salada de couve-flor [e agrião]

shaved cauliflower

Foi essa foto da Amanda Hesser no instagram que me inspirou pra fazer essa salada. Já refiz várias vezes, usando outras folhas verdes, até folhas da beterraba, que funcionaram muito bem. Também já adicionei pedacinhos de cebola assada, que eu recomendo fortemente, pois fica uma delicia. Essa da foto foi a primeira que eu fiz, com agrião.

Couve-flor cortada em fatias finíssimas no mandolin
Folhas de agrião
Uvas passas brancas
Pistaches
Molho vinagrete de mel:
Um limão espremido [*usei o cravo]
Vinagre de vinho branco
Azeite
Sal
Mel

Misture todos os ingredientes e bata bastante com um batedor de arame até obter um molho cremoso. Adicione as passas, a couve-flor em fatias. Coloque o agrião ou outras folhas verdes numa travessa, junte o molho com as passas e couve-flor, salpique com os pistaches, misture bem e sirva.

salada de couve flor assada
[com uva & queijo cheddar]

salada-couveflor-uva.jpg
Esse foi outro prato que fiz para a ceia de Natal. Saiu do livro Plenty More do Yotam Ottolenghi e foi um dos que fez mais sucesso com a nossa convidada de honra, minha mãe. Essa mistura de ingredientes é realmente muito auspiciosa e a salada ficou deliciosa. E ela sobrevive muito bem de um dia para o outro guardada na geladeira.
1 couve-flor grande, os floretes separados
90ml de azeite
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
2 colheres de sopa de vinagre de xerez
1 colher de chá de mostarda de Dijon
1/2 colher de chá de mel
30g de uvas passas
40g de avelãs torradas e grosseiramente picadas
100g de uvas vermelhas cortadas ao meio
80g de queijo cheddar cremoso quebrado em pedaços
20g de salsinha picada
Aqueça o forno a 400ºF/ 205ºC. Misture os floretes da couve-flor com metade do azeite, sal e pimenta do reino moída. Espalhe em um a assadeira, leve ao forno e asse por 20 a 25 minutos, mexendo uma ou duas vezes até dourar. Remover do forno e deixar esfriar.
Em uma tigela misture o azeite restante com o vinagre, mostarda, mel e um quarto-colher de chá de sal. Adicione as passas e deixe de molho pelo menos 10 minutos. Pouco antes de servir transfira a couve-flor para uma saladeira ou travessa e adicione os outros ingredientes. Regue com o molho, misture delicadamente e sirva.

salada de couve-flor assada
[com salsão & avelã]

salada-couvef-avela.jpg

Um pé de couve-flor o Farmers Market + livro Jerusalem do Ottolenghi = gostosura absoluta de salada para o almoço do sábado. E é só isso que vou dizer aqui. Se acharem pouco, façam a salada e depois me contem se gostaram.

1 pé de couve-flor
5 colheres de sopa de azeite de oliva
1 talo de salsão grande cortado em fatias
5 colheres de sopa de avelãs
1/3 xícara folhas de salsinha
1/3 xícara sementes de romã [*omiti]
1 colher de sopa de vinagre jerez [sherry]
1/2 colher de chá de maple syrup
1/4 colher de chá de canela em pó
1/4 colher de chá de pimenta da jamaica [allspice] moída
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Pré-aqueça o forno a 425ºF/ 220ºC. Forre uma assadeira com papel vegetal ou alumínio. Separe os floretes da couve-flor e tempere com 3 colheres de sopa de azeite, sal e pimenta do reino a gosto. Espalhe pela assadeira e asse no forno por 25-35 minutos, até que elas fiquem douradas. Transfira para uma tigela grande e reserve para esfriar.

Diminua a temperatura do forno a 325º F/ 162ºC. Espalhe as avelãs em uma assadeira também forrada e asse por uns 10-15 minutos. Vá olhando pra não deixar queimar. Eu prefiro fazer isso numa frigideira e ir chacoalhando até todas ficarem douradas.

Em uma tigela pequena misture as 2 colheres de sopa restantes do azeite de oliva, o vinagre jerez, o maple syrup, a canela e pimenta da jamaica. Misture bem e reserve.

Deixe as avelãs torradas esfriarem um pouco e pique grosseiramente com uma faca. Numa saladeira coloque a couve-flor assada, junte as avelãs picadas, as sementes de romã, as fatias de salsão, a salsinha e o molho. Mexa bem, tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Sirva imediatamente.

couve-flor assada
[com balsâmico & parmesão]

couve-flor-assada.jpg

Adoro couve-flor assada, acho que feita assim ela fica mil vezes mais gostosa. E são tantas maneiras diferentes de temperar—como esta ou esta por exemplo. E o resultado é sempre o fino da bossa. Desta vez quis fazer algo diferente e achei essa ideia bacana do site EatingWell. Não teve sobras. Adoramos!

1 pé de couve-flor
2 colheres sopa de azeite
1 colher chá de manjerona seca [ou outra erva da sua preferência]
1/4 colher chá de sal
Pimenta moída na hora a gosto
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1/2 xícara de queijo parmesão ralado finamente

Pré-aqueça o forno a 450ºF/ 232ºC. Corte a couve-flor em raminhos, coloque numa vasilha tempere com o azeite, manjerona, sal e pimenta. Espalhe os raminhos numa assadeira grande forrada com papel vegetal ou alumínio e asse até começar a dourar, de 15 a 20 minutos. Remova a couve-flor do forno, tempere como vinagre e polvilhe com o queijo. Retorne ao forno e asse até que o queijo fique derretido os raminhos estejam bem sequinhos, mais uns 5 ou 10 minutos. Remova do forno, coloque numa travessa e sirva imediatamente.

curry de couve-flor

curry-couve-flor_1S.jpg
E lá se foi mais uma leva de couve-flor, porque ela tá na temporada e tá abundante. Escolhi essa receita para fazer como prato principal e acabei decidindo servir com arroz basmati, mas acho que nem era o caso. Sozinho esse curry oferece uma refeição bem distinta e plena. Diferente de como eu faria, a Heidi não refoga nada, muito pelo contrario, coloca os ingredientes com delicadeza para serem cozidos diretamente no molho. A principio me pareceu estranho e até fui atacada por uma vontade de mudar os procedimentos. Felizmente me contive e não mudei nada, só simplifiquei uns passos que pra mim funcionou melhor. O resto fiz exatamente como manda a receita e não me arrependi.
1 xícara de leite de coco
2 colheres de sopa de curry em pó
1/2 colher de chá de sal marinho
1/2 cebola roxa cortada em fatias
1 dente de alho [*omiti]
1/3 xícara de água
100 gr de tofu firme cortado em cubos [*opcional]
1 xícara de vagens cortadas ao meio
1 e1/2 xícara de floretes de couve-flor
1/3 xícara de castanha de caju tostadas na frigideira
1 punhado de folhas de coentro fresco
Numa panela grande e robusta coloque o leite de coco, o curry e o sal. Misture bem com um batedor de arame para o curry se dissolver completamente. Deixe ferver, abaixe o fogo e coloque a cebola e o alho. Deixe cozinhar por alguns minutos. Adicione a água e o tofu. Deixe cozinhar por alguns minutos e adicione a couve-flor e a vagem. Cubra a panela e deixe cozinhar brevemente, somente até os legumes ficarem macios, mas não exageradamente macios. Remova do forno, junte as castanhas, ajuste o sal se precisar, sirva com folhinhas de coentro por cima.
curry-couve-flor_2S.jpg

couve-flor picante

spicy-cauliflower_2S.jpg
Ainda estou usando aqueeeelaaaa couve-florzona que recebi duas semanas atrás na cesta orgânica. Ela já rendeu três receitas e ainda tem floretezinhos suficientes pra mais uma. Isso é que é abundância. Essa receita estava num recorte de alguma revista, que não sei qual era. É super simples de preparar e fica imensamente saborosa. Comemos tudo, i.e., não teve sobras.
Pré-aqueça o forno a 425ºF/ 220ºC. Numa vasilha misture 2 dentes de alho picadinhos, 1 colher de sopa de azeite de oliva, 1 colher de chá de suco de limão, 1/2 colher de chá de pimenta cayenne em pó, 1/4 colher de chá de páprica e sal a gosto. Misture bem e junte 4 xícaras de floretes de couve-flor. Mexa bem para todos os condimentos cobrirem os floretes. Espalhe as flores temperadas numa assadeira coberta com papel alumínio e asse por uns 20/ 25 minutos ou até a couve-flor ficar macie e levemente dourada nas beiradas. Remova do forno, coloque numa travessa, tempere com 2 colheres de chá de suco de limão e 1/4 xícara de folhas de salsinha fresca picadinha e sirva.

sopa de couve-flor

sopa-couveflor_2S.jpg
Tenho uma coleção de manias na cozinha, uma delas é não gostar de misturar muitos temperos e muitos ingredientes. Tenho essa ideia fixa de que para certas comidas é fundamental poder sentir o gosto do ingrediente principal. Os temperos são acessórios importantes, mas não se deve exagerar. Por exemplo, raramente uso alho e cebola na mesma receita. E sou partidária de usar apenas uma ou duas ervas no máximo. Vivo lendo sobre a importância do caldo, o fundo, para se fazer sopas e risotos. Concordo que um bom caldo é um elemento importante na construção do sabor de um prato, mas discordo que ele seja essencial. Já fiz muita sopa e risoto só com água. Nunca me abalei com esse detalhe. Portanto olhei com muita simpatia para essa receita do Paul Bertolli—que foi chef no Chez Panisse por alguns anos e também co-autor de um dos livros do restaurante junto com a Alice Waters. Ele faz uma sopa com um ingrediente principal, mais cebola, azeite, sal e água. Solicito a sua total confiança nessa receita, pois ela pode gerar um certo preconceito ou um prudente receio, principalmente se você for daqueles cozinheiros que gostam de usar 87654 ingredientes e que acham que só assim vão conseguir um prato com sabor. Essa sopa é uma lição em minimalismo e ela fica absolutamente deliciosa. Pra quem duvidar, é só fazer e provar!
3 colheres de sopa de azeite de oliva
1 cebola pequena picada
1 couve-flor grande
Sal a gosto
5 e 1/2 xícaras de água
Azeite extra-virgem e pimenta do reino moída na hora para servir
Numa panela grande e robusta aqueça o azeite e refogue a cebola, em fogo baixo, por 15 minutos. Não deixe a cebola escurecer. Adicione a couve flor, cortada em floretes, sal a gosto e 1/2 xícara de água. Aumente o fogo para médio, tampe a panela e deixe cozinhar por uns 10 minutos, até a couve-flor ficar bem macia. Junte 4 e 1/2 xícaras de água e cozinhe em fogo baixo por 20 minutos com a panela destampada. Bata a sopa no liquidificador em partes [com muito CUIDADO!] ou use o mixer de mão—que é como eu faço, até formar um creme grosso. Deixe a sopa descansar por 20 minutos. Ela vai engrossar nesse tempo. Antes de servir, junte a última 1/2 xícara de água quente e se precisar reaqueça a sopa. Regue com um fio de azeite e polvilhe com pimenta do reino moída. Sirva imediatamente. Eu usei um mix de pimenta do reino verde, rosa e preta moídas todas juntas.