frango a Milanesa

chicken-milanese

Não sou uma pessoa que faz coisas empanadas e fritas, porque detesto a bagunça e a sujeira e tenho medo de tudo dar errado e ficar uma porcaria. Mas desde que comprei uma churrasqueira com uma boca de fogão do lado, tenho me aventurado nas frituras e em outras coisas que nunca fiz antes. Adoro bife a milanesa, que é comfort food pra mim. Só não me pergunte quando foi a última vez que comi isso, porque faz muito tempo. Mas com o fogão no quintal, um mundo de possibilidades se abriu pra mim. Quandoo vi esse video da revista Bon Appetit fiquei chocada com a facilidade da receita de frango a milanesa e decidi fazer. Não gosto muito de “bater” carne, mas faço com cuidado com os filés entre folhas de filme plástico. Como meus ovos caipiras são super valiosos e tenho a maior aflição de empanar carne com ovo [don’t ask!] resolvi substituir o ovo pela mostarda preparada [aquela amarela de por no cachorro-quente]. Deu certinho. Ficou tão gostoso, que resolvi fazer outra vez quando minha amiga ficou hospedada comigo. Porque ela não pode comer nada com glúten, nem laticínios, usei farinha glúten-free [usei uma muito boa do Bob’s Red Mill] e uns flocos de grão de bico, que fez a vez do panko. Omiti o queijo parmesão, mas pode acrescentar nutritional yeast se quiser. Eu preferi a versão original, com farinha, panko e queijo. Mas minha amiga curtiu muito a versão adaptada que fiz pra ela.

3/4 xícara de farinha de trigo
2 ovos caipiras grandes
[*omiti—usei 1/3 de xícara de mostarda preparada misturada com água]
1 e 1/2 xícaras de panko [ou farinha de pão]
1/4 xícara de queijo parmesão ralado
1 colher de sopa de mostarda em pó
Sal Kosher e pimenta do reino moída na hora
4 filés de peito de frango [batido bem fino]
8 colher de sopa de óleo vegetal

Coloque a farinha em um prato fundo. Bata ovos em uma outro prato fundo—se for usar a mostarda como eu fiz, misture com um pouco de água. Misture o panko, o parmesão e a mostarda em pó em outro prato fundo e tempere com sal e pimenta.

Tempere os filés de frango com sal e pimenta. Passe dos dois lados dos filés pela farinha, tirando o excesso. Transfira para tigela com ovo batido e vire dos dois lados. Passe então pela mistura panko, pressionando um pouco para a farofinha aderir dos dois lados. Coloque os filés sobre uma assadeira coberta com papel alumínio ou vegetal.

Aqueça 6 colheres de sopa óleo em uma frigideira grande. Frite os filés dois de cada vez, virando para dourar dos dois lados. Junte mais 2 colheres de sopa de óleo se precisar. Coloque sobre uma travessa forrada com papel absorvente. Sirva em seguida. Eu servi esse frango com um arroz integral refogado com favas e alho verde. Já tinha o arroz cozido, só juntei um refogado com os legumes.

Os filés podem ser empanados com até 3 meses de antecedência. Coloque entre pedaços de papel vegetal ou manteiga, coloque em sacos de congelar e leve ao congelador. Descongele antes de fritar.

bolo persa de laranja

persian-cake

Minha vizinha contratou um serviço de um arborista para avaliar e podar algumas árvores na casa dela, uma laranjeira gigante cheia de frutas no quintal e um carvalho ancestral simplesmente maravilhoso na frente da casa. O carvalho tinha uns galhos muito altos e muito fracos, que poderiam cair na cabeça de algum passante e a laranjeira precisava ser podada e aproveitar os frutos. Vale a pena pagar pelo serviço de profissionais como esse. Eles podaram tudo com um imenso cuidado, o carvalho ficou praticamente intacto e agora mais seguro. E as laranjas foram colhidas. Por isso eu ganhei três sacolas cheias delas. Fiz a festa! E fiz também esse bolo, dobrando a receita pra fazer uma pra presentear a minha vizinha. Ela merecia um agrado! É um tradicional bolo de laranja do oriente médio, com a adição de uns condimentos na massa e da calda para regar. Ficou parecendo mais uma sobremesa do que um bolo. Fez sucesso com minha vizinha e a família dela, que também aproveitou o presente, degustado no quintal num sábado à noite.

para o bolo:
2 laranjas grandes
4 ovos caipiras
1 e 1/2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de amêndoa
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de cardamomo em pó
Mascarpone, para servir

para a calda de laranja:
1 laranja grande
1/2 xícara de açúcar
1/4 xícara de água
1 colher de chá de água de flor de laranjeira

Coloque laranjas em uma panela grande; Cubra com água fria. Leve ao fogo alto e deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe por 1:30 ou até que as laranjas estejam completamente cozidas, bem moles.

Pré-aqueça o forno a 350°F/176°FC. Unte um forma de bolo com óleo e forre a base com papel vegetal.

Coloque as laranjas em um processador de alimentos e processo até as laranjas ficarem bem picadinhas. UNa batedeira coloque os ovos e o açúcar e bata até formar com creme grosso e de cor pálida. Adicione as laranjas picadinhas, a farinha de amêndoas, o fermento em pó, a canela e o cardamomo. Misture com uma espátula. Despeje n forma untada e forrada e leve ao forno por mais ou menos 1 hora ou até que o bolo esteja completamente cozido no centro. Remova do forno e deixe esfriar completamente.

Para fazer a calda, raspe a casca da laranja e esprema o suco. Coloque o suco, o açúcar e a água em uma panela e leve ao fogo. Cozinhe mexendo por 5 minutos ou até que o açúcar se dissolva e a calda engrosse ligeiramente. Retire do fogo, adicione as raspas da laranja e a água de flor de laranjeira. Deixe a calda esfriar e despeje sobre o bolo.

Se quiser, sirva as fatias de bolo acompanhadas de mascarpone ou iogurte grego. Eu não quis.

persian-cake persian-cake

molho quente para salada [com leite de coco & limão]

Vi o video dessa salada no website do Splendid Table, que tem um dos melhores podcasts sobre comida que eu conheço. Apesar de ter gostado da salada e do molho, fiz apenas o molho e usei em duas saladas diferentes. Ainda vou fazer a receita completa, provavelmente usando tofu.

1/2 xícara de óleo vegetal [*usei o de sementes de uva]
4 colheres de chá de pimenta Aleppo ou outra pimenta vermelha
[*usei caiena [mais picante] na primeira vez e a ancho [menos picante] na segunda vez ]
4 dentes de alho grandes espremidos
1/3 xícara de leite de coco bem grosso
2 colheres de sopa de molho de peixe asiático
4 colheres de açúcar
1/4 colher de chá de sal
1 limão tahiti espremido

Em uma frigideira combine o óleo, a pimenta em pó e o alho. Aqueça lentamente em fogo médio e cozinhe por aproximadamente 2 minutos. Mexa com uma colher de pau até que o alho comece a chiar, mas não deixe ficar marrom. Adicione rapidamente o leite de coco, aumente o fogo e ferva o leite de coco por uns 30 segundos. Junte 2 colheres de sopa de molho de peixe. Em seguida coloque o açúcar e o sal e ferva por mais 30 segundos, ou até o molho engrosse um pouco. Coloque numa vasilha e despeje sobre a salada de sua preferência. Fiz esse molho duas vezes, com duas saladas diferentes. Uma com tomates, pepino, vagens e ervilhas levemente cozidas no vapor. Outra com tomates, azeitonas verdes e folhas de kale levemente cozidas em água—mergulhe as folhas na água fervendo, conte até três e remova com uma pinça, então pique na tábua e coloque na saladeira.

hambúrguer de feijão preto [com queijo cheddar]

burger-blackbeans

Fiz mais uma receita de hambúrguer vegetal, este dica da minha amiga Sally. Mudei duas coisinhas, primeiro moendo todo o feijão e segundo, usando queijo cheddar mais uma pimenta jalpeño para substituir o queijo pepper jack que eu não tinha. Desta vez senti firmeza para fritar os hambúrgures e eles ficaram uma delícia!

faz 4 porções
1/2 xícara de aveia
1 lata [450gr] de feijão preto, escorrido e lavado
1 ovo caipira grande
1 colher de chá de cominho em pó
Sal Kosher a gosto
1/2 xícara de queijo pepper jack ralado [*usei o cheddar branco]
1 pimenta jalapeno picadinha
1 cebolinha grande picada
2 colheres de sopa coentro fresco picado
1 colher de sopa de azeite de oliva

Coloque a aveia em um processador de alimentos e pulse três vezes para moer. Adicione metade dos feijões e pulse umas 6 vezes até virar uma pasta grossa. Nessa parte, eu coloquei todo o feijão ao invés de só metade. Adicione o ovo, o cominho, e 1/2 colher de chá de sal e processe por cerca de 1 minuto. Transfira a mistura de feijão para uma tigela grande. Misture os feijões restantes [no meu caso não precisou], o queijo, a cebolinha e coentro fresco.

Forre uma assadeira com papel vegetal ou alumínio e unte levemente com óleo. Com as mãos molhadas forme os hambúrgueres e coloque sobre a forma. Eu uso um aro de metal, encho com a massa, pressiono e removo o aro cuidadosamente. Leve à geladeira por uns 15 minutos para deixar os hambúrgueres mais firmes. Nessa parte eu decidi colocar os hambúrgueres no congelador pelo mesmo tempo. Achei que eles ficaram bem firmes para fritar, o que pude fazer sem medo dos bolinhos se espatifarem.

Coloque azeite numa frigideira e aqueça bem. Coloque os hambúrgueres e frite dos dois lados, virando com cuidado. Remova da frigideira e coloque sobre uma travessa forrada com papel absorvente. Sirva como quiser. Eu quis servir acompanhado de batata doce assada no forno e salada de tomate e ervilha fresca.

a flor da feijoa

Eu não sabia, mas meus amigos me avisaram, que as pétalas das flores da feijoa são comestíveis. Achei um arbusto enorme perto do meu trabalho e fui lá colher as pétalas. Elas são carnudas e docinhas, o sabor tem um toque de água de rosas. Agora que tenho essa informação, voltarei no próximo ano um pouco mais cedo, para fazer uma festança. Como a gente colhe apenas as pétalas, não afeta a flor, que irá virar fruto no outono.

the food — Wayne Thiebaud

Wayne Thiebaud é um pintor americano conhecido por suas obras coloridas representando objetos comuns e comida. Como ele é alumnus da Universidade Estadual da Califórnia em Sacramento, onde estudou na década de 50, muitos dos seus trabalhos fazem parte da coleção permanente de museus californianos. Já vi algumas das suas pinturas ao vivo, são trabalhos divertidos e inspiradores.