isca de peixe crocante

isca de peixe crocante
Logo depois do ano novo fiquei doente. Ainda não me recuperei cem por cento. Mas nos dias em que fui forçada a ficar de molho em casa, preenchi meu tempo assistindo filmes, séries, documentários e outras coisas que fui achando pela internet. O Gabriel tinha instalado a Apple TV numa das nossas televisões e acabei passando um tempo explorando os diversos canais que eles oferecem. Clica aqui, clica ali, clica acolá, acabei caindo num canal com a mulher do Jamie Oliver, a Jools Oliver. Não sou muito fã do marido dela, mas ela me surpreendeu. Achei o jeito dela tão simpático, tão down-to-earth. E curti imensamente essa receitinha de peixe. Depois de muitos dias comendo coisas que o Gabriel e o Uriel me compraram [a.k.a. comida pronta de buffet de supermercado] consegui fazer e comer essa comidinha caseira, que me caiu como um bálsamo. No final de semana, quando eu ainda estava podre, tive um momento de delírio e tirei um filé enorme de peixe branco que veio da minha CSF no congelador. Fui obrigada a fazer algo com ele, mas para a minha sorte eu já tinha favoritado essa receita da Jools. No vídeo ela faz com salmão, mas com peixe branco também ficou bom. Ela serve com batata assada, mas eu não tinha, então servi apenas com ervilhas cozidas em água e sal. Ficou uma delicia de refeição e foi um raio de luz depois de tantos dias moribundos!
1 fatia grossa de pão integral
1 limão
3 ramos de tomilho fresco
pimenta do reino moída
2 filés de peixe branco ou salmão [dê preferência pescados de maneira sustentável]
Azeite
Pré-aqueça o forno a 375ºF/180ºC. Pulse o pão em um processador de alimentos, adicione 2 colheres de sopa de azeite e as raspas da casca de um limão. Adicione as folhas de tomilho, sal e pimenta do reino. pulse bem. Coloque uma frigideira antiaderente e que possa ir ao forno em fogo médio-alto. coloque os filés na frigideira e regue com um fio de azeite. Esprema o suco de limão por cima de cada filé, coloque a farofa de pão por cima e frite por 3 minutos. Transfira a frigideira para o forno e asse por 8 a 10 minutos ou até que o peixe esteja cozido e a farofa fique dourada e crocante. Remova a frigideira do forno, com cuidado, remova os filés para uma travessa ou prato. Sirva acompanhado de batatas assadas, brócolis ou ervilhas cozidas na água e sal.

filé de peixe escabeche

peixe-escabeche.jpg
Fiz esse peixe com vários dias de antecedência para servir no almoço da chegada da minha mãe, que foi num dia se semana quando eu ainda estava trabalhando. Servi com pão fresquinho e uma sopa. Fiquei meio atrapalhada e nem lembrei de tirar foto do prato, que ficou bem bonito. Depois de devorarmos quase tudo, pequei o iphone e cliquei essa última bocada. Minha mãe adorou esse escabeche e essa receita vai ficar aqui pra ela vir buscar quando voltar das férias.
2 cenouras médias cortadas em comprimento
1/4 xícara de azeite de oliva extra-virgem
1 cebola cortada em fatias finas
4 raminhos de tomilho
4 folhas de louro
1 dente de alho grande cortado em fatias finas
1/4 xícara mais 2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto [*usei o jerez espanhol]
Sal e pimenta do reino moída na hora
4 ou 6 filés de peixe branco
Usando um mandoline corte as cenouras em tiras finas. Em uma frigideira aqueça 1/4 xícara de azeite de oliva. Adicione as cenouras, as cebolas, raminhos de tomilho, louro e o alho e cozinhe em fogo moderado até que os legumes amoleçam, por cerca de 6 minutos. Retire do fogo. Acrescente o vinagre e tempere com sal e pimenta. Deixe descansar por 10 minutos.
Numa frigideira grande antiaderente aqueça 1/2 cm de azeite. Tempere os filés de peixe com sal e pimenta e coloque no azeite quente na frigideira. Frite os filés dos dois lados. Transfira os filés para um refratário com tampa [se for guardar] ou para uma travessa [se for servir em seguida]. Cubra com os legumes e o molho. Eu adicionei também o restinho de azeite que sobrou da fritura do peixe. Deixe descansar em temperatura ambiente durante 3 horas antes de servir. Ou leve à geladeira e remova e deixe voltar à temperatura ambiente antes de servir.

peixe frito persa

peixe-persa.jpg
Meses atrás eu me afiliei a uma CSF—community-supported fishery daqui da minha região. A cada duas semanas eu vou buscar um pacote de peixe no Davis Food Co-op. A minha CSF oferece várias opções, eu escolhi a de filés de peixe. Vem o suficiente para duas pessoas, com sobras. Quando recebi dois filés enormes de bacalhau negro, decidi fazer essa receita que eu tinha visto na revista Food & Wine.
1/4 xícara de farinha de trigo
1 colher de sopa de feno-grego
1/2 colher de sopa de hortelã seca
1/2 colher de sopa de endro seco
1/2 colher de sopa de tomilho seco
1/2 colher de chá de pimenta caiena
1/4 colher de chá de açafrão da terra, curcuma
4 filés de peixe
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
1/4 xícara de óleo vegetal
1 limão cortado em quatro
Em uma tigela rasa misture a farinha com o feno-grego, a hortelã, o endro, o tomilho, a pimenta caiena e a curcuma. Tempere o peixe com sal e pimenta e passe nessa mistura de farinha. Numa frigideira grande aqueça bem o óleo e adicione o peixe com o lado da pele para baixo e pressione com uma espátula. Cozinhe até que a pele fique dourada, uns 4 minutos. Vire o peixe com cuidado usando uma espátula e cozinhe por mais una 2 ou 3 minutos. Remova da frigideira, coloque numa travessa e sirva com fatias de limão e uma salada verde.

peixe com chermoula de tomate

fish-redchermoula

Encontrei essa receita na edição de agosto /2015 da revista Bon Appétit. Estamos na melhor época para fazer pratos com tomates, pois eles estão no pico da doçura e abundância. Usei um outro tipo de cod que eu tinha e não o black cod requisitado pela receita. Não vejo porque não se possa usar outro tipo de peixe. Ficou bom!

1/2 maço de coentro fresco, folhas e cabinhos separados
1 pimenta Fresno [ou outra que tiver disponível] sem sementes e picada
1 dente de alho finamente picado
1/4 xícara de azeite
1 colher de sopa de extrato de tomate
1 colher de chá de páprica
1/2 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
1/2 colher de chá de mel
1/4 colher de chá de pimenta da Jamaica moída
1 colher de sopa de vinagre Sherry ou vinagre de vinho tinto
1 quilo de filé de peixe branco
4 xícaras de tomates cereja, dividido
Kosher sal e pimenta do reino moída

Preaqueça o forno a 300°F/ 150°C. Faça a chermoula misturando os cabinhos do coentro, a pimenta, o alho, azeite, o purê de tomate, a páprica, os flocos de pimenta vermelha, o mel, a pimenta da Jamaica, e 1 colher de sopa de vinagre em uma tigela pequena. Separe 3 colheres de sopa dessa chermoula para servir.

Coloque os filés de peixe em uma assadeira rasa. Corte metade dos tomates ao meio e espalhe em torno de peixe, juntamente com o restante dos tomates inteiros. Coloque a chermoula restante sobre os filés de peixe, espalhando por toda a superfície com as costas de uma colher. Tempere com sal e pimenta e asse até que o peixe esteja cozido e tomates tenham estourado, uns 20-30 minutos.

Transfira o peixe e os tomates para uma travessa. Espalhe por cima a chermoula reservada e salpique com as folhas de coentro fresco. Regue com mais vinagre, se desejar. Sirva morno ou em temperatura ambiente.

peixe assado
com sabores sicilianos

peixe-siciliano.jpg
Essa foi outra receita do livro Plenty da Diana Henry. Achei super simples de fazer [meu estilo!] e ficou muito gostoso, diferente de tudo o que eu já tinha comido com peixe antes. Usei peixe pescado, não criado, daqui da costa do Pacífico.
1 bulbo de erva-doce
6 colheres de sopa de azeite de oliva
3 dentes de alho picadinhos
1 e 3/4 de xícara de migalhas de pão [*usei o panko]
1/2 xícara de passas currants
6 colheres de sopa de pinoles [*usei amêndoas]
1 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
Um punhado de salsinha fresca picada
Um punhado de folhas de hortelã fresco picadas
800 gr de filé de peixe branco
Suco de um limão
Sal a gosto
Pré-aqueça o forno a 400ºF/ 205ºC. Lave e pique bem o bulbo de erva doce. Numa panela aqueça 2 colheres de sopa de azeite e refogue o bulbo de erva doce até ficar bem macio. Adicione o alho picado e refogue por mas um minuto. Remova do fogo e adicione as migalhas de pão [usei panko], as currants, os pinoles [usei amêndoas], a pimenta en flocos, as ervas picadas e sal a gosto. Num refratário coloque os filés de peixe intercalados com a mistura de erva-doce, terminando com uma camada de mistura de erva-doce. Regue com suco de limão e azeite e leve ao forno para assar por dez minutos. Remova do forno e sirva.

fish_Sicilianflavors fish_Sicilianflavors

patê de atum [festivo]

pate-atum.jpg
Minha preparação para a ceia de Natal foi assim—uns dias antes eu olhei umas revistas, marquei umas receitas, tive umas ideias, tomei umas decisões. Era um jantar para apenas quatro pessoas, pra que complicar, né? Uma das receitas que escolhi fazer foi essa de Tuna Pâté que vi na revista Food & Wine. Achei que iria ficar deliciosa e realmente ficou. Servi de entrada, naquela pausa esperando pela ceia um pouco antes da meia noite. Eu fiz apenas metade da receita, mas estou colocando ela inteira aqui, como estava na revista. Ela serve de 10 a 12 pessoas. Se organize para fazê-la com um dia de antecedência.
2 latas ou vidros de 300gr/10oz de atum sólido conservado em azeite, escorridos
2 tabletes [113 gr cada] de manteiga sem sal e em temperatura ambiente
1/4 xícara de creme de leite fresco
Raspas raspas da casca de 1 limão [*usei o meyer]
1/4 xícara de suco de limão [*usei o meyer]
1/4 colher de chá pimenta de cayenne
6 filés de aliche drenados
3 colheres de sopa de alcaparras lavadas e escorridas
2 colheres de sopa de alcaparras picadas
Sal Kosher a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
1/4 xícara de salsinha finamente picada
1/4 de xícara de talo de aipo picado
Torradas ou bolachas para servir
Forre uma forma para pão ou refratário com filme plástico, deixando uma parte extra de saliência. No processador de alimentos coloque o atum, a manteiga, o creme de leite, as raspas e o suco de limão, pimenta cayenne, os filés de aliche as 3 colheres de sopa de alcaparras. Tempere com sal e pimenta e processe até ficar uma pasta homogênea. Despeje sobre a forma e alise o topo com uma espátula. Cubra com o excedente de filme plástico e leve à geladeira até ficar firme, pelo menos 8 horas ou durante a noite.
Em uma tigela pequena misture as 2 colheres de sopa de alcaparras picadas com a salsinha e aipo e reserve. Desembrulhe e desenforme o patê em uma travessa e polvilhe a mistura de salsinha por cima. Sirva gelado com torradas ou bolachas.

salada de camarão

salada-camarao

Tive a ideia para essa salada quando vi essa receita bem antiga, resgatada de uma daquelas caixas com cartões, que era muito comum em outros tempos. Uma salada feita com camarões e ervilha em lata, macarrão de conchinha e maionese não é muito o meu estilo, mas gostei da mistura de camarão com o salsão e a maçã. Fiz uma adaptação e ficou bem gostosa. Essa salada sobrevive bem na geladeira e foi o nosso almoço por mais dois dias. Usei um camarão que já veio cozido, daqueles bem pequenininhos, pescado de maneira sustentável na costa dos EUA.

500 gr de camarões bem pequenos cozidos
3 talos de salsão picadinhos
1 maçã verde picadinha
Coentro fresco picadinho a gosto [ou salsinha]
1 xícara de sour cream
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
Suco de limão e azeite para temperar

Misture todos os ingredientes e sirva sobre uma fatia grossa de pão que foi tostado na frigideira com um fio de azeite.