sopa de feijão branco [com couve lacinato, alecrim e limão]

Vi a foto dessa receita no instagram e fiz no dia seguinte, porque coincidentemente eu tinha cozinhado feijão branco. Eu vou colocando grãos de molho por 24 hrs e cozinhando na panela de pressão durante a semana, guardo na geladeira e depois penso o que vou fazer com eles. Assim sempre tenho um estoque de grãos cozidos, semi-prontos, que podem ser usados em qualquer receita. Isso incluí arroz integral, que eu também deixo de molho. A foto que me seduziu expressa exatamente a deliciosidade dessa sopa. E fica melhor fresquinha, tipo fazer e comer. Requentada ela perde um pouco o charme, mas nada grave. Só a couve lacinato que não fica mais tão saborosa. Eu usei um limão inteiro batido com a sopa, mas isso não é pra todo mundo, porque adiciona um toque de amarguinho. Se você não curte amargo, use somente o suco.

1 colher de sopa de óleo vegetal
1 cebola pequena picadinha
1 cenoura média picadinha
1 talo do aipo picadinho
2 dentes de alho picadinhos
Pimenta vermelha em flocos [se tiver use a Aleppo] a gosto
1 ramo de alecrim fresco picado
4 xícaras de feijão branco cozido
4 copos de caldo vegetal
2 colheres de sopa de suco de limão fresco
sal marinho e pimenta do reino moída na hora a gosto
1 maço de couve lacinato picada ou rasgada
1 punhado de salsinha

Aqueça o óleo em uma panela grande e robusta. Adicione as cebolas, cenouras, e aipo e mexa com uma colher de pau. Refogue os legumes até ficarem levemente amolecidos e translúcidos, por cerca de 5 minutos. Adicione o alho, a pimenta em flocos e o alecrim. Mexa e cozinhe por 30 segundos. Adicione o feijão e mexa bem, em seguida junte o caldo de legumes e deixe ferver.

Quando ferver remova com uma concha metade da sopa e coloque em um liquidificador. Adicione o suco de limão e cuidadosamente ligue o liquidificador e bata até obter um creme. Despeje esse creme de volta para a panela. Tempere a sopa com sal e pimenta do reino a gosto.

Adicione a couve e deixe a sopa ferver novamente. Misture a salsa picada e sirva a sopa imediatamente.

sopa de cenoura & limão assados

Alguém desovou um saco de cenouras orgânicas na cozinha do meu trabalho. Eu trouxe algumas pra casa e fiz essa sopa. Os limões eu também ganhei! Tenho ganhado muitos cítricos neste inverno e tem sido maravilhoso. O limão assado dá um sabor ultra especial para esta sopa.

Pré-aqueça o forno a 425ºF/220ºC. Forre uma forma com papel vegetal ou alumínio. Coloque 1/2 xícara de castanhas de caju cruas de molho em água quente. Pique três cenouras, um limão e uma cebola roxa [usei a parte de baixo de três scallions]. Tempere com sal, pimenta do reino moída na hora, azeite e folhinhas de tomilho fresco. Misture bem, espalhe na forma e asse até os legumes começarem a dourar. Remova do forno, deixe esfriar um pouco. Coloque tudo no liquidificador. Coe as castanhas [descarte a água], coloque no liquidificador com água filtrada, o quando baste para obter um creme não muito denso, nem muito ralo. Coloque esse creme numa panela e esquente. Acerte o sal se precisar. Sirva com um fio de azeite, decore com uma ervinha e algo crocante. Eu usei salsinha, sementes de abóbora torradas e ervilhas japonesas [eu compro a sem wasabi].

rotini integral com couve lacinato, pesto de rúcula, limão & sementes de abóbora

pasta-kale

Me inspirei nessa receita da Heidi para fazer um jantar rápido para uma pessoa numa sexta-feira à noite. Usei a versão integral da pasta rotini, um pesto de rúcula que já tinha pronto na geladeira, folhas de couve lacinato normal e limão Meyer preservado no sal. Ficou super gostoso, saudável, muito melhor que pegar take out de fish tacos no restaurante mexicano!

pesto de rúcula
Processe as folhas de rúcula com um limão inteiro [retire as sementes—eu usei o limão Meyer, mas pode ser o Siciliano], amêndoas, sal, pimenta do reino moída na hora e azeite, até formar uma pasta. Pode acrescentar um pouco de água também. Coloque num vidro e mantenha na geladeira. Esse pesto fica muito bom em sanduíches.

Cozinhe uma porção de macarrão em bastante água com sal. Quando a massa estiver al dente, remova um pouco da água do cozimento, escorra e retorne o macarrão para a panela. Tempere com o pesto e acrescente a água do cozimento, aos poucos, para ajudar a espalhar bem o pesto. Acrescente folhas da couve lacinato rasgadas com as mãos [remova a parte do centro, mais fibrosa], adicione a casca de meio limão preservados no sal picadinho [*eu usei o feito com limão Meyer, a receita básica é essa]. Misture bem, salpique com bastante semente de abóbora tostada e sirva.

bolo de limão [de liquidificador]

Desencantei essa receita deste post antigo. Fiz o bolo de laranja adaptado pra o limão. Ficou muito bom e refiz essa receita muitas vezes, levei até para uma festa no trabalho, o bolo decorado com um glacê feito com açúcar de confeiteiro, suco e raspinhas de limão. Usei o limão Meyer, que é bem aromático e tem uma casca bem fina. Mas com o siciliano também deve ficar bom.

1 limão grande [ou dois pequenos] inteiros, com casca e tudo, cortado em quatro e sem sementes
1 xícara de óleo vegetal [*sempre uso o de semente de uva]
3 ovos caipiras
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó

Pré-aqueça o forno em 400ºF/205ºC. Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio. Bata os limões, os ovos e o óleo no liquidificador até ficar um liquido. Numa vasilha separada junte o açúcar, a farinha e o fermento. Despeje o liquido do liquidificador nessa mistura seca. Mexa bem com uma espátula e despeje em numa forma untada e enfarinhada. Leve ao forno e asse por 10 minutos, depois baixe a temperatura para 350ºF/176ºC e asse por mais uns 25 minutos. Remova do forno, deixe esfriar e desenforme.

bolo de limão [com azeite]

olive oil lemon cake

Estava pagando minhas compras no supermercado quando vi uma receita maravilhosa no jornalzinho que eles distribuem semanalmente. A receita era para um bolo de limão feito com azeite [o azeite que estava em oferta!] com recheio duplo e cobertura, um negocio maravilhoso, mas meio trabalhoso. E ainda tinha que cortar o bolo no meio, coisa que eu temo! Resolvi simplificar e fazer um bolo sem camada. O recheio meio que virou cobertura, quer dizer, usei umas coisas, não usei outras, o resultado ficou muito festivo. Fiquei pensando no quão maravilhoso o bolo original iria ficar, mas a minha versão Maria Preguiça também não deixou nada a desejar.

3/4 xícara de azeite extra-virgem
5 ovos caipiras grandes em temperatura ambiente
3/4 xícara de açúcar branco
1 limão grande espremido e a casca raspada
1 xícara de farinha de trigo para bolo* peneirada
1/2 colher de chá de sal
1/2 xícara de creme de leite fresco
1/2 xícara de curd de limão
Morangos frescos para decorar [ou outra fruta]

*farinha de bolo—coloque 2 colheres de sopa de amido de milho numa xícara medidora e complete com farinha de trigo.

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°C. Unte uma forma redonda grande com o azeite e forre com papel vegetal. Unte o papel também. Separe 4 claras das gemas. Na batedeira bata as 4 claras com 1/2 colher de chá de sal até ficar espumoso, em seguida vá adicionando 1/4 de xícara de açúcar aos poucos, batendo sem parar até ficar firme. Reserve. Numa outra vasilha bata 5 gemas de ovos e ½ xícara de açúcar até formar um creme pálido e grosso, por cerca de 5 minutos na velocidade alta. Reduza a velocidade para média e adicione o azeite e o suco e raspas da casca do limão, batendo até combinar. Em velocidade baixa adicione a farinha de bolo* e misture delicadamente apenas para incorporar. Coloque as claras em neve delicadamente na massa, aos poucos, mexendo delicadamente com uma espátula. Coloque a massa na forma untada, bata sobre um pano de prato para liberar bolhas de ar e leve ao forno.

Asse até dourar, por 30-40 minutos. Remova do forno, deixe esfriar por aproximadamente 10 minutos e inverta o bolo num prato grande ou travessa. Deixe esfriar completamente.

Bata 1/2 xícara de creme de leite fresco até formar um chantilly bem grosso. Não coloque açúcar. Espalhe o chantilly por cima do bolo com uma espátula. Por cima do chantilly coloque colheradas de curd de limão e incorpore com uma espátula no chantilly. Decore com morangos ou outra fruta que quiser e sirva!

olive oil lemon cake olive oil lemon cake

curd de limão [fácil, para congelar]

Ainda estou com uma abundância de limões, todos ganhados! E estou também com um surplus de ovos, pois o tempo está bom e as galinhas andam bem produtivas. O que fazer com tanto limão e ovos? Curd de limão, é claro! Estava procurando por uma receita para selar os vidros, como geléia e li um comentário da autora do blog Foods in Jars dizendo que curd de limão não preserva bem, mas congela e descongela perfeito. Então decidi fazer pra congelar. Não usei a receita da Marisa McClellan, porque achei que ia muitos ovos. Achei esta aqui, mais simples, e simplesmente dobrei a quantidade. Fiz muitos vidros, com limão siciliano [que aqui chamamos de eureka] e limão meyer. Nas duas primeiras vezes, por distração, dobrei todos os ingredientes menos a manteiga. Deu certo mesmo assim. Depois fiz mais duas receitas com a quantidade de manteiga dobrada. Comemos uns vidros, congelei muitos outros, vamos ter curd de limão pro resto do ano. ♥︎

2 ovos caipiras grandes mais 1 gema de ovo extra
1/2 xícara de suco de limão fresco
1/2 xícara de açúcar
7 colheres de sopa de manteiga
Raspas da casca de 2 limões

Coloque uma panela com água no fogo, deixe ferver, abaixe o fogo e mantenha em fogo baixo. Numa vasilha de vidro ou metal misture os ovos e a gema extra com o açúcar e bata bem. Adicione as raspas e o suco de limão, junte a manteiga cortada em cubos e coloque a vasilha no topo da panela com a água em fogo baixo. Você vai fazer um cozimento com um double boiler improvisado.

Prepare-se para fazer uma meditação em pé, na frente do fogão, e ficar mexendo a mistura por mais de 10 minutos. Não pare de mexer para as gemas não cozinharem desigualmente e você acabar com pedacinhos de gema no curd. Vá batendo com um batedor de arame até toda a manteiga derreter. Continue batendo até o creme começar a engrossar. Assim que engrossar remova do boiler e continue batendo. Prepare os vidros, use uma concha pequena ou colher para enche-los com o curd. Deixe um espacinho entre o curd e a tampa. Adicione etiquetas com data e o tipo de limão pra você no futuro poder saber quando foi feito e tals. Feche bem, deixe esfriar e leve ao congelador. Os curds podem ser mantidos no congelador por 1 ano.

bolo integral de limão

bolo-limao-integral

Fomos fazer uma caminhada pela vizinhança e nos deparamos com cinco caixas cheias de limões no gramado de uma das casas, com saquinhos plásticos para a conveniência de carregá-los e um cartaz amigável dizendo—Free Lemons! Tive que me controlar pra não dar uma baixaria e levar uma caixa inteira. Na verdade meu marido, sempre comedido, me controlou. E não podíamos mesmo carregar muitos saquinhos no restante da nossa caminhada. Mesmo assim peguei bastante limões. Quis fazer algo naquele mesmo dia e procurei por um bolo de limão. Como acontece com todo mundo, notei que não tinha farinha de trigo comum. Mas lembrei que tinha um saco de farinha integral! Então procurei por uma receita de bolo de limão integral e achei esta, que usava farinha integral “branca”, mas resolvi arriscar e fazer com a farinha integral comum. Deu muito certo, ficou um bolo tão gostoso, comemos no chá da tarde e levei as sobras pro trabalho. Quero refazer usando outros tipos de sementes, como gergelim ou papoula, para substituir a chia.

1/2 xícara de iogurte grego integral [*usei Kefir]
2 colheres de sopa de sementes de chia
5 colheres de sopa de suco de limão
2 colheres de sopa de raspas de casca de limão
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo integral
1/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
1/2 xícara de azeite
1 xícara de açúcar
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
3 ovos caipiras grandes
1 xícara açúcar dos confeiteiro

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°C. Unte uma forma de bolo com óleo ou azeite.

Misture o iogurte, as sementes de chia, 2 colheres de sopa de suco de limão e 1 colher de sopa de raspas de casca de limão em uma tigela pequena e reserve. Em uma tigela média misture a farinha de trigo integral, o bicarbonato de sódio e o sal. Reserve.

Na batedeira misture o azeite e o açúcar e bata por cerca de 4 minutos. Junte o extrato de baunilha e em seguida adicione os ovos, em um de cada vez, batendo bem entre cada adição. Reduza a velocidade e incorpore os ingredientes secos em 3 partes, alternando com 2 a mistura de iogurte e chia.

Despeje a massa uniformemente na forma preparada e alise a parte superior com uma espátula. Leve o bolo ao forno, na grade do centro, e asse por 40 a 45 minutos. Remova o bolo do forno e deixe esfriar na forma por 10 minutos. Desenforme num prato e deixe esfriar completamente.

Misture o açúcar de confeiteiro, 2 colheres de sopa de suco de limão, e 1/2 colher de chá de raspas de casca de limão. Misture bem até obter uma consistência de creme. Regue o bolo com esse creme de açúcar. Salpique a outra 1/2 colher de chá de raspas de limão sobre o bolo.

salada de grãos com limão e azeitonas

Desde que comprei meu instant pot, a panela de pressão elétrica que está enlouquecendo os americanos, não parei de fazer receitas com grãos. Essa salada fica deliciosa e guarda muito bem de um dia para o outro, mesmo com as ervas. A receita recomenda as azeitonas italianas castelvetrano, mas eu fiz com as verdes gregas comuns e achei que ficaram mais saborosas. Eu acho que as castelvetrano tem um sabor muito delicado, as gregas são mais agressivas, combinaram muito bem com todos os outros ingredientes.

2 xícaras de farro ou espelta
Sal e pimenta do reino moída na hora
2 xícaras de azeitonas verdes
1 limão inteiro, sementes removidas e picado
2 chalotas médios picadinhas
1/2 xícara de azeite
2 xícaras de folhas de hortelã picadas
2 xícaras de salsinha picada

Coloque os grãos de farro ou de espelta em uma panela grande e leve ao fogo, mexendo bem, até ficarem dourados e levemente torrados [vai cheirar como pipoca], cerca de 4 minutos. Remova a panela do fogo e despeje água fria até cobrir grãos; Salgue e deixe ferver. Assim que ferver reduza o fogo, tampe e cozinhe até os grãos ficarem macios, cerca de 25-35 minutos. Eu cozinhei na panela de pressão elétrica. Tranfira os grãos cozidos para uma tigela. Reserve.

Usando o lado da faca esmagar grosseiramente as azeitonas para quebrá-las, Descarte os caroços. Coloque as azeitonas numa tigela grande e acrescente o limão picado e as chalotas. Misture. Tempere com sal e pimenta. Deixe a mistura marinar por 5 minutos.

Aqueça o óleo em uma panela. Adicione a mistura de azeitona e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que os ingredientes fiquem aquecidos, cerca de 4 minutos. Colocar essa vinagrete quente na tigela com o farro ou espelta e misturar bem. Tempere com sal, pimenta do reino e um pouco de suco de limão, se quiser.

Minutos antes de servir adicione as ervas. Sirva.

bolinho de peixe com limão [e mostarda feita em casa]

fish-cake

No Thanksgiving eu trouxe pra casa um pirex cheio de sobras de halibut assados, que foi um dos pratos deliciosos que meu amigo Heg fez pra ocasião. Comemos uma parte requentada e o resto eu decidi reciclar fazendo outro prato. Com sobras de peixe é bom fazer bolinhos! O halibut é um peixe carnudo e delicioso, fica muito bom pra fazer bolinhos, mas só for sobras mesmo, pois esse peixe é muito caro e especial pra ser comprado só para esse fim. Qualquer outro peixe carnudo serve como substituto. Improvisei meio a olho uma receita, com batatas doces que eu já tinha cozidas e com o limão conservado no sal, com o qual estou obcecada não paro de usar. As medidas são mais ou menos como eu me lembro, mas não tem como errar fazendo esse tipo de bolinho. Eu fritei, mas quem quiser pode assar. Servi com mostarda feita em casa.

3 xícaras de peixe cozido
2 xícaras de batata doce cozinha
1/2 xícara de panko [*usei integral]
1 colher de sopa de mostarda [*usei a feita em casa]
A casca picadinha de 1 limão conservado no sal
[jogue a polpa fora ou use em molho de salada]
Bastante ervas frescas [*salsinha, coentro, cebolinha]
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Misture todos os ingredientes bem com as mãos até ficar bem incorporado. Se precisar pode acrescentar um pouco mais de panko, mas não muito pra não ficar massudo. Modele os bolinhos e leve à geladeira até a hora de assar ou fritar. Eu fritei no óleo bem quente, coloque apenas uma camada rasa de óleo na frigideira e frite bem dos dois lados. Sirva bem quente.

mostarda feita em casa
1/4 xícara de vinagre de maçã
3 colheres de sopa de vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de sementes de mostarda [amarelas]
1/4 xícara de mostarda em pó
1/2 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
1 e 1/2 colher de sopa de mel
1 colher de chá de raiz forte—horseradish [*opcional, pode diminuir ou eliminar]

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador, coloque num vidro esterilizado e leve à geladeira. Deixe maturar por pelo menos 2 semanas antes de usar. No inicio a mostarda vai parecer bem líquida, mas com o tempo ela dá uma espessada.

Minha amiga inglesa me deu essa receita de mostarda feita em casa que é um sucesso com a família dela e amigos. Eu fiz a primeira vez com 1 colher de sopa de raiz forte, que era como estava na receita original e HOLY COW, não foi possível comer, de tão picante. Decidi refazer só com uma colher de chá e mesmo assim achei o picante da raiz forte muito pra mim. Mas como quadrupliquei a receita, dei um vidro de presente e estamos comendo o outro. Da próxima vez que fizer vou eliminar a raiz forte por completo. Fica a seu critério, colocar ou não.