um dia, dois dias, três dias

mais autenticidade, seria bom, né? sozinha, comi sanduíche de salada de batata com ovo. e vinho. minto, não estava sozinha. o gato Misty estava na cadeira ao lado. e a salada de batata com ovo era CÍTRICA. trilha sonora by Boswell sisters—the devil and the deep blue sea. peguei um monte de apps do Lonely Planet, mesmo não estando indo viajar pra lugar nenhum, só porque estavam dando de graça. sou unha de fome? vestindo uma camisa azul marinho tamanho extra large do meu marido—the same old me. meus planos: cancelar todas as assinaturas de revistas assim que comprar meu iPad. assinar todas as revistas novamente, versão eletrônica para o iPad. Peter, Paul & Mary. mãos geladas e aquecedor da casa ligado. casaco, botas, guarda-chuva. it rained on me. sempre percebo o erro ortográfico ou gramatical quando já é tarde demais. casquei fora do picnic de indio dos funcionários da universidade. sem muitas delongas, disse apenas, it’s not my cup of tea. sou uma lesma lerda mesmo: como que eu nunca participei de nenhuma cooking class no Co-op? e falando nelas, encontramos LESMAS ENORMES alojadas dentro de um repolhão meio oco que chegou com a cesta orgânica. A Place in The Sun [1951] obra prima do George Stevens. Elizabeth Taylor linda de cair o queixo aos 17 anos e Montgomery Clift, nem tenho palavras. Montgomery Clift é, pra mim, uma figura trágica. fico absurdamente comovida quando vejo filmes dele depois do acidente que o transfigurou. porque ele era lindo, lindo, lindo! muito mais que o fedorentinho James Dean e o mal humoradinho Marlon Brando. warning—isso tudo é um déjà-vu.

3 comentários sobre “um dia, dois dias, três dias”

  1. ó, sempre acompanho o blog, nunca tentei fazer nada – brasileiro que mora no interior de minas gerais sem suprimento de verduras e produtos apropriados -, além do fato de ser um desastre na cozinha; mas só agora me vem a vontade de elogiar o blog (tudo isso, por conta do post diferenciado). você está de parabéns, fernanda.
    (e aprecio a aparição de mais textos assim, que não tratem só sobre comida boa e distante da minha realidade!)
    R: fic feliz que você gostou, João! um abraço!

  2. li seu texto e gostaria de agradecer pois eu conhecia o ipad de vista.
    agora, depois de ler seu texto eu fui ate pesquisar o que pude sobre este aparelho e decidi que quando tiver que substituir meu notebook com certeza espero poder troca-lo por um ipad.
    obrigada
    ps. quem me indicou sua pagina foi minha mae, leitora assidua.
    R: um beijo pra você e pra sua mãe, Cristina! 🙂

Deixe a sua pitada: