torta de marmelo

torta-marmelo_2S.jpg

torta-marmelo_1S.jpg

Nem sei pra que assino tanta revista, se é nas que são distribuidas de graça na porta do supermercado onde acho as receitas mais interessantes. Neste caso foi mais uma vez a Delicious Living que trazia várias sobremesas, bolinhos e cookies usando farinhas diferentes. nectar de agave, tudo muito leve e saudável. A primeira receita que decidi fazer era uma torta de maçãs, mas eu resolvi usar marmelos, que estão lindos e onipresentes pelos mercados nesta época do ano. Quando coloquei o primeiro bocado dessa torta na boca me senti transportada para um passado remoto, quando almoçava em restaurantes macrôs e naturebas. Foi uma experiência até um pouco nostálgica. A torta não fica suntuosa, mas é extremamente saborosa. Com uma massa deveras simpática e um recheio sem complicações. para quem gosta de apreciar o sabor da fruta, sem misturas de cremes e outras firulas.

recheio
4 marmelos [ ou maçãs Granny Smith] descascados e cortados em fatias finas
1 colher de sopa de suco de limão
2 colheres de sopa de araruta [ou maizena]
1/4 xícara de nectar de agave [ou mel]
3/4 colheres de sopa de canela moída [*omiti]
massa de baunilha e pecan
3/4 xícara de pecans [*usei nozes]
5 tâmaras sem semente [* usei 1 caqui pequeno maduro]
1 fava de baunilha [ou 1 colher de chá de extrato de baunilha]
2/3 xícara de farinha de amêndoa [ou amêndoa moída fina]
1/8 colher de chá de sal
1 ovo

Pré-aqueça o forno em 400ºF/ 205ºC. Coloque as pecas [ou nozes] e as tâmaras [ou a polpa do caqui] no processador e pulse até moer tudo bem. Corte a fava de baunilha ao meio com a ponta de uma faca e remova as sementes. Coloque as sementes no processador [e guarde as favas no açúcar] e pulse novamente. Junte a farinha de amêndoa, o ovo e o sal. Continue pulsando até formar uma massa mais ou menos firme. Unte uma forma de aro removível de 9-inch/ 22 cm com manteiga. Espalhe a massa na forma com os dedos, alisando bem. Espete a base com o garfo e leve para assar por 10-12 minutos ou até a massa ficar ligeiramente dourada. Remova do forno e deixe esfriar.

Abaixe a temperatura do forno para 350ºF/ 176ºC. Numa vasilha grande misture bem as fatias de marmelo [ou maçãs] com o suco de limão, a araruta, o agave e a canela [*eu omiti]. Espalhe as fatias por cima da massa pré-assada. Se juntou sucos na vasilha, despeje sobre a torta. Cobra com papel alumínio e leve ao forno por 50 minutos, até a fruta estar bem cozida. Deixe esfriar antes de servir.

10 thoughts on “torta de marmelo”

  1. Bo atarde, costumo verificar o seu blog que é e xcelente e lindo esteticamente.
    querida dizer que experimentei esta receita no domingo passado mas, como também sou curiosa e experimentalista, alterei alguns ingredientes da massa. Assim, em vez de nozes (que nao tinha) coloquei amendoa e em vez de farinha de amendoa (que também nao tinha) coloquei farinha de castanha, tamaras sim e também figos. O reto foi igual. Ficou muitoooooo boa . Muito obrigada pelas receitas fantásticas que coloca neste fogão virtual. Patrícia.
    R: Patricia, adorei saber das suas modificacoes que voce fez e do sucesso da receita! beijao!

  2. Adorei seu blog, adorei a sensibilidade como trata tudo por aqui, as receitas e a forma com que lida com esse segmento da gastronomia. Vou começar agora a cursar gastronomia pelo IESB e estou super empolgada, principalemnte pela importancia que eles dão para o curso. Fico muito satisfeita em saber que existem pessoas e canais que investem nisso, só me empolga, só me empolga. Parabéns, de verdade.
    R: muito obrigada, Lais! e boa sorte no seu curso!

  3. Oi Fer, para mim, uma sobremesa com fruta – bem simples – também supera qualquer receita mais elaborada, com recheios e coberturas.
    Tantas vezes vi fazer referência no ‘Chucrute’ ao nectar de agave que fiquei curiosa, com vontade de experimentar, e resolvi pesquisar. Entre outros, descobri este artigo que me deixou um pouco reticente quanto a este produto: http://ecopypaste.blogspot.com/2010/02/agave-nectar-worse-than-we-thought.html
    Fer, será que você tem informação mais fidedigna acerca deste producto que possa partilhar?
    Obrigada,
    BJS.
    R: Joana, já li outros artigos falando mal do agave. mas o que a gente tem que entender é que ele é apenas mais um adoçante. não existe nada perfeito nesse meio. é açúcar, é processado. eu gosto de usar porque dissolve facil e usa pouca quantidade. em sorvetes e gelatinas funciona muito bem. eu uso o orgânico. mas tambem uso o mel e outros açúcares. beijo!

  4. Estou passeando pelo blog e adorando! Quem me recomendou foi a Sandra e eu estou muito contente por ela ter falado daqui pra mim. Gostei muito de ver como são ‘produzidos’ os ovos que consumimos aqui em casa, da fazenda Yamaguishi. Bem bacana!
    Bom, vou continuar meu passeio por teus posts.
    Abraço!
    R: seja bem-vinda, Bárbara! 🙂

  5. Perfeita pra mim! Bem ao meu gosto, sem cremes, apenas a fruta!
    Deve ser mesmo incrível! Pena que aqui no Brasil não é fácil encontrar marmelos.
    R: entao faz com maçã, que era a receita original–eu que mudei pra marmelo.

Deixe a sua pitada: