Meyer Lemon Pots de Crème

MeyerLemonPotsdeCreme.JPG

Como decidi sabiamente não fazer o peru com all the trimmings, pude me dedicar às sobremesas. Fiz três—duas para o nosso almoço e uma para o jantar que fomos na casa de uma amiga. Essa de potinhos com creme de limão Meyer ficou incrívelmente deliciosa – very lemony, como eu imaginava que ficaria. Não sei de onde peguei essa receita, provavelmente de algum website, pois ela estava no meu mailbox. Simples e deliciosa!

Meyer Lemon Pots de Crème
2/3 xícara de açúcar
1 ovo inteiro
4 gemas
1 1/4 xícara de creme de leite fresco [heavy cream]
1 colher de chá de raspas da casca do limão Meyer
1/2 xícara de suco do limão Meyer
Pre-aqueça o forno à 325ºF/162ºC
Bata bem o suco do limão, o açúcar, o ovo e gemas. Adicione o creme e bata bem. Passe a mistura por uma peneira [esqueci de fazer esse passo…]. Acrescente as raspas de limão.

Coloque o creme em seis* potinhos para suflê ou custard numa forma larga e funda. Divida a mistura uniformemente entre os potinhos. Coloque água fervendo na forma até a metade dos potinhos. Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 35 minutos. Deixe esfriar e coloque na geladeira por algumas horas antes de servir.

*deu para encher cinco potinhos. mas uns ficaram mais cheios que outros, então calculo que se caprichar pra encher igualmente dá pra seis.

torta de maçã com sour cream

Para o domingo também quis fazer uma sobremesa especial, para usar as maçãs fresquinhas e orgânicas que comprei no Farmers market. Fiquei encantada com essa variedade bem escura chamada de Arkansas Black e decidi que iria fazer uma torta simples de maçã. Procurei loucamente por uma receita, até achar uma que me satisfez, na edição de novembro de 1992 da revista Gourmet.

blackarkansas.JPG

A receita pedia pâte brisée, mas eu decidi usar uma de pâte sucrée, da revista Martha Stewart Living de novembro de 2006.

Pâte sucrée – versão citrus
1 1/4 xícara de farinha de trigo
4 1/2 colheres de chá de açúcar
1/2 colher de chá de sal
1 colher de sopa de raspas de limão verde
1/2 x’icara [1 tablete] de manteiga sem sal gelada e cortada em pedacinhos
1 ovo grande batido
2 colheres de sopa de água gelada, mais se precisar [eu usei 4 colheres]

No processador pulse a farinha, sal, as raspas de limão e açúcar até misturar. Adicione a manteiga e processe até ficar com uma aparência engrossada, uns 10 segundos. Adicione o ovo e pulse. Com a máquina em velocidade normal adicione a água até a massa ficar consistente. Retire do processador, forme um cilindro, embrulhe em plástico e ponha na geladeira por pelo menos 1 hora.

tortamacasourcream.JPG

Torta de maçã com sour cream
Faça a cobertura:
3 colheres de sopa de manteiga sem sal amolecida
1/4 xícara, mais 2 colheres de sopa de açúcar
! colher de chá de raspas de limão
2 colheres de sopa de farinha de trigo

Misture todos os ingredientes e ponha na geladeira. Fica uma massinha bem mole e açúcarada.

Faça o recheio:
1 1/3 xícaras de sour cream
2/3 xícara de açúcar
1/4 colher de chá de sal
2 colheres de chá de baunilha
2 ovos grandes
3 colheres de sopa
5 maçãs grandes [mais ou menos um quilo] descascadas e fatiadas fino

Misture todos os ingredientes, menos a maçã, e bata bem manualmente ou com a batedeira, até formar um creme bem uniforme. Junte as maçãs fatiadas, misture bem, até as maçãs ficarem bem incorporadas ao creme.

Monte a torta:
Cubra a forma com o pâte sucrée que estava na geladeira. Coloque o creme de maçãs na forma com a massa. Cubra com a massinha de cobertura. Eu abri os pedacinhos na palma da mão e fui colocando por cima da torta já montada – último passo. Achei que ficou muito doce e podia ser dispensada. Eu prefiro uma torta de fruta menos doce e essa ficaria perfeita sem esse topping. mas pra quem gosta de um docinho extra, manda bala! Fica ao gosto do freguês.
Asse a torta em forno pré-aquecido em 350°F/176ºC por uma hora, ou até a massa ficar bem dourada. Essa variedade de maçãs que eu usei – Arkansas Black, é bem ácida e compacta e fez uma torta bem firme e consistente, que manteve as fatias da fruta inteiras e crocantes.

um pavê de morangos

paravermorango.JPG

No sábado comprei três caixas de morangos no Farmers Market. Já está no final da temporada e as frutinhas já não estão tão bonitonas. Comprei assim mesmo, pois pensei que poderia ser a minha última chance. Daí no domingo inventei de fazer um pavê. E fiz. Sem receita. A La Fezoca Mode.
Preparei um creme com duas xícaras de leite onde fervi uma fava de baunilha [tirei as sementes antes], acrescentei uma lata de leite condensado, uma de creme de leite, duas gemas de ovos e uma colher de sopa de maizena.
Emergi biscoitos champagne numa mistura de leite com limoncello. Fui fazendo as camadas – biscoitos embebidos, creme, morangos picadinhos. No final cobri com um ganache de chocolate – chocolate amargo derretido e misturado com creme de leite fresco. A cobertura de chocolate é dispensável, já que para o meu gosto ela ficou um tanto pesada.

Torta rústica de maçã com Calvados

Fizemos um almoço em família, porque o Uriel voltou da fazenda ontem à noite e já vai viajar de novo hoje à tarde. Tracei meu plano e defini meu menu – postas de salmão e espigas de milho assados na churrasqueira, salada de batata com molho de sour cream e chives [não tinha iogurte], a salada síria de trigo e nozes da Valentina e uma torta de maçãs que vi na edição de setembro da revista Gourmet. Eu tinha umas macãs gala que comprei no Farmers Market, colhidas no dia. E na receita ia Calvados, um destilado de maçãs, que ainda não tinha tido a chance de usar numa receita. Tudo pronto, vamos lá!

Não foi tarefa fácil pra mim preparar um menu com tantos pratos. Não é novidade eu fazer isso, mas é sempre uma jornada que me exaure… Me atrapalhei imensamente, fiquei toda esbaforida e estressada, mas pelo menos não quebrei nada, nem me machuquei. Apenas derrubei açúcar por cima do fogão, deixei o salmão passar um pouco do ponto e quase queimei o milho. Quando o Gabriel e a Marianne chegaram estava tudo quase que controlado, só faltava arrumar a mesa. O Uriel sempre me dá uma mãozinha com as coisas de churrasqueira e com a arrumação de mesa e lavação das louças. Mas hoje ele se enfiou numa empreitada de eliminar o matagal do jardim da guest house, que estava realmente descontrolado. Então fiquei sola nos preparativos do almoço.

Ninguém reclamou de nada, todo mundo comeu e até elogiou. Então está bom! Como faço sobremesas muito de vez em quando, preciso reportar. Foi uma simples torta de maçãs, mas ficou bem especial. A receita é para pequenas tortinhas, mas eu fiz uma torta inteira, que era mais prático.

rusticappletart1.JPG

Rustic Apple Tart with Calvados Whipped Cream
Para a torta:
1/3 xícara mais 1/2 colher de sopa de açúcar
1/2 xícara de cidra ou suco de maçã
1 colher de sopa de vinagre de maçã
500 gr de pequenas maçãs gala, raladas em fatias, com a casca
1 pacote de massa pronta para torta [a receita pede massa folhada, mas eu usei uma massa comum mesmo, porque esqueci de comprar a outra..]
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
1 colher de sopa de Calvados
Para o creme:
1/2 xícara de creme de leite fresco gelado [heavy cream]
1 colher de chá de açúcar
1 colher de chá de Calvados

Aqueça o forno em 425ºF/220ºC. Coloque 1/3 de açúcar numa panela e faça um caramelo claro. Jogue a cidra e o vinagre e faça um molho. Desligue o fogo. Jogue as maçãs em fatias finas nesse molho e deixe macerar por uns 10 minutos. Coe as maçãs, separe o molho. Coloque as maçãs sobre a massa pronta numa forma – se for fazer tortinhas individuais, corte quadrados da massa e ponha separados na forma. Salpique a torta com pedacinhos de 1 colher de sopa de manteiga e o restante do açúcar. Leve para assar por uns 20 ou 30 minutos. Enquanto isso coloque o molho de volta na panela, acrescente as 2 colheres de manteiga e o Calvados. Deixe ferver, mexendo de vez em quando, até o molho engrossar e reduzir pra 1/3. Quando a torta estiver assada, jogue esse molho por cima. Sirva com o creme de leite com Calvados – bater os três ingredientes na batedeira até a consistência ficar firme.

rusticappletart2.JPG

Torta rústica de pêra e blueberry

perablueberrytart.JPG

A receita, tirada da edição de agosto 2006 da revista Real Simple, era de torta de pêssego. Mas eu adaptei para pêra e blueberry, que eu tinha em casa e ficou excelente. Assim que comprar pêssegos no Farmers Market, vou fazer a versão original. Mas a mistura de pêra com blueberry ficou interessante, ressaltada pelo sabor pungente do gengibre e da noz moscada.
Vou colocar aqui a receita original, e quem quiser faz com pêsssego, senão faz com pêra e blueberry, ou com outra mistura de fruta assim diferente.
Rustic Peach [Pear & Blueberry] Tart
1/3 xícara de farinha de trigo
1/2 colher de sobremesa de gengibre fresco ralado
1/4 colher de sobremesa de noz moscada ralada na hora
3/4 de xícara de açúcar
8 pêssegos em fatias [* três peras em cubinhos e 200 gr de blueberries]
1 massa para torta – pode ser das prontas, ou qualquer receita boa para torta como a de Pâte Brisée que eu publiquei aqui para a torta de maçã americana.
Pré-aqueça o forno a 425ºF/220ºC. Numa vasilha grande misture a farinha, o gengibre, a noz moscada e o açúcar. Adicione as frutas e misture bem com as mãos. Abra a massa num círculo de 30 cm e estenda num prato refratário ou forma. Coloque a mistura de frutas no centro, dobre as pontas em cima do recheio. Deixe o centro descoberto. Pincele a massa com água e polvilhe com açúcar granulado. Asse por 20 minutos, até ficar dourada. Abaixe o forno para 350ºF/180ºC e asse por mais 30 minutos, até a fruta começar a borbulhar no centro. Deixe esfriar por pelo menos 20 minutos antes de servir.
* eu usei um círculo de massa de 23 cm e fez diferença na hora de fechar a torta. Mais massa fica melhor.

perabluberrytart2.JPG

Torta de Maçã Americana

Minha receita de torta de maçã é um tanto ordinária, usando massa pronta de rolinho, inventando moda, e nem sempre dando super certo. Então pra ter certeza que não vai ter erro, recorri aos méritos da [Almost] Perfect American Housewife, Miss Martha Stewart. Receita dela não tem furo. Então aqui está a clássica torta de maçãs, daquelas que certamente ficavam esfriando no parapeito das janelas das casinhas com cortina de rendinha e chaminé com fumacinha.
Classic Apple Pie
*Faz uma torta de 9″ [23cm]
1-1/2 receita de Pâte Brisée
3 colheres de sopa de farinha de trigo, mais um pouco para trabalhar a massa
1 gema de ovo grande
1 colher de sopa de heavy cream – creme de leite fresco
1 1/2 quilo de maçãs descascadas e cortadas em fatias
2 colheres de sopa de suco de limão
1/4 xícara de açúcar
1 colher de chá de canela
1/4 de colher de chá de noz moscada
1/8 de colher de chá de sal
1 colher de sopa de manteiga sem sal, cortada em cubinhos
Açúcar granulado, pra enfeitar
1. Numa superficie polvilhada com farinha, abra a massa pâte brisée formando um circulo que cubra a forma . Congele a forma com a massa por 30 minutos.
2. Abra o resto do pâte brisée num outro circulo, coloque em papel manteiga e congele, por 30 minutos, até a massa ficar bem firme.
3. Aqueça o forno em 400°F ou 200ºC. Numa vasilia pequena bata a gema de ovo com o creme de leite. Deixe separado. Numa vasilia grande misture as maçãs com o suco de limão, o açúcar, a farinha, a canela, a noz moscada e o sal. Retire a forma com a massa da geladeira e encha com o recheio. Salpique com os cubinhos de manteiga.
4. Cubra a torta com o outro círculo de massa, ou corte a massa em pequenos formatos de folhas e vá cobrindo a torta com elas, uma levemente em cima da outra, para não ficar com espaço.
5. Pincele a torta com a mistura da gema de ovo creme de leite e depois salpique com açúcar granulado. Congele ou refrigere por mais 30 minutos.
6. Coloque a torta em cima de uma assadeira e asse até a massa começar a ficar dourada, cerca de 20 minutos. Reduza a temperatura do forno para 350° F ou 175ºC e continue assando por 35 a 45 minutos. Retire do forno e deixe esfriar num estrado de ferro.
Deep Dish Pâte Brisée – massa para torta
*Suficiente para cobrir uma forma funda de 12″ [30cm]
3 3/4 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
1 1/2 colher de chá de açúcar
3 tabletes de manteiga sem sal cortada em cubinhos
3/4 xícara de àgua gelada
1. Coloque a farinha, sal e açúcar num processador e misture bem. Adicione a manteiga e bata por uns 10 segundos, até ficar uma farofa bem grossa. Adicione de 1/2 a 3/4 de xícara de àgua gelada bem devagar através do tubo do processador, enquanto ele estiver em movimento, até a massa ficar relativamente firme. Não processe a massa mais que 30 segundos. Teste a massa, apertando um pedacinho com os dedos. Se estiver firme, está pronta. Se ainda estiver com consistência de farofa, adicione um pouquinho mais de àgua.
2. Ponha a massa em cima de um plástico, pressione para formar um círculo e embrulhe. Ponha na geladeira por pelo menos 1 hora, antes de usar.

cheese cake

No dia que eu cheguei na geleira canadense, ainda tonta, cansada, com um jet lag danado e um certo espanto, fui levada à uma espécie de café, onde estava sendo comemorado o aniversário de quarenta anos de alguém. Eu não comi nada, bebi apenas uma daquelas águas borbulhantes canadenses com sabor de kiwi, que era novidade pra mim. Eu estava muito fora do eixo para comer qualquer coisa, ainda mais açúcar. Mas foi nesse dia, em agosto de mil novecentos e noventa e dois, que conheci uma das sobremesas mais típicas da América do Norte, o Cheese cake.

O pequeno café na Broadway Avenue, chamado Calories era especializado nessa sobremesa, onde se podia comer cheese cakes de todos os sabores, com todos os toppings. Eu fui muitas vezes lá, durante os anos em que morei em Alaskatoon.
Claro que rapidinho alguém me passou a receita do cheese cake. Essa é a versão canadense da torta cremosa.

Cheese Cake Simples
Forre uma forma de 23 cm [9″] com 1 xícara de Graham Wafer Crumb Crust [uma farofa de bolacha moída] misturada com 1 colher de sopa de açúcar e 2 colheres de manteiga.
1 pacote de cream cheese [250g]
1 lata de leite condensado
1/2 xícara de suco de limão
1 colher de sopa de baunilha
1 pote de geléia de qualquer sabor [ou a receita de geléia*]

Numa vasilha grande bata o cream cheese até ficar cremoso. Gradualmente adicione o leite condensado batendo até ficar liso. Colocar o limão e a baunilha. Colocar essa mistura sobre a massa previamente preparada. Gele por 3 horas até ficar firme. Cobrir com geléia antes de servir.

* Geléia de Fruta:
Para 2 xícaras de fruta fresca misture separadamente:
1 xícara de água
1 xícara de açúcar
3 colheres de sopa de maisena
3 colheres de sopa de corn syrup
Cozinhar até a mistura ficar clara. Esfriar por 1 minuto e acrescentar 3 colheres de sopa de gelatina em pó sem sabor ou no sabor da fruta usada. Adicione as frutas, misture bem e gele. Sirva por cima do cheese cake.

Eu tenho uma receita de calda de fruta muito mais fácil e rápida:
Descongele um saco pequeno de qualquer fruta: framboesa, morango, blueberry. Quando estiver descongelado, acrescente açúcar mascavo ou mel e deixe macerar por uma hora. Sirva por cima do cheese cake.