BlogHer Food 10

E aqui estou eu novamente, com mais uma batelada de fotos, mas desta vez de qualidade super duvidosa—fotos de celular. O registro era o mais importante neste caso e foi isso que eu fiz. Nos e-mails da organização do evento BlogHer Food as instruções mandavam levar laptop, câmera, eteceterá, que eu até levei, mas sinceramente foi apenas uma carregação de peso inútil. Num acontecimento como este, a gente quer ficar alerta, prestando atenção em tudo, com as mãos razoavelmente livres. A câmera me pareceu um empecilho e portanto nem saiu da sacola, que acabou voltando rapidíssimo para o carro. Fotografei quando deu, usando o iPhone, como fizeram muitos outros participantes do evento.
Mobilidade era essencial. Eu queria ver tudo, provar tudo, participar de tudo. Só fui para o segundo dia do evento, que aconteceu no sábado 8 de outubro em San Francisco, portanto perdi muitos buxixos do primeiro dia, na sexta-feira. Mesmo assim valeu cada minuto. Uma conferência de food bloggers é basicamente imperdível. No ano passado dormi com a touca da procrastinação e entrei pelo cano. Os ingressos esgotam rapidamente, não pode ficar olhando pro horizonte, porque acaba-se comendo mosca. Neste ano fui mais esperta e garanti meu ingresso ainda em março. Valeu a pena a espera de tantos meses.

Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10

Por ter escolhido manter meu blog apenas em português, me coloquei numa posição muito desvantajosa no mundo blogueiro. Apesar de viver aqui e escrever sobre a cultura e culinária daqui, realmente não consigo me enturmar completamente com os locais pelo simples fato de não escrever numa língua que todos entendem. E para o resto do mundo luso parlante, ofereço minhas receitas, textos, pensamentos e reflexões sem estar fisicamente presente e participante. Em resumo, sinto que estou entre dois mundos, num universo virtual paralelo sem pertencer completamente à lugar nenhum. Isso faz a minha interação parecer difícil em eventos, como este, pois vou chegar com o blog numa língua que ninguém entende, um blog que ninguém lê e com certeza nunca irão ler.
Mas a comunidade de food bloggers de língua inglesa é algo realmente especial. Ou são especiais as pessoas que foram pioneiras, se destacaram e hoje comandam a boiada, integrando as pessoas e dividindo conhecimento e experiência. Não conhecer quase ninguém numa conferência lotada de blogueiros vindos de todos os cantos dos EUA e ser recebida com um abraço entusiasmado pela minha amiga Elise Bauer é realmente confortante. E ela não só me recebeu, como me apresentou para o charmoso Michael Ruhlman, que coincidentemente tinha sentado ao meu lado na primeira palestra que assisti. Conheci outros blogueiros celebridades e proeminentes, outros nem tanto, alguns apenas iniciantes, outros amadores como eu, e percebi que uma grande parte deles está trabalhando duro em direção da profissionalização. É uma comunidade profundamente eclética e incrívelmente séria.
No buxixo entre palestras decidi criar coragem e me apresentar para o chef David Leite, de descendência portuguesa, que é o grande divulgador da cozinha lusitana aqui na América do Norte. Só vou dizer uma coisa—somos muito bem representados, que cara simpático, adorei muito conhecê-lo pessoalmente!

Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10
Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10

No meio do dia todos os congressistas se aboletaram em ônibus fretados pela organização e fomos levados ao Farmers Market do Ferry Building Market no antigo Porto de San Francisco. Para mim o passeio não me apresentou nenhuma novidade, mas pra muitos blogueiros vindos de outros estados foi um super treat. Esse mercado é o meu lugar favorito na cidade e dou uma passadinha por lá sempre que posso. O mais divertido pra mim foi estar dentro de um ônibus lotado de blogueiros e poder interagir com alguns deles.
Quanto as palestras, só consegui participar de duas: food styling com os talentosos Adam Pearson, Delores Custer e Tami Hardeman e uma palestra super emocionante com a fantástica fotógrafa Penny De Los Santos, com quem eu já tinha feito um workshop anteriormente. Não canso de ouvir a Penny falar da sua paixão, da visão orgânica que ela dá para suas fotos. Depois de conhecer o trabalho dela, tudo muda. Não tem como continuar pensando da maneira antiga.

Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10
Blogher Food 10 Blogher Food 10
Blogher Food 10

No fechamento do congresso, teve uma conversa muito legal com três blogueiros experientes, cada um com um estilo completamente diferente—Shauna James Ahern, a Gluten Free Girl, o chef Michael Ruhlman e a fofissima Molly Wizenberg do blog Orangette. Mesmo não estando tão enturmada por causa da barreira da lingua do meu blog, me senti super em casa nesse evento. Apesar de ser uma blogueira com muitos anos de experiência, continuo aprendendo todos os dias. As lições nem sempre são sobre como escrever, como fotografar, mas sim como se portar e se posicionar dentro dessa comunidade. Nunca serei uma blogueira profissional, porque não carrego essa ambição comigo. Mas tenho muito bem solidificado o meu próprio estilo, que combina minha personalidade, meus principios e minha maneira de ver o mundo. E assim me posiciono. Escrevendo em português, pra quem lê em português poder ler, sem sentir que pertenço, mas pertencendo muito mais do que eu mesma consigo admitir. No final da palestra a Shauna James Ahern citou uma frase da Virginia Woolf que pode ser o meu motto e o de muitos outros que escrevem em blogs—“we write to taste life twice, in the moment and in retrospect.”

18 comentários sobre “BlogHer Food 10”

  1. Parabens pelo seu blog,não só pelas receitas mas tambem pelas hist´rias que as envolvem.E quanto à lingua,tenho visto alguns blogues com versões bilingues.Será que não dava para fazer algo assim?Pense nisso.Desejo-lhe as maiores felicidades.Beijo

  2. Fer,
    É de arrepiar o seu relato!!! Divino!
    Passo aqui sempre, mesmo que nao deixe um comentario. Como sempre te digo, o seu relato é reconfortante, delicioso, um sopro de alegria e de sonho na vida diaria. As fotos entao nossa! De babar.
    Parabens pelo blog e se puder continuar compartilhando conosco fara muitas pessoas como eu muito Feliz!!
    Beijao

  3. Subscrevo o que os outros já aqui disseram, eu também adoro o seu blog, ler sobre comida assim é especial !
    mas uma correcção, eu também adoro aquela citação e sei que não é da virginia woolf, é da Anais Nin ! bjs

  4. Fer
    Que lindo seu texto, sua simplicidade, as fotos e por compartilhar com seus leitores seus pensamentos, receitas e vivencias. Leio seu blog diariamente e adoro. E adoro porque voce escreve em portugues! Tambem moro aqui na California (LA) e me conforta muito poder ler e experimentar varias receitas americanas lendo em portugues! Obrigada. Abracos, Sara

  5. Fer, a sua conclusão foi um dos pontos fortes deste post. Identificação total. Estou fazendo um curso de creative writing na Berkley Uni. e tenho sentido cada vez mais vontade de ampliar a minha escrita para o inglês. Adoro t ler. Bjos.

  6. Sorte minha seu blog ser em português. Visito-a diariamente, aprendo suas experiências culinárias, tenho a oportunidade de acrescentar mais qualidade e variedade ao cardapio que ofereço à minha família com o que aprendo aqui, tenho o prazer de viajar através de seus textos e volto, as vezes, à minha infância ao ler aqui alguma reminiscência sua . Só me resta agradecer pela sua dedicação e desprendimento ao compartilhar suas experiências. Meu muito obrigada.
    Bjs
    Ps: Adoro suas fotos, são maravilhosas! As suas fotos de flores me encantam. Também acho muito bacana as louças que você apresenta.

  7. Fer, eu me sinto como voce. Quando vou ao SXSW interactive todo ano e pego umas palestras de blogueiros super legais, me sinto entre os dois mundos…e uma mega desvantagem mesmo escrever em portugues nessas horas, a comunidade aqui e tao legal e da vontade de participar mais sim. Mas enfim, seria estranho escrever em ingles…teve uma BlogHer (nao relacionada a foodblogs) em Houston que eu queria ter ido e nao fui, morro de vontade. Essa de foodblogs deve ser ainda melhor 😉 Quer dizer que o David Leite e simpatico mesmo pessoalmente? Eu ja fiz algumas receitas dele, gostei bastante.

  8. Nós lemos, acompanhamos e curtimos muuuuito o seu blog, o mais importante: vc é muito querida por todos que acessam o blog!
    Não comentamos tanto quanto devíamos, mas estamos sepre presentes no seu dia-adia!!!
    Obrigada por compartilhar com a gente…
    Parabéns pelas conquistas.

  9. Fer, que maximo, fiquei super feliz q vc foi! Tinha certeza q vc iria se enturmar e se sentir em casa, que bom q deu tudo certo e vc aproveitou ao maximo o seu dia la!
    Todo ano eh em SF Fer? Vc vai ano q vem? Eu morro de vontade de ir nessas conferencias de blogs, quem sabe ano q vem eu nao vou – ja vou comecar a campanha aqui em casa, rs!
    Adorei as fotos e a ultima frase q vc citou, so true, gostei muito mesmo!
    Beijao!
    Ana

  10. Excesso de humildade tua Fezoca. Para a maioria de nós, leitoras de português, és uma das maiores referencias. Além do mais, eles que aprendam português he he É uma língua exótica e só ficariam a ganhar por ler o teu blog 😉

  11. Fer,
    Que maravilha ter você em um blog escrito em portugues, além do orgulho que você desperta morando aí com cidadania americana, mas sem cortar os laços.Admiro muito a sua disposição e vivacidade, você demonstra fazer o que ama, o que resulta para nós em informações e fotos de qualidade excelente.
    bjus
    Leo

  12. Que legal Fer!
    Adoraria ter participado e estive em São Francisco esse ano, mas não na época certa!! Vou ver se me planejo para uma outra oportunidade, foi bom saber que valeu à pena!
    bjs
    R: Andrea, segue a Elise Bauer no Twitter ou fica de olho no website do BlogHer, pois quando sair a data do congresso de 2011 é bom você comprar ingresso rapidinho! bjo

Deixe a sua pitada: