bolo de tangerina

bolo-clementine-1S.jpg

Eu estava com uma super expectativa com relação a este bolo de tangerinas com receita da Nigella adaptada pela Deb. Vou dizer que fiquei um pouco decepcionada. Não só eu, mas o galante e corajoso crítico, que prova tudo o que eu faço. Se ele não elogia e não come nem mais uma migalha, é sinal de que a receita realmente não emplacou. Esse foi o caso. Não vou reclamar de nada, juro! Só vou dizer que deveria, talvez, ter usado a farinha de amêndoas ao invés de moer as amêndoas com casca no processador. A massa do bolo ficou bem granulada e com cores diferentes, certamente por causa da presença da película da casca. Mas não foi um grande problema. O bolo ficou bem úmido, não muito doce, muito bom pra comer no café da manhã. O Gabriel colaborou devorando uma fatia grande. Mas mesmo assim sobrou… e sobrou. Depois de uma semana ainda tenho uma última fatia dele guardada na geladeira. Não é fácil comer um bolo inteiro quase sozinha, né?

clementine cake
4 ou 5 tangerinas clementines ou outra variedade
[mais ou menos umas 375 gr]
6 ovos
1 xícara mais 2 colheres de sopa [225 gr] de açúcar
2 1/3 xícaras [250 gr] de amêndoas moídas [*ou farinha de amêndoas]
1 colher de chá de fermento em pó
Açúcar de confeiteiro para polvilhar [*não usei]

Coloque as tangerinas numa panela com água e cozinha por 2 horas [*eu cozinhei menos tempo]. Coe as frutas, deixe esfriar, corte ao meio e remova as sementes [*as minhas não tinham sementes, então pulei essa parte]. Coloque as tangerinas no processador ou pique com uma faca em micro pedacinhos.

Pré-aqueça o forno em 375°F /190°C. Unte uma forma de fundo removível de 8″/ 21cm com manteiga e forre com parchment paper.

Bata os ovos. Adicione o açúcar, amêndoas moídas e fermento. Misture bem e adicione as tangerinas moídas. Coloque a massa na forma untada e asse por 50 minutos. O bolo pode ficar bem escuro em cima, então é melhor ficar de olho e cobrir com uma folha de papel alumínio quando ele estiver dourado o suficiente, para não ficar muito escuro, como eu achei que o meu ficou.

Remova o bolo do forno e deixe esfriar numa grade. Quando esfriar, remova da forma e transfira para uma travessa. Polvilhe com açúcar de confeiteiro se quiser. Como a Nigella avisou, esse bolo fica realmente melhor no dia seguinte. E nos dias seguintes ao dia seguinte, como foi o caso aqui em casa.

A Deb diz que a Nigella também faz o bolo com limões e laranjas, aumentando a quantidade de açúcar para 1 1/4 de xícara. Quero testar essa versão em breve.

12 comentários sobre “bolo de tangerina”

  1. Ola, pois eu fiz o bolo mal vi a Nigela a fazer e ADOREI!!! ficou uma maravilha, um pouco amargo mas servi com yogurte grego natural uma delicia!!! MESMO!

  2. Eu também moí as amêndoas no liquidificador com pele e tudo e ficou o máximo.
    Comprei limão siciliano para fazer outro.
    Adorei, é sem glúten, cheio de fibras, maravilhoso. Adoro justamente a textura molhadinha. Experimentem comê-lo com ganache de chocolate meio amargo. Di-vi-no!!!

  3. A Nina do Gourmandise postou uma receita no começo do ano. Usei a receita como referencia e deu muito certo, repeti a receita várias vezes.

  4. Oi Fer, peguei essa receita no La cucinetta, e fiz com a mexerica Rio, aquela pequena e perfumadissima, que não dá para esconder que vc chupou mexerica. O meu bolo deu certo e ficou saborosissimo, além de perfumado, qdo abri o tupperware aqui no Trabalho, todos acharam que tinha trazido a fruta, acabei tendo de dsitribuir a receita, acabou rapidinho o bolo.
    Vou experimentar fazer com outros tipos de mexerica.
    Um abraço

  5. Oi Fer, tudo bom? Sou fã do teu blog, passou aqui todos os dias, mas nunca havia deixado nenhum recado…shame on me. Bom, só passei para dizer que também tive sérios problemas com essa receita, tu não tá sozinha no barco!!!
    Hehehehehehehehe!
    Beijos
    Helena
    R: hahaha! que ALIVIO, Helena! um beijo pra voce!

  6. Que pena q nao ficou tao bom Fer, ta com uma cor bonita mesmo. Mas bolo feito com farinha de amendoas sempre fica mais umido e com uma textura meio grainy – eh certamente uma textura diferente q nao da p/ comparar com a de um bolo comum. Talvez se tivesse usado uma parte de farinha junto com o almond meal tivesse ajudado.
    Sabe outra coisa Fer, talvez usando metade fermento e metade bicarbonato (baking soda) teria ajudado, pois o baking soda reage com a acidez dos ingredientes. Algo a se pensar ne?!
    Beijos!
    Ana

  7. Parabéns! é dos poucos blogs que conheço que postou uma receita que não correu bem/não gostou… tantas vezes que isso acontece!
    Gosto imenso do seu blog! Parabéns!

  8. Uma boa idéia para se livrar de bolos encalhados, é cortar em fatias finas e torrar.
    Fica ótimo para belisacar com um café gostoso.
    Eu não costumo comprar tangerinas aqui, pois uma vez comprei e estavam tão ácidas, que tenho medo que seja sempre assim.
    Bjs 🙂
    R: mas esse bolo não torra bem, umido e granulado. bom, ja acabou. que falta de sorte, aqui sao tantas variedades de tangerina e todas deliciosas, estamos nos esbaldando! essas que usei nessa receita estavam fortes e docinhas. talvez seja a epoca, mas ai na Florida eh terra de citros. beijos!

  9. Fer, tb tenho a versão que vi no Smitten anotada para experimentar.
    Já temos tangerinas na quinta então não vai demorar.
    Como eu sei o difícil que é dar trato a um bolo sozinha…
    às tantas, mesmo quando se gosta muito, já não há pachorra para o continuar a ver ainda no frigorífico.
    Beijinhos.
    R: vou aguardar entao voce fazer a sua versao desse bolo pra saber sua opiniao e detalhes! beijo 🙂

Deixe a sua pitada: