[mais uma] sopa de abóbora

maisuma_sopadeabobora.jpg

Assei uma kabocha [abóbora japonesa] cortada ao meio e sem as sementes em forno alto, até a polpa ficar bem cozida. Removi a polpa com uma colher e misturei com pedacinhos de um queijo cremoso, estilo camembert [ainda sobras do Natal]. Reservei. Numa panela, refoguei cebolinha verde picadinha no azeite. Acrescentei a mistura de abóbora e queijo e joguei logo em seguida um litro de caldo de galinha [na verdade, caldo de peru—sobras do Natal que não têm fim]. Deixei ferver até engrossar, temperei com sal a gosto e servi.

salada quente de abóbora, radichio e figo

greenradichio.jpg orangepumpkin.jpg
saladaquente_abobora.jpg

Corte a abóbora em cubinhos, espalhe numa forma forrada de papel alumínio e asse em forno pré-aquecidoo em 400ºF/205ºC até ficar mole. Retire do forno. Corte um radichio grande ao meio, lave, escorra bem, coloque numa forma forrada com papel alumínio e asse até os radichios murcharem um pouco. É bem rápido, portanto não distraia. Numa panela, jogue alguns figos secos—eu usei a variedade black mission, e cubra com vinagre balsâmico. Reduza no fogo médio. Monte a salada numa travessa, a abóbora de um lado, as metades de radichio do outro. Salpique a abóbora com folhas de tomilho fresco. Jogue os figos cozidos e o balsâmico reduzido sobre a abóbora e radichio. Regue com azeite, salpique com flor de sal e sirva imediatamente.

abóbora recheada com quinoa [e pecan]

pecanquinoasquash.jpg

A receita original do Epicurean era pecan and wild rice-stuffed squash, mas eu não tinha arroz selvagem, então resolvi usar a quinoa vermelha. E usei a butternut squash, que era o tipo de abóbora que eu tinha. Porque eu faço muitas coisas ao mesmo tempo, sempre acabo fazendo omissões na receita e desta vez esqueci de colocar a noz pecan, o que me fez lamentar muito depois, porque eu acredito que elas dariam um toque de classe extra à essa receita extraordinária. Mas mesmo sem as pecans, ficou ótimo! Enquanto eu comia, senti uma nostalgia das lojas de produtos naturais, daquelas que tinham lanchonete, como era a Mãe Terra, em São Paulo.

1 butternut squash cortada ao meio
1/2 xícara de arroz selvagem, quinoa ou buckwheat
* usei a quinoa vermelha inca
1 1/2 xícara de água
3 colheres de sopa de sálvia fresca
1/2 xícara de salsinha fresca
1 colher de sopa de azeite
2 talos de salsão picadinho
1/2 cebola [1 xícara] picada
1 colher de chá de manjerona seca *omiti por avoamento
1 colher de chá de pimenta do reino moída na hora * omiti por avoamento
1 pitada de nos moscada ralada na hora *omiti por avoamento
1 colher de chá de sal
3/4 xícara de pecan * omiti por avoamento

Pré-aqueça o forno a 400°F/205ºC. Forre uma forma com papel alumínio e coloque as duas metades da abóbora em cima. Asse por 20 ou 30 minutos, até a polpa ficar bem mole.
Enquanto isso faça a quinoa, misturando com água e levando ao fogo alto. Quando ferver abaixe o fogo e tampe a panela. Deixe cozinhar até secar toda a água.

Separadamente, refogue o salsão, a sálvia picada e a cebola no azeite. Acrescente a salsinha picada e os outros temperos que eu esqueci de pôr. Refogue bem e remova do fogo. Acrescente a quinoa, misture bem. Remova a abóbora do forno, com uma colher remova um pouco da polpa cozida, coloque numa vasilha. Amasse bem com um garfo e misture ao refogado com a quinoa. Moa as pecans num processador e junte à mistura de quinoa e abóbora [* não esqueça, como essa cabeçona que vos escreve]. Recheie as metades da abóbora e ponha novamente no forno, asse por uns 20 minutos ou menos.

pesto de sementes de abóbora e coentro

pestocoentro.jpg

Para um jantar ultra-rápido e ultra-simples, fiz o pesto de sementes de abóbora da Ana. Usei macarrão integral. Ficou um bocado mais leve que a maioria dos pestos que já provei.

1 xícara (chá) de sementes de abóbora (das verdes)
1 maço de coentro (só as folhas)
1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado na hora
1 colher (sopa) de suco de limão [*esqueci de usar]
2 dentes de alho [*não usei]
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto [*não usei]
Azeite de oliva a gosto

Torre as sementes de abóbora em uma frigideira. Mexa constantemente até ficarem meio douradinhas, cerca de 3 ou 4 minutos. Coloque no processador com os outros ingredientes. Pulse até triturar bem (algumas pessoas preferem com mais textura, menos triturado) e acrescente azeite de oliva pelo bocal até atingir a consistência desejada, mais espesso ou mais ralo. Misture ao macarrão bem quente e sirva com queijo ralado.

bolo de cranberry & abóbora

Peguei essa receita na Sher, minha vizinha. Como eu ainda tinha uma abóbora grandona e um saco de cranberries frescas, decidi fazer. Optei pelos cupcakes porque queria usar essas forminhas de flores psicodélicas, que achei uma gracita!

O bolinho ficou saboroso e fofinho. Dei um para a minha amiga provar e ela achou delicioso. Então decidi levar uma dúzia deles para os meus colegas de traballho. Vira e mexe tem um “treat” deixado por alguém no balcão da nossa mini-cozinha improvisada. Hoje foi a minha vez. Sou super insegura com os meus cozinhados e fiquei meia tensa – será que eles vão comer, será que eles vão gostar? A técnica veio dizer que os cupcakes estavam deliciosos. No meio da manhã passei pela cozinha e mais da metade dos bolinhos tinham sido comidos! Fiquei tão contente! Acho que alimentar as pessoas com coisas saborosas dá tanto prazer quando dar um presente. Vou repetir a experiência e aproveitar pra melhorar os meus “baking skills”.

cupcakepumpkin.JPG

cranberry-pumpkin cake
1 xícara de polpa de abóbora cozida
1 xícara de açúcar
1/4 xícara de água
2 ovos
1/4 xícara de óleo vegetal
2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
1/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/4 tcolher chá de canela em pó
1/4 colher de chá de gengibre em pó
1/8 colher de chá de cravo em pó
1 xícara de cranberry frescas [não descongele, se elas estiverem congeladas]

Pré-aqueça o forno em 350°F/180ºC. Unte a forma de pão ou de muffins, ou forre a forma de muffins com as forminhas de papel. Numa vasilha grande bata bem a abóbora, o açúcar, a água, os ovos e o óleo. Peneire por cima dessa mistura, a farinha, o fermento, sal, bicarbonato e as especiarias. Bata bem até a massa ficar bem lisa. Jogue as cranberries e coloque a massa nas forminhas. Asse por mais ou menos 30 minutos para as formas de muffins ou 1 hora e 15min para a forma de pão. Deixe esfriar numa grade. Essa receita faz um bolo ou 18 bolinhos.

abóbora com gorgonzola

pumpkinanbluecheese.JPG

Comprei uma abóbora rústica linda no Co-op outro dia. Marquei touca de não tê-la fotografado. Cortei ao meio e coloquei no forno. A polpa super laranja, cremosa e doce me impressionou. Quando isso acontece, fico sem saber o que fazer. Deveria ter simplesmente comido com a colher. Mas resolvi inventar e temperei a polpa com sal, pimenta e um micro tantinho de cebolinha verde super picadinha. Coloquei metade da polpa no refratário, cobri com gorgonzola, coloquei a outra metade e coloquei no forno por uns minutos. Ficou bom, mas o queijo dominou tudo e escondeu o sabor magnífico da abóbora. Fiquei um pouco frustrada e cada vez mais convencida de que less is more.