gelatina de uva branca [com agar-agar]

grape-jello

Fiz essa gelatina para gastar um pacotinho de agar-agar e porque de vez em quando tenho lombrigas de gelatina. Essa ficou tão linda, como uma jóia gigante, um objeto de arte. Mas comemos mesmo assim.

2 xícaras de suco de uva branca
1 envelope de 4 gr de agar-agar [3/4 colher de sopa]
1/4 xícara de uva passa branca

Numa panela misture o agar-agar com 1 xícara de suco de uva branca, leve ao fogo e deixe ferver por um minuto. Remova do fogo, adiciona a outra 1 xícara de suco de uva, adoce se quiser, eu não quis porque o suco da uva já é doce o suficiente pra mim. Junte as uvas passas, despeje tudo numa forma untada com uma camada bem fina de óleo vegetal e leve à geladeira até firmar completamente [1 ou 2 horas, a agar-agar é rápida]. Desenforme e sirva.

bolo [simples] de maçã

bolo de maçã

O meu supermercado distribui uma revista sazonal com produtos e receitas. É uma publicação bonita, bem feita e se eu não aproveito as receitas, uso algumas das ideias. Essa estava da edição do outono que ensinava um bolo básico com inúmeras variações. Fiz o mais simples, que usava maçãs. Ficou um bolo gostoso e sem firulas bom para o lanche da tarde de domingo.

1 xícara de maçã ralada
1/2 xícara de óleo vegetal
1/2 xícara de iogurte
2 ovos caipiras
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar
1 xícara de passas brancas
1 colher de chá de fermento em pó
1/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
Cardamomo em pó a gosto

Pré-aqueça o forno em 350ºF/ 176ºC. Forre uma forma de pão com papel vegetal, deixando duas abas pra fora da forma. Unte o papel com óleo. Reserve. Numa vasilha misture a maçã ralada com o óleo, o iogurte, os ovos e a baunilha. Reserve. Numa outra vasilha misture a farinha de trigo, o açúcar, as passas, o fermento e o bicarbonato, o sal e o cardamomo. Junte os ingredientes secos aos molhados misturando delicadamente com uma espátula. Coloque na forma preparada e leve ao forno por 55-65 minutos, até que o bolo esteja totalmente cozido por dentro. Remova do forno, deixe esfriar e desenforme.

galette de maçã

torta-maca4

Fomos colher maçãs em Apple Hill e é claro que tive que fazer uma torta, no caso uma galette. Porque galettes são sempre muito mais fáceis pra quem não tem talento abrindo massa como eu. Eu tinha uma receita do livro Everyday Greens da Annie Somerville marcada, por causa da massa com cream cheese. A receita é com marmelo e maçã, mas eu fiz só com maçã. Gostei do fato da maçã já estar cozida antes de ir pro forno. Essa galette fica bem sequinha.

massa:
2 xícaras de farinha de trigo
1/3 de cornmeal bem fina [pode ser fubá]
3 colheres de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de sal
16 colheres de sopa ou 2 tabletes [de 113gr cada] de manteiga sem sal gelada e cortada em cubos
230 gr de cream cheese

Peneire os ingredientes secos na vasilha da batedeira. Encaixe a pá e em velocidade baixa vá juntando os cubos manteiga até formar uma farofa bem grossa. Adicione o cream cheese e continue girando a pá até tudo se incorporar na massa. Não trabalhe muito essa massa, ela vai ficar mostrando partes com cream cheese. Embrulhe numa folha de filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos. Remova da geladeira uns minutos antes de abrir. Essa massa pode ser feita com antecedência e mantida no congelador por até 1 mês.

recheio
1 colher de sopa de manteiga sem sal
1/4 xícara de açúcar
1 pitada de sal
1 colher de chá de suco de limão
4 maçãs grandes, descascadas e cortadas em cubos
1 xícara de suco de maçã [não-filtrado, não processado se for possível]
2 e 1/2 colheres de sopa de polvilho ou maisena
Canela em pó a gosto

Derreta a manteiga numa panela grande e robusta. Adicione o açúcar, o sal e o suco de limão. Cozinhe até que o açúcar se dissolva completamente. Adicione as maças em cubos e o suco de maçã misturado com o polvilho ou maisena. Deixe cozinhar por uns 5 minutos ou até as maças ficarem tenras e o caldo engrossar.

Pré-aqueça o forno em 375ºF/ 200ºC. Remova a massa da geladeira e abra com um rolo sobre uma folha de papel vegetal. Transfira a massa aberta para uma assadeira. Coloque o recheio no centro, polvilhe com canela. Dobre as bordas em direção ao centro, deixando o centro aberto. Pincele a massa com um pouco de leite. Polvilhe açúcar cristal e canela em pó e leve ao formo pré-aquecido por 25 minutos ou até a massa ficar bem dourada.

picles de uva

picles-uva

Quando eu estava me recuperando da cirurgia na perna, meu marido fez umas comprinhas e trouxe pra mim um saco de uvas. Eram da Califórnia e orgânicas [as uvas têm que ser] mas eram bem sem gracinhas. Encalharam, é claro. Especialmente porque na mesma semana apareceram no farmers market as uvas caipiras mais deliciosas da temporada. Mas o saco de uva do supermercado custou uma nota, então nem pensar em desperdiçar. Resolvi transformar o ingrediente monótono numa experiência mais excitante. Vi essa receita de uvas em conserva que me pareceu bem legal e diferente. Fiz somente com uvas brancas e até que ficou um pouco parecido com azeitonas. Usei para misturar em saladas.

6 xícaras de uvas verdes sem sementes
2 xícaras de vinagre branco destilado ou vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de sal kosher
2 colheres de chá de açúcar
3 dentes de alho esmagados e descascados
1 ramo grande de alecrim
1/2 colher de chá pimenta vermelha em flocos

Coloque as uvas em recipientes de vidro com tampa. Despeje o vinagre e 1 xícara de água em uma panela, coloque em fogo médio-alto e adicione o sal, o açúcar, o alho, o alecrim e a pimenta. Quando a mistura começar a ferver, retire a panela do fogo e divida o liquido quente entre os vidros com as uvas. Cubra e deixe esfriar em temperatura ambiente. Tampar firmemente e colocar na geladeira por pelo menos 1 hora antes de servir. Esse picles pode ficar na geladeira por umas 2 semanas.

clafoutis de pluots & lavanda

pluot-clafoutis

Toda semana eu exagero na compra das frutas. Desta vez errei na mão da compra dos pluots, que são um hibrido de damasco com ameixa. Eles são lindos, com uma cor num tom de rosa antigo. Comemos muitos frescos e com um outro tanto fiz um clafoutis. Essa sobremesa é facílima de fazer, dá pra usar uma variedade de frutas e sempre fica uma delícia. Usei essa receita básica que serve pra qualquer tipo de fruta. Servi como sobremesa no jantar do sábado, mas esses clafoutis também vão muito bem pra um café da tarde de domingo.

1 colher de sopa de manteiga sem sal em temperatura ambiente
350 gr de frutas frescas [pluots, neste caso]
1 xícara de leite integral
1/2 xícara de açúcar [*usei o açúcar de lavanda]
3 ovos caipiras grandes
1 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 xícara de farinha de trigo
1/4 colher de chá de sal
açúcar de confeiteiro para servir [opcional, não usei]

Pré-aqueça o forno em 400°F/ 205ºC. Numa frigideira de ferro ou refratário grande [22cm] espalhe a manteiga e reserve. Corte as frutas ao meio e remova os caroços. No liquidificador ou processador de alimentos coloque o leite, o açúcar de lavanda, os ovos e baunilha e bata até que a massa fique lisa, cerca de 20 segundos. Junte a farinha e o sal e pulse até incorporar, de 5 a 7 pulsadas. Despeje a massa na forma preparada com manteiga, coloque a fruta por cima, afundando cada uma levemente com o dedo. Leve ao forno e asse por cerca de 50 minutos, ou até a massa inflar e ficar dourada. Remova do forno, deixe esfriar por 15 minutos [nesse tempo o clafoutis vai murchar um pouquinho]. polvilhe com açúcar de confeiteiro, se quiser, e sirva.

pluots pluots

picolé de morango & balsâmico

strawberry-balsamic

Fiz esses picolés pra usar um tanto de morangos que estavam muito maduros pra esperar. Piquei os morangos, misturei com vinagre balsâmico e deixei macerando de um dia pra outro. Depois bati tudo no liquidificador rapidamente com um pouquinho de água e açúcar de coco [não muito]. Coloquei nas forminhas, congelador e plá! Ficaram uns picolés bem carnudos, de morango. Hmm!