bolo de abóbora com chocolate

pao-abobora-chocolate.jpg

Procurei muito por uma receita de bolo de abóbora, que aqui não sei por que é chamada de “pão de abóbora”. Queria uma que fizesse dois bolos, porque eu intencionava dar um de presente pra um amigo. Depois de muito procurar, finalmente encontrei essa receita, que não só fazia as duas unidades, mas usava uma única vasilha e ainda deixava customizar, adicionando chocolate ou nozes. Eu optei por colocar chocolate. Esse bolo fica melhor no dia seguinte, mas nós devoramos uma fatia no mesmo dia, com o bolo ainda morno e o chocolate meio derretido. Não foi nada mal! A única chateação foi que o amigo que ganhou o outro bolo disse que NÃO gosta de bolo de abóbora! FUÉN!

1 xícara de óleo vegetal
2 e 2/3 xícaras de açúcar
4 ovos caipiras grandes
2 xícaras de abóbora cozida ou assada [pode usar de caixa/lata]
2/3 xícara de água
3 e 1/3 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher de chá de fermento em pó
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 e 1/2 colheres de chá de sal
1 colher de chá de noz-moscada ralada
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 e 1/2 xícaras de chocolate meio amargo picado [ou chips de chocolate]

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°C. Unte levemente com óleo duas formas de pão. Em uma tigela grande bata bem com um batedor de arame o óleo, o açúcar, os ovos, a abóbora e a água. Adicione a farinha de trigo, o fermento, o bicarbonato de sódio, o sal, a noz-moscada e a baunilha, mexendo bem para incorporar. Acrescente o chocolate e misture com uma espátula. Despeje a massa nas formas preparadas. Polvilhe os topos com açúcar demerara ou cristal, se quiser. Leve ao forno pré-aquecido e asse por 60 a 80 minutos, ou até que o centro dos bolos estejam completamente cozidos. Retire as formas do forno, deixe esfriar, desenforme e sirva quando o bolo estiver completamente frio, ou não. Embrulhe o bolo restante em plástico ou papel vegetal e guarde. Ou dê de presente. Mas antes pergunte se o presenteado gosta de abóbora.

bolo de abóbora
[com pecans e chocolate]

my pumpkin cake

my pumpkin cake

Uns dias antes do meu aniversário eu vi essa receita e achei o fino da bossa. Marquei pra fazer assim que desse. Foi então que caiu a minha ficha—eu faço bolo de aniversário pra todo mundo, por que não fazer um pra mim? E fiz. No dia comi fatias com o meu marido e no dia seguinte levei as sobras pra dividir com meus amigos e colegas no trabalho. Essa mistura de abóbora, especiarias e chocolate é incrivelmente auspiciosa. Tive uma comemoração ultra excepcional!

20 colheres de sopa de manteiga sem sal amolecida
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1/2 colher de chá de noz-moscada ralada
1/4 de colher de chá de pimenta da Jamaica
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
1 e 1/2 xícaras de açúcar
3 ovos caipiras
1 e 1/2 xícaras de purê de abóbora [*assei uma butternut squash]
1 xícara de chips de chocolate meio amargo
1 xícara de nozes pecans picadas grosseiramente
2 e 1/2 xícaras de açúcar de confeiteiro
300gr de chocolate amargo derretido e esfriado em temperatura ambiente
1 colher de chá de essência de baunilha

Aqueça o forno a 350ºF/176ºC. Unte duas formas redondas de bolo com manteiga. Forre o fundo das formas com papel vegetal. Unte o papel com mais manteiga. Em uma tigela grande, misture a farinha de trigo, a canela, o gengibre, a noz-moscada, a pimenta da Jamaica, o bicarbonato, o fermento e o sal. Usando uma batedeira, bata 8 colheres de sopa de manteiga e o açúcar juntos por cerca de 3 minutos, até ficar uma pasta clara. Acrescente os ovos, um de cada vez. Adicione o puré de abóbora. A mistura vai ficar ligeiramente coalhada, mas é assim mesmo. Colocar aos poucos a mistura de farinha e especiarias, mexer até os ingredientes secos se incorporarem completamente. Junte os chips de chocolate e as nozes pecans. Divida a massa entre as duas formas e leve ao forno. Asse por cerca de 35 minutos ou até os bolos estarem completamente cozidos no centro. Remova do forno e deixe esfriar durante 10 minutos, desenforme os bolos numa grade e deixe esfriar completamente.

Numa tigela grande misture as restantes 12 colheres de manteiga e o açúcar de confeiteiro. Misture em extrato de chocolate e baunilha e bata bem, até ficar um creme homogêneo. Coloque um bolo numa bandeja ou travessa com a parte lisa voltada para cima. Cubra com o creme de chocolate. Coloque o segundo bolo com o lado liso voltado para baixo. Cubra o bolo com o restante do creme de chocolate.

bolo maltado de chocolate

bolo-Uriel
bolo-Uriel
Meu marido é uma dessas pessoas que não liga para comemorações do próprio aniversário. Eu ligo muito, mas ele não se importa tanto. Mesmo assim eu tento sempre fazer um bolo. Este ano eu perguntei que tipo de bolo ele queria e a resposta foi bem simples e direta—chocolate. Então procurei por uma receita que fosse diferente de tudo que já fiz até hoje com chocolate e achei a desse bolo com leite maltado. Gostei que fez um bolo pequeno, assim não tivemos que ficar comendo sobras por dias e dias. Também gostei da ideia de usar pela primeira vez o malted milk, que faz parte há muitos anos da minha cultura musical através do meu bluesman ídolo, Robert Johnson.

“Baby, fix me one more drink, and hug your daddy one more time. Keep on stirrin’ my malted milk mama, until I change my mind”

para o bolo:
1 e 1/3 de xícaras de farinha de trigo
1/4 xícara de cacau em pó sem açúcar
1/4 xícara de leite em pó maltado [malted milk powder]
1 colher de chá de sal kosher
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/4 colher de chá de fermento em pó
2 ovos caipiras grandes
1 gema de ovo caipira grande
1 e 1/2 xícara de açúcar
1 xícara de buttermilk
1/3 xícara de óleo vegetal
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
3/4 xícara de café esfriado
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
para a cobertura
85 gr de chocolate amargo picado
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 xícara de creme de leite
1/4 xícara de leite em pó maltado [malted milk powder]
1/4 colher de chá de sal kosher
Pérolas de chocolate e bolas de malte picadas grosseiramente para decorar
Preaqueça o forno a 350°F/ 176°C. Unte uma forma de pão com óleo e forre com papel vegetal, deixando uma aba extra dos lados. Misture a farinha de trigo, o cacau em pó, o leite em pó maltado, o sal, o bicarbonato de sódio e o fermento em pó em uma tigela grande. Numa outra tigela bata os ovos, a gema de ovo e 1 1/2 xícaras de açúcar apenas para misturar. Adicionar o buttermilk, o óleo, o extrato de baunilha, e 1/2 xícara de café, mexendo apenas para misturar. Aos poucos, adicione a mistura liquida aos ingredientes secos, mexendo delicadamente com uma espátula de borracha ou uma colher de pau. Coloque a massa na forma preparad mas não encha até o topo ou o bolo vai transbordar. Eu enchi e transbordou muito! Se a forma ficar muito cheia, coloque o restante da massa numa outra forma pequena. Leve ao forno e asse por 60-70 minutos ou até que a massa esteja completamente cozida no centro.
Misture o açúcar mascavo, o 1/4 de xícara de café restante, mexendo para dissolver o açúcar. Transfira bolo para uma grade e pincele com a mistura de café e açúcar. Deixe o bolo esfriar completamente na forma antes de desenformar. Prepare a cobertura. Coloque o chocolate e baunilha em uma tigela média. Numa panelinha colocar o creme de leite, o leite em pó maltado e o sal e levar ao fogo. Quando estiver quase fervendo retire do fogo e despeje sobre a mistura de chocolate. Deixe descansar por 5 minutos. Mexa delicadamente com uma espátula de borracha até que o chocolate esteja totalmente derretido e mistura bem lisa. Despeje a cobertura sobre o bolo desenformado e colocado num prato ou travessa. Decore com as bolas de malte e pérolas de chocolate. Eu usei somente as bolas de malte. Deixe o bolo descansar por 30 minutos antes de servir.

bolo-Uriel bolo-Uriel

picolé de cacau

picole-cacau
Ainda no inverno eu comprei um sacão de cacau em pó cru e nibs de cacau pra fazer umas barrinhas de chocolate e coco que acabei nunca publicando por aqui. Depois fiz ma burrada e comprei um outro tanto de nibs de cacao, achando que o outro já tinha acabado. Agora estou colocando nibs de cacau em tudo. E pra usar um pouco mais fiz esse sorvete. Não usei receita, fiz tudo no olho, mas ficou exatamente como eu queria que ficasse—chocolatudo e cremoso, com pedacinhos crocantes de cacau. Esse picolé desapareceu do freezer numa piscada.
Fiz um mingau com uma mistura de leite e creme de leite fresco, bastante cacau cru em pó, acúcar a gosto e uma colher de maizena. Quando o mingau ficou pronto, deixei esfriar, juntei os nibs de cacau e coloquei nas forminhas. Freezer e voalá! Para guardar os picolés eu desenformo e coloco cada um num saquinho pequeno que aqui vende em qualquer lugar para colocar snacks. Eles são perfeitos para embalar e manter os picolés prontos para consumo no freezer.

bolinho de chocolate & cerveja

chocolate-muffins

Em março eu quis fazer uns bolinhos de chocolate com cerveja preta pra levar para os meus colegas de trabalho para o St Patrick’s Day. Mas como eu passei esse dia em treinamento no campus, acabei levando os bolinhos um pouco atrasada. Mandei uma mensagem para todos dizendo—Muffins in our library. They are not the healthy kind. They have a LOT of chocolate, plus eggs, flour, sugar, butter & beer. Enjoy! Muita gente respondeu dizendo coisas legais, especialmente pelo fato dos bolinhos levarem cerveja na massa. No final do dia, um colega que nem estava no prédio naquele dia me enviou um reply dizendo apenas—Love this message! Fiz duas receitas porque não queria que faltasse e no final sobrou. Mandei os bolinhos restantes para um amigo do meu marido e ele mandou dizer que os bolinhos não eram apenas deliciosos, mas eles tinham uma textura e umidade perfeitas. E nem contamos pra ele que tinha cerveja na massa.

faz 12 bolinhos
8 colheres de sopa [1 tablete] de manteiga sem sal, derretida e esfriada
1/2 xícara de cerveja escura tipo Guinness [*usei um stout de chocolate]
2 ovos caipiras
1 e 3/4 xícaras de farinha de trigo
3/4 xícara de açúcar
1/4 xícara de cacau em pó sem açúcar
1 colher de chá de fermento em pó
3/4 colher de chá de sal
1 e 1/4 xícaras gotas de chocolate

Pré-aqueça o forno a 375ºF/ 200ºC. Unte ou coloque forminhas de papel em 12 formas de muffins. Na batedeira armada com o acessório da pá, bata a manteiga, a cerveja e os ovos em velocidade média. Em velocidade baixa, adicione lentamente a farinha, o açúcar, o cacau em pó, o fermento e o sal, batendo até que os ingredientes secos ficarem bem incorporados. Junte as gotas de chocolate.

Divida a massa uniformemente entre as 12 forminhas. Decore com gotas de chocolate extra se quiser. Eu quis. Leve ao forno pré-aquecido e asse por 20 ou 25 minutos. Remova os bolinhos do forno e deixe esfriar por cerca de 10 minutos, remova das formas e deixe esfriar completamente antes de servir. Esses bolinhos sobrevivem bem por alguns dias, guardados em recipiente fechado e em temperatura ambiente.

bolo de chocolate com sal

salted-chocolatecake.jpg

Esse foi um bolinho que fiz como sobremesa para um jantar italiano que ofereci para uns amigos espanhóis. Parece meio incoerente, mas essa sobremesa foi perfeita, servida com sorvete de baunilha, para encerrar um festim de macarronada com porpeta e vinho. A receita faz um bolo grande.

bolo:
1 xícara [2 tabletes de 113 gr cada] de manteiga sem sal cortada em pedaços
2 xícaras de farinha de trigo
1/4 de xícara de cacau em pó sem açúcar
2 xícaras de açúcar
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal kosher
2 ovos caipiras grandes
1/2 xícara de buttermilk [*usei kefir]
1 colher de chá de essência de baunilha
cobertura:
1/4 xícara [meio tablete] de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de leite integral
2 colheres de sopa de cacau em pó sem açúcar
1 e 1/2 xícaras de açúcar de confeiteiro
1 colher de chá de essência de baunilha
1/2 xícara de pistachio torrado
1 colher de chá de sal marinho em flocos [como o Maldon]

Preaqueça o forno a 350°F/ 176ºC. Unte uma assadeira grande retangular [33 X 22 cm / 13 X 9 inch] com manteiga e polvilhe com farinha de trigo. Numa panela pequena coloque o cacau em pó, 1 xícara de manteiga e 1 xícara de água e leve ao fogo até ferver. Retire do fogo e reserve.

Misture o açúcar, o bicarbonato, o sal e 2 xícaras de farinha de trigo em uma tigela média. Faça um buraco no centro e adicione os ovos, o buttermilk [ou kefir] e baunilha. Vá misturando com um garfo, e incorpore gradualmente os ingredientes secos. Adicione a mistura de manteiga e cacau e bata até ficar uma massa homogênea. Coloque a massa na assadeira preparada e leve ao forno. Asse até que o bolo começa a se afastar das bordas da assadeira e um testador inserido no centro saia limpo, uns 35-40 minutos. Remover do forno.

Um pouco antes do bolo terminar de assar, aqueça a manteiga, o leite e o cacau em pó em uma panela média em fogo baixo mexendo ocasionalmente até a manteiga derreter e mistura ficar lisa [não deixe ferver]. Retire do fogo e misture o açúcar de confeiteiro e a baunilha. Despeje essa calda sobre o bolo ainda quente espalhando com uma espátula. Cubra o bolo com os pistachios e salpique com o sal marinho. Sirva morno ou temperatura ambiente.

mousse de chocolate
[feito com abacate]

mousse de chocolate
Esse mousse não é novidade, nem invenção minha, mas virava e mexia eu dava de cara com a ideia. Outro dia meu amigo contou que tinha comido um mousse de chocolate maravilhoso num restaurante em Sacramento e que tinha lembrado de mim porque a sobremesa era feita com abacate. Como todo americano, ele ficou surpreso quando descobriu que no Brasil crescemos comendo abacate como sobremesa, batido com leite ou limão. Pois esse mousse é a mesma coisa, só que acrescenta cacau em pó. Eu fiz no processador de alimentos porque meu liquidificador está quebrado. O segredo é bater bastante, parando a máquina vez ou outra pra limpar as bordas com uma espátula. Já fiz várias vezes, todas ficaram ótimas. Pode acrescentar um pouco de liquido se o abacate for daqueles de polpa mais firme. Eu usei um dedinho de leite de amêndoa. Mas se o abacate for bem molinho e maduro, nem precisa. Como eu DETESTO aqueles mousses feitos com não-sei-quantos mil ovos, essa receita foi simplesmente um oásis de deliciosidade. Se você nunca fez, faça e depois me diga se não é o Fino da Bossa!
Polpa de 1 e 1/2 avocados
2 colheres de sopa de cacau em pó [usei o Valrhona]
Mel a gosto ou outro adoçante da sua preferência
Um pouquinho de leite de amêndoa, se achar que precisa
Coloque tudo no copo do liquidificador ou processador e bata bem até obter um creme bem espesso. Coloque em taças e leve pra gelar. Eu salpiquei com sal Maldon na hora de servir, mas não precisa.