berinjela grelhada [com alcaparras & balsâmico]

eggplant-caper-balsamico

O que fazer com um monte de berinjelas orgânicas acumulando na geladeira? Receitas não faltam e dessa vez foi essa uma super simples que me salvou. Modifiquei o modo de fazer, trocando a frigideira pela churrasqueira, porque nesta época do ano eu prefiro cozinhar no quintal e não esbaforir e esquentar a cozinha.

1/2 xícara de vinagre balsâmico
1 xícara de azeite de oliva
2 berinjelas cortadas em fatias grossas
Sal kosher e pimenta do reino moída na hora a gosto
2 colheres de sopa de alcaparras
olhas de manjericão fresco

Colocar o vinagre numa panelinha e levar pra ferver em fogo médio até formar um xarope espesso, cerca de 10 minutos. Aquecer metade do azeite em uma panela ou frigideira em fogo médio-alto e fritar as rodelas, virando uma vez, para dourar dos dois lados. Coloque as rodelas fritas sobre folhas de papel para escorrer e tempere com sal e pimenta. Eu fiz essa parte na churrasqueira, grelhando as fatias temperadas com azeite dos dois lados. Arrume as berinjelas numa travessa, regue com o xarope de vinagre balsâmico, decore com alcaparras e folhas de manjericão. Sirva.

ceviche de abobrinha

zucchini-ceviche

Passei na casa do meu filho e ele estava preparando o jantar pra receber uns amigos. Frango com estragão cozido no sous-vide, salada de tomate e ceviche de abobrinha. Fiquei intrigada com o ceviche, que não tem peixe, e achei sinceramente que iria ficar uma coisa meio sem graça. Decidi testar em casa e tive uma surpresa. Você só precisa cortar a abobrinha em fatias bem finas, pode usar uma faca afiada ou o mandoline. Depois é só temperar com sal, pimenta do reino ou pimenta vermelha e suco de limão. Misturar bem, deixar marinando por algumas horas e servir. A abobrinha fica macia, mas não fica soltando água, como eu achava que iria. Fica um excelente acompanhamento para carnes, pode colocar na salada, no sanduíche. Levei um pouco na minha marmita pro trabalho, uns colegas provaram e uma delas fez o ceviche no dia seguinte! Já refiz tantas vezes usando todos os tipos de abobrinhas que recebo na cesta orgânica, as amarelas e as verdes. Também alternei o limão, uma vez o siciliano outra vez o tahiti. Fica sempre bom.

⎾ fast food ⏌

Meu tipo de fast food para os dias muito quentes e coincidentemente dias de muito cansaço, essas tortillas mexicanas que vendem em todos os cantos por aqui salvam a pátria. Compro as mais artesanais possíveis, de milho ou grãos integrais. Pode rechear com qualquer coisa e servir acompanhada de qualquer molhinho, ou nenhum. E elas ainda ficam super fotogênicas, tão lindas!

tortilla dinner

Flores de abobrinha, tomatillos, pimentas, cebola e milho, tudo grelhado. Esquenta a tortilla, coloca o recheio por cima, polvilha com queijo cotija esmigalhado e come!

taco dinner

Sobras de frango desfiado, milho cru, repolho roxo fatiado bem fino, folhas de agrião, tempera tudo com suco de limão Tahiti, um pouco de sal e pimenta vermelha em flocos. Esquenta a tortilla, recheia com a mistura de frango, coloca pedacinhos de queijo fresco por cima e come!

bacalhau negro com purê de alcachofra & amêndoa

fish & artichoke

Quando servi o prato com esse peixe, meu marido exclamou—nossa, que chique! E eu pude responder—é uma receita f r a n c e s a ! Foi muita coincidência eu ter recebido filés de bacalhau negro pela minha CSF e dar de cara com essa receita da Mimi Thorisson. Infelizmente a temporada das alcachofras tinha acabado de terminar, então tive que me conformar em usar as enlatadas. É uma receita tão simples, prepara-se num instante e faz um visual muito bonito.

4 filés de bacalhau negro [ou outro peixe em posta grossa]
1 kg de corações de alcachofra [*usei em lata]
1/4 xícara de creme de leite
1/4 xícara de leite
3/4 xícara farinha de amêndoa
Sal marinho e pimenta do reino moída na hora a gosto
Azeite extra-virgem
230 gr de amêndoas fatiadas e tostadas no forno ou frigideira
Uma pitada de pimenta vermelha
Uma pouco de farinha de trigo
Cebolinha ou salsinha picada para servir

Se for fazer com as alcachofras frescas, cozinhe em uma panela grande com água fervente com sal por cerca de 20 minutos. Pode usar também as congeladas, eu usei as enlatadas [duas latas]. Escorrer e transferir para um liquidificador ou processador. Adicione o creme de leite e o leite, adicione a farinha de amêndoa e bata bem até formar um creme. Tempere com sal e pimenta. Reserva e re-aqueça antes de servir se precisar.

Pré-aqueça o forno a 160°C/320°F. Passe os filés de bacalhau na farinha e tempere com sal e pimenta. Frite o peixe em óleo bem quente, numa frigideira, virando para dourar dos dois latos. Remova os filés e coloque no forno, para mantê-los aquecidos. Na hora de servir, ponha uma porção de creme de alcachofra em cada prato, coloque o peixe por cima, salpique com uma pitadinha de pimenta vermelha, mais sal se quiser, decore com cebolinha ou salsinha e sirva imediatamente.

risoto de limão com favas

risotto-favas02

Eu e o Uriel descascamos um saco de favas para fazer essa receita que tirei do livro Vegan Vegetarian Omnivore: Dinner for everyone at the table da Anna Thomas. Eu tinha um caldo de legumes pronto, o maior trabalho foi mesmo despelar as centenas de favas. Reduzi a receita ao meio, porque éramos somente nós dois e fiz com apenas 1 xícara de arroz. Esse risoto ficou incrivelmente festivo.

5 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
4 dentes de alho picados
2 xícaras de favas verdes frescas descascadas
3 colheres de sopa de suco de limão fresco
Sal marinho a gosto
3/4 xícara chalotas picadinhas
8 xícaras de caldo de legumes
2 e 1/2 xícaras de arroz Arborio
1/2 xícara de vinho branco seco
1 e 1/2 colheres de sopa de raspas da casca de limão
1/2 xícara de queijo parmigiano-reggiano fresco ralado

Aqueça 2 colheres de azeite de oliva em uma panela de tamanho médio, acrescente o alho e mexa por cerca de 30 segundos. Adicione as favas descascadas e refogue em fogo médio-alto, mexendo constantemente por 3 a 4 minutos. Adicione 1 colher de sopa de suco de limão, tempere com sal marinho, remova do fogo e reserve.

Aqueça o restante das 3 colheres de sopa de azeite em uma panela grande e adicione as chalotas, refogue em fogo médio com uma pitada de sal até que estejam macias, 6 ou 7 minutos. Colocar o caldo de legumes para ferver, tampe e mantenha quente em fogo baixo.

Adicione o arroz na panela e mexa em fogo médio por 2 a 3 minutos. Adicione o vinho e mexa até evaporar. Adicione 1 xícara de caldo de legumes quente e mexa até o caldo ser absorvido no arroz. Continue adicionando o caldo, uma xícara de cada vez, mexendo constantemente. À medida que cada xícara de caldo seja absorvida, adicione a seguinte e mexa novamente, assim por diante até que o arroz esteja macio mas firme e um molho cremoso tenha se formado. Todo o procedimento vai levar de 20 a 25 minutos.

Adicionar as restantes 2 colheres de sopa de suco de limão e as raspas de limão, bem como 2/3 das favas refogadas, reservando o restante para decorar. Adicionar o queijo Parmigiano e pouco antes de servir adicione uma xícara final de caldo. Sirva imediatamente decorando cada porção com um pouco das favas. Regue com um fio de azeite de oliva e polvilhe com mais Parmigiano Reggiano. Buon appetito!

risotto-favas risotto-favas