bolo de figo e limão

bolo-figo-limao_2S.jpg

Nesta época do ano fico sempre soterrada por limões—porque é o pico da estação e porque tenho uma ganância sem limites e vou pegando todas as frutas que vejo pela frente. Tenho na minha cozinha cestas cheias com sicilianos [ou eureka] da árvore no meu quintal que está apinhada; também com os cravos da árvore de ninguém; e com os meyer desovados pelo homem do garfo no nosso escritório. Desses últimos, peguei tantos, tantos, mas tantos que me deu até vergonha. Pra compensar o vexame de carregar praticamente metade dos limões deixados para dividir entre oito pessoas, fiz essa torta e levei para adoçar o dia dos meus colegas. Pensei que tinha exagerado um pouquinho nas raspinhas de limão, que coloquei um tanto extra, mas o resultado ficou ultra saboroso. Essa é também mais uma maneira deliciosa de usar azeite numa receita doce e ela saiu da revista Everyday Food.

1/2 xícara de azeite de oliva
1/2 xícara de leite integral
1 ovo caipira grande
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
3/4 xícara de açúcar
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/4 colher de chá de sal
300 gr [mais ou menos 1 e 1/2 xícara] de figo seco
[corte os figos em pedacinhos, remova os cabinhos]
1 e 1/2 colher de chá de raspas da casca de um limão

Pré-aqueça o forno em 350ºF/ 176ºC. Unte uma forma com fundo removível de 22 cm com azeite. Numa vasilha média misture batendo com um batedor de arame o azeite, leite e ovo. Reserve. Numa outra vasilha grande, misture a farinha, o açúcar, o fermento e o sal. Adicione a mistura liquida à mistura seca e mexa bem com uma espátula, até ficar uma massa lisa. Junte delicadamente as raspas de limão e os cubinhos de figo seco. Coloque a massa na forma untada, leve ao forno e asse por uns 35 ou 40 minutos, ou até a torta estar firme e dourada. Remova do forno, deixe esfriar uns minutos, desenforme e deixe esfriar numa grade. Os figos podem ser substituídos por passas, cerejas, cranberries ou ameixas secas.

bolo-figo-limao_1S.jpg

6 comentários sobre “bolo de figo e limão”

  1. Oi Fer,
    será que trocar o figo por banana passa é uma boa? Tô achando hein…
    Vou comprar uma forma com fundo removível só para fazer essa receita! 🙂
    Thanks for sharing!
    R: com certeza, Jacqueline! faz e depois me conta, tá? 😉

  2. Também sou assim, saio catando. Tenho limões o ano todo e você viu as abóboras. Meu problema agora são as acerolas.. congelei montes..
    Fê, eu sou fã da Laura Ingalls Wilder, dessas bem neuroticas. Aí, aí nos states há uma outra fã que brigou comigo, mas ela é fantásticas pois é uma pesquisadora louca de mão cheia. E ela fala no blog dela , que continuo vendo sempre, claro, sobre “marcadores comestíveis” food-safe ink,food-safe marker… você conhece esses produtos de desenhar na comida?
    R: Angela, nao conheço esses marcadores, mas vou procurar conhecer–fiquei curiosa! 😉

  3. Em mim, os limões têm um efeito hipnotizante. Eles são uma espécie de diamantes em bruto que precisam ser colhidos e cinzelados por mãos que os tratem carinhosamente 🙂 Maior carinho não há do que a ganância de levar limões em bruto e entrega-los carinhosamente para serem saboreados!

Deixe a sua pitada: