sopa de bonito no leite de coco

sopapeixe-neide Nunca perco a mania de comprar ingredientes no impulso e no entusiasmo, sem muitas vezes nem saber que uso poderia dar para eles. Foi o caso de um interessante pacote de floquinhos de peixe seco. Tinha comido essa iguaria algumas vezes, salpicados sobre a comida em restaurantes japoneses e gostei. Então quando vi os pacotinhos na lojinha asiática, já fui rebolantemente colocando um na minha cesta. Comprei os floquinhos de bonito, aqueles que tem um tom levemente rosado. Durante alguns meses, o pacote de peixe seco mudou de lugar várias vezes entre as prateleiras da minha pequena despensa, até que…

Até que a Neide Rigo publicou este artigo sobre o piracuí, a farinha de peixe seco. A dela é um produto artesanal com uma textura um pouco diferente da do meu peixe seco japonês, mas quando vi a receita do bolinho e da sopa usando o peixe fui tomada por um imenso entusiasmo, achando que poderia finalmente dar um uso interessante para o meu produto. Fiquei semanas e semanas sonhando, vidrada naquela sopa com leite de coco. Comprei até pimentão fora da estação, orgânico mas vindo do México [e isso é o tipo de compra que evito e detesto fazer] e finalmente consegui colocar a sopa em prática, fazendo as adaptações necessárias. Substituí as folhas de alfavacão que a Neide usa, por folhas de nabo—sim, elas são comestíveis e me surpreendi em como elas ficam gostosas, logo na primeira vez que as usei. Também tive que improvisar para substituir a farinha d’água, que nunca vi, nem comi. Usei os grits. Com certeza essa minha adaptação usando os flocos de bonito ficou um pouco diferente da sopa da Neide, mas o que valeu foi a intenção. E a minha versão ficou super gostosa e aromática. Matou as lombrigas e gastou o pacote de peixe encalhado no armário. Dois pontos numa só tacada! Segue a receita, já com as minhas adaptações.

sopa de bonito no leite de coco
[serve 4 porções]
2 colheres de sopa de óleo de coco ou azeite
3 dentes de alho picado finamente
Meia cebola [100 gr] picada finamente
2 colheres de sopa de pimentão vermelho picado em cubinhos
2 colheres de sopa de pimentão verde picado em cubinhos
1 pitada de pimenta vermelha em flocos
1 tomate sem pele picado em cubinhos
2 colheres de sopa de coentro fresco picado
7 folhas de folhas de nabo picadas
1 xícara [50 gr] de flocos de bonito seco
1 litro de água fervente
1/3 de xícara de grits
1 xícara de leite de coco
Gotas de molho de pimenta a gosto
Suco de meio limão rosa pequeno

Numa panela, aqueça o azeite e doure nele o alho. Junte a cebola e deixe murchar. Adicione os pimentões, a pimenta, o tomate, o coentro e as folhas de nabo e misture. Junte o bonito seco, a água e uma pitada de sal. Em seguida, coloque o grits e misture. Cozinhe por 5 minutos ou até os grânulos dos grits estarem transparentes. Junte o leite de coco e gotas de molho de pimenta a gosto. Adicione sal a gosto. Prove e corrija, se necessário. Quando começar a ferver, desligue o fogo e junte gotas de limão. Sirva imediatamente.

7 comentários sobre “sopa de bonito no leite de coco”

  1. Fer, que demais ficou esta sopinha. Eu deixei passar não sei porque (acho que quando vim aqui, me desviei para o 365.. e esqueci de voltar rsss). Virou outra coisa, né? mas pelo jeito muito gostosa. Cozinha é isto, o que vale é a ideia e a liberdade que ainda temos pra criar.
    Ficaram lindas as cumbuquinhas. Embora pareçam feitas de coco, elas são feitas de cuia, fruto da cuieira, parecido com a cabaça, só que dá em árvore e é redonda.
    Beijos e receita anotada! n

  2. esta sopa parece deliciosa. E as vasilhinhas s~ao lindas. Sao cuias dentro ou cumbuquinhas?
    R: sao cuias, daquelas feitas com a casca do coco polida, super lindas e ainda tem uns carvings embaixo, pena que não dá pra ver. 😉

  3. oi, como foi citado o tamarino, eu sempre bebi suco de tamarino, depois conheci uma familia de indiano, que usava a pasta de tamarino, eu chamo de cozido mais tem outro nome, que no me lembro,eu já usei para temperar frango grelhado, peixe e deu muito certo ficou saboroso, e diferente,usei no(pargo).ele fica meio agridoce. beijos.
    R: obrigadao pela dica, Diulza! bjo

  4. Terceira a curtir os potinhos… LINDOS!
    e…. dei muita risada com o “rebolantemente” – se eu fizer uma lista das coisas que comprei por impulso e estao na minha despensa, vou ficar envergonhada…
    mas confesso duas:
    pasta de tamarindo
    e
    fermented black beans
    mas tem muito, muito mais….
    eu nao tomo jeito mesmo…..
    🙂
    R: hahaha! Sally, give me five! tambem comprei a pasta de tamarindo que esta na minha geladeira ha meses e nao sei como usar. que bom que nao estamos sozinhas nessas nossas compras alopradas! beijo

  5. Hum, adorei no inverno vou fazer, pois eu uso muito os flocos de bonito, para dashi, mais é sempre a mesma coisa, esta receita é totalmente diferente foge do oriental no blog da Marisa (Delícia) ela até tem uma receita para aproveitar os flocos depois de feito o caldo, pois , geralmente não o usamos, gostei beijos bom fim de semana. (Diu)
    R: se tiver mais ideias me conta, tah? bom finde-feriado pra voce tbm, beijo 🙂

  6. Inusitada como sempre hein Fer!! Até fiquei curiosa para experimentar essa sopa viu!! Eu tbm tenho dessas na hora da compra…acho interessante e compro (sem saber o que fazer..rs)…
    Outra coisa, amei seus potinhos!!!!!Lindos demais…geralmente eu adoro seus pratos, travessas…acho lindas e diferenciadas! Mas essa de hj superou!! Vc é mto caprichosa!
    Bjs Fe.
    R: obrigada, Fê! esses potinhos vieram do Brasil, presentes da querida Neide Rigo, que é a dona da receita e também do bom gosto. um beijo 🙂

Deixe a sua pitada: