filé de frango com salada de milho & tomate

chicken paillards

Nos finais de semana eu nado no meio da manhã e quando chego em casa às 11:30am estou faminta e quero preparar algo rápido pro almoço. Sou péssima planejando cardápios, o máximo que faço é tirar os ingredientes que tenho na geladeira e depois de fazer uma avaliação geral, pensar em algo ou procurar ideias. Nesse sábado dei de cara com essa receita e ela foi o nosso almoço. Adoro receitas assim, que são uma refeição completa. Tive que dar um pulo rápido no supermercado pra comprar o frango, mas conseguimos almoçar antes da 1pm!

1 colher de sopa de mostarda Dijon
1/4 de xícara mais 1 colher de sopa de suco de limão
2 peitos de frango sem pele
3 colheres de sopa de azeite extra-virgem
1/s xícara de cebola picada
2 espigas de milho
1 pimenta jalapeño sem sementes e picados
1 tomate grande cortado em cubos
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
1/3 xícara de farinha de trigo
2 colheres de sopa de folhas de coentro fresco picadas

Misture a mostarda e 1/4 de xícara de suco de limão em um prato raso. Corte cada peito de frango ao meio (longitudinalmente, então você terá duas filés finos) bata bem com um martelo de carne e coloque na mistura de mostarda. Vire para o molho pegar nos dois lados e reserve.

Aqueça 1 colher de sopa de óleo em uma frigideira grande, adicione a cebola e refogue em fogo baixo de alguns minutos, até elas ficarem macias. Adicione o milho e a pimenta e continue a cozinhar até que os legumes estejam macios, por cerca de 15 minutos. Tempere com sal e pimenta. Retire do fogo, coloque o tomate picado, adicione 1 colher de sopa do suco de limão e reserve.

Retire o frango da marinada, empane com farinha e tempere com sal e pimenta. Aqueça o restante do óleo em uma frigideira grande frite as fatias de frango, virando uma vez, até que doure dos dois lados. Coloque o frango em uma travessa, junte a salada de milho e tomate, decore com o coentro fresco e sirva imediatamente.

tomates provençal
[numa outra versão]

Provencal-tomatoes

Essa receita pode ser considerada um exemplo de frugalidade. Um resto de baguette ficou dura num tanto que só deu mesmo pra cortar picotando com a ponta da faca. Guardei os pedacinhos, porque pensei que aquilo daria uma ótima farinha de rosca. Na cozinha do meu trabalho há um eterno desovar de produtos, ou dos quintais de colegas que têm hortas e árvores frutíferas, ou dos centros de pesquisa, que têm seus próprio pomares e campos agrícolas. Esses tomates foram desova de um ou de outro. Apareceu uma caixa na cozinha com muitos tomatões e tomatinhos, todos bem imperfeitos, com algumas cicatrizes externas e uma base mais fibrosa. Não estavam bons pra fazer salada, mas deram bons molhos e os últimos viraram esses tomates provençais. No processador transformei o pão duro picotado em farinha, adicionei umas fatias de aliche [anchovas] e bastante ervas frescas—manjericão, cebolinha e salsinha. Cortei os tomates ao meio, removi a polpa [que congelei pra fazer molho]. Deixei escorrer bem de cabeça pra baixo e depois enchi cada metade de tomate com a farofa de aliche e ervas. Ao invés de assar, grelhei na churrasqueira. Ficaram ótimos servidos com uma saladinha verde.

Tenho uma outra receita de tomate provençal mais autêntica aqui no blog, que foi feita com as ervas de Provença na versão seca.

tomatoes-BBQ tomatoes-BBQ

salada de agrião & ervas
[com pistaches e água de flor de laranjeira]

watercress-salad

Agrião me lembra muito meus anos no Brasil fazendo comidinha pro meu filho. Alías, eu cresci comendo saladas de agrião e aqui ele é vendido em maços minúsculos na seção das ervas no supermercado. Nunca entendi por que. E não é sempre que se acha um maço grandinho e bonito. Quando eu acho, eu compro. Usei umas folhinhas pra decorar uns tacos que fiz na sexta-feira à noite, com muitos legumes grelhados, guacamole feita em casa [amasse o abacate com o garfo e tempere] e queijo de cabra. Com as sobras fiz essa salada absolutamente maravilhosa do Ottolenghi. Não precisa usar todas as ervas, mas se tiver todas, melhor. Ficou uma salada muito aromática, leve e refrescante. Acho que nunca tinha usado água de flor de laranjeira dessa maneira e adorei. Vai ter repeteco.

4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 e 1/2 colheres de sopa de suco de limão
1 colher de chá de água de flor de laranjeira
sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
3 1/2 xícaras de agrião, os talos mais grossos removidos
1 xícara de folhas de manjericão fresco
1 e 1/2 xícaras folhas de coentro fresco
1/4 xícara de endro fresco
1/4 xícara de folhas de estragão fresco
1/2 xícara pistaches levemente torrado e picado grosseiramente

Em uma tigela pequena misture o azeite de oliva, o suco de limão, a água de flor de laranjeira e o sal e a pimenta. Bata bem com o batedor de arame para emulsificar. Numa travessa coloque o agrião e as ervas. Um pouco antes de servir despeje o molho e os pistaches sobre as folhas e misture delicadamente .

frango grelhado da Elvira

Elviraschicken

A Elvira sempre foi uma presença criativa e agregadora na blogosfera de culinária em português. O Bistrot da Elvira era uma referência e eu fiz muitas das receitas publicadas lá. Fiquei ainda mais fã e amiga, quando nos encontramos em Coimbra, num longo almoço muito divertido, cheio de conversas e comidas. Minha irmã estava lá e também ficou fã da Elvira e até hoje faz muitas das suas receitas, como a desse churrasco de frango português, que ela fez num domingo e me passou a receita. Ficou tão gostoso que fiz duas vezes. Só tive que substituir a piri-piri por outra pimenta, porque não achei a original. Usei uma pasta de aji panca peruana, que deve ser menos picante, mas no resto segui a risca. O alecrim fresco é imprescindível, portanto se for usar o frango em partes, como eu fiz, adquira com a pele.

serve de 6-8 pessoas
3 frangos pequenos abertos ao meio
[*usei dois peitos, 4 sobrecoxas]
2 malaguetas verdes
3 dentes de alho descascados
1 colher (sopa) de molho de piri-piri
[*usei a pasta de aji panca peruana, e coloquei mais]
1 mão cheia de sal grosso
vinagre (ou vinho branco)
azeite o quanto baste
Raminhos de alecrim fresco

Num pilão ou no processador amassar os dentes de alho juntamente com as malaguetas, o sal e o molho de piri-piri. Juntar um fio de vinagre e 1/2 xícara de azeite. Misturar.

Introduzir um raminho de alecrim debaixo da pele de cada frango. Massagear muito bem os frangos com o molho preparado. Deixar repousar num lugar fresco por 2 horas.

Escorrer os frangos e reservar a marinada. Preparar a churrasqueira. Aquecer uma grelha, que deve ficar mais ou menos a uma distância de 4 dedos do fogo..

Grelhar os frangos até ficarem no ponto. Pincelar com a marinada frequentemente para a carne não secar. Virar os frangos uma única vez, a meio da cozedura.

*Dica da Elvira: acompanhar com batata frita, salada mista e arroz branco.

salada de feijão, vagem e limão

salada de feijão e vagem

Adaptei a receita essa salada num prato mais simples, porque eu só queria mesmo era gastar vagens que vieram na cesta orgânica. Como a vagem fica ainda durinha durante o branqueamento e o feijão também não é molengo, essa salada se sustenta por vários dias na geladeira, o que significa ((( M A R M I T A ! ))).

2 xícaras de feijão branco cozido [usei de caixinha]
1 xícara de vagem branqueada [cozida rapidamente em água fervente]
1/4 xícara de salsinha
1/4 xícara de azeite
3 colheres de sopa de cebolinha picado
2 colheres de sopa de alcaparras picadas
1 colher de sopa de raspas da casca de limão
2 colheres de sopa de suco de limão
1/2 colher de chá pimenta de Alepo ou flocos de pimenta vermelha
Sal a gosto

Misture os feijões com a vagem. Junte todos os outros ingredientes e tempere com sal. Sirva.

berinjela grelhada [com alcaparras & balsâmico]

eggplant-caper-balsamico

O que fazer com um monte de berinjelas orgânicas acumulando na geladeira? Receitas não faltam e dessa vez foi essa uma super simples que me salvou. Modifiquei o modo de fazer, trocando a frigideira pela churrasqueira, porque nesta época do ano eu prefiro cozinhar no quintal e não esbaforir e esquentar a cozinha.

1/2 xícara de vinagre balsâmico
1 xícara de azeite de oliva
2 berinjelas cortadas em fatias grossas
Sal kosher e pimenta do reino moída na hora a gosto
2 colheres de sopa de alcaparras
olhas de manjericão fresco

Colocar o vinagre numa panelinha e levar pra ferver em fogo médio até formar um xarope espesso, cerca de 10 minutos. Aquecer metade do azeite em uma panela ou frigideira em fogo médio-alto e fritar as rodelas, virando uma vez, para dourar dos dois lados. Coloque as rodelas fritas sobre folhas de papel para escorrer e tempere com sal e pimenta. Eu fiz essa parte na churrasqueira, grelhando as fatias temperadas com azeite dos dois lados. Arrume as berinjelas numa travessa, regue com o xarope de vinagre balsâmico, decore com alcaparras e folhas de manjericão. Sirva.

salada de ervas

herb-salad.JPG

Neste Thanksgiving, eu usei o guia do NYT Cooking para preparar o meu jantar. Uma das receitas listada lá que eu escolhi fazer foi a dessa salada de ervas. Apesar da manteiga, ela fica bem leve e refrescante. Fiz a receita inteira, que serve 6 pessoas, e comemos tudo, somente eu e o Uriel.

para a salada:
2 xícaras de folhas de coentro fresco
1 xícara de folhas de salsinha
1 xícara de raminhos de endro/dill fresco
1 xícara de folhas de manjericão ou hortelã [*usei hortelã]
1 xícara de folhas de rúcula ou alface [*usei alface]
para o molho:
4 colheres de sopa de manteiga sem sal
1 xícara de amêndoas fatiadas
Sal e pimenta do reino moída grosseiramente
1/4 colher de chá de pimenta vermelha em flocos
3 colheres de sopa de suco de limão
2 colheres de sopa de azeite

Colocar todas as folhas—ervas e verdura, numa vasilha grande ou saladeira. Misture com as mãos e reserve. Derreta a manteiga em uma frigideira e adicione as amêndoas. Refogue em fogo baixo até que as amêndoas fiquem douradas e manteiga marrom. Retire as amêndoas e escorrer em papel toalha, reserve a manteiga num potinho. Na hora de servir, temperar as folhas com sal, pimenta, flocos de pimenta vermelha, as amêndoas, suco de limão, azeite e a manteiga marrom derretida. Misture delicadamente e sirva imediatamente.