tomates recheados com quinoa & pesto de pistache

stuffed tomato

Fique de olho nas ofertas que a Amazon faz dos livros pra Kindle e ficará surpreso com a quantidade de livros excepcionais que poderá comprar por bagatelas de até $0.9! Tenho comprado muitos por $1.99, $2.99, um pouquinho menos, um pouquinho mais. Com esses preços dá pra arriscar comprar livros que normalmente não se compraria ou tentar algo novo ou de autores não tão conhecidos [pelo menos pra mim]. O The New Persian Kitchen da autora Louisa Shafia foi um desses livros que comprei porque estava uma bagatela. Fui surpreendida com as receitas maravilhosas e agora estou meio desesperada tentando organizar a lista imensa das que quero testar. Fiz essa com os tomates fora de série que estão chegando no Farmers Market de Woodland. Só mudei a maneira de cozinhá-los, grelhando na churrasqueira pois estava muito quente pra ligar o forno. Na foto eles estão prontos pra serem grelhados. Não consegui tirar foto dos tomates prontos porque uma série de infortúnios aconteceram—eu queimei a mão horrivelmente em dois lugares e o gás da churrasqueira acabou no meio do cozimento [e o Uriel estar tomando banho]. Isso somado à fome que eu estava sentindo, depois de ter acordado cedo e nadado por uma hora, não teve chance nenhuma de eu tirar foto quando os tomates finalmente ficaram prontos. Eles cozinharam muito bem na churrasqueira e soltaram a pele, que desceu como uma saia caindo [hahaha, isso mesmo], ficaram deliciosos!

4 tomates médios [tipo beefsteak]
1/3 xícara de pistache
4 cebolinhas inteiras picadas
1 xícara de salsinha picada
Casca ralada e suco de 1 limão [*usei o Tahiti]
Sal marinho a gosto
3 colheres de sopa de óleo de semente de uva ou outro óleo vegetal
3 dentes de alho picados
1 xícara de quinoa cozida
1/2 xícara de feijão branco cozido e escorrido
150 gr de queijo de cabra [*usei o feta]
Pimenta do reino moída na hora
Sumac para decorar e servir

Pré-aqueça o forno em 425ºF/218ºC. Corte uma tampa em cada tomate, com cuidado remova as sementes [guarde para fazer molho]. Coloque os tomates numa assadeira.

No processador de alimentos coloque os pistache, as cebolinhas, salsinha, as raspas da casca e o suco do limão e 1 colher de chá de sal. Pulse até formar uma farofa grossa.

Numa panela aqueça 2 colheres de sopa de óleo e junte o alho picado. Cozinhe por um minuto, então adicione a quinoa cozida e o feijão cozido e escoado. Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, por uns 10 minutos. Junte o pesto e cozinhe por maios uns 5 minutos. Tempere com sal e pimenta do reino. Desligue o fogo e junte o queijo. Misture bem. Recheie os tomates com essa mistura. Regue com a restante 1 colher de sopa de óleo e leve ao forno por 25 minutos. Com cuidado transfira os tomates para uma travessa, decore com sumac e sirva.

stuffed tomato stuffed tomato

hambúrguer de feijão preto [com queijo cheddar]

burger-blackbeans

Fiz mais uma receita de hambúrguer vegetal, este dica da minha amiga Sally. Mudei duas coisinhas, primeiro moendo todo o feijão e segundo, usando queijo cheddar mais uma pimenta jalpeño para substituir o queijo pepper jack que eu não tinha. Desta vez senti firmeza para fritar os hambúrgures e eles ficaram uma delícia!

faz 4 porções
1/2 xícara de aveia
1 lata [450gr] de feijão preto, escorrido e lavado
1 ovo caipira grande
1 colher de chá de cominho em pó
Sal Kosher a gosto
1/2 xícara de queijo pepper jack ralado [*usei o cheddar branco]
1 pimenta jalapeno picadinha
1 cebolinha grande picada
2 colheres de sopa coentro fresco picado
1 colher de sopa de azeite de oliva

Coloque a aveia em um processador de alimentos e pulse três vezes para moer. Adicione metade dos feijões e pulse umas 6 vezes até virar uma pasta grossa. Nessa parte, eu coloquei todo o feijão ao invés de só metade. Adicione o ovo, o cominho, e 1/2 colher de chá de sal e processe por cerca de 1 minuto. Transfira a mistura de feijão para uma tigela grande. Misture os feijões restantes [no meu caso não precisou], o queijo, a cebolinha e coentro fresco.

Forre uma assadeira com papel vegetal ou alumínio e unte levemente com óleo. Com as mãos molhadas forme os hambúrgueres e coloque sobre a forma. Eu uso um aro de metal, encho com a massa, pressiono e removo o aro cuidadosamente. Leve à geladeira por uns 15 minutos para deixar os hambúrgueres mais firmes. Nessa parte eu decidi colocar os hambúrgueres no congelador pelo mesmo tempo. Achei que eles ficaram bem firmes para fritar, o que pude fazer sem medo dos bolinhos se espatifarem.

Coloque azeite numa frigideira e aqueça bem. Coloque os hambúrgueres e frite dos dois lados, virando com cuidado. Remova da frigideira e coloque sobre uma travessa forrada com papel absorvente. Sirva como quiser. Eu quis servir acompanhado de batata doce assada no forno e salada de tomate e ervilha fresca.

hambúrguer de feijão branco

white bean burger

Quando começo a fazer receitas numa mesma linha é porque estou tendo um dos meus ataques de obsessão. Desta vez são os hambúrgueres vegetais. É divertido ver o que vai sair e como vai ficar o sabor e a textura. Para fazer essa receita me amedrontei com a textura da massa e decidi assar ao invés de fritar. Agora descobri que se deixar no congelador por uns minutos, fica muito mais fácil de manusear. Mesmo assim, achei que assado ficou bom. Faz uns 6 hambúrgueres, então pra nós teve sobra.

2 latas de 400gr cada de feijão branco, drenado e enxaguado
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1 cebola pequena picada
Sal a gosto
2 dentes de alho grandes picados
2/3 xícara de cenoura ralada
3 colheres de sopa de suco de limão
1/4 xícara de salsinha picada
2 colheres de chá de sálvia fresca ou tomilho [*usei tomilho]
1/2 xícara farinha de pão [*usei panko]
1 ovo caipira batido
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Aqueça 1 colher de sopa de azeite em uma frigideira de tamanho médio e adicione a cebola. Cozinhe, mexendo, por cerca de 5 minutos. Adicione uma pitada de sal, o alho e a cenoura ralada, e continue cozinhando por mais um minuto ou dois, até a cenoura amolecer ligeiramente. Retire do fogo.

Em um processador de alimentos coloque o feijão com o suco de limão e pulse até virar um purê. Transfira o purê de feijão para uma tigela e adicione a mistura de cebola e cenoura, a salsinha, sálvia ou tomilho, a farinha de pão ou panko e o ovo. Tempere a gosto com sal e pimenta. Forre uma assadeira com papel alumínio ou vegetal e unte com azeite. Modele os hambúrgueres usando as mãos ou um aro de cortar massa, como eu fiz [coloque op aro sobre a forma, encha com a massa, pressione bem e remova, formando as rodelas], cubra com filme plástico e leve a geladeira por 1 a 2 horas.

Se for fritar, aqueça o óleo remanescente em uma frigideira grande e frite os hambúrgueres por 4 minutos em cada lado, tendo muito cuidadoso para virá-los. Eu resolvi assar, então reguei os hambúrgueres sobre a assadeira com azeite e levei ao forno a 400ºF/200ºC até ficarem dourados, virei na metade do tempo, precisa ficar de olho. Sirva com pão e os condimentos de sua escolha. Eu servi com salada.

bolo de limão [com massa de feijão branco]

bolo-feijao

Comprei o livro da Anna Jones—A Modern Way to Cook na mesma semana que minha amiga que tem sérias restrições alimentares passou dois dias comigo em casa. Ela enlouqueceu folheando o livro e marcando todas as páginas pra gente [eu] fazer. Escolheu esse bolo, que é a epítome da sobremesa que qualquer um pode comer. Sem lactose, sem glúten, sem açúcar refinado. Pareceu-me a princípio uma ideia sensacional. E até é. Só que eu fiz a receita e minha amiga, que tanto quis comer esse bolo, quando provou, não gostou. E eu, talvez influenciada pela opinião dela e frustrada pela sinceridade de ouvir ela dizer na minha cara que não curtiu, também não achei grandes coisas. Mas o meu marido adorou e levou metade pra ele. O restante eu levei no trabalho e desovei na cozinha, com aquela advertência—é feito de feijão branco, o creme é feito de tofu, sei lá, mil coisas, comam se quiser, ao próprio risco. E o bolo desapareceu em tempo record e recebi logo em seguida e-mails de elogio, dizendo “que delicia, adorei, que fantástico, como você fez tal iguaria?”. Tô contando essa história só pra gente ter certeza que gosto não se discute mesmo. E pra quem quiser provar esse bolo diferentão, fica aqui a receita.

para o bolo:
2 latas de feijão branco cannellini [400 gr cada lata]
2/3 xícara de mel
Sementes de 1 fava de baunilha
4 ovos caipiras
100 gr de amêndoas moídas
2 colheres de chá de fermento em pó
100 gr de óleo de coco derretido
Uma boa pitada de sal marinho

para a cobertura de limão:
200 gr de tofu macio [silky]
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
Suco e raspas da casca de 1 limão
2 colheres de sopa de mel
1 colher de chá de água de flor de laranja

Pré-aqueça o forno a 375°F/200ºC e unte uma forma de bolo de forre com papel vegetal. Escorra e enxágue os feijões. Em um processador de alimentos, coloque os feijões e pulse até formar um purê, adicione o mel e as sementes de baunilha, pulse novamente. Em seguida adicione os ovos, um por um, pulsando sempre. A massa aumentará de volume. Coloque a mistura de feijões numa tigela grande, adicione as amêndoas, o fermento em pó, o óleo de coco e o sal, misturando com uma espátula para combinar. Despeje a mistura na forma e asse por 30 a 40 minutos.

Enquanto o bolo assa, faça a cobertura. Coloque todos os ingredientes no processador e pulse até ficar bem liso e cremoso, de 3 a 4 minutos. Raspe as bordas com uma espátula se achar necessário. Transfira a cobertura para uma tigela e deixe descansar na geladeira. Remova o bolo do forno, deixe esfriar por 5 minutos na forma, em seguida desenforme e deixe esfriar completamente sobre uma grade. Cubra com o creme de limão e sirva.

bolo-feijao bolo-feijao

salada de feijão, vagem e limão

salada de feijão e vagem

Adaptei a receita essa salada num prato mais simples, porque eu só queria mesmo era gastar vagens que vieram na cesta orgânica. Como a vagem fica ainda durinha durante o branqueamento e o feijão também não é molengo, essa salada se sustenta por vários dias na geladeira, o que significa ((( M A R M I T A ! ))).

2 xícaras de feijão branco cozido [usei de caixinha]
1 xícara de vagem branqueada [cozida rapidamente em água fervente]
1/4 xícara de salsinha
1/4 xícara de azeite
3 colheres de sopa de cebolinha picado
2 colheres de sopa de alcaparras picadas
1 colher de sopa de raspas da casca de limão
2 colheres de sopa de suco de limão
1/2 colher de chá pimenta de Alepo ou flocos de pimenta vermelha
Sal a gosto

Misture os feijões com a vagem. Junte todos os outros ingredientes e tempere com sal. Sirva.

feijão branco com espinafre

canary-beans-spinach
Às vezes dou uma passadinha num fruit stand que fica no final de uma estradinha vicinal, antes de entrar na estrada principal. É uma venda muito popular, eles vendem de tudo e a maioria dos produtos são locais. Não vou lá frequentemente porque é meio fora de mão pra mim, mas sempre que vou saio com muitas coisas gostosas e diferentes. É lá que sempre encontro canary beans, também conhecido como feijão peruano ou mayocoba. É um tipo de feijão meio amarelado que não desmancha depois de cozido. Eu normalmente deixo qualquer feijão de molho em bastante água salgada [sim, é uma salmoura e funciona!] de um dia para o outro. Lavo os feijões numa peneira e troco a água, desta vez não coloco sal e levo ao fogo numa panela de barro. Quando a água ferver, deixo cozinhar por cinco minutos, desligo o fogo e tampo a panela. deixo descansar por uma hora. Depois disso pode coar o feijão ou temperar e deixar engrossar, conforme a ideia do dia. Neste dia eu quis fazer essa receita, que achemos absolutamente deliciosa. Comprei o espinafre num outro mercadinho mais próximo da minha casa, onde vou toda semana. Eles também trabalham com produtos locais e o espinafre era da horta deles, super fresquinho.
1 e 1/2 xícaras de feijão branco cozido
[usei o canary, mas pode ser qualquer um]
2 dentes de alho amassados
3 folhas de sálvia
6 colheres de sopa de azeite de oliva
Sal kosher
1/2 colher de chá de flocos de pimenta vermelha
2 maços de espinafre
1 colher de sopa de raspas de limão
2 colheres de sopa de suco de limão fresco
Cozinhe o feijão da sua maneira. Pode adicionar alho e folhas de sálvia na água do cozimento. Deixe esfriar. Numa outra panela ou frigideira aqueça 3 colheres de sopa de azeite. Adicione o alho, a pimenta vermelha, umas folhas de sálvia e refogue até o alho ficar ligeiramente dourado. Adicione o espinafre em partes, mexendo até as folhas murcharem totalmente. Tempere com sal. Usando uma escumadeira transfira o feijão para a frigideira com o espinafre e refogue, mexendo suavemente com uma colher de pau, até que os feijões fiquem aquecidos. Adicione as raspas e o suco de limão, 1/4 xícara de líquido de cozimento do feijão e misture. Adicione mais sal, se precisar. Transfira para uma travessa, regue com azeite e sirva com fatias grossas de pão tostados numa frigideira.

lentilhas & cenouras no azeite

lentilhas-cenoura

Acumulei muitas cenouras durante o último inverno. E elas continuam chegando pontualmente toda semana na minha cesta orgânica. São da cor da laranja, roxas e amarelas. Com um tanto das amarelas fiz essa adaptação de uma receita turca e servi como prato principal em duas refeições.

1 xícara de lentilhas [usei as puy green]
3 xícaras de água
1/4 xícara de azeite de oliva extra-virgem
1 cebola picada
1 colher de chá de sementes de coentro
4 dentes de alho picados
600 gr de cenouras, descascadas e cortadas em rodelas
1 colher de sopa de extrato de tomate dissolvido em 1/2 xícara de água [*adicionei também 1 colher sopa de harissa]
1 colher de chá de açúcar
1/2 xícara de folhas de hortelã fresco picadas
Sal a gosto

Numa panela coloque as lentilhas lavadas e escorridas e as 3 xícaras de água e deixe ferver. Reduza o fogo, tampe e cozinhe por 15 minutos. Coar as lentilhas usando uma peneira sobre uma tigela. Reserve o liquido.
Aqueça o azeite em fogo médio em uma panela robusta. Adicione a cebola picada e as sementes de coentro. Cozinhe, mexendo sempre, até a cebola ficar macia, cerca de uns cinco minutos. Adicione o alho e cenoura e sal a gosto. Cozinhe mexendo durante dois a três minutos, até que as cenouras comecem a amolecer. Junte o extrato de tomate dissolvido na água [e a harissa se quiser], o açúcar e as lentilhas cozidas e coadas. Adicionar a água do cozimento das lentilhas, sal a gosto e metade das folhas de hortelã. Deixe cozinhar sem tampa por uns 15 minutos, ou até que grande parte do líquido tenha evaporado. Retire do fogo, deixe esfriar, decore com o hortelã restante e sirva. Esse prato também é delicioso servido à temperatura ambiente.