dez quilos de tomate

10q-tomates_1.jpg

10q-tomates_2.jpg

10q-tomates_5.jpg

10q-tomates_3.jpg

10q-tomates_4.jpg

A fazenda orgânica enviou uma mensagem avisando que eles estavam com um surplus de tomates e estavam vendendo caixas de 10 quilos por 20 mangos cada uma. Me entusiasmei ao ponto do histerismo. Respondi correndo dizendo que queria comprar uma. Quando os tomates aportaram na minha cozinha, percebi o tamanho da encrenca em que tinha me metido. Mas nessa altura a Inês já estava morta e só me restava arregaçar as mangas e começar a rebolar. Decidi usar a tomatada para fazer molho pra congelar. Achei que seria o processo mais fácil. Felizmente tivemos um final de semana de temperaturas muito amenas e pude ter panelões borbulhantes dominando o cenário da minha cozinha. Fazer molho não é complicado, mas envolve tempo. Eu gosto do molho bem grosso, então tem que deixar reduzir em fogo baixo por bastante tempo.

Depois de um final de semana frenético, consegui estocar quase uma dúzia de potes de vidro cheios de molho de tomate, que vão com certeza ajudar a alegrar os dias chuvosos do próximo inverno. Aproveitei também para gastar uma enorme coleção de casca de queijo parmesão, que vou guardando para usar em molho ou para rechear braciolas.
Fiz um molho de tomate bem simplificado. Se quiser pode acrescentar carne, mas eu prefiro sem.

Cozinhe primeiro os tomates com 1/3 de água numa panela funda. Cozinhe até os tomates racharem. Bata tudo no liquidificador—tomates cozidos e água do cozimento. Passe tudo por uma peneira.

Numa panela grande, funda e robusta, coloque um tanto de azeite e refogue cebola, talos de salsão e cenouras, tudo bem picadinho. Quando os legumes estiverem bem macios, junte o purê de tomates já cozido e peneirado. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Junte umas folhas de louro e pedaços de casca de parmesão [a parte dura, que não dá pra ralar]. Deixe cozinhar em fogo baixo, até o molho ficar na consistência desejada. Não deixe muito aguado, tem que ficar um tanto grosso. Quanto mais reduzir, mais grosso e melhor fica.

Deixe esfriar, remova as folhas de louro e os pedaços de casca de queijo, coloque em vasilhas de vidro com tampa e guarde no congelador.

22 comentários sobre “dez quilos de tomate”

  1. Tenho uma amiga italiana, da regiao de Napoles, que me contou que sua mae, as avos e todas as tias tem sua maquinhinha de enlatar tomates. Na epoca dos tomates, elas passam os dias tirando a pele dos tomates, enlatando e se me lembro bem, fervem depois (como se faz com geleia).
    Eu nao tenho maquina de enlatar tomates, mas faco o molho, coloco nos vidros, tampo e ponho todos para ferver por uns 30 minutos. Nao tive coragem de deixar fora da geladeira ainda. Deixo os vidros na geladeira e meu marido vai usando quando estou viajando. Ferve as pastas frescas e poo o molho em cima; eh o jantar.

  2. Fernanda, seu post veio na hora certa pois eu entrei hoje na Internet a procura de um molho de tomate. A receita foi feita porém com as seguintes alterações: retirei as sementes antes de tudo, não coloquei cenoura mas alho e usei uma cebola inteira durante a redução. Ficou perfeito: sem acidez e levemente adocicado.
    Parabéns e obrigada pela receita!
    Att, Beatriz.

  3. Nossa amei, mas será que vc pode dizer que fazenda é essa? Muito bom!
    Suas panelas são realmente lindas!!
    Bjs
    R: Tathiana, é a fazenda orgânica da Universidade da Califórnia. você pode ler sobre ela AQUI. beijo.

  4. Fer,
    essa sua feira organica que entrega em casa é tudo de bom!
    Quisera eu ter uma assim no RJ…
    Fer,
    vc congela em potes de vidro, sem medo?
    Adorei a idéia da lasca de parmesão…será que no feijão fica interessante?
    bjs!
    R: Tatiana, a minha cesta não chega em casa, eu tenho que buscar. mas ai no RJ tem muitas fazendas que entregam em casa, dá uma olhada NESTA LISTA de links que eu organizei. e sei que tem mais. sim, congelo no vidro sem medo–quase nao uso mais plastico na minha cozinha. o queijo no feijao já nao sei. experimenta e se ficar bom me conta. bjo!

  5. Preciso confessar…
    Morri de inveja das suas panelas e da sua cozinha, bem mais do que dos tomates lindos e do molho…hahaha
    Abraços,
    Cláudia

  6. Olá Fer, estou até com vergonha de fazer esta pergunta tão básica, mas… os tomates vão a cozer inteiros e com casca?
    O molho está com um aspecto fantástico e essas panelas… Aiiiiiii 🙁 Aqui na Europa as ‘Creuset’ são tãããão caras.
    R: sim, vao inteiros, como mostra na segunda foto.

  7. Eu ia dizer para você mandar uns tomates pra cá, mas acabei de ver que viraram um belo molho.
    Vou fazer a sua receita, a que eu tenho não é gostosa e me desencoraja sempre que tento fazer em casa.
    Bjo.

  8. Nega, sua receita é bem parecida com a da minha nonna italiana… só essa do queijo eu não conhecia! Uma vez minha irmã comprou cinco quilos de tomate, pôs na panela pra ferver e instruiu a empregada: bate no liquidificador, penéra e volta na panela, com os temperos! A moça cumpriu a instrução cem por cento, só que na hora de peneirar jogou fora o molho e guardou a bagaceira… o molho era pra lasagna do jantar daquela mesma noite, já pensou a felicidade dela quando chegou em casa? Ahahahaha, beijos! Nega Lu
    R: hahaha! nega, que buuuuurrrrraaaaaaaldiiiiceeeee! beijo

  9. Fer,
    já fiz um estoque de potinhos com molho de tomate no freezer. Faço bem simples, parecido com o seu.
    Facilita muito a vida, né.
    Bjs.

  10. Fer, você joga as cascas do parmesão fora após o cozimento do molho?
    Adorei as fotos, e o molho deve estar sensacional!
    Beijos! 🙂
    R: eu jogo, mas tem gente que come. escolha do freguês! 🙂 bj

  11. Simplesmente amo molho de tomate. Fui criada com a versão caseira e acho todos os molhos industrializados muito ruins. Quando faço minhas paneladas quinzenais não resisto e preciso limpar minhas panelas com um pãozinho. Menina sua coleção de creuset’s é uma coisa linda e cheias de molho de tomate então é quase uma covardia comigo! Bjs!

  12. Se alguem tivesse me mostrado so’ o titulo desse post e perguntado de onde vinha, eu acertaria na mosca! TINHA que ser voce!
    🙂
    Sua energia na cozinha e’ mais do que invejavel…. you do the talk AND walk the walk!

Deixe a sua pitada: