berinjelas variadas
[com ideias para usá-las]

O casal de fazendeiros no Farmers Market de Woodland vende os primeiros tomates da estação. A barraca deles é bem popular. Eles trazem também pepinos, abobrinhas, pimentões e as berinjelas. E as berinjelas são lindas, eu *tenho* que comprar! Essas não precisam salgar pra tirar amargo, deixar de molho no vinagre, nada desses truques. Usa-se direto. E aprendi que berinjela não precisa de geladeira, desde que usada dentro de uns 3 dias. Essas fiz na churrasqueira, grelhadas. Corta no meio, tempera como quiser, eu usei um sal de limão ou sal de hibisco ou sal de alecrim, azeite, depois salpica com ervas e sementes tostadas, de abóbora, de girassol, faz um molhinho com iogurte, mais limão, xarope de romã ou de tamarindo, pimenta vermelha ou do reino, vinagre balsâmico, raspinhas de limão, decora com tomatinhos, manjericão, hortelã, salsinha. O céu é o limite pra usar a imaginação, isso fica com demais!

hummus cru de grão de bico germinado

Fiz esse hummus cru pra levar numa festa na casa das nossas vizinhas. Usei o grão de bico germinado e cru, não cozinhei. Bati no processador de alimentos os grãos germinados com um dente de alho, suco e raspas da casca de um limão Tahiti, tahini cru, sal, um punhadinho de salsinha e água gelada até dar ponto. Na hora de servir adicionei azeite extra-virgem, uma pitada de sal de hibisco [mói o sal grosso com flores secas] e sementes de girassol torradas. U-la-la!

grão de bico grão de bico grão de bico

grãos germinados

Minha nova mania tem sido germinar grãos. É muito mais fácil do que eu imaginava. Vi alguns vídeos no YouTube e mandei bala. É só deixar os grãos de molho durante a noite, depois escorrer e colocar num vidro tampado com um paninho e seguro com um elástico. Eu deixo o vidro deitado, mas se você tiver um escorredor de pratos que possibilite deixar o vidro enviezado, com a parte aberta para baixo, melhor. Por uns 2 ou 3 dias, dependendo do grão, lave os grãos pelo menos duas vezes por dia e deixe o vidro embocado ou deitado num lugar seco e fresco. Dependendo do grão os brotinhos já começam a aparecer no primeiro dia, foi o caso dos mung beans. Eu não imaginei que eles iriam crescer tanto e de um dedo de grãos, eles germinaram e encheram o vidro até a boca! Lindo de ver! Pode comê-los crus ou dar uma leve passadinha no vapor pra deixá-los mais delicados. Estou usando os brotos em saladas, cozidos nas receitas, muito bom!

Helen Putnam em Petaluma

O Helen Putnam Loop, em Petaluma foi super easy breeze, não teve muitas subidas, mas estava uma ventania e um frio, deu um cansaço. A trilha é bem cheia de gente e de cachorros e estava linda no inicio da primavera. Eu curti muito andar nela, achei até a minha Bo Tree. Mas consideramos o loop muito próximo da cidade, mais como um parque de caminhadas do que uma trilha. Marcamos ela como “feita” na nossa lista, e seguimos em frente com outras opções.

pudim de chocolate — duas versões [gengibre ou caiene-canela]

Fiz esses pudinzinhos de sobremesa pra um almoço de domingo com convidados. Achei araruta pra comprar no supermercado [da marca Bob’s Red Mill] e mandei bala. Como a namorada do meu filho não gosta de gengibre, dupliquei a receita e fiz duas versões, a com gengibre e a com caiena e canela. As duas ficaram ótimas.

1 e 3/4 xícaras de half and half ou leite integral [pode substituir leite de coco sem açúcar ou outro leite vegetal]
1/2 xícara de açúcar
4 e 1/2 colheres de chá de pó de araruta
Uma pitada generosa de sal
250 gr de chocolate amargo picado
2 colheres de chá de extrato de baunilha

para o pudim de chocolate do gengibre:
2 colheres de chá de gengibre em pó
1/4 xícara de gengibre cristalizado picado para decorar

para pudim de chocolate mexicano:
1 e 1/4 colheres de chá de canela em pó
1/8 colher de chá de pimenta de Caiena
1/4 de xícara de nibs de cacau para decorar

Misture o leite, açúcar, araruta e sal em uma panela grande até o açúcar começar a dissolver. * Adicione os sabores de gengibre ou caiena-canela nessa etapa. Leve ao fogo e aqueça a mistura em fogo médio-alto, mexendo sempre. Quando começar a engrossar, um pouco antes de começar a ferver, desligue o fogo mas deixe a panela no fogão. Adicione o chocolate, cubra com uma tampa e espere 30 segundos. Retire a tampa e use um mixer de mão para dissolver todo o chocolate. Coloque a baunilha. Divida o pudim em tacinhas. Deixe esfriar em temperatura ambiente e leve à geladeira até a hora de servir.

