feijoada
[the north american way]

feijoada Tucos
feijoada Tucos feijoada Tucos
feijoada Tucos
feijoada Tucos
feijoada Tucos feijoada Tucos

Davis é uma cidade universitária e portanto a maioria dos restaurantes aqui visam atender a clientela estudantil—pessoal jovem, sem muita grana e com muita fome! São dezenas de all you can eat sushi, pizzarias, mexicanos com porções gigantescas, lugares que vendem sanduíches imensos e outras bodegas similares. Mesmo assim temos a sorte de ter alguns restaurantes mais sofisticados, que seguem os preceitos da nova cozinha californiana, usando ingredientes da melhor qualidade, tudo fresquinho, geralmente de produção local, servindo porções decentes, nada daqueles pratões que alimentam tranquilamente cinco elefantes. O Tucos é um desses restaurantes e talvez o menos conhecido, pois fica num espaço bem pequeno e quase escondido em downtown, sem placas piscantes na entrada.

Nós adoramos o Tucos e sempre comemos bem lá. O lugar nunca está lotado. Raramente precisamos fazer reserva. E somos sempre muito bem tratados. Vira e mexe encontro o proprietário fazendo comprinhas no Farmers Market ou no Co-op. O Tucos é o meu tipo de restaurante, membro ativo do movimento Slow Food, com uma atmosfera down-to-earth, servindo comida de excelente qualidade. Portanto é sempre no Tucos que levamos nossos visitantes. Desta vez recebemos a Maryanne e o Paulo para uma visitinha à cidade e marcamos de almoçar no Tucos.

Um dos grandes atrativos do Tucos é o menu eclético com algumas comidas sul americanas e o fato deles oferecerem sucos naturais de frutas brasileiras, além do pão de queijo [adaptado dessa receita da Pati] e a feijoada. Nunca tinha pedido a feijoada, com o pretexto de que feijoada eu sei fazer e faço muito bem, sem falsa modéstia. Mas nesse almoço com a Maryanne e o Paulo, resolvi me jogar no feijão preto, para ver se o nosso prato tradicional estava sendo bem interpretado. Foi um almoço muito simples, não teve confusão de pedidos, pois todos pediram a mesma coisa: suco de fruta, pão de queijo com trufas e feijoada. Adicionei uma porção de azeitonas no pedido, só porque não consigo resistir à essas deliciazinhas. Os sucos de maracujá e goiaba que pedimos estavam ótimos, bem forte e bem grossos, batidos com gelo como num smoothie. Do pão de queijo nunca tenho reclamação. Chega quentíssimo à mesa, molinho, cheiroso, eu adoro. A feijoada não decepcionou, mas tenho algumas criticas. A garçonete nos preveniu que o prato continha nozes, caso alguém fosse alérgico. Nozes, nos entreolhamos com cara de interrogação. Nozes? Bom, na farofa tinha nozes e uvas passas brancas. Desculpa, mas uva passa na farofa da feijoada eu nunca vi. Essa parte da adaptação esticou o limite um pouco além do necessário, não? Já tem a fatia de laranja, não precisa de mais ingredientes doces na feijoada. Faltou também um molhozinho de pimenta, mas tudo bem, perdoado. O feijão estava saboroso, com carninha de porco desfiada. Faltou a carne-seca, mas aí também é pedir demais. A feijoada do Tucos é muito boa. Quem nunca provou uma feijoada brasileira, vai ter uma idéia correta do que o prato realmente é. Não é perfeita, mas não tem enganação. Uma feijoada adaptada, do jeito americano, ou melhor, californiano.

*Ah, faltou também a cairpirinha, né Maryanne?
**As sobremesas não tinham nada de brasileiras, mas estavam perfeitas. Pudim de pão, shortcake de morango e torta de maça com caramelo.

8 comentários sobre “feijoada
[the north american way]”

  1. Oi Fer,
    Que chique feijoada em plena Califórnia.. deu água na boca vou fazer uma vegetariana dentro em breve!
    Tudo bem contigo?
    Você nunca veio para San Francisco depois que nos falamos, veio?
    O jantar naquele restaurante do Noe Valley inda está de pé?
    Acabo de mandar uma msg para sua amiga Maryanne do hotel california, espero que nosso encontro possa dar certo. Seria ótimo poder conhecê-las.
    WeirdCombinations fez 6 meses recentemente, yoohoo!
    Abração,
    Heguiberto

  2. Querida Amiga, na minha opiniao, eles confudiram as farofas: farofa com frutas/nuts, eh farofa de festa (Natal, Ano Novo, Pascoa..enfim, quase um stuffing! no BR), diferente de farofa de feijoada que eh salgada (bacon/toucinho/carrots etc).
    My cents on a Friday night:):)
    Bjssssssssss
    PS: AME_EI o tchin-tchin:):) ReallY:):)Estou sorrindo ateh agora..hehe

  3. Babei com as fotos das sobremesas!!!!
    Eu nao acho um crime modificar a farofa, ate’ porque e’ a parte mais esquisita da culinaria brasileira, ha ha ha! Vale pela criatividade.

Deixe a sua pitada: