture o vinagre de arroz, o gengibre, o alho e o açúcar mascavo. Adicione a jalapeño picada e o óleo de gergelim. Tempere a gosto com sal e pimenta do reino.

Quebre a base de cada espargos—force delicadamente e ele vai quebrar exatamente na parte mais fibrosa da ponta do legume. Corte os aspargos em fatias diagonais finas, pode usar o mandoline, o descascador de legumes ou uma faca afiada [cuidado!] Coloque as fatias de aspargos em uma saladeira grande. Tempere com sal e pimenta e misture com as mãos. Adicione o molho de gengibre e mexa para revestir bem. Adicione a cebolinha picada e o suco de limão. Misture bem. Polvilhe com as sementes de gergelim, decore com folhas de hortelã e sirva.