*para variações de gengibre ou chocolate mexicano, misture os ingredientes respectivos com o açúcar na primeira etapa e decore com gengibre cristalizado ou nibs de cacau por cima antes de servir.

bolinho de banana [feito com farinha de banana verde]

banana muffins

Noutro dia comprei um pacote de farinha de banana verde por curiosidade. Já tinha visto algo com essa farinha, mas nunca tinha usado. Gosto de novidades e de experimentar coisas novas, todos sabem! Procurei receitas, prefiro as em inglês porque se adaptam melhor pra mim. Não achei muitas, mas tentei uma de bolo primeiro que achei bem ruinzinha. O bolo ficou muito seco. Depois resolvi tentar uma outra de bolinhos e mudei algumas coisas, esperando que não fosse ficar bom, mas ficou! Os bolinhos ficaram deliciosos e super macios! Gostei.

1/2 xícara de farinha de banana
1/2 xícara de iogurte grego [*usei kefir]
2 ovos caipiras
1/3 xícara de leite vegetal [*usei kefir também]
1/2 xícara de xarope de bordo [maple syrop]
2 colheres de chá de óleo vegetal
1 colher de chá de cacau em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 bananas nanicas bem maduras

Pré-aqueça o forno em 350F/ 176C. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem até que todos os ingredientes estejam bem combinados. Despeje a massa numa forma de 12 muffins untada com óleo. Asse por 20-25 minutos. Remova do forno, deixe esfriar e desenforme.Eu salpiquei os bolinhos com sementes de gergelim e nibs de cacau antes de assar.

the remains [of may]

Acho que todos nós estamos sentindo a mesma coisa—que o ano está voando! Será um sentimento coletivo de tempo acelerado, filmado em time-lapse, ou sou só eu? Espero que não seja só eu, mas todo dia eu me espanto, já é junho? já é quase julho? O que aconteceu com maio? Se eu não tivesse uma quantidade ridícula de momentos registrados em fotografia, iria achar que não fiz nada nestes últimos meses. Mas está aqui a prova de que tenho feito muita coisa, receitas repetidas, receitas novas que não gostei ou não deram certo, receitas improvisadas, receitas que não tive tempo nem vontade de fotografar porque estava muito ocupada comendo. Meu filho nos visitou em muitos finais de semana e no dia das mães cozinhou [muito bem] pra mim. Tivemos muitas flores, muitas frutas, muitas manhãs ensolaradas, dias agradáveis, ventinho ao entardecer, almoços e jantares no quintal, ideias novas, rotinas novas, mais e mais mudanças nas minhas madrugadeiras manhãs. Gosto tanto de estar aqui, mas não tenho feito esta presença suficiente. Sem desculpas, espero que estejam todos bens e felizes. Fica aqui registrado que maio foi realmente um mês bonito e cheio de gostosuras e lindezas.

Mount Diablo

Faz um tempo que pegamos o hábito de fazer trilhas. São tantas delas aqui na Califórnia, nas montanhas, nos vales, com neve, áridas, próximas ao oceano, com pinheiros, com eucaliptos, com suculentas, samambaias, retas, íngremes, com riacho ou rio ladeando. Tem umas trilhas muito boas aqui por perto, mas elas não são apropriadas para os meses mais quentes, pois são muito abertas e áridas, além de serem classificadas como “difíceis”. Fizemos essas locais muitas vezes durante o outono e inverno e agora estamos nos aventurando para outras mais distantes. Viajamos uma hora e pouco e exploramos outros rincões. Eu preparo um farnel, saímos cedinho, subimos e descemos montanhas, olhamos as paisagens e a flora e fauna, e no final fazemos um picnic. É viciante!

Essa trilha em Mount Diablo me quebrou. A subida é considerada difícil e fiquei uns dois dias com a bunda e as pernas doendo.