bolo de milho fresco [com coco]

Essa receita foi outra garimpagem pra gastar ingredientes que comprei a mais, sem realmente precisar. Foram várias espigas de milho, das quais removi os grãos com a faca e usei para algumas receitas, essa foi uma delas. Quis achar uma receita de bolo de milho brasileiro, mas tinha que ser uma do jeito que eu queria naquele dia. Sou assim, imagino uma coisa e saio atrás de ideias que me guiem pelo caminho. Achei uma receita boa num desses sites populares brasileiros, mas ela usava milho em conserva e a lata como medida. Quase desisti dela, porque queria usar o milho fresco, mas repensei e achei que dava pra adaptar. E foi o que eu fiz. O bolo não só deu certo e ficou exatamente como eu queria, mas também serviu pra eu fazer um agrado pra uma amiga que não pode comer nada com gluten ou laticínios. Fiz o bolo pela primeira vez usando cornmeal, que era o que eu tinha. Mas quis refazer usando a masa harina, que é o mais próximo que temos aqui do fubá. A versão com a masa harina ficou muito melhor e é a que eu recomendo.

1 xícara de milho verde fresco
1/4 xícara de água
1/2 xícara de óleo vegetal
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de masa harina [fubá]
4 ovos caipiras
2 colheres de coco ralado em flocos grandes
1 e 1/2 colher de chá de fermento em pó

Pré-aqueça o forno em 356ºF/180ºC. Coloque os seis primeiros ingredientes no liquidificador e bata muito bem por alguns minutos. Desligue o motor e crescente o coco ralado e o fermento. Misture delicadamente com uma espátula. Coloque numa forma untada com óleo. Leve ao forno por uns 30 minutos ou até a massa ficar dourada e o centro completamente cozido. Remova do forno, deixe esfriar e sirva. Essa receita faz um bolo pequeno, por isso usei uma forma de metal própria para tortas.

bolo de banana & gergelim

bolo banana & gergelim

bolo banana & gergelim

Comprei banana só pra fazer esse bolo, que aqui eles chamam de pão. Mas como tem textura de bolo, eu chamo de bolo. Acho tudo que vai gergelim uma delicia, especialmente quando tem bastante sementinhas pra fazer croc-croc. Essa receita faz um bolo grande e acho que eu precisava de uma forma de pão um pouco maior. O bolo não vazou, mas cresceu e caiu para os lados formando uma borda crocante e na hora de desenformar não ficou tão bonito. Mas esse detalhe não é importante. Apenas mudei um pouco o modo de fazer pra ser mais prática e usar somente uma vasilha e o processador de alimentos.

1/3 xícara de sementes de gergelim branco
1/4 xícara de sementes de gergelim preto
4 bananas muito maduras
1 e 1/4 xícara de farinha de trigo para bolo
1/4 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal kosher
2 ovos caipiras grandes
1/2 xícara de óleo vegetal
2 colheres de sopa de tahine
1 colher de sopa de extrato de baunilha
2 xícaras de açúcar mascavo

Preaqueça o forno a 350F°/176°C. Separe 1 colher de sopa das sementes de gergelim branco e 1 colher de sopa das sementes pretas e toste em uma frigideira em fogo médio, mexendo ocasionalmente, por cerca de 5 minutos.

Numa vasilha misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Coloque as bananas em um processador de alimentos pulse até fazer um purê. Junte os ovos, o óleo, o tahine, e a baunilha no processador. Junte por fim o açúcar mascavo ao purê de banana e pulse até ficar bem misturado. Despeje a mistura de banana aos ingredientes secos, usando uma espátula e incorporando tudo delicadamente. Coloque em sementes de gergelim torradas na massa.

Despeje a massa em uma forma de pão grande untada com óleo. Polvilhe o restante das sementes de gergelim brancas e pretas por cima. Leve ao forno e asse por 60-70 minutos. Remova do forno e deixe esfriar completamente na forma. Desenforme e sirva.

bolo de chocolate & azeite
[com figos frescos e calda de chocolate]

chocolate-fig cake

Com a segunda leva de figos da estação inundando a minha cozinha, com frutas compradas ou ganhadas, precisei fazer algo com eles além de devorá-los ao natural. Quis fazer algo com chocolate e procurei incessantemente pela receita que me atraísse até que encontrei essa aqui, que me seduziu por causa da mistura de chocolate e pimenta do reino. Gostei também que faz apenas seis bolinhos, porque assim não fica sobra nenhuma. E não ficou mesmo.

para o bolo
1/3 xícara de azeite extra virgem
1/2 xícara de farinha de trigo
1/4 xícara de cacau em pó
1/4 colher de chá de sal
1/3 colher de chá bicarbonato de sódio
1/2 xícara de açúcar
1 ovo caipira grande, mais 1 gema de ovo
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 colher de chá de raspas raspas de limão
6 figos frescos, cortados ao meio
para a calda
115 gr de chocolate meio amargo picado
2 colheres de chá de mel
2 colheres de chá azeite de oliva extra virgem
Pitada grande de sal
1/2 colher de chá de pimenta do reino moída na hora

Pré-aqueça o forno a 350ºF/176ºC. Untar uma forma de 6 muffins com azeite e polvilhe com farinha de trigo. Misture bem o cacau em pó e 1/4 xícara de água quente em uma tigela pequena. Deixe esfriar um pouco. Combine a farinha de trigo, o sal e o bicarbonato de sódio em outra tigela.

Combine o açúcar, o ovo e a gema extra, a baunilha e as raspas de limão em uma batedeira misture em velocidade média-alta até formar um creme pálido e espesso, cerca de 1 minuto. Diminua a velocidade da batedeira e regue a massa com o azeite. Adicione a mistura de cacau e bata até ficar tudo bem incorporado. Reduza mais a velocidade da batedeira e adicione a mistura de farinha misturando até ficar tudo incorporado.

Divida a massa uniformemente entre as formas de muffin preparadas. Leve ao forno e asse por 10 minutos, então coloque uma metade de figo sobre cada bolinho e continue assando por mais 10 minutos. Remova do forno, deixe esfriar na forma por 20 minutos. Desenforme os bolinhos e deixe esfriar completamente sobre uma grade.

Coloque o chocolate, o mel, o azeite, sal e pimenta do reino em uma tigela e leve ao microondas, parando para mexer em intervalos de 30 segundos, até o chocolate derreter e formar um glacê. ais pimenta. Decore os bolinhos com esse creme e decore com o restante dos figos frescos.

chocolate-fig2   chocolate-fig2

[mais um] bolo de aniversário

bolo de aniversário

Pro aniversário do meu marido eu fiz este bolo. Foi um final de semana agitado, porque o parceiro do meu amigo também fez aniversário, um dia antes, e fui convocada para fazer um bolo para a festa. Dois bolos num final de semana. Dois bolos de festa. Os dois bolos iriam ser servidos pra pessoas que eu não conhecia muito bem, pois lembrem-se que eu levei o bolo pro Uriel na festa das vizinhas. Pensei bem e decidi fazer a receita deste bolo de festa que eu tinha certeza que daria certo. Aprendi minha lição de não inventar moda nessas ocasiões. Pro meu amigo recheei com as framboesas cozidas, como está na receita, e fiz a cobertura cor de salmão e decorei com confeitos verdes e rosas. Ficou mais bonito do que saiu na foto e fez muito sucesso com os convidados [ufaaaa!]. Pro bolo do Uriel caprichei um pouco mais e fiz um recheio mais elaborado, com uma camada de compota de morango feita com casa [cozinhei morangos frecos com açúcar de coco], outra camada de chantilly [adicionei um pingo de mel e outro de água de rosas] e outra camada de morangos frescos cortados em fatias finíssimas. Fiz uma pataquada absurda batendo o creme de leite em chantilly. Com a batedeira portátil ligada na tomada, fui ajustar os batedores, encostei no botão, o negócio ligou na velocidade máxima com um dos meus dedos enroscado num batedor. Levei um susto enorme, consegui desligar tudo e achei que meu dedo tinha quebrado, mas felizmente não quebrou, tive muita sorte. Assim aprendi outra lição––SEMPRE DESLIGUE todos os utensílios elétricos da tomada quando estiver mexendo nas partes! Depois dessa, com o dedo inchado e dolorido, terminei de fazer o bolo, com a cobertura na cor natural e confeitos multi-coloridos. Ficou absolutamente delicioso!

bolo gelado de morango ● ● strawberry icebox cake

icebox cake

Fiz essa sobremesa facílima para o nosso almoço de Fourth of July. Esses no-bake icebox cakes são a versão americana do nosso pavê, não são? Adoro a praticidade de apenas montar as camadas, de não precisar usar o forno, de poder usar frutas da época. Não é nenhuma receita inovadora, mas fica uma delicia. O meu eu montei diretamente no prato e ficou meio desestruturado, mas quem se importa com o visual quando a sobremesa é absolutamente deliciosa?

1 quilo de morangos frescos
3 e 3/4 xícaras de creme de leite fresco
1/3 xícara de açúcar de confeiteiro
1 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 colher de chá de água de rosas
30 bolachas [estilo graham crackers]
60gr de chocolate amargo picado

Reserve alguns dos morangos mais bonitos para decorar, corte o restante em fatias finas.

Na batedeira coloque 3 e 1/2 xícaras de creme de leite e bata bem até obter picos firmes. Adicione o açúcar de confeiteiro, o extrato de baunilha e água de rosas, bata rapidamente para misturar.

Espalhe uma pequena quantidade de chantilly sobre o fundo de uma assadeira ou de um prato retangular [que foi o que eu fiz]. Adicione 6 biscoitos. Cobrir levemente com creme mais chantilly e depois com uma única camada de morangos. Repita 3 vezes até que você tenha 4 camadas de biscoitos. Espalhe a última parte do chantilly por cima e alise com as costas de uma colher. Decore com os morangos inteiros.

Para fazer a ganache aqueça o restante 1/4 do creme de leite fresco numa panelinha. Não deixe ferver. Quando começar a formar bolhinhas nas bordas, desligue o fogo e despeje o creme sobre o chocolate picado. Deixe descansar por alguns minutos e em seguida bata com um batedor de arame até a mistura ficar espessa e brilhante. Regue o ganache sobre o bolo, usando uma colher ou um saquinho com um furo na base––eu usei um saquinho tipo ziploc do tamanho “sanduíche”, enchi como ganache e cortei uma das pontas com uma tesoura. Coloque o bolo na geladeira e espere umas duas horas até a hora de servir.

ice-cake_02 ice-cake_02

bolo de limão [& gengibre]

bolo_limao_gengibre

Fui buscar os ovos caipiras na fazenda e separei seis, porque queria fazer de novo esse bolo de fécula de batata italiano e colocar um pouco de limão na massa. Fui quebrando os ovos e separando as claras das gemas. Conselho que sempre segui—quebrar os ovos em cumbucas separadas, normalmente pra evitar que um ovo podre estrague toda a receita, mas aqui felizmente eu nunca achei um ovo podre, ainda mais esses caipiras que são coletados dois dias antes de eu trazê-los pra casa. Mas nesse dia não sei por que não usei a cumbuca e fui separando direto nos vasilhames. Os ovos frescos estavam tão molinhos, uma das gemas quebrou e escapuliu, caiu um tantão na vasilha das claras. NÃOOOOOOOOOO!!! Fui até na dabliudabliuweb procurar uma solução. Não tinha. As claras estavam arruinadas. O jeito foi arrumar outra receita com a mesma quantidade de ovos. Eu já tinha essa uma da MS engatilhada e foi a que fiz. Ficou um bolo bem gostoso, mas muito grande para duas pessoas. Acabou virando o acompanhamento do meu café da manhã por muitos dias, deu até pra enjoar.

Agora vou dizer uma coisa bem sincera e prática sobre o website da Martha Stewart: que lixo! Ela era uma referência pra mim dez anos atrás. Hoje fujo dela, da revista dela e principalmente do website dela. As receitas são boas, mas a revista [que eu assinava no iPad] perdeu a interatividade e o website está cada vez mais confuso, poluído, cheio de ruídos, você clica na receita e abre um banner gigante que cobre tudo, nota zero em UX/UI, ela deveria despedir todo o grupo que faz aquilo, peloamordedeus. Se tem um troço que me irrita é interface de website mal feita, atrapalhada e poluída, que não me deixa chegar eficientemente no que estou procurando. Que coisa irritante! GRRR!!!

1 xícara [2 tabletes de 113g] de manteiga sem sal em temperatura ambiente
3 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa de raspas de casca de limão
1/3 xícara de suco de limão fresco (a partir de 2 limões)
1/3 xícara de gengibre cristalizado picado
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal
2 e 1/2 xícaras de açúcar granulado
6 ovos caipiras grandes
1 xícara de sour cream

Pré-aqueça o forno a 350ºF/176ºC. Unte uma forma bundt, com um buraco no meio, com manteiga e polvilhe com farinha. Em uma tigela média, misture a farinha de trigo, as raspas de limão, o gengibre picado, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Numa batedeira, bata a manteiga e o açúcar em velocidade média-alta até formar um creme, uns 4 a 5 minutos. Adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem após cada adição; misture o suco de limão. Com a batedeira em velocidade baixa, adicione a mistura de farinha alternadamente com o sour cream, em 3 partes, começando e terminando com a mistura de farinha. Misture apenas até os ingredientes se incorporarem, não bata demais. Despeje a massa na forma preparada e bata firmemente numa superfície firme, para nivelar a massa e remover qualquer bolha de ar.
Leve ao forno e asse por 55 a 60 minutos. Remova do forno e deixe o bolo esfriar na forma por 30 minutos, depois desenforme sobre uma grade e deixe esfriar completamente. Se quiser, polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.

bolo_limao_gengibre2.JPG bolo_limao_gengibre2.JPG

brownie de pistache & azeite

pistachio-brownie.JPG

No ano passado fui com uma amiga num evento no centro da cidade chamado de First Fridays Art Walk. Nesse dia as lojas ficam abertas até mais tarde, algumas trazem bandas para tocar música, outras expõe e vendem trabalhos de arte, tem sempre as que servem vinho e petiscos e a gente anda pra lá e pra cá, escuta música e para pra comer e beber nos restaurantes. Nesse dia paramos numa loja linda que vende artigos para culinária, instalada num prédio antigo com pé direito altíssimo. Lá tinha uma moça dando amostras e vendendo azeites, produção da fazenda dela. Ficamos conversando por um tempão, falando de comida e blogs e ela tinha uns cartões com receitas. Peguei a desse brownie, que achei super interessante. O resultado ficou um pouco doce demais pro meu gosto, mas eu não sou muito fã dos brownies. Mas quem gosta de doces bem chocolatudos e bem robustos com certeza vai gostar!

1/4 xícara de farinha de trigo
1/3 xícara de cacau em pó, peneirado
1/4 colher de chá de fermento em pó
1/4 colher de chá de café instantâneo em pó
1/4 colher de chá sal fino
1/3 xícara azeite extra-virgem
150 gr de chocolate amargo [70-75%] finamente picado
1 xícara de açúcar
2 ovos caipiras grandes em temperatura ambiente
1 colher de chá de extrato de baunilha
1/3 xícara de lascas de chocolate meio amargo
1/3 xícara de pistache picado
1 colher de sopa de nibs de cacau para a cobertura
Sal marinho em flocos para a cobertura

Preaqueça o forno a 350ºF/176ºC. Forre uma forma de bolo quadrada com papel vegetal. Numa vasilha peneire ou misture com um batedor de arame a farinha, o cacau, o fermento em pó, o pó de café expresso e o sal. Reserve. Combine o azeite e o chocolate picado em uma panela. Leve ao fogo baixo e mexa até que o chocolate esteja quase derretido. Retire do fogo e continue a mexer delicadamente até ficar um creme homogêneo. Misture o açúcar no creme de chocolate, ficará um pouco granulado e pastoso. Junte os ovos, um de cada vez, ao creme de chocolate, mexendo bem depois de cada um, até a massa ficar lisa e brilhante. Junte a baunilha. Polvilhe os ingredientes secos por cima da mistura de chocolate derretido e bata ou mexa até incorporar. Adicionar as lascas de chocolate e os pistaches, reservando uma colher de sopa ou duas dos pistaches para decorar. Espalhe a massa na forma preparada usando uma espátula para alisar a massa. Polvilhe com os pistaches reservados, os nibs de cacau e os flocos de sal. Leve aio forno e asse por 30 a 35 minutos. Remova do forno e deixe esfriar por 1 a 2 horas antes de cortar em quadrados e servir